não sei como cheguei aqui, dentro do amor, envolvida por um sentimento que possui a dualidade de ser lúdico e sério, sonho e realidade crua. Cresci. Em algum momento optei por esta vida, devo ter tomado um caminho que me trouxe a esta casa, a esta história, e a esta felicidade Quanto mais conheco os homens mais adoro meu cachorro a vagina é uma gruta de cabelo arrepiado,fica sempre situada na região mais enxuta;é o roçado da puta e o descanso do vagabundo fez a morada no fundo e hoje vive fedendo. E para os que vêm nascendo?É A PORTEIRA DO MUNDO E então olhei para o céu e vi o que nunca mais sairá da minha mente, com um anjo barroco ao meu lado naquele muro e recitando um poema de Bandeiras, um enebriante pôr do sol alaranjado de inverno em Ouro Preto. Ali nasceu uma mulher e vivo descontente a minha vida que por tão pouco podia ser só alegria matou geral, com o berimbal, troço de macumba, êta le lÊ!!! bota pra fuder!!!! Ninguém merece essa porra, coisa escrota, história escrota, sem noção, parece meu irmão, irmão que não tenho, com muito empenho, tudo rimando, isso estragando, qualquer coisa é coisa. Não aguento mais o mundo, pura hipocrisia, desista dinastia, compro uma ilha, jogo na tele sena, ou então na mega sena o meu Palestra que não se arruma nunca, mas ainda sofro menos que os curintianos o pior de tudo é que estou sendo tomado pelo medo ao desconhecido.Minha natureza primal enfim fala mais alto quando começou o getulismo e toda essa onda de ismos que resultou no homossexualismo e otras cositas más. Na verdade choveu homens em Princesa deflagrando uma briga histórica e continuo neste texto querendo dizer que conseguir ler tuod que estava anteriormente ao que estou escrevendo, em exatamente um ahora e sete minutos; mas é claro,poucos vao acreditar que eu tive a imensa coragem de ler tudo o que estava registrado anteriormente as minhas palavras, mas é a pura verdade, pois o mundo é assim mesmo; a verdade é tao insensata, é tao impura que quando a dizemos, poucos acreditam;seria como ler uma revista de fofocas e acreditar em todas aquelas leviandades, baixarias e invasoes de privacidade que só fazem baixar cada vez mais a cultura do leitor e aumentar a capacidade de criticos e auto-criticos, pois fazer critica é a coisa masi fácil, mais maleável, mais ignóbil, maisi inflavel do mundo, pois quemtem boc vai a Roma, a Paris, a Bangladesh, a Tanzania, a Malásia, a terra dos Tsunamys reecontrar algum morto vivo ou totalmente dilascerado por um mundo de água que insubitamente decidiu varrer a costa oriental do mundo, pois agua não foi feita apenas para matr a sede, mas para que se a respeite; e voltando a todas essas palavras que acabei de ler e como um critico por ser a coisa mais facil e maleavel do mundo, admito dizer que certos trechos estao em perfeita sintonia, outras em estado de apatia, outras apenas com o terror da nossa linguagem atual coberta de gírias e mais gírias que so servem para apaziguar ainda mais a lingua portuguesa, enquanto isso há outros trechos em que a cultura brasileira juntmente com palavras estrangeiras formam um casal incomum... como tambem forma um casal cambaleando de espanto os chamados palavroes que na verdade sao as palavras comuns,já que as falamos a toda hora,não é mesmo? e algumas passagens onde certas coisas sao sentidas, certos sentimentos sao tocados bem lá no fundo da alma: a frieza, a solidao, a plenitude, a fraqueza, a felicidade, a maravilha de viver no mundo e saber onde se poe os pés de verdade, a certeza de que morreremos um dia mesmo que nao seja de tédio, dor ou veneno, e que tudo que se ganha nessa vida é pra perder; e mesmo que as regrs do jogo sejam estas, admito que ainda prefiro continuar sendo um sonhador a imitar palavras como as de Drummond, as de fingir devaneios como as de Castro Alves, as de amedrontar de suspense e espanto como as de Mario Quintana, ou as de amar, pura e simplesmente amar como as de Vinicius de Moraes, que como poeta, como poetinha foi talvez o unico a viver a vida de poeta, e nos vivemos as nossas vidas; uns dias em crises sem igual, outros dias numa felicidade de causar espanto, outros dias numa indecifrável insustentacao do ser comum sentimento de fraqueza e a dormencia dos olhos e do peito flamejante, e na maioria dos dias em nossas rotinas diarias onde o dia amanhece, e a gente trabalha, e o dia anoitece, e a gente dorme, e o final de semana chega e a gente namora, a gente beija, abraca e faz sexo e se degola de prazer e se refaz de tudo, e diz que a vida é maravilhosa, e percebe a sinceridade e o fingimento, mas nao importa, parece ser tudo normal; Sim, acho tudo tao normal... e para os que nao tem nada disso por forca do hábito, ou por destino, ou desolacao, ou ate mesmo por frescura, escolhas demais, o que vem é a solidao que apesar de ser doída nao é tao doída quanto a solidao a dois. Por isso, faca sua escolha: uma solidao individual ou uma solidao a dois; talvez depois de viver e dormir e acordar com uma delas verás que talvez eu tenha razao. Ah!! e o meu amor que anda longe, esta tao longe, mas dentro do meu coracao, quantas coisas juntas fiemos pudemos fazer e sem sentirmos nenhum tipo de remorso, ou tremor ou arrependimento, tudo feito com um carinho e um respeito sem igual e apesar da imensa saudade crio que o mundo capitalista, a distancia, as diferencas de ponto de vista e as vontade incessantes nao seraonenhum obstáculo apra que um dia talvez este precioso milagre aconteca; mas, por enquanto me sinto feliz em ter lido este texto inteiro antes das minhas palavras logicamente, e confesso em dizer que a informatica, esse inigualavel mundo da era digital, da internet, da globalizacao nos colocarao ao topo de dois mundos; ao da era dos macacos, como mesmo se chama este "e-mail" e ao mundo do grao de feijao, da casca do ovo, do caroço de milho, ou seja, estamos tao pequenos que parecem que nossos distantes amigos orientais estaoao nosso lado, andando com a gente, dormindo com a gente... e o que mais esperar da era da globalizacao para os próximos anos?? nao sei, algo imprevisível. a unica coisa que espero é continuar a dedilhando este texto que muito me almeja sem pestanejar, a unica coisa que espero é continuar a estudar todas as coisas para ter alguma coisa em mente de cada uma delas, a unica coisa que espero é que a violencia nao esteja em meu caminho... e já que espero várias coisas, gostaria de passar meus próximos dias recordando a minha amada, pensando em minha amada, esperando a minha amada... E nao adiantem achar que estas palavras todas estao sem pé nem cabeca; a vida é como um turbilhao, as principais obras sempre vem do acaso, e nós apenas passamos a vida inteira a aprecia-las como se fosse a coisa mais bela do mundo... Estou pensando em terminar pois já deu a minha hora de ir pra casa e termino dizendo que tudo tem seu momento certo, de chegar de ficar, de passar, e todas as horas sao extremas, e todos os encontros serao "adeuses"mas o quê estou dizendo? A minha vida acontece aqui e não em qualquer lugar que venha na minha cabeça. A não ser que eu pense em me mudar, me mandar seria o termo melhor e tentar deixa essa rotina de lado que não parece ser a ponto de vista de outra pessoa. acho que essa cidade ja me enjuou, partirei assim que que os primeiros raios de luz do sol cruzarem o céu. Mas espere!! Pra onde eu vou? NÃO SERÃO VITIMAS DO SOFRIMENTO AQUELES QUA CREEM QUE O MUNDO É UM LUGAR ONDE CADA HOMEM PODE CONTAR APENAS CONSIGO MESMO O olho de hórus é o olho que tudo vê a vida é um navio de merda que navega num mar de mijo com ondas de peidos e bufas aquilo que não tem solução solucionado está como e lindo o sol que naceu com o peneu furado e o ventilador ocilando para tropesar a a a a que jeito 4 folha duas + duas Quem Malandro é o "Suprasumo" da decência, e para quem não sabe O culmulo da Inteligência sol e lua ao mesmo tempo, como pode? Não quero ser um livro esquecido na estante de um gigante de Pasárgada. Não quero ser comprada com anúncios inúteis para uma vida fútil. Não quero viver melhor nos padrões,podrões, porões feitos em série. Roubaram de mim a linguagem e me deram em troca ideologias.Vivemos, agora, numa grande caixa de Pandora, cuja tampa, lacrada, violaram indo atrás de outros horizontes para destruir mas ninguem ficou ferido -Xíiííi, lá vem aquele cara de novo, churomigar que estar com dívidas e que não tem o amor do filho nem o respeito da mulher…  -Pois é, ele escreveu aquele textozinho nos 5xMacacos como se fosse um exorcismo, como se em um passe de mágica, só porque escreveu aquelas singelas palavras que não foram aproveitadas, todos os seus problemas estariam resolvidos, que nada...os problemas ainda estão lá e ainda piores... -Pobre diabo...estar falido...fodido e não pago...este cara estar falido mesmo...e ainda quer que se resolvam todos os seus problemas como que em passe de mágica, pobre diabo... -Pois é, um homem falido e sem amor...e pensar que quando ele era adolecente não passava de um burgueszinho pseudo-letrado assim como boa parte daquele pessoa que contribui para Macacos, Macacos, Macacos, Macacos, Macacos -Burgueszinho de bosta... -Ele era um Burgueszinho de bosta dos anos 80... -Ou melhor, anus 80... -Pois é, ele viveu aquilo ali...curtiu o Cure, Bauhaus, Duram Duram, Sisters of Mercy, Mission, Joy Divison, New Order, Tears for Fears -RPM, Blitz, Zero... -Era um merda mesmo...um pobre coitado...de bosta... -Adorava quando Rambo matava os russos no cinema... -Se arrepiou quando viu o muro de Berlim cair... -Votou em Collor e dois anos depois estava com a cara pintada no meio da rua se achando o máximo... -É um idiota completo, não admira estar falido... -Mas como foi que ele faliu desse jeito...já que era burguês -Ora meu caro os burgueses também vão à falência...foi tudo por causa do vício... -Vício? Foi Maconha, Cocaína ou Álcool? -Que nada...Jogo...perdeu tudo no jogo...casa...carro...amor próprio -Pobre diabo...pobre diabo -Pobre merda, isso sim... - ...como dizem os “queridos irmãos” argentinos, um macaquito brasileño de mierda... - e ele ainda achava que se escrevesse para os Macacos Macacos Macacos Macacos Macacos, todos os seus problemas estariam resolvidos... como num passe de mágica...pobre diabo... - deixa ele lá como nome no SPC, SERASA...para aprender... voce é bonito eu sou feio, sua mae te amo eu te odeio Bala juquinha bala de coco bala de canhão não não obrigado estou de regime A EMBRIAGUEZ PASSA.. A IGNORANCIA É SUPERADA... MAS A ESTUPIDEZ, ESSA PODE SER ETERNA São Paulo é o lixo do lixo do lixo da humanidade. Como no filme A.I. onde os restos iam no depósito de lixo, onde se jogavam os restos e os restos iam buscar restos dos restos para juntar aos seus restos mas isso é demais, não é.quero ter amigos que gostem de mim,que me façam feliz.não preciso de grana, já que posso conseguir.Quero me sentir feliz como nos comerciais que mostram aquelas pessoas felizes por causa do produto.Que grande idiotice! Pensam que isso é a felicidade, mas estão enganados.A felicidade mora na gente,é só a gente querer despertar ela para termos uma vida melhor,sem precisar desses bobocas para dizeer onde é a felicidade.hahahaha Hoje a festa é no meu APÊ e o povo com sede pela vida e desgarrado dessas futilidades do cotidiano, bebiam o sangue como quem bebe o primeiro gozo. todos tem o direito de ser feliz e para se fazer o bem para com que a hermonia seja completa não precisamos ser belos e perfeitos, nao precisamos ter tudo, nao precisamos de um papel carimbado para dizermos o que e quanto somos melhores do que os outros. precisamos é beber a vida sem medo da morte, precisamos ser éticos e respeitar a natureza, contudo é preciso coragem não sei como cheguei aqui, dentro do amor, envolvida por um sentimento que possui a dualidade de ser lúdico e sério, sonho e realidade crua. Cresci. Em algum momento optei por esta vida, devo ter tomado um caminho que me trouxe a esta casa, a esta história, e a esta felicidade leito sacerdotal, amor pulssando nas veias e compaixão explodindo pelos poros, com a mesma organização de uma sociedades de macacos, meu corpo organiza sentimentos multiplos,porem, nada comparado ao prazer de existir Isto ficaria mais interessante que um ovo pendurado no varal sem o respeito do seu filho e o despreso da sua esposa, com o nome no SPC e SERASA, triste e com dívidas...mas sobretudo um coração triste...medo e solidão ...uma lágrima solitária escorre do canto do olho...e o rosto se contraí em dor TESTANDO NOVAMENTE eu que neste dia ensolarado de 17 de fevereiro do ano de 2005 as 11:25 AM,sinto uma vontade de gritar e explodir dizendo a frase"PAZ NO MUNDO " e vai um abraço pra vocês, meus familiares que apesar de não saber o verdadeiro sentido da vida ainda sim fazem parte do meu convivio, mando um abraço a todas as raças e etnias que existem e que vão existir daqui pra frente, uma nova era vem surgindo acredito que seja a era da corrupção da desigualdade social misturado com cheiro de sangue e armas atomicas que cada vez mais ruge perto de nós todos malditos yankkes que querem a distruição do mundo e a posse da nossa virgem e bela AMAZÔNIA nós, a nossa gração teve a oportunidade de comtemplar um céu azul, tivemos a honra de nadar sentir o prazer de ver peixes nadando em rios de agua limpida ou até mesmo de tomar agua mineral!!!! MAIS ATÉ QUANDO !!!  mas tivemos a tristeza de ver povos matando uns aos outros por uma causa que dizem ser de ALA (DEUS) sera que deus é tão ruim assim a ponto de deixar que seres racionais comentam tamanha irracionalidade Na verdade, Aioria era o mais poderoso dos DEUSES desse planeta,... mas com a nova era foi tudo mudado.. e ele agora domina todo o sistema da nova era moderna de um novo planeta..... {§| - A I O R I A - |§} Deus entre os homens mas onde estão as teorias conpiratorias? nossa realidade se transformou em uma ilusão seguida por aqueles que vivem da futilidade da moda que um ser se personalidade ditou, sem dizer na grande escravatura e manipulação total que a Rede GLOBO faz com pessoas desamparadas por isso servos estão voando e formigas formando orquestras, por isso digo que os Anoes irão dominar o mundo e tempestade de bombons no ano seguinte. O sertão não virou mar mas ficou mais doce. Nos anos seguintes, eventos climáticos exóticos continuaram assustando a pequena população da minúscula cidade de Princesa ser músico nesse país é F.... Mas, pelo menos, a gente faz o que gosta. Faz nada! Ter que tocar coisas de péssimo gosto e puramente comercial chega a ferir a alma. E depois vem gente dizendo que músico não trabalha. Macaco 1940,1950...1976, nasceu uma menina,tinha neblina,cara redonda, parecia lua, taí, o nome Maria Lua, destino quiz ser professora, o coração, atriz... o pai, moça casada, a mãe, criadora de avestruz... Pensando já Diante de tanta macaquice, encontramos algo que não podemos compreender, e o que na verdade seria? As discusões continuam as mesmas, e qual é a verdeira discursão? as interrogãções são como foices que cortam o diálogo, buscando a dúvida de arcabouço sem fundo, tentando buscar a epistemologia dos covardes tentando nos acuar em canto, sujo,úmido e vazio, querendo nos dicotomizar, nos vincular a uma bengala, ou até nos fazer rastejar, pedir clêmencia, nos tornar escravos de sua palavra unifome, sem gosto. De repente, nos tocamos que a vida não como pensavamos, buscamos com afinco o tudo, o muita das vezes deixamos o nada nos tornar intimos dele...Chega!!!!!!!!!!!!não vamos chamar o nada para tomar cerveja com tira gosto. vamos nos transformar em nada para podermos no infiltrar e domar o tudo...ué? mas essa não é atual política 2005, criar rótulos para serem adimirados. Começar de novo, sentar ao redor fogueira e porcurar novos Deuses, trazer novos mitos, lendas, seres fantásticos que não sejam conronpidos com drogas possíveis e impossíveis a essência do núcleo. Deixar que nossos pêlos e caudas cresçam e voltarmos para a mata...de repente fica difícil pensar como ouvi uma vez "é uma pena eu não ser burro assim eu não sofria tanto..." ou o que li "o mundo seria melhor se não existisse gente". sem Códigos ou gratidão apenas incertezas que compõe parte da esperança balas de leite, de cereja, de café... balas para todos os gostos. Um sonho de tanto pensar naquilo que me faz sonhar com pesadelos horríveis de momentos memoráveis de puro relaxamento e reflexão sobre a teoria de todos os estados físico-quimicos das atitudes proativas de quem não tem tempo a perder, mas se perde no tempo e busca alívio ao pensar no ontem como tempo passado, hoje como presente e amanhã como futuro, mas na verdade não existe presente, somente passado e futuro, uma vez que tudo o que já aconteceu faz parte do passado e tudo que ainda vai acontecer diz respeito ao futuro. Ahh, o presente, voce deve estar imaginando que seja tudo que está acontecendo agora, mas o agora já é passado, porque já aconteceu e só nos resta então o futuro. Logo o presente não existe Havia alegria ela ao meu lado a maravilha de um mundo por eu ignorado agora choro, grito, chingo, pragejo enfim tudo que fizer não adiantará pois ela comigo não mais ficará pouco antes do Rugby e do Johny B Good fazerem sucesso no país balas de goma arábica mas Deus é cruel e inveja é como um sapo, já que tem olho grande e vive na lama Muitas pessoas ficam felizes com minha presença e eu fico feliz com a presença de muitas pessoas e todos ficarão felizes com a presença de todos Agora ou nunca Macaco ape! Meu macaco onde?, agora? Forever!Nat King Cole? Diane Krall Meu pau ardendo My soul burnning Voce aí Onde? Muse my favorite band. Radiohead. Tommy, can you hear me a gente tem que viver a vida. Nós viemos ao mundo para viver a vida e não pra ter carro importado, mansão de 7 quartos, roupa de griffe, rolex, etc.etc. A vida é tão bela, quando se sabe viver, e as coisas mais bonitas são de graça, estão aí na natureza pra quem quiser ver e sentir e curtir...nada como sentar embaixo de uma árvore vendo o rio passar na sua frente, escutando o piar dos pássaros, ouvindo barulho de peixe pular n'água, e claro, com uma skolzinha bem gelada na mão e em boa companhia...ah vida boa ridiculoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooosoooooooooooooooooo macacoooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooooridiculooooooooooooooooooo Maria Helena, me liga hoje ás seis, sei que vc ta lendo isso de novo, já comprei os lencóis, sua mae gostou de mim, seu pai nao estava em casa, vai dar tudo certo meu bem, beijos se rabo de porco não é parafuso não é para o fuso da porca o parafuso é, pois é, sabe como é, se não da pé vai a pé, porque o peito do pé de Pedro é preto, branco, verde, azul e amarelo assim como caramelo, e não como caramelo porque dá cárie e engorda e se engorda, é como se fosse um engôdo que nas artimanhas de quem é gordo acorda de madrugada pra assaltar a geladeira, meio que por brincadeira, mas que brincadeira sem graça!!! nada nessa vida é de graça, nem sentar no banco da praça, porque a praça é da prefeitura que adota o modelo linha dura, assim como minha prima que vive dura porque frita o cartão de crédito, e quer ter crédito, mas sua conta vive no débito, no vermelho, vermelho sangue, sangue-bom toda vida.  Peraí, esquecí!! ou será que ainda não vivi, ou não vi, vou perguntar a Vivi, se ela me viu aqui ou se tudo não passa de delírio, utopia, magia, alquimia, isquemia, paralisia, Bahia, bainha, campainha, da casa da Dona Maria, Maria das Graças, minha mãe, e sogra da minha cunhada e por falar em cunhada lembrei do meu ex-cunhado, irmão dela, a mulher que eu amo. Jô, eu te amo ano em que Getúlio Dornelles Vargas encontrou-se Com Daniela Vitali e por ela se encantou... Porém, o que Seu Gegê não sabia é que Danizinha, encadeando épocas, trouxe ao encontro do velho que viraria retrato na parede (um retrato sorridente...) desde tempos imemoriais, a bela Neera, reencarnada no século XX como a Deusa de Celulóide, Mary Louise Brooks, mais conhecida como Louise Brooks. Quando Seu Gegê, assanhado que era, viu Louise Brooks. desistiu da revolução e fugiu com ela para Cochabamba ( e as coxas do velhinho ficaram realmente bambas...). Feito isto, deveria assumir Seu Julinho, cujo apelido era Júlio Prestes, mas por estar com dengue, febre amarela e gripe espanhola, renunciou ao mandato em favor de seu irmão (pelo menos ele pensava que assim o fosse...), Luis Carlos Prestes. E foi assim, por causa de uma tramóia habilíssima de Daniela Vitali, que o Brasil se tornou a primeira República Socialista do continente americano, antecedendo, em muita, a Revolução Cubana,ainda mais que Titio Fidel na época só tinha três anos amo uma mulher, mais do que já amei qualquer outra em minha vida, porém fui burro e não cuidei dela como merecia. Ainda tenho esperança de reconquistá-la, mas sei que tenho que me empenhar e melhorar muito. Não sou uma pessoa má, somente vivi muito tempo com uma pessoa errada e que me fez esquecer de como é importante e verdadeiro o conceito que diz "quem ama cuida", mas um dia chego lá (Jô, eu te amo!!!!) A vida, a consciência, o eu-para-si, nada mais é do que a centelha de luz entre duas eternidades de trevas. A individualização da consciência humana foi a forma conseguida pela matéria de ter entendimento de si mesma.Somos matéria e, sendo matéria, somos a contração e a contrafação da energia primordial e, desta forma, acompanharemos o destino do cosmos: ou nos extinguiremos com o esgotamento da energia cósmica de que somos feitos ou então contrairemos até retornar ao ovo cósmico primordial que talvez, apenas talvez, exploda novamente, formando um novo cosmo, que não terá relação nenhuma com o cosmo anterior. Talvez somente neste caso poderemos pensar em imortalidade Por que quando a casa caiu do rio no riacho sempre rolou algo para que nos tornemos independentes nesta vida. Acabada a morte sedada vestida comprada amarrada conivente com a escola do filho da popoca. Reveillon em Paquetá será o que haverá. A gente se encontra lá! Muito gummy vamos tomar. De porre vamos ficar. A noite vamos pular! De bicicleta vamos andar! E quando tudo acabar! O próximo reveillon vamos planejar! E a vida vai continuar Marcianinha veio à Terra não sabia o que comprar, segurou no meu rojão pensando que era raio leiziu. Raio leiziu é o caramba, vem pegar no meu canhão, meu canhão de raio leizui. Pedra vira galinha, canta feliz e vive contente. Morra no botequim, mas não cuspa sangue em mim. Schwarzenneger é puxa-saco de elefante. Flor cai, flor sobe, você só está por cima porque bosta não afunda. Vai chupar cocô, pra ver disco voador. Hecatombe intestinal, boi zebú é o maioral. Zumbi-do-Mato o preconceito nao tem limites, nao tem hora, não tem credo......credo Pré-conceito, é um pré conceito que se faz e se diz sobre alguem ou alguma atitude, é pequeno piquinês pequim, que ilude e sobreia a raça humana, talvez para alguns uma maneira de se sobresair sobre as outras literalmente sobre as outras, como é pequeno Naquela noite resolvi ligar. Depois de dois toques sua mãe atendeu, no mesmo instante me deu a noticia do seu casamaneto, meu mundo desabou na sobre minha cabeça como você pode me enganar fazendo passar de otária acreditando que fosse solteiro. Ah eu vou me matar grego para o céu. GREGO GREGO GREGO e eu nada sofri A força verdadeira está na capacidade de compreendermos nossas fraquezas na paraíba terra de mulher macho sim senhor chuva de bala tem sempre. Os "froxo" das outras terras não se atrevem a passar por lá NEM SO DE PÃO VIVERÁ O HOMEM nvdkjhfvnapouihfdj vnm\nlvçWHVOIWUYTGHVVVVVVV ANVWOHGGAV MAIS INTERESSANTE SERIA SE DESINTERESSANTE FOSSE já ganhei 19736 reais na mega sena, no entanto só me sobrou 0,68 reais em minha conta bancaria o riponga disse: "Aproveito tudo, nada desperdiço!" Revoltado Falei - Então aproveita e vai tomar no cu! - e tenho dito era uma noite escura de férias eu porque tenho bastante comida. E daí se quiser escrever escrevo! Nunca diga nunca. Nõ fume e não derrube nada no chão Barretos cidade do interior mas cheia de graça e amor para com quem a visita essa é a minha barretos e depois disso ela o beijou e viveram falizer para sempre Macacos, somos ou não somos?Parecemos muito, dizem os grandes conhecedores de causa, mas já existem contradições... acredito que não saibam de onde viemos e nem quem somos na realidade!!! Mas o mundo quer uma explicação para tudo e bem convicente. Ser ou não ser eis a questão eu sou brasileiro, e não desisto nunca! nofx na veia saboreando um stollen, ao aroma de um dulftlampen enquanto aqui, enaquanto aqui espero por ti no marasmo de uma internet discada e indiscutivel a forma de se ver, embora haja algum momento unico é fato de que niguem pode ser ou ter isso que tanto se procura pode se entender a complexibildada de tal modo que a insustentavel visao aproxima se de tudo quanto posso O que éh o que éh?? Clara e salgada, cabe em um olho e pesa uma tonelada...tem sabor de mar, pode ser discreta, inquilina da dor, morada predileta....na calada ela vem, refém da vingança, irmã do desespero, rival da esperança... pode ser causada por vermes e mundanas...e o espinho da flor, cruel que vc ama, amante do drama, vem pra minha cama, por querer, sem me perguntarme fez sofrer...e eu que me julguei forte...e eu que me senti...serei um fraco, qdo outras delas vir..se o barato éh louco e o processo éh lento...no momento... deixa eu caminhar contra o vento...o que adianta eu ser durão e o coração ser vulnerável...o vento naum, ele éh suave, mas éh frio e implacável....(é quente) borrou a letra triste do poeta (só) .....correu no rosto pardo do profeta...verme sai da reta...a lágrima de um homem vai cair...esse éh o seu B.O. pra eternidade...diz que homem naum chora...ta bom, falow...não vai pra grupo irmão ai ....JESUS CHOROU bem que o cara do comentário geral na tve falou "é de deixar meio tonto" 000000000000000000000000000000000000000000000000000Quando Lampião ennfrentou Getúlio Vargas num piricutico louco quando do céu veio uma chuva de relâmpagos e depois uma nuvem de flores amarelas que espalhou a alegria e as loucuras no ar. E o pássaro que chove poesias pelas ruas num silêncio de descoberta reacendendo a auto - estima das pessoas e mostrando que toodda pessoa tem valor. E lá vai James Brown tocou para Jimi Handrix que preferiu incendiar a Sapucaí tocando guitarra em pleno carnaval e as velhinhas dde 70 anos foram ao delírio e pediram para fazer amor no Sputnik e láaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa vai Zico tocou para Jorge Ben que estavva de óculos escuro e ddeixoou a bola passar sobrando pra Drummond que achou a bola parecida com uma pedra e resolveu voltar pra farmácia e escrever um poema do tamanho do "sentimennto do mundo". Deixxa eu ir qque daqui a pouco tem filmagem. Um beijo prá iaiá, pra minha vó , pra nique que eu amo muito (estão nascendo uns poemas pra ti), pra minha tia Cinthia , um abraço pro meu pai e é isso A vida é uma peça de treato onde não se pode errar e quando menos se espera as cortina se fecham e que os melhores momentos de nossa vida são aqueles que passamos juntos com nossos amigos, mas um dos piores momentos é quando a gente descobre que o que a gente fez por ele foi deixado para tráz por conversas dos outros, esperava que as pessoas pudecem reconhecer molher o que se eh feito por ela e não deixarem que grande tesouros da vida fossem espedasados por palavras, de quem não se importam com os sentimentos dos outros E eu? Ia Rindo Ia Na Agua verde azulada, cristalina... que refletia meu corpo e me convidava a um mergulho mais profundo que matou mais de trezentas pessoas, inclusive a prima da cunhada da vixinha do meu ex marido Corinthians minha vida Corinthians minha história Corinthians meu amor Salve o Corinthians o campeão dos campeões etenamente dentro dos nossos corações salve o Corinthians de tradições e glorias mil tu és orgulho dos desportistas do brasil teu passado é uma bandeira teu presente é uma lição figuras entre os primeiros do nosso esporte bretão Corinthians grande sempre altaneiro és do Brasil o clube mais brasileiro a dor é inevitável, o sofrimento é opcional a vida e com um facao de cortar cana de cima pra baixo corta folha e espana ,de baixo pra cima solta do cabo e se dana ando tão triste porque se a vida só é uma Fico indignado quando vejo o preconceito contra as pessoas. Nossa sociedade está atrelada a padrões tidos como "normais" para a maioria das pessoas. As pessoas que são diferentes, de certa forma se posicionam "contra" esses valores, e correm o risco de serem discriminadas. Chega de tanto preconceito, somos todos filhos de Deus, nossa alma não tem cor, não é obesa, nem é magra, não é alta nem é baixa. É um dom de Deus, ou melhor, é o resultado do sopro do próprio Deus, e isso basta!Apenas isso Aliás,importante ano para nosso inesquecível Getúlio Vargas Não importa o que fizeram com você, o que importa é o que você fará com elas. Temos que pensar muito nisso, apesar de ser muito dificil nos dias de hoje Será que alguma coisa nisso tudo faz sentido Justamente quando Wolfgang Amadeus Mozart criava notas sublimes como as jogadas de Kasparov Não tem problema pois ainda posso viajar por ai com minha Harley Davidson ano que Mao Tse Tung descobriu a cidade de Deus que derramou uma tinta Em 1928 nascia Nelsa ou Mercedes Loures Lucas, neta de escrava, su mãe já nascera livre.Ela viveu com nossa familia por 72 anos. Ao olhar por cima do morro via boa parte da cidade ao entardecer era uma mistura de um ambiente rural e tão avançado ambiente urbano, comforme o dia ia chegando ao fim as luzes dos postes e das casas tomavam o horizonte pareciam velas ao longe as vezes com chama tremula ao vento noturno de outono , clima seco e frio e mais uma madrugada se vai em São Gonçalo... e eu na espera de ISADORA. Não conheço seu rosto ainda, não sei o tom de sua voz e nem como se comporta diante dos outros, nem seu gosto musical, nem sua cor predileta, mas mesmo assim espero... espero como os pássaros esperam pelo sol. Meu pensamento vaga pela madrugada e vejo tudo passar lentamente, acendo mais um cigarro enquanto perco o sono. ISADORA, agora sei o quanto é difícil esperar quando se anseia pelo que se quer alcançar, não demore, não sei quanto tempo ainda tenho aqui, mas tenho certeza que o tempo que me restar será seu, para que possamos nos ensinar a andar pelos caminhos desse mundo difícil.O medo que sentia, agora é só uma ponta de todas as emoções que sei que você vai me proporcionar. Espero, incansável, resistente, sorridente... que o seu sono seja a minha flor, seu sorriso seja o meu tesouro e sua voz seja a minha brisa, leve brisa da manhã, enquanto isso espero ISADORA minha terra não tém mais palmeiras e nem passei na troca de vestibular pois o mundo é capitalista e quem é politico em caxias do maranhão domina balas de caramelo, de uva, morango, maça verde... enfim todas as balas baixa renda possíveis mas naquela época era algo fora de série, bons tempos sabe esses dias encontrei um ex-professor meu e ele perguntou? na faculdade? e eu não tô tentando ainda... decepcionante pra mim, e ele pergunta só pra ferir mas espero ke daki a 8 dias descubra ke estarei lá E assim continuamos mais essa história fantastica cheia de aventuras sensacionais de erois loucos e vilões malucos da cidade de piratininga, que não sei se fica no pará ou em pernanbuco, mais isso não importa porque quanto mais eu escrevo meu cachorro dorme do meu lado. Um dia achio que meu cachorro vai fugir de casa, mas tomara que ela não leve com sigo o meu carro e minhas roupas, se não não poderei acordar pela manhã por causa do infernal barulho dos macacos que são meus vizinho de cima. Mas uma coisa me intriga muito…  Porque será q eles "não saem de casa???" Será que um dia o amor verdadeiro chegará e irá aninhar-se no meu ser? Sem dor nem sofrimento... Impossível, como diria Drummond: "A dor é inevitável, o sofrimento é opcional" Eu tava tentanto mandar um emeio pros meus amigos, quando me deu uma vontade incrível de cagar. Saí correndo, enquanto fazia download das scripts da página. Gozado, o cocô saiu mais rápido que a pagina carregou. Estou de volta Estes dias astava conversando com uma amiga e ela me disse que a adolescência é uma fase muito confusa, e eu disse: "acho que não, ou será que é, sei se é não"... estou pensando em ir a um psicologo, será que melhoro? gostava de subir na árvore todos os domingos e a tarde andar de bicicleta, logo após um choque do submundo literário MACACO SÁBIO SUBIO AO PODIO PARA LOUVAR A SABEDORIA DO POBRE SER HUMANO, QUE DESTROI TUDO QUE VER PELA FRENTE, NA FLORESTA ESCURA UM MAMIFERO PODE VIVER SEM DESTRUIR NADA Hoje eu não sei se posso apenas ficar parada aqui imaginando o quanto seria bom se as nuvens contornassem o vento e me levassem rumo ao imaginário. Toda a liberdade se perdeu a procura de um eco de igualdade. Toda a forma de vida idolátra o seu próprio destino, criando em lágrimas o que poderia ser poupado com apenas um suspiro de independência. A vida que se mostrava tão bela agora faz total sentido aos que enxergam além das ruínas da sua própria destruição Bem, não tenho tanta certeza quanto você, sobre a chuva de balas de 1930 em Princesa da Paraíba, então, vamos mudar de assunto. Já pararam pra pensar com que facilidade nossos planos (aqueles nossos planos diários, às vezes mesquinhos e egoístas, outras vezes, apenas simplesmente rotineiros) podem ser drasticamente alterados por conta do acaso, do destino, da "sorte" ou da vontade de "Deus"? Pois é... Você sai da cama, vai para o banho, toma café, escova os dentes, troca de roupa, pega suas coisas e sai para o trabalho normalmente, como faz todos os dias. Seu dia já está traçado. Você tem planos para ele. O trabalho que deverá ser feito. O que você precisa ou não comprar. O ônibus que irá pegar. O café que irá ou não tomar, dependendo de quem estiver na cafeteria quando você chegar... E, eis que você se depara com o inesperado. Neste caso, uma escada, e, pronto. Seus planos rolaram (sic) escada abaixo, junto com você. Agora quem comanda a cena é o "destino" e o cenário passou a ser uma cama, livros, tv, um pouco (e só um pouquinho mesmo) de computador, claro, os análgésicos e... Será que desta vez você aprenderá a não se levar e a não levar a vida tão a sério? Está mais do que na hora, afinal, já estamos nos 35 do primeiro tempo, melhor seria aprender agora para desfrutar o segundo tempo inteirinho, não è?? AO ABRIR DA PORTA, O SOL ENTRA E BEIJA A FACE DA LINDA GAROTA A rosa da tua boca é o centro do mundo (e porque tudo tem que ser assim sem poder te ter perto de mim?) AI O SAPO BOI AZUL DE CHIFRES PULOU PARA DENTRO DA PANELA DE CZINHAR XIQUE-XIQUE QUE A DONA CHINFORINFULA FAZIA PRA CEIA DE PASCOA não obstante perdoe meu relógio suíço, ele não tem culpa de ser esnobe com os populares marcadores de tempo do mercado popular de Bangu, aliás nome dado ao grandioso clube de futebol, mesmo assim saiba que o sol brilha para todos, até para quem não tem relógio balas de menta, inventa mas não aumenta será que somos verdadeiros com nós mesmos?, será que o almoço é mais importante que o jantar? Antes que acabem os dentes da boca e voltem a serem bebês, com suas cãs( isso para quem ainda tiver cabelos na cabeça), o que você plantou? para onde você vai? você sabe? você pensou nisso, ou acha que é tudo besterol?! Amor e trabalho são os principios da vida, deveriam também governá-la Tendo em vista que tudo é oque parece ser e nada pode ser se na verdade não é , por isso eu digo fale mal mas fale de mim hoje vi um monte de macacos na tv, em diversos programas diferentes, será que é um aviso pra eu jogar no bicho? ou vai rolar uma macacada aqui em casa... Engraçado essa história de macaco, pq cada um no seu galho vive direitinho sem pressa de chegar, sem condomínio pra pagar, sem ter que ta assistindo filme de cachorro na rede globo. Eu queria ser macaco macacos punks punk rock tambem tem macacos....QUEM ME DERA SE A METAMORFOSE DE KAFKA TIVESSE UM MACACO NO LEUGAR DE BARATA Aí vai minha contribuição pictóricanonadística sugerindo q o canivete do "Caipira Picando Fumo", do Almeida Jr, seja imediatamente substituido pelo mouse de um notebook Macacos me mordam, que salada-de-frutas, nossa, tá dando um nó nos meus miolos, acho melhor eu ir comer mais uma banana E com tudo isso podemos dançar e dançar. Já que a vida é um eterno baile onde a música que vem do coração pode ser ouvida por qualquer pessoa de alma pura e ouvidos limpos De balas perdidas, de balas de prata, de balas juquinha, de bala, de bola ou búlica e os macacos? desprovidos de nossa inteligência conseguem ser superiores aos humanos, pois seus atos e sua supremacia primata tentam nos dizer que é na história passada que os mitos tornam-se real e verdadeiramente certos. São ateus por natureza, mas os macacos acreditam, como deveríamos acreditar, em uma sociadade hierarquicamente igual o que não se sabe é que, na verdade, quem não vive para servir não serve para viver e deverá ser estirpado da terra Aí que eu descobri que quem tudo quer nada tem e quem nada quer também Todavia o cantar é a mais bela das artes. Vôo no céu azul e mergulho nas notas graves das profundezas da terra. Agora a minha ambição é dar um salto até a lua e com minha voz carregada de energia viajo pelos anéis de saturno. Dou piruetas no ar, "ah,c'est bon, trop bon!!!!" Cante com a energia do coração: simply fly away Nós brasileiros convictos de nossa própria vegetação-contestativa, aceitamos, vamos levando, empurrando com a barriga. Gostaria de ver este país sem os filhos-da-mãe que querem somente o bem para si, e se esquecem da coletividade. Se cada um fizesse sua parte... Seria outro mundo! Ah, mas seria pedir demais a Deus uma coisa desta, pois, a maioria das pessoas são tão ruins, que nem Deus mais pode com elas Sim, chegar onde cheguei foi muito difícil/ Minha alma hoje agradece e diz: "Obrigado, você me ouviu" que foi feito com o suor e trabalho de todos nos escravos dessa sociedade vil seria farsa, se o rio não secasse assim, se meu amor por ti não transbordasse desse jeito, se meu coração não bateese tão forte no meu peito, se, ao leito, não gozasses tão sublimemente, se minha mente pensasse em te esquecer... tudo seria farsa, mas não é. Tudo me engana, mas nada como o meu amor por ti, Tatiana! Minha saudade é não ter voce perto de mim, meu consolo e ter voce bem perto do meu pensamento e isso tudo porque o rato roeu a roupa do rei de roma e depois deu três pratos de trigo para três tigres tristes Saudade de algo que nunca se viu ou por cena que nunca se passou, só Gonzagão que foi o ano do dragão e ninguem solta fogo pelas ventas Bob EU TE AMO Comenta lah http://spaces.msn.com/members/feinha/ mas eu e meu v-oitão saímos de lá acelerando forte, o pneu estava virando fumaça, foi quando minha mina gritou Bom, estudando medicina, eu tenho algumas preocupações quanto aos meus pacientes : se eles irão ser curados ou não, ou você acha, caro leitor, que conseguirei curar todos e tudo que era surreal passa a ser real, não maior que o absoluto mas mais curioso que o infinito eu na verdade nao tenho assim... amigos mesmo sabe... eh uma coisa meio estranha... sei la... eles estao la mas... nao fasem seu devido papel sabe... eh dificil Eu vim aprender o verdadeiro sentido do Natal já adulta, porque cresci vendo o Natal ser em alguns anos a casa cheia, todos bonitos com comida e bebida na mesa, em outros anos, algumas vezes, brigas familiares, choros, lembranças, meus primos sempre com presentes e roupas novas. E eu só vestia alguma roupa que minha avó fazia para mim, do jeito dela, não conheci quando criança o Papai Noel, porque nunca ninguém me levou para ver o papai Noel, porque não fui tão importante para alguém a ponto de ganhar um lindo presente porque passei de ano, porque era uma “filha” amada, acho até que nunca ouvi eu te amo, minha filha, acho até que nem ouvi “minha filha...."  Hoje eu sou alguém, um alguém muito importante na sua vida e na vida de nossos filhos, hoje no Natal ou em qualquer data comemorativa para mim eu vibro, porque nunca vibraram para mim, não estou falando de presente e sim da presença, da lembrança de que mesmo em dificuldades existia o amor, e eu falo disso, do amor, eu falo da mãe que eu não tive, do pai que não tive. Será que nesta data o que era mais importante para eles? Te respondo : eles mesmos. Será que eles lembravam que neste dia, como no meu aniversário, na páscoa, etc, eles tinham colocado criança no mundo que precisava ser importante para eles? Eu não era algo importante em suas vidas, acho até que era algo que não deveria ter acontecido. Essas são as minhas lembranças da minha infância, porque quando me entendi por gente, fui trabalhar e cuidar de mim, comprar um sorvete, um sapato, uma roupa que fosse de meu agrado. O Natal para mim é o que eu tenho hoje de mais grandioso e infinito: A minha Família Porque eu amo vocês, porque vocês são o ar que eu respiro, vocês são a minha Luz, a minha direção, o meu tudo, a razão dos meus dias , os meus sonhos, a minha motivação para prosperar, vocês fecharam um buraco que existia dentro de mim, vocês me fizeram sorrir de verdade, chorar de alegria, vocês me fizeram algo que eu mais queria: ser importante para alguém! Eu sei que sou importante para vocês! Não te vejo como meu marido, você é esse alguém que me fez enxergar a beleza das flores, de mergulhar no encanto das músicas, você coloriu a minha vida, é como se eu fosse uma pedra bruta que você lapidou. Talvez eu não tenha sido nunca importante na vida de ninguém, mas hoje eu não sou mais a filha de uma mãe solteira, sem pai... Hoje eu sou tua mulher, Cristiane Fernandes Silva. Mãe de Gabriel e Gabriela Que na noite em que comemoramos o Nascimento de Nosso Senhor Jesus Cristo, possamos elevar os nossos pensamentos até ele agradecendo por tudo que somos e temos. Agradeço por ser alguém para vocês e por ter a vocês festas, musicas, danças tudo combina nesta louca vida de macaco que vivo com outro macaco que insiste em me chamar de gato Jequié é uma cidade bonita quem vier verá, mas se gostará não sei porquem quem mora lá não sabe o que é viver em outro lugar, são um bando de macacos amor eu gosto tanto do seu olhar rasgando corações deixando o sangue correr pela mata maltratada,pobre da mãe mas a bahia lhe deu régua e compasso e, assim, sigo os seus passos, meu nego gato locupletar em dia de Lua Cheia Sei que tudo posso naquele que me fortalece Jonny ama priscila eternamente sabendo que tudo isso é apenas uma fase de sua vida louca as vezes penso que se o mundo fosse governado por macacos ele seria mais humano Só queria entender de onde viemos, se dos macacos ou do Adão. Porque se Eva saiu de Adão e a terra foi povoada, assim teremos que desconfiar que Deus não fez Adão e pronto! Ele deve ter feito o macaco e retirado o Adão do macaco Ela estava impaciente sentada na sala , nada se movia alem da cortina branca...nao era jovem mas o cabelo comprido e o vestido verde agua dava a ela um ar jovial não é entendível como posso conhecer outro além de mim mesmo. não sou nada além do poder de ser alguém? eu queria personificar minha pessoa mas acabei me transformando em algo meio montro. é isso ae O Botafogo foi campeão em 1995, e o meu pente é verde Nada faz sentido, apenas sei que uma porta pode não ser mais uma porta, quando ela deixar de ser uma porta para em fim realizar o desejo de se tornar uma janela Nunca pude entender a semelhança entre nós, homens e, aquele minúsculo ser... nunca entendi o porque de sermos tão irracionais quando a alma de um ET vestido de noiva sair do cd voador pilotado por um anjo embriagado aparecer em seu socoro continuar o quê? Quem me dera saber (poder) continuar alguma coisa. Sempre encontro tudo pronto, isso talvez seja o motivo de meu acanho ato de escrever. Porém, apenas em explicar a minha ineficiência em escrever já continuo alguma coisa...mesmo que seja a continuação de minhas próprias idéias desconectadas do que se seguiu até então? Contudo, isso me trás certo prazer (não continuar as coisas), um prazer preguiçoso, desleixado... “não fazer” é tão prazeroso quanto ‘fazer nada’... o prazer se compara ao banhar-se na chuva... refrescar-se sem que nenhuma energia seja despendida pra isso... mas o “não fazer” por sua vez detêm o controle do início, e do término deste prazer...Com isso, o deleite tem que ser instantâneo, ou seja, ao perceber qualquer indício de prazer eminente, o gozo tem que ser total, pois ele pode não ser generoso com o seu tempo (time) Não sei da bateria, quando fui no chão não tinha rabo de cavalo. por dois anos a pedreira exalava odor sem ter pedras, só agua por nós nessa vida a fina fibra que corre por entre os dedos em forma de tempo o qual não nos pertence mas que me adianta ficar nessa angustia se mal posso pisar fundo no acelerador de minha máquina opala e faze-la deslizar sobre os tapetes asfalticos do meu imenso Brasil,e logo ali na frente tem um guarda louco para deslizar sua caneta sobre o papel timbrado de uma multa meu amor me ama amo meus amores gosto de criançinha e tenho amigo que é muito amigo meu a vida e dura pra quem é mole ,mole é a vida pra quem tem dinheiro o mundo foi feitos por macacos por macacos ele sera destruido eu leal sou do rio de janeiro sou guerreiro sou solteiro quero mais o que? viola e um cara legal tiago e seu primeiro n leal e o meu todos vao abalar o mundo quiero amar pra valer nao ha amor no mundo q o impessa de ser feliz com sua amada, o poder de amar eh tao bom q vc esquece dos problemas do mundo, nem as chuva de balas q ocorreu em 1930 eh capaz de fazer dois corações apaixonas se separarem 1930, 1950, 1970, só consigo pensar em 70. Ganhamos a Copa do Mundo. Ai pode-se fazer qualquer coisa. Mas fazer o que se não temos liberdade! A alma humana precisa de carinho e reconhecimento. Ale'm do tutu é claro eu gostaria de viver adocicado portanto vamos a luta filhos da pátria E a vida sombria e macabra, finalmente num ciclo se acaba.E o vento enxuga as lágrimas é absurda a idéia de que alguém, quanto mais vive, mais velho fica. Para que alguém, quanto mais vivesse mais velho se tornasse, teríamos que ter nascido prontos e irmos nos gastando. Ora, isso acontece com carros, fogões ou sapatos; com humanos e humanas, não.  Nascemos não-prontos e vamos nos fazendo; eu, neste momento, sou o mais novo de mim, minha mais nova edição ("revista e ampliada") e, se o critério para a velhice é o tempo, o mais velho de mim está no passado Na noite dos tempos surgiu, tal como a lenda da criatura que acaba por devorar seu criador, a idéia da divindade, criada para explicar o então inexplicável da era pré-científica, a era do mito, do pendamento mítico. Esta criatura, antes múltipla, unificou-se e escravizou seu criador. Hoje esta criatura, chamada Deus, embebe-se do sangue e da ignorância de seus criadores e tende a destruir o criador, bem como o mundo do criador. Cabe a nós destruirmos antes a criatura Mas, apesar da chuba de balas, a princesa se afeiçoou com um simples sertanejo, cabeça chata, chapéu de couro, mãos grossas, arredio por natureza mas amoroso por força, cheio de alegria nas canções populares. Foi amor à primeira vista. Como poderia, um dia, uma sorte deste tamanho, para um simples sertanejo? Será que o 'padim ciço' finalmente apareceu para ele, reservando-lhe as melhores sortes que uma pessoa poderia ter nessa vida? Amor, dinheiro, alegria? E como ficariam os seus irmãos, seus parentes, seus amigos? Até onde eles acreditariam que uma princesa teria se apaixonado por ele, um simples sertanejo, cabeça chata o palmeiras f.c o melhor time do brasil, o único defeito é uns torcedores assim tipo lailson, luciano, adembergue É impressionante como os homens são pretensiosos a ponto de acreditar que não estamos sozinhos no universo. Sem dúvida nenhum outro ser dito inteligente acredita piamente que não possam existir outros irmãos ou semelhantes na imensidão imensurável do universo. Qualquer pensamento que nos leve a acreditar que somos inteligentes nos torna cada vez mais burros, na exata medida de que quanto mais dominarmos a fundo certo conhecimento, mais ignoramos outros conhecimentos. É como um especialista em matemática em relação ao especialista em filosofia. Matérias antagônicas. Creio a ignorância completa ou a crença em tudo, mas de maneira superficial, seja o auge do conhecimento. Por Victor Rodrigues, opinião desvinculada de qualquer razãao lógica ou científica, apenas opinião e transcrição de pensamentos Tudo é tão diferente quando a gente faz amor, tudo fica transparente sinto seu cheiro de flôr, já vivemos separados tantos anos sem amor, foi tão bom a sua volta vou saber lhe dar valor Por que sempre a raça humana necessita avaliar a relação custo x beneficio antes de entregar-se aos prazeres que o corpo deseja? Qual a razão de sermos tão oprimidos nas nossas vontades? Quanto tempoo mais a opressão sexual imposta pela igreja irá sublimar nossa indole animal? Por mim, acasalaria agora com a primeira mulher linda que visse pela frente e três anos depois, no interior de Minas, nascia a minha mãe. E uma borboleta que bate as asas não sei onde acaba interferindo no clima em outro lugar tudo posso, mas nem tudo me convém gfiewofhwl vkndo withv mleqkhrwoicnq.. sou um macaco apertando o teclado, não olho para ele, apenas aperto, aperto.. lkgbowqibvejqlnbrq.. talvez saia algo "non sense", talvez não.. deixo aqui a minha contribuição não se vê gente morrendo em tabuleiro do norte - CE, já faz muito tempo graças a Deus Mais loco que o batman vivendo loco bêbado nas locas e escuras ruas de Gottancity> Você bebeu? Cê tá loco Falar da minha cidade é pra mim muito importante é uma cidadesinha do interior do menor estado da nação " SERGIPE" se chama São Cristóvão ,fundada em 1590 por Cristóvão de Barros,hoje em 2005 continua do mesmo jeitinho atraente e pacato nem tão pacato quanto antes por ser proxima a ARACAJU(CAPITAL)mais mesmo assim ainda é o melhor lugar do mundo para se morar e criar seus filhos eita...será que eles traem...como nós..e são incapazes de tomar decisões pelo puro e simples medo da mudanças...que só pagando a gente vai saber se vai ser bom ou ruim.As penso nós é que somos iracionais, inteligante mesmo são eles, que sabe viver aproveitando o melhor da natureza, enfim, vou agora banheiro..ehehhe ano em que meu pai nasceu, foi barnabe ate a aposentadoria, coisa que esperou com ansiedade, aposentou os rins pararam tambem, sofreu dez anos e morreu. E ai e as raparigas corriam em direção a um mundo nunca visto, onde a esperança bate a sua porta a cada dia, porém ainda não aprendemos a estender a mão a quem muitas vezes já nos dedicou o seu coração para paraquedas pizza loucura arrazadora provincia a embriaguez passa... a ignorancia é superada... mas a estupidez, essa pode ser eterna Lá em Princesa na Paraíba já teve chuva de balas em 1930 Sinto-me num leito de Procrusto, onde tenho que me enquadrar nas normas rígidas da sociedade de hoje, sinto-me um zero à esquerda, um nada, uma anormal, um ET.Não sou contra se cuidar-se, sentir-se bonita, bonito, mas está tudo demais, parece que alguns venderam a sua alma ao diabo.Eu sei, eu sinto que posso, que sou muito mais que um pedaço de carne exposta à venda , a qualquer preço.quero melhorar, quero progredir, fazer as pessoas felizes, porque a minha felicidade está exatamente ai será que isso é pedir demais, meu Deus? Tenho certeza que não e o panis et circenses continua nem sempre somos o que gostariamos de ser porém podemos sempre gostar de ser o que somos ter ciúmes de mulher feia e igual a pôr alarme em fiat 147 nois bebe pra ficar ruim, se fosse pra ficar bom nois bibia era remédio Agarrei minha pasta e ganhei a rua. Desci a rua admirando os pedestres. Tomei o metrô e paquerei uma lourinha. Me ignorou, sorri. Saltei na praça do Machado, fiz correr os pombos e atravessei a rua para comer uma esfiha na galeria. Forrei o estômago e li as notícias da folha. Paguei, corri uma loja, outra, comprei uma caneta azul e um novo caderno para o trabalho. Não tinha o que eu queria, mas quis o que lá, tinha. Cacá cófato. Subi as laranjeiras mascando um chiclete, para limpar os dentes. Pedi fogo a um pipoqueiro e fumei ali, parado, assistindo o azul no céu no verde das árvores. Terminei por sintetizar uma hipótese sobre o assunto: “O corpo perde a graça num cotidiano sem pensamentos” que é o novo técnico do Flamengo e lá vai Madame Satã tocou para Adílio, passou por um, dois , tocou para o Maníaco do Parque que tocou para o Junior (capacete) que tocou para Macunaíma que tocou para Drummond que acho a bola parecida com uma pedra e resolveu tocar para Rubem Braga que escreveu um texto sobre o gol nunca feito mas que todos já têm na imaginação e passou para o gari simpatia que sempre arrebenta na Sapucaí que tocou para o Jorge Ben que estava de óculos e acabou deixando a bola passar, sobrou para o Tim Maia que não veio ao Maraca e acabou sobrando mesmo para o Zico fazer o gol de bicicleta do meio de campo e eu mando um beijo pra iaiá, pra minha vó, pra nique que eu amo muito , pra tia cinthia , pro meu pai, pra ingrid, juma, iuri, sasha e pra toda galera da paz e do piricutico porque estou triste, não sei até quando vou aguentar essa minha vida A pensar morreu um burro, Como burro a olhar para um palácio, cor de burro quando foge...Macaco? Nao (./,) Burro macaco nada de idiota,sou um ex e amo meus amigos(as)rafael romulo ariela douglas gordin will edu digao e etc logo eu,um ex macaco sei lá o que escrever aqui por isso vou escrever se acento e sem pontuaçao pios bem vamus la sei la naum tem por onde começar ah entao e so isso Não imagino um ser irracional sendo capaz de traduzir em palavras um sentimento exclusivo do ser humano, como sentimentos, desejos e amor, apenas apertando aleatoriamente um teclado de computador no doce sabor que tem a insanidade de um beijo roubado encontrei a paz, suposta e horrenda paz, que apazigua os sentidos, os sentimentos e a percepção. Paz de espírito! Paz de raciocínio! Paz de alma! Paz de paz! Paz que, sobretudo cega! Não a si mesma, mas a própria guerra, e leva, nela, a travar a tristeza de em paz, sucumbir, e como nada, em paz ficar a seu tempo o tempo urge, e na torta porta das horas, que fazem-se urgentes, são criadas as falas, recitadas por um mudo criado, abrindo assim a verdade insana de cada um como tudo na minha vida algo de bom vem acompanhado de uma coisa ruim, devo ser o cara mais azarado do mundo ou apenas mais um sem saber q ninguem tem momentos de plena felicidade Se bem que tem macaco careta caduco malandro maluco, tem de tudo.O meu ainda por cima é metido a poeta,pensa e tecla pérolas e pipocas como a tal de lápis de cór que diz meus sonhos temperam seus cantos feito ocre carmim; é, talvez não tenhamos dado tempo à ilusão crítica, pura concepção política do Sagrado Soltar!Deixa rolar,amor, ou em bom português rolling stone, baby, rolling stone, sempre que posso-prometo-passo-faço-ni-ti, respirando CO2 comprimido, mordendo teu lápis de cór.E pra me sacanear complementa:na verdade Mild não se revelou realmente a fim da coleção de recalques.Portanto, Julian Gorki - esse é seu nome - é capaz sim senhor.Sózinho dando suas dedadas no meu teclado, este símio do peito vai acabar mesmo Ilidiando a gente, o prognóstico é até o fim do mês. Feverê.Depois do carná, onde por sinal ele sai de gente e se confessa religiosamente a duas ou três no Carmelitas porque adora Santa Tereza e sabe muito mais das coisas do que eu e ninguém lembrou de dizer que ela saiu apressada sem pensar na volta, correndo sempre para a frente e virando sempre nas esquinas da esquerda, da esquerda da minha vida e da vida que tanto pensamos em levar direito. Direito de fugir, ela tem mas eu também tenho o direito de correr atrás. Do prejuizo. Dos anos perdidos. Da dedicação. Do dinheiro gasto com presentes. De correr atrás dela. Do amor? Talvez, pode ser. E foi na juventude da velhice que vimos que por não podermos mais correr ficou melhor nos cansarmos rápido e de rastros, ofegantes pelos meios fios e calçadas um amparar a queda do outro, já que longe iam os jovens revolucionários que fomos. Que foram. Que se foram repleta em edumentárias para um futuro hipe e saba no pé como pode um homem andar pelas paredes se ele não tem aptidão mágica isso deve ser coisa das garçonetes que trabalham no banco da vigésima quinta rua do flanco esquerdo da terra porque se chamavam homens tambem se chamavam sonhos e sonhos não envelhecem Sobe mente, desce memo, vai pra frente córrego de idéias, tragédia em dois gumes, consegue-se uma barreira... barreira? made in EUAmo braZil! d'honda falado, acontecido. zibirim fazido, calado boca dos mal olhado. Sobe memo, desce mente, sobe a mente a vontade de gritar. se o grito fosse mais forte, acordaria a vizinhança. vizinhança faladeira, foxico e olho gordo. olho da barriga, maior que a barriga. barriga cheia reclamando. reclamações mil todo dia dia todo. reclamaçoes que viram idéias nossa como dói um grande deixará de existir brevemente no ocidente e os novos macacos surgirão no oriente e tomarão todas as florestas do mundo... apenas aqueles que se identificarem com a sociedade dos macacos não perecerão cuca? Cuca essa um personagem infantil dos mais crueis e aterrorizadores do mundo, q assuta as mais diversas classes sociais, sem distinguilas...mas pq falar da cuca, q nem macaco eh? Bom, isso eh um dilema muito dificil de responder assim, mas de uma coisa fiquem certos, Cuca, macaco, bicho papao, saci, todas essas coisas nao existe hein! NAO EXISTEM! eh tudo conspiraçao soviética, ou americana, nao sei ao certo e batuca na lata quá pata quebrada samba lelê quá cabeça quebrada ... levanta a nação ... poeira no chão, o mico-macaco canta o refrão tu poderias poderia chegar para um macaco e dizer: "não importa onde você esteja, lá estará você". mas será que ele entenderia? será que ele agarraria um graveto e como ele cutucaria a tua carne, explorando e indagando de que matéria és feito? ele poderia simplesmente te ignorar e seguir seu caminho. ou,quem sabe?, abraçar-te carinhoso, lambendo-te as fuças em sinal de reconhecimento e reverência. um macaco é sempre um macaco, não nos esqueçamos disso que saudade do leminski catatau e tal pedras rolando espaço virtual cipó moderno ágil lúcido democrático acrobático símio exímio cântico cibernético urb-estético beijos o principal é não tentar entender tudo exatamente,porque cada um tem sua verdade, e nunca chegaremos a uma idéia única, mas à propósito: Macacos nunca martelariam um teclado e surgiria a Ilíada, que idéia absurda! Até porque quebraria antes, a não ser que esse macaco não seja bem aquele macaco,talvez depois de tanto tempo,tivéssemos um macaco mais sofisticado,quem sabe?! Os macacos não são hipócritas como as pessoas sofisticadas da nossa sociedade nesse momento, que aliás é um momento que dura desde sempre, não sei se um dia não vai ser, talvez quando meus netos tiverem dando continuidade à macacos e que desfia e embaralha suas tramas amorosas contra o ódio licoroso que escorre espesso, amarelo e perfumado da beleza ancestral daqueles que podem rir mas não conseguem, ainda, aderir por todos aqueles que tem o poder de tecer as historias do mundo...eh essa malha que fica apesar de todas as transformacoes e mudanças do mundo em versos loucos de sonhos impossíveis que vejo translúcidamente em forma de delírios de minha quase solidão da saudade de minha metade Tecer a vida ... transformar o fio que nos é determinado em um bom cobertor de poesia, uma manta de palavras que aqueçam o coração e perambular pelas ruas a procura da beleza da teia de aranha nas pregas da ilusão tecida minha vida na sua. Assim somos eu e você... um emaranhado de nós, uma mistura de linhas. Que se unem para fazer um ao outro feliz. Que se unem para serem um só nó através de um mundo cheio de arestas, pouca vida se torna muito num momento em que este pouco vale tanto. São centavos que distinguem o existir do inexistir, o indivíduo da estatística, o orgânico do inorgânico e todos viveram felizes para sempre. Fim a vida tecida em sutis e cristalinas tecituras tão diáfanas como um recém nascido poema ainda latente no coração do poeta; e ainda assim, gemendo da dor de dar a luz à poesia nasce, muitas vezes entre espasmos de gozo outras tantas em choro e desespero e o poeta,agora mãe do verso, busca nesse personagem tecer a malha que mitigará o frio de sonhos do jovem rebento descida, decida, merecida mesmo que não alcancemos nem a sombra do íntimo de cada participante deste caos, a costura nos ilude em acharmos que não estamos sós. Mas o que é a verdade de cada um comparada aos sussurros desenfreados da coletividade malha que toma a forma de cada corpo e veste os vivos, não o morto  asa leve do vento que roça o leito do rio de janeiro de l995, o ano em que faremos contato publicitário premiado com duas passagens para índia potira a roupa meu bem querer é poder para o povo unido jamais será vencido o aluguel de fitas durex sed lexotan pax roma e não ver o papa tudo meu filho pródigo sempre volta à casa vídeo maker sandra ko guten nacht, my baby consuelo, mi consuelo, fá com sétima sinfonia, sol na nona sanfona de oitenta baixos gávea, canta o marinheiro popeye to eye, aye, aye, sir lawrence olivier panis et circences e acrobatas na porta antes de entrar de cabeça feita a aposta única: um real grandeza da estrela bellatrix a cair na cabeça de asterix, sabe dançar o plix? ploc, chuvisco na imagem queimada nas florestas fernandes, não corras tupolev dois e pague um mico leão dourado, quase pronto socorro urubu de meu louros de césar quae sunt cesario de melo dia após dia positivo no título honorário de advogado nelore pro nobis coito interrompido o contrato é trato mate a sede dos jogos de guerra fria como morta-viva a república da puc que o pariu um rato que ruge e batom mouche de chocolate mas não morde e soprano após ano novo vida nova cygni 1975 semanas em balão de ensaio geral da polícia e bandido bom é bandit por não dito e feito um brilhante que partiu e não voltou ele voltou novamente sã em corpo são as águas de março a soçobrar mas não vai faltar à aula particular vende barato sai caro amigo me perdoe por me traíra assada encontrada enterrada em búzios macambúzios, lúcios e súcias de sócios ímpios em sítios límpidos e glicídios, querida, vaya con díos que me lo libre de cuba libré e cartola, nelson e beth-el sombreador de marguerite duras penas de pato mais veloz do mundo cão bravo mundo novo dicionário da língua com farofa, sol, lá em maceió você de mim, tarzan, você, jane du le bec fin de siècle d'or, oh dor, dr. smith wesson 45 charles browningsoc inglês é na cultura também é discóbulos já voltaram ao treino é treino, jogo é jogo sujo como um porco chauvinista e não arroto falando do esfarrapado aqua long fellow shot an arrow into the air jordan de barrichelo de vino veritas e charitas e margueritas yourcenar ou crayencourt e grosso calibre 38 anos bem vívidos nas memórias do cárcere privado de minha frontespícia fonte de spice de verme e seus buracos negros como a noite ilustrada sai também aos domingos na folha de pagamentos suspensos por guindastes hidráulicos em greve de advertência ao consumidor: o ministério da saúde, obrigado, doutor silvanya é a lâmpada de aladim do bangu um por todos e tô por uma mau mau hálito tem cura de são bartolomeu, ô meu pequeno cachoeiro do itapemirim tribus tri legal deu pra ti não deu pra mim olha arrastão entrando no mar sem fim e infinito enquanto dureza pahlevi's strauss johann e richard nietzsche zaratustra clarke kubrick viena e saturno devorando seus filhos melhor não tê-los como cabelos em pé 46 sentados 32 bicudos não se beijo da mulher aranha nem o sapo barbudo budweiser than anybody out there's a lady who hawks no feitiço de átila, o huno, due, três patetas em órbita da terra há cinco meses atrás da porta da percepção é a última chance boa tarde em itapoã ao sol que arde mas curra a menina do lado a: looking for someone lado b: stagnationwide cbs network in progress e ordem do dia da caça F15 ou praça de novembro e se bem lembro era no glacial dezembro e cada brasa do lar no chão refletia é a irmã da sua mãe joana d'arc en ciel matador de toros de madeira de lei caduca ralho contigo, a revista da gatinha, ou é carinho, ou amiga é pra essas coisas de laurinha de galo-romano caetano sai ânus-anaïs do senado de costas me afogo na caixa d'água da vida após a morte anunciada no globo terrestre/aérea incluídas refeições finas e sóbrias do almoço com as estrelas e a cidade diaspar ou imparcial deve ser a decisão do campeonato de renascensatez que você fez (a branca) não faz nem um mês de ramadame min e a maga patalógika cristalina do dr. Spock specks in my daily mirror, mirror on the wall street journal of medicine e teatro do absurdo e mudo o canal de suez para a mancha nêga maluca badoer, agüenta firme como uma rocha do adeus dará sorte grande liqüidação de inferno de dantes como era antes em abrantes mas não cantes a vizinha faladeira e trepadeira roseira sem eira nem beira-alta classe operária vai para o cinema paradiso ou daquilo de 800 granma, órgão do pcc insuportável leveza do ser ou não serve ao exército de cór e assaltado triplo mortal de costas para a parede de marshall mellow tron cho galinha, sai pobre diabo de tarot cigano de bergerac maninoff en bach's lute suite in "di menor" dos males nunca d'antes navegados gordos salários injustos veríssimo, as cobras do time adversário, um berçário de versos esparsos no espaço a fronteira final de barril vazio na alma do violino tipista tortuosa touché turtle soup campbell's telephone home computer potamus fodidos e mal pagos os pecados originais recusados por falta de fundos nas calças fjord modelo t menos 30 segundos de tensão 110/220 volts te contar uma história para boi dormir no ponto de mutação genética médica jovem aliste-se e realize-se: toque violão em três semanas e meia-dúzia de laranjas maduras na beira da estrada dos bandeirantes o canal do esporte é saúde é fundamental et corpses in the refrigerátops de marketing direto no queixo caído por você não sabe amargo regresso de übermensch aí não, iôiô, deixa que io mêmo pego um ita no norte tem a ursa no céu de brigadeiro encrenqueiro ou não queijo com chá de suíço mesmo com toda a fama de mau olhado com desconfiança recusada a apelação entre amigos do santana quantum leaping hop frog poe mas se ela voltar sei que ainda vou voltar para o futuro a sepúlveda pertence a impressão a quatro cores frias tripas do oi coração, não dá pra falar muito não pise na febre amarela no poste cartas marcadas para morrer de rir é o melhor remédio são francisco no olho mágico de ozzie osbósnia herzego vinnie vincente van gógol de placa bacteriana de amsterdam o que é o hair club de regatas flamengo to the war is overdose dupla face a face com o inimigo número om mani padme no mouse pad cal trinta e oito e meio de fellini.exe cute a sentença incompleta o tanque de roupa suja se lava em casa de massagens incompatíveis com o tipo dezesseis válvulas de descarga e carga pesada e medida certa na mosca azul de metileno e lilian tares nunca dantes navegantes perdidos no espaço duplo esotérico e histérico afinal de contas ajustadas pela média com pão na chapa um só que mal acompanhado de baixo e batera ludwig van beethoven cá meu bem feito à mão livre na liberdade que somente alcança o pássaro que sobe em vôo de esperança é a última dos moicanos subterrâneos de paris filmes apresenta estrelas cadentes podres três poderes peito aberto à temporada de caça às bruxas de barbara stanwicken bold, corpo doze, negrito do pastoureiro espanhol em dez aulas grátis ars deo gratias a la vida besta é tudo sem acréscimo no dízimo com quem andas e te direi, ouvir stella mariscott do meu caderno b de bola sete na caçapa do canto mas não entôo à toa dois quilombos da morena dos olhos d'água doce morrer no mar vermelho como sangue do meu sangue coagulag de soljenitsen isten o demônio gato preto não tem vez passada a ferro na boneca de panos quentes lábios grandes e pequenos como botões de mouse mickey runas rosnam ressonam e ressoam mal súbito se fez a luz e revelou a fotofobia bedrando que se recebe as flores que te dei um tapa no baseado em que premissa em dó de peitos fartos e generosos com o próximo capítulo da novela acesa na sala de estar com fome de viver é sofrer uma cirurgia no cérebro sobrecarregado de cores quentes viu e quem te vê, ninguém assistiu ao formidável enterro dos ossos do oficial de cavalaria, here comes the sun of the bitch kraftwerk coisa nostra madre superiora do convento que sopra supra sumô sandálias do campo de concentração ganhasse jogo o time da prisão de ventre livre arbítrio esperança é a última rodada de fogo de sant'elmo de bronzedo caixão de pinho sueco branco azedo ar condicionado reflexo num olho dourado é o peixe santos e botafogo fátuo cuore un amore mio canto um do inferno de dante aligheri guéri chiruliluli, chirulilulá lulalá lelé e lili carabina trina quadradetenis reebok a dor de cabeça dinossauro de steven spielberg cerj cremerj suderj informa em edição extraordinária perfomanceborréia tétis, tetas e mutretasmânia de você mecê docê procê prócer procede e antecede e gosta e goza a cara do outro tiro n'água mole em pedra sobre pedras do meu castelo de cinderela remela e mela na cela do celacanto provoca maremoto contínuo na fila do banco da praça da paz celestial onde cantam os anjos da cara suja, prefiro uma mulher que seja suya, surya, namastê, mastós, mastros e monstros marinhos peres da n. mídia após dia seguinte, mermão lava a outra vez em fez ou em vez de tez bronzeada pelo sol da meia-noite de um homem chamado cavalo dado não se olha os dentes de sabre você o que é o amor nos tempos do cólera dos deuses de aguirre aguerrida pátria de garridos campos há fome em grandes plantações de coca da boa viagem ao centro da terra em transe hipnótico e virótico tico no fubá com jabá culê colé sacolé no trem pagador de promessas não cumpridas como os cabelos de jezebel dade a cor do som pop especial pink heywood floyd hey you allen disso mulher tem outra coisa estranha no ar comprimido de aspirina na narina de naftalina gina gin tônica pitú de olhar oblíquo dissimulado sob as cobertas do navio negreiro cruzando a nau dos insensatos porém felizes anos de nossas vidas bestas de carga pesada barra de tijuca açúcar cumbuca de gelo limão e vamos botar água no feijão amigo é coisa pra se guardar em lugar seco e longe do calor humano demasiado humanum errare est west far west meninas bonitas e faceiras no dr. eiras nem beiras altas e esbeltas mas bestas e tesas de tesão de ouro de jasão tomás de aquinoterapia alternativa nativa de seios nus e pendentes brancos melos não tão belos ó mortais e quais de calais agora e deixai falar e dizer o dízimo divino bianco santo e corpus christi e kristine o carro assassino frio polar é a tinta descascada e pelada no aterro do flamenco com paco de grana no bolso do paletó de madeira de lei das diretrizes por um triz risca o giz de cera de abelha rainha cristina da greta com garbo marchamos e murchamos com o tempo não pára pedro pedreiro esperando o trem fantasma de canterville balzac do ega ou do eça moça tá diferente à risca o chão uma tábua chã de dentro do engenho de dentro ou do lado de fora ianques go home sweet homeless is more pro nobis bispo três rei mate a sede de fome negra escrava isaura minha patroa à toa na boa chance nonchalance por lance jogada por jogada de mestre do jogo de avelórios o servo mecanismo de nanismo onanista como é mesmo o ensejo e aproveito o pleito para sugar o peito onde bate o coração de leão da metro copacabana me engana que eu gosto não se discute de porcelana chinesa no suplício de uma saudade não tem idade da pedra filosofal ou fundamental é mesmo o ardor de profissional busca colocação em campo de batalha mas não a guerra de secessão da tarde o filósofo do atraso imperdoável ou não doável era doval e davene ou davéia na veia cava superior qualidade total na força de luke skywalker starr ringo é o meu nome da rosa dos ventos o levem leve como a pluna do paraguai que te conduz olhai as crianças travessas do paço a vez de jogar no bicho esquisito evolução darviniana of cleves is clever leite de rosas de ouro incenso e mirrado salário de miserável patinhas agora não mais tens um cigarro dá câncer no trópico de miller henry arthur merlin galahad lancelotes à venda nos olhos mortiços de mortícia adams é chiclete de bola pra ela desatinou viu ninguém assistiu ao formidável enterro de pobre é mais triste madrugada foi aquela querela aquarela do brasil ame-o ou deixa dissotudoquetaí é a putaqueopariu e roeu a roupa do rei pelé e coutinho nhô nhá benta da gerbô bo da corte e costura dupla dinâmica no trecho em si bemol maior divisor comum a todos de pé direito mais baixo de seis cordas de tripa de coelho ou de gato escaldado não mete a mão em cumbuca de vidro fumê fumacê maché ma che guevara de bambu broto chinês zen lao tse tung tungado no ônibus atrasado para o encontro com rama cataplana há de se chamar gonçalo mendes ramires em cima da padaria se possível previsível imbatível terrível revell revela a foto três por quatro por quatro rodas de magnésia de philips glasnost nostra dama de copas e cozinhas planejadas com esmero detalhes pan chacon chacota hagar horrível helga acelga cega faca amolada fé com lé cré com mé mussum miçanga de tanga deu no new york times do flamengo e do fluminense de campos de goitacazes e tamoios e tupis guaranis e ponte preta beiçuda nastácia trácia hunos e godos gordos javalis de primeira vez por outra face a face oculta ou ignorante rinoceronte de ibsen lenço nem documento falso brilhante pé do moleque pedinte pedindo o tridente do demônio que se agita sem cessar-fogo cruzado novo sabor de morangos silvestres santa teresa a corda no relógio de ponto de partida a frio polar a cola pra sair da escola pública imagem manchada de gordura hidrogenada será como antes no quartel de lutas de classes econômicas polinômicas e randômicas dispostas em anel mezzo della mia vita me ho trovato pelos sete mares magnos magníficas magnólias magenta, ciano e amarelo ouro dos tolos e bobos da coorte, segunda centúria fox o canal de hollyood king size filtro solar fireball deep purple haze and confusion will be my epitaph epifânio de pífaros pífios néscios e beócios da bósnia herzegovínia govinda e sidarta mas não falta água nem falta luz no caminho de swann boechat chato nos pentelhos e coelhos do paulo sexto de frutas frescas brisas invernais infernais enfermas e buracos de verme enfermés febris e sutis cútis de porcelana bolena bolina a boina na faina de faxina na vagina da gina e da geni papo cabeça dinossauro extinto e retinto seco bordeau nouveau richelieu dans le banlieu lieutenant la barre automóveis imóveis aluguel defasado e com chorus line in line out of order and progress in brazil o filme velado pela família e enterrado no jazigo perpétuo moto contínuo na fila do banco de olhos de sogra sobrando e soprando o soprano novo vida nova fórmula da coca-cola e não descola tudo bem no ano que vem cá meu bem-vindo à home-page de jimmy next page, please no, teatro nô, japonês da pátria filhos da revolução francesa dona de bordel da rua alice no país das maravilhas da natureza a lenda da bela adormecida no bois de bologne gnocchi gli occhi rossi paolo giovanni secondo lências e lêndeas nas vênias e tênias da vânia e da tânia veículos qsp mil microgramas de lsd na veia aorta de alfaces ocultas das luas negras de lilith em seu lit my cigarret maigret my greetings pelo marketing com suíngue de sarongue no manguezal de caranguejos fedendo a queijo camembert ruiter ou rotorooter no cérebro eletrônico positrônico catatônico biotônico fontoura, a mulher do touro na arena sangrenta e nojenta na janta sob a jamanta sagrada família buscapé de atleta de tetas à mostra banco nacional de cinema transcendental neanderthal e qual um animal edmundo vasto mundo grande e estranho numa terra estranha carrie snodgrasshoppers de denis o pimentinha elis na flor de lis pedindo bis lacta purga et coagula pecado mortal kombattery mallory mallorca a baleia assassina com tinta invisível fusível removível e suscetível a oscilações da matéria polêmica poleminizada pela abelha fazendo mel blanc, vert et rouge na cara de pau que nasce torto morre toco o barco que aos poucos descreve um arco e flecha na brecha de brecht broxa a pintar o sete e meio-dia à meia-noite no outo lado do planeta selvagem da motocicleta de anacleta manca e sem anca, borboleta negra que despacho com um piparote ou papelote da maçã a um real academia militar aposentado na cadeira dos réus incréus da inquisição de torquemada queimando mas não obedecem às regras da minha mulher moderna hodierna faz baderna mas abre a perna de galinha velha dá bom caldo de carne vermelha entre os pentelhos como óleos e ungüentos sedentos de momentos de decisão no domingo no parque da cidade de deus dos judeus ou de mateus, primeiro os teus, os meus, os nossos ossos do santo ofício, carta ou a4 pontos cardeais amorais irreais e venais nos mosteiros de são bento onde batem os ventos que levam a poeira dos séculos vindouros e vimpratas da casa de maranello de ferrari testarossa ana batista ou teresa cansada de guerra e paz aos homens de boa vontade de comer com a fome negra melhor de três dígitos do gitano ditando o mando de campo neutrox ou hidrox ou lox, oxigênio líquido e certo capitão rodrigo visigodo ostrogodo ostra estragada no cigarro dá escarro enguiçado engraçado trançado complicado e complexo num amplexo no sexo dos anjos de cara suja, tuja, mija na pia, maria da conceição da casa josé silva e assobia e chupa cana samango tira hômi menganha polícia mineira maneira de amar o próximo carro de bois na linha de passe moi le tric a track um crack de bola pra mim tá bom de jogo limpo as mãos na toalha de banho turco cabeça de vento de través ou sotavento no túnel dois irmãos karamazov de stolishnaya maya con diós en el corazón alado ícaro a revista da varig varicela o cavalo dado não se olha os dentes de sabre do tigre da esso no seu escarro de catarro grosso modus operandi as amígdalas texas instruments de menta mentalização na bolsa de mercadorias falsificadas do paraguai guarani bugre fusca lusco-fusco fosco fósforo de segurança rançoso cheiro verde que te quero querência estância hidromineral minalba, estrella del alba, en el firmamiento: por que me sigues por los camiños? mino do bolinha de sabão português para o vestibular doce lar aceso no inverno aquece o coração dos homens de sua terra em transe hipnótico espelho, espelho meu pequeno cachoeiro nem beiro os pés direitos da casa de detenção pavilhão estandarte nouveau xerife ricochete de colchete aspas parênteses parentes parenterais e não sei que mais vale um pássaro na mão que dois pólos norte para se orientar rapaz sagaz mordaz e fugaz da marina morena menina nenê da vila isabel de espanha espinha atravessada na garganta do diabo pobre menina você não sabe você o que é o amor correspondido entregue à polícia federal bureau of investigation has benn gunn benny goodman charlie christian barnard bernardo gui o visgo da poção mágica trágica comédia humana rataplana aplaina na faina de saber se capitu traiu a confiança paga em troca da liberdade quae sera tamen também vou voltar sei que ainda vou voltarete sarabanda minueto pavana gavota bourré courante moeda cunhada gostosa tosa a cabeleira de berenice na côte d'azur ou marselhesa da máfia de branco ou preto de alma branca de neve as claras dos ovos chutados da cabeça do garrafão de vinho do minho moinho quixote cervantes na prado júnior lateral esquerda festiva da canção popular brasileira faceira e brejeira morena de bunda grande cerveja morna na filosofia de vida fácil da soma quadrada dos catetos igual ao quadrado da medusa cabeluda homo ludens sapiens habilis australopitecus grácil e de pequim de la china bonita camisa de vênus na primeira casa comida e roupa lavados em prantos os pratos limpos como água de beber até cair de quatro ventos que balançam o coqueiro verde onde em frente esperei uma eternidade enquanto caminhava a humanidade perdida a partida prematura naturans natura atura matura e consome o consomé de salomé de são tomé das letras na uerj cremerj faferj ufrj uferj aderj telerj adjani isabelle la belle époque de ouro com jacob do bandolim de ouro dezoito quilates mas não mordes que mordiscas às moscas moças virgens marias e padres-nossos ou vossos votos de felicidade que se extingue com extintores de pintores renascentistas e dentistas e barbeiros no trânsito de marte guerreiro santo jorge urge agir com rigor rugindo feito leão caminhando sob o sol de quase dezembro descendo a ladeira dos tabajaras na siqueira ou não me queiras mal estar repentino comercial de trinta segundos finais de século de péricles periclitante gritante bacante bacana bagana apagada atuação impecável maré alta do hospital das clínicas de repouso forçado o portão da percepção prejudicada um no seu galho com bugalhos de ulhas na ucharia castelã djavan avelã ademã ademais até mais tarde do que nunca mais que nada ficou no lugar comum no tanque alemão de tinta no muro das lamentações de pixinguinha guinga ginga gigabytes baita espaço cultural e recreativo escola de samba do crioulo doido varrido rident rodente de leite de vaca galo burro empacado à frente a frete sem crase por favor não fume marlboro boro b de bola da vez por outra vez de jogar xadrez fumando ópio na fumerie do chim afonso penna de ti, copacabana princesinha do mar de lama medicinal vicinal corão de mohammed ali ben kauss organizado o manifesto do partido comunista brasileiros e brasileiras as lojas americanas de peitão e perna fina estampa eucalol e agnaldo rayovac as amerelinhas aéreas de bolívia fagundes telles do arco do triunfo de césar maias aztecas e incas dos montes venusianos pelos dourados pelo sol a pino de segurança, não abra, não está comigo, pique esconde cola bandeira branca é a cor da manhã tão bonita manhã cedo a vez de ter a tez cor de açafrão saffy sweetie patsy eddie fabulous circus kabum bum paticubum dum-dum nos cornos do bode orelana no inverno general dynamics na música de elevador lancinante de rocinante o cavalo rompante de lancelot em camelot com o lott levou jânio às forças ocultas magias negras escravas brancas nuvens negras nesgas de luz negra pelo de serviço completo exame de fezes e urina irina anilina naftalina no armário com quinze esqueletos na maleta de couro de carneiro no bicho ruim sofrível razoável bom excelente qualidade comprovada e aprovada pelo código de ética de titica em titicaca na cara ou coroa de louros ou morenos de menosprezo a vossa presença maciça mestiça cortiça mortícia tísica física nuclear comprimido de aspirina da bayern de munique nique niquel náusea bundo republik dominicana da roça o cu nas ostras palavras sábias de lábia superior de propaganda é a alma corrompida a participação acionária reacionária revolucionária na área de serviço com viço e mocidade de padre filho espírito de porco calvinista rastafári de safári na áfrica do sul do equador do trópico de capricórnio com ascendente em gêmeos siameses a fio maravi  lha nós gostamos de você vocifera contra a fera de acari acareada com a carreata do pt saudações tricolores da mãe dolores del rio até chorar com lágrimas de crocodilo do nilo dante aligheri-guéri béri-béri escorbuto influenza em mendoza e mar del plata forma de bolo o enredo sem medo de ser feliz natal e próspero merimé mermão mamão melão zelão voou vasp wasp no masp moma mam man ilha de mann de thomas alva e clareia a roupa de baixo fender no mustang laranja, o agente secreto um ovo de colombo geléia geral da polícia social democracia gracinha a nicinha que putinha descoberta a curra da aids de ti titânio de titâ arnaldo antunes o zico cartola fraque e braque e picasso demoiselles do avião na capa da playboy guinle parquet paulista sem pica paulista sem pau pra toda obra em negromonte via jóquei brasileiro de almeida jobi do leblon ou le blonde ou le bonde de santa madre teresa de oh calcutá legal medicina faz carnificina em leopoldina e deodoro inodoro pomodoro de jasão e seu velo o defunto e melo your cunt sem dó de peito ou profundo desgosto não se discute o caso cláudia modas mutatis mutandi pitanguy pitanga na árvore do square garden sound modern jazz quartet e sala conjugados e kitchnette com net inter nacional de montevidéu que pitéu josé e seus irmãos de euridice que disse por não dito e feito olímpico da neblina sobre los angeles maiakowski kowalski lee iacocca malhada com vidro moído e mal pago a dívida de sangue bom pra dia após dia sete dias de maio mês das noivas grávidas à mercê da gravidade que lhes impõe a idade da razão cartesiana sobre a fé cega faca amolada e amuada, a lua cheia de si na armadura de clave de fá de belém pará cum isso aí é sacanagem porra de vida após a morte no veneza ali em botafogo na pasteur em frente ao iate do onassis e washington urgente que faz parte com o demo na gravadora em metal heavy weight tyson e holyfield chesterfield of battle of epping forest hills no queen's boulevard vinte e oito de setembro na primavera para hitler e goebbels bell's hear the bells bella lugosi is dead kennedy johnson nixon sexon e plexon de miller e miller distante onde irá teu pensamento do dia (quer dizer do globo) em que a terra parou pra pedir informações ao guarda-chuva ácida a laranja do agente duplo e a metamorfose em fimose do fumante amante amado batista cansado de guerra fria madrugada foi aquela querela com ela desatinou viu a uva maçã salada mista quente corrente do golfo pérsico arida aída nua na revista manchete do jornal do comercio fechado para obras no vão central da ponte sobre o rio roncador que sentes só se esquece no perdão ao papa paulo sexto de frutas cristalizadas no tempo esse grande escultor michelangelo da luz que me alumia a escuridão ao meio-dia de cão de guarda livros um país se faz com homens de confiança a fábrica de sonhos de valsa do adeus dará uma chance à paz de deus pátria e família trapo bronco golias e harley davidson & sons song of the whirlwind wenders berlin alexanderplatz de la concorde sobre o atlântico quântico sobre atlântida cândida e ingênua e crua com fungos e mundos abstratos e coloridos à mão de ferro na boneca madalena tagliaferro e fogo brando no marlon e taylor dos macacos tiões e tições no timão corintiano doente duende triende poliende allende todas as coisas, tem outra coisa estranha numa terra estranha atitude hostil do cantil do til sobre o a e sobre o o da condessa de odessa eu escapei pela tangente humilde que vontade de chorar não tenho lágrimas na chuva de canivetes apontados por pivetes no sinal fechado para balanço no vão central do brasil campeão quatro rei de espadas e arados contra reforma agrária de carmen maura mayrink kirlian automóveis em disparada jair rodrigues no brigue inglês ver o peso líquido e certo dia à hora da verdade nua e crua grua grou xo marx engels e lenin em stalingrado de bom grado alcoólicos anonymus do focus três graças a deus todo poderoso braço da lei da selva de pedra cantada na mulher do próximo por favor não pise na grama do vizinho de quarto crescente e minguante até a cheia do nilo depositando húmus na margem do rio da piedra da gávea canta o marinheiro por sete mares naveguei até as índias ocidentais praias lusitanas de buço bastos tigre de bengala moral e cívica cítrica krika kriptonita de kriptus rá bandolo porque quero ver irene dar sua risada triste madrugada foi aquela em que te joguei pela janela do windows noventa e cinco livros do pentateuco no teu cu e linho se eu fosse como tu tirava a mão do bolso furado e tirava um dólar flutuante muros das lamentações impensadas imprensadas entre as paredes caiadas de branco do olho mágico houdini de gordini e romi isetta na boceta de tomaso buscetta se aquieta no canto para as raízes crescerem sadias e perdigões molhados de perdigotos rotos e rostos espantados entre mãos crispadas na pele de asno empacado na estrada da vida bandida a banda da duvivier verás que um filho teu não foge à luta democrática decisão que gerou a cisão no abdomen dilatado de cerverja choca a sociedade com a atitude imprópria para menores proporções de batata frita na mesa do bar o último que fecha a cara quebrada sem fundos o cheque saudita dura pena de pato em purrinha morrinha catinga caatinga caxinguelê uê escadinha e paulo maluco beleza pura sem açúcar mascavo cossaco casaco pelo avesso a tudo que move é sagrado coração de jesus christo que embrulha monumentos aos mortos no acidente do paulo malária amazônica em villas-boas tardes de itapoã e de tupã txucarramãe natureza do profeta gentileza sem torpeza no torpedo para a mesa boogie bootstrap da prancha em drops de hortelã tecelã elan/garden propaganda pura e simples samples no mix do tom desafinado bate um coração não dá pra falar muito não fale com o motorista da madame bovary da bavária da corda sol poente no ocidente decadente decaiamos de branco o muro de sartre e de simone da gama ou de beauvoir bela vista depósito de balas calibre doze tiros pela culatra feriram os brios mas não mataram a sede do governo soy contra reforma administrativa na medida provisória retórica enquanto não se descobre a américa por vespucci ou por colombo do quilombo dos palmares imóveis aluguel de carros rent a car j'ai, pour fasciner ces dociles aimants, des purs miroires qui faisent toutes choses plus belles: mes yeux, mes larges yeux aux clartés eternelles! enquanto dure a trégua medida a régua de cálculo aproximado pela média com pão e manteiga de garrafa de whisky falsificado o passaporte para o futuro distante horizonte perdido, navego perdido no espaço entre as sombracelhas unidas pelo destino cruel, muito cruel o januário na janela aberta a temporada lírica de caça à raposa do deserto de gobi ou de marília gabi gabriela, cravo e canela inchada de porrada na cara de pau que nasce torto morre feito um passarinho, eles passarão, não passarão roca e dona benta sentada em seu pé de laranja lima da pérsia miriam batucada no morro dos ventos uivantes de vante e de ré acusada e julgada e condenada a cem anos de solidão é mágoa retraída e dissimulada no vestibular para medicina alternativa alternada corrente sem elos perdidos entre o homem e o super-homem paralítico do neolítico mítico e mitológico inconsciente coletivo lotado até a borda da banheira vazia a mente mentirosa de odile rubirosa ruborizada com a proposta indecente com a bunda fora d'água potável e lavável a seco e duro como pedra fundamental é mesmo o amor platônico e sócrates no fédon a beber cicuta e falar besteira estirado em esteiras até a morte aos invasores de corpos amontoados toando ao longe a marcha fúnebre dos imberbes bárbaros vândalos andaluzes da ribalta de chaplin oona bomber b-52 semanas tem um ano novo lançamento de cabo canaveral ou baikonur até a mir em órbita de júpiter galileu galiléia presépio montepio dez mandamentos moderato cantabile em cantábria dora isa prates prestes presta serviços à comunidade carente de afeto e de açúcar no chá de cogumelo venenoso comentário de joelmir betting that you loose control da trol e da estrela cadente frício friccionado infeccionado e arrancado à força bruta dor de cotovelos na mesa de jantar à luz de velas acesas no lume do buraco sem fundo mútuo mutuário autuado em flagrante como meliante pois sambava bem diante da janela de maria e em legítima defesa siciliana mafiosa a fiar as vidas parcas e boas de cama e mesa para três graças a deus dará oh nêga do cabelo duro na queda livre arbítrio do árbitro ao apito que quer o índio do rei de um país chuvoso com melhoras no fim do período composto de duas substâncias em estâncias hidrominerais em última instância salvas no último instante maestro é antônio brasileiro de alameda são boaventura em niterói de araribóia sinalizadora de chuvas iminentes papas eminentes na língua solta e leve um e pague dois patinhos na lagoa de loch-elliot-ness ou tess natassja kinski klaus ogerman thomas um gole e cais pra trás da moita tá na mesa de negociações entre associações cristãs de moços pobres moços de fino trato é tratado a pão de ló de açúcar mascavo batavo na peneira oi tava jogando sinuca e uma nêga maluca me apareceu a margarida donald minnie e mickey do fluminense football club de regatas flamengo de paco de lucia em andaluzia ou vais te atrasar avia-te linda e bela como ela mas ninguém viu e ninguém assistiu ao formidável enterro do abominável homem das neves eternas perguntas às gunas e respondem ponderadas e penduradas no alto da gávea onde canta um marinheiro: capitão rumo ao porto da esperança em contradança com um contraparente bretão metando a mão na espera flagrei duzentas perdizes mortas boiando na flor d'água respirei no alívio singelo do momento acreditando que perdizes não são humanos e olhei para o lado lá estavam cerca de quinhentos corpos de homens mulheres crianças espalhados pela avenida estraçalhados pela violência da coisa eu mesmo começava a sentir um certo queimor no pescoço e meus olhos ardiam com a visão embaçada caminhei entre aqueles destroços nu reverbero rosa caliente pingente andaluz cruz de malta aberta em frente ao shopping uma cruz verde e cor de rosa escola de samba new mania muitas vezes certo outras vezes nem certo tanto assim procuro correto por dentro e por fora meu jardim mania de bêbado esclarece uma folhinha tantas palavras quebradas no meio do juizo restos de sonambulismo metafórico em mim palavras freadas para evitar mais confusão exército de letras que insistem em me dizer tantas palavras rebinbocando a parafuseta da razão esfignomanômetro tirando a escolha da pressão todo esse meu zelo pra que vou querer ser um melhor? está tudo correto em cima em baixo ninguém é tão normal falhas no concreto derramam a vida para Deus public relations mentem sempre mais de uma vez e todos creem a sorte te dirá, continuo de coisas que me acordam de manhã não quero mais isso mas quero mesmo assim tenho outro vício que faz amargura em mim viver viver é ter na mente eternamente éter na mente macacos viajantes malucos que dá preguiça de ler paulo coelho a beira do abismo existencial da cultura antropologica tropical do homem de niendertal, associado ao alto grau de estrabismo hereditario oriundo da forma fecal da estrutura anarquica instalada do lado esquerdo do peito de frango do goleiro advesario assim mesmo conseguimos andar nas nuvens de chuva acida que assola o meio oeste da rosa de hiroshima dos ventos uivantes na casa dos Usher mas, pensando no obito do bovino ruminante, nao sabemos absolutamente onde ir apos as cruzadas, entradas e bandeiras, mas sabemos, ao menos, que cair e' sempre para baixo, salvo quando estamos no chao de estrelas de neutrons da constelacao de orion, a esquerda de quem vem (seguindo e indo) tão do contra, mas parente não é serpente, muito embora muitas serpentes se tornam ou desejam se tornar presidentes embora todos os homens do presidente tenham presente o quão recente e ardente é a paixão nascente, muitos dementes estão cientes de que, plantadas as devidas sementes, brotarão surpreendentes e excelentes mentes a razão não desmente viva e brilhe, não sinta a dor pungente grite e demonstre a felicidade presente passado o susto do grande hecatombe, teremos que arregalar os olhos cauterizados de vergonha livrando-se de uma centena de véus cores esvoaçando no céu vento levando o perfume de corpos nus entrelaçando desejos compostos de romance e vinho vinho vinho vinho que foi feito do vinho? insonsequentes madrugadas refazem milagres entre os humanos embebidos em vinho vinho vinho vinho veritas? mas porque se a mentira também é doce? muitos tropeçam na verdade imaculada e titubeiam diante do claro da coisa tenho uma bem nas minhas mãos e declaro ao mundo saber a origem de todas as mazelas vinho vinho vinho mais uma taça ai eu recupero o vigor do meu olhar e provoco tentações entre mulheres bonitas sim eu as tenho bem aqui no fundo do peito pois deitei com elas no seu melhor e tive do seu melhor o meu imaculadamente branco como devem ser todas as verdades tenho cores dentro do desejo cores berrantes para cada ocasião cores de cores miscigenadas num clarão de luz incandescente vinho vinho vinho quero mais uma botiglia de vinho! tinto, torto, torpe, vinho vinho vinho uma mulher descarada de pernas abertas como em fellini, suja mas pura , mascarada mas livre mulher abjeto, copa no céu, raízes no inferno, reviramento absoluto de todos os sentidos, olhar que escancara as portas da percepção e com um toque fragmenta a pedra que arrastas sobre as costas, morro acima, ladeira abaixo, até que toda a energia do universo se esgote e nada reste da entropia senão teu nome soletrado na pia do banheiro, entre restos de pasta de dente esmigalhados e a marca de um beijo sulfúreo, pedra negra caída do céu, engastada em tua pupila, que nem todos os arcanjos saberiam decifrar e nem todas as caabas teriam respostas, porque não há mal que sempre dure nem bem que nunca a cabala, desde o princípio, quando os jarros se quebraram e o mundo se fez de fragmentos e cacos e estilhaços e era teu o sentido, o mapa, o esquema que a tudo completaria, a pálpebra fechada, a língua escandida, essa poesia insensata que pulveriza as plantações, esse pedaço de mau caminho parado sob a esquina, essa noite em que um pássaro de pedra pousou sobre o pedestal da paulista, para o pânico dos prometeus, ah pandora, que trazia em sua boceta lusitana todos os males do mundo, exceto a esperança perdida no fundo dos grandes lábios incontidos, de onde uma fumaça mentolada espiralava e ninguém saberia por onde esquecer, uma corrente de bronze nas costas da antigüidade, um king kong de aço escalando a madrugada, este táxi quase porrou com um poste, esta pasta quase se desfez em pranto, este rosto é uma concentração desmanchada, e lagostas, como não, as lagostas não poderiam faltar, lagostas alucinógenas, ácidas, prestes a conquistar o mundo dos filósofos franceses e das morenas de olhos azuis, o ser e o nada, todos os homens são mortais, sócrates é homem, sidharta meditando quarenta dias e quarenta noites, até que a iluminação fosse um dilúvio e todos os animais se perdessem numa arca de espelho, exceto o relâmpago, que é todo teu e meu, um contato, um contrito, a contragosto carregado, perdido entre farelos de nuvens e naves estivais, ouvido atento à promessa, mãos estendidas para tocar a mensagem filigranada que é você, toda feita de entrelinhas e entreatos, estratégias e feldspatos, fontes cristalizadas, frentes desunidas, teu seio petrificado feito estátua na praça, teu sono escangalhado feito a muralha que passa., e eu, pobre mendigo desossado, largado numa rua qualquer, transido de frio, tá-com-frio-põe-o-cu-no-rio, mortalha recoberta por velhas cartas rasgadas, tramas costuradas com o fio do telefone, e teu sexo flamejante é uma sarça que arde e não se consome, de onde entoa deus os mandamentos da morte, do mito, da moita, um nariz contra o muro, uma impedância, uma mulher com olho de vidro e perna de pau, entregue a sua voracidade animal e carcomido, tenho lágrimas espalhadas no dorso da mão, tenho um silêncio de isopor em forma de guerreiro atlante, e quatro castanedas alados, uma serpente emplumada, a grande divindade branca, sepulcros caiados, restos de amores erodidos, ruínas barrocas que o vento não comove mais, rotas barracas, filhos caçulas, um grito enorme feito de carne e sangue e manteiga de amendoim, um escorpião encalacrado pula amarelinha no meio da avenida das nações, o pau do presidente, a língua do pê, as cidades da neblina verde e todos os habitantes convidados para um almoço nu, e os mortos-vivos são o prato principal, e os poemas perdidos são a sobremesa estival, uma horda furiosa de macacos alados abre caminho pra fora das mil e uma noites, pra dentro da odalisca indiscreta, uma orgia romana no deserto do Saara, uma pizza toscana no meio da minha praia, e literatos mil vociferando volumes, manifestos estocásticos, obras-primas violadas num leito de espuma, de esperma, de esparro, meu nariz quebrado se mete onde não foi chamuscado, o fantasma da minha biografia assombra os corredores do quarto, sugestões cibernéticas cravam-se em minhas costelas carcomidas, corolários, cabeças coroadas e chakras coronários, duchas corona um banho de alegria num mundo de água fria cercado de terra por todos lados, menos do lado de baixo, onde os sem-terra bebem água mas não tomam banho, se sujam de barro, mas não plantam aqui no sul do mundo essa brincadeira é chamada cadáver agradável a continuação do texto sem que o outro veja o nome não importa mas a porta se abre ao mundo louco, cabeça de coco, não importa abra a porta escorra seus braços e mande abraços aos mortos vislumbre ganâncias, roube dos pobres agulhas não passam pelo olho de um rico champagne em pinicos ou direto na boca meu prato predileto champagne espouca vem gavião sem destino bico imundo pica no mundo vá despejar seu pranto e colha espanto das galerias militantes de políticos ululantes com a corrupção não adianta negar eu como tu comes e ele come com os olhos deslumbrados a miss do pecado de pernas longas idéias curtas e saias justas vamos comemorar amarrem os ratos vamos afundar e ganhar o abismo na descida fatal para a eternidade morre prazer visão sentido de tato morro e o mundo morre comigo por castigo se eu não existo apago o sentido de continuação você é muito burra morri pronto se abre para um mundo imaginável intangível porém mais perto de cada um de nós do que jamais pudemos sonhar acordado ou não e macacos me mordam se alguém já não disse que devoraria aquela penca de banana ouro linda da estrada de juiz de fora pro rio e eu aos prantos sem choro que o assunto era de morte sem sorte pois é mais fácil ser atingido por um raio que ganhar sozinho a megassena e senna não viveu no rio senna senão seria serena a sua sina idéia interessante de todos os sítios já visitados pela consciência da ciência cabalística cabal que cabe em todo universo da ponta à ponta do alfinete produzido na Inglaterra a mar amar-te, marciano, magenta e amarelo cítrico e cônico da imagem e símbolos de tosa de carneiros rosa-shoking electric blues band, is getting very near the end, Sargeant Pepper¹s lonely, Sargeant Pepper¹s lonely, Sargeant Pepper¹s lonely, heart, club, baaaaaaaaaand-aid and Live Aid and Woodstock and Snoopy and Charlie Brown, se você quiser, vou lhe mostrar a lebre mais bonita do Imperial World Astoria Ritz Blitz, vocênãosoubemeamarrar com nós cegos e laços de seda púrpura do Cairo gotejando sangue pelas feridas abertas de um corte de tecido impossível de cerzir barrigudo cinzento, boca preta, macaco preto, chipanzé, gorila, orangotango, cuxiú, aranha, mico estrela, leão dourado, sonho da mata atlantica e savanas limpas de água pura água das origens, lemur olhar, lemur, olhar, mãos, e palavras não faladas, babuínos cinzentos, uacari, ateles belzebu, paniscus, sagüi, e silêncio assovio então te direi sem medo de errar - quantas cerzideiras já bordaram e rebordaram este painel - o mundo em que vivemos e tudo continua a se esgarçar, não pela sede dos pequenos, mas porque os grandes deixaram o chafariz ressecar, de tanto beber, beber, e se afogar que diz Verinha vem embora Manoel já morreu esta vida não vale muito e começou em Viçosa e vai terminar em não sei mas queria saber porque a vida passa e as coisas nem são feitas que fez a princesa de pedra, pó e sabão branco total radiante cair no chão se estatelando feito banana nanina de fim de feira de verão que gatos são bronzeados asas nos levem vagalumes verdes olhos volte bombons de recheio de cereja traga no meio do jogo hi there come back soon amanha a deus pertence onde estara o anel que tu me deste o rinoceronte quindim fulo da vida foi até a esquina peixinho trocou de lugar com nuvem de algodão rosa encobrindo o céu azul no peito do mundo eu sou um buraco vazio, cheio de esperanças vãs, colhendo pérolas humanas ao longo de uma estrada contínua que, ao findar, não dá em nada, mas continuo sempre porque é um ofício caminhar vazio, sempre sentindo na pele esse calor de brisa invadindo as narinas, como um perfume cálido que vem de longe aguçando a lembrança de uma coisa quase esquecida, que chega devagar, devagar, mas ainda assim não chega pleno e é boa essa sensação pois parece o preambulo do orgasmo (tão melhor quanto o próprio orgasmo), quando o orgasmo em si é um sentimento verde que se vai transformando em prisma que emite fachos de luz negativa, ao passo que se chega ao delírio, um delirio tão medonho que só um pode sentir, pois é difícil entender o delírio do outro, quando se está forçando a mente, melhor que isso é deixar acontecer a emoção, cara emoção engaliolada pela virtude de sê-la, indefinidamente, punitiva, exorbitante, maquiavélica, mas, no todo, uma sensação do indiscritível... sinto que estou sozinho quando não há ruidos incidentais, qualquer solidão é absoluta se não há ruidos incidentais, uma gota da torneira, um chiado de máquina, um escape soando na noite, o atrito do teclado, mas quero estar só/acompanhado por meus ruídos incidentais, sem eles estarei no espaço sideral, onde apenas os astros, brilhantes mas silenciosos, acompanham com seu olhar de quadro, o movimento anárquico do meu corpo em desalinho entre rotações e translações alucinadas e lisérgicas, gosto dessa sensação de inteligência flutuando o infinito, como o monolito de kubrik, como a verdade primal triunfando diante do homem, absolutamente inequívoca e simples, mas, sendo eu um homem do meu tempo, atento aos domínios da terra e sua gravidade (literal e figurado),  limito-me a imaginar aquilo que quero e solto a imaginação redesenhada por entre os espaços fictícios da cidade, retomo minha forma de carnes e nervos e sangue e pó, deliberando sobre a iniquidade da minha própria impossibilidade eterna, fausta assim sendo mais claro que a cristalina água que me banha, sou um projeto lançado no espaço do espírito humano, farto do cansaço das coisas substantivas, amando o adjetivo e a interjeição de cada movimento humano, redesenhando os contornos absurdos de cada silueta que vinga na noite e que me assombra pois a noite é calada e os humanos não, a noite é um manto, e os humanos se descobrem dele, a noite é luz, estranha luz que me norteia passos indecisos, reverberando cicatrizes fincadas na alma, ah, doce alma em carne viva! eu não fujo da morte portando-me como se ela não houvesse, tenho desenhos nas mãos que me dizem que ela está por perto, leitura de algum futuro projetado me telas de cinema, acredito ser aquele que espera, certamente aquele que alcança, duvidosamente aquele que conquista, mas isso é uma outra história em quadrinhos que eu leio com olhos de menino, coração de passarinho e mente de ancião... cerco cada minuto que bebo de delicadesas sutis e vejo germinar sentimentos que não conhecia plenamente e estes me surpreendem a cada impacto, a cada cintilação e creio que alguém chamaria de divino esse não-sei-o-quê que nem conheço mas que me bate forte em todas as esferas da consciência, mas, mesmo assim, ainda ferve meu peito a cada amanhecer o gosto bom da liberdade, ah! liberdade que, mesmo tardia, tem gosto de vento e de penhasco, um salto interminável para dentro de mim, reentrâncias e saliências fazendo expressões enquanto caio, lento, sem pressa para morrer e não morro, mesmo tendo morrido tantas vezes, não morro pois sou tempo, um tempo tão doente de nunca terminar pois o começo é o princípio do fim do milênio mas que enio nem mil! termina o funil mas não o que por ele escorre nossas vidas e as galaxias, galáxias silenciosas, anelantes, desfazendo-se no ar, para que eu possa relaxar os olhos cansados de tanto ver, e possa olhar para dentro com mais conforto, galáxias-repouso do guerreiro, que por sinal era manco e de tanto assistir os seus putrefando na margem esquerda do leito sentou numa pedra liquenosa, escorregou no seu musgo, ajoelhado, olhando para os céus, deu uma breve piscadela, relembrando sua última vítima ensanguentada em suas mãos, que pareciam seus olhos rubramente inervados de cimento e tráfego, vitima essa que muito bem poderia ser seu companheiro, nao estivesse do outro lado do campo de batalha, com o emblema inimigo engravado em sua formidavel armadura, criaturas lutando impessoalmente por inercia, pelo puro acaso, derramando o proprio sangue e o sangue de outrem pelos interesses de terceiros, terceiros que comem caviar em suas confortaveis e limpidas moradias, tao diferentes do imundo campo de batalha, onde doencas se espalham como fogo em mato seco e o fedor de carne putrida mostra claramente o destino daqueles que ali pisam de espada na bainha e ousadia no espirito, desafiando inutilmente o Ceifeiro que mais cedo ou mais tarde sempre colhe as almas de todos os mortais, sejam nobres ou sejam plebeus, sejam humanos ou sejam bacterias ou simplesmente politicos na emoção de tentar usar do tesão, sacrificar o coração em favor do sexo sem nexo deixar tremido entupido, na sala comer o macho cancioneiro depois de trepar com o marinheiro de primeira viagem sem volta redonda de quatro quinas acumuladas o esporte que dominou o país fazendo de nós reis do mundo sim rei do mundo, rei de tudo, porque somos antropófagos e deglutiremos tudo, todos os marinheiros, inclusive os de primeira viagem que para aqui vieram ou porventura virão. Devoraremos tudo, como já sentiu na pele o bispo sardinha, pois isto aqui é um buraco negro,com estrelas conscêntricas girando ao redor, imundo, edmundo, raimundo, moribundo e depois dizem que foi descobrimento, se foi ou não, quero de volta o meu pão ou um nobre gascão, um dos três mosqueteiros que, aliás, eram quatro de quatro pneus arriados bretão! mas tu é um babacão, né já vem me pidi aquele pedaço de pão, que eu deixei cair no colchão, no dia que a gente tava assistindo o Domingão do Faustão que criou o futebol, o gelol e o girassol gira lua eu quero você toda nua minha santa do pau Yoko Ono Mille, 4 portas, alcool, único dono ou dona dona anja o pão que me alimenta e que hoje se ausenta ausência doída, sofrida e desnutrida o pão, que representa tanto e hoje nos falta à mesa assim como nos falta a cadeira, a cama e o chão pode nos faltar tudo, dinheiro, amor e pão que nunca nos faltem, emoção e compaixão que possamos nos amar, mesmo na falta do pão quero minhas passagens que o diabo amassoul music Sam & Dave ter dedos melados na boca suja de um inglês pancadorado pelo sol de Parador trem da central esquizofrênica do país não entendi direito a forma de participação, mas mesmo assim gostaria de fazer parte da corrente elo... arco...mais cacos e ratahos étnicos estéticos, extáticos, etílicos, metas foras e intro-jetadas e para-bolas, bolhas e flocos ao vento... ando tão à flor das folhas que vienense outonal já estou a cair dos galhos... ando tão à toa que esvoaço-me folha pelas ruas, link's, bosques, sites, sítios, praças, atalhos... ando tão virtual e sinto simultaneamente as európéias quatro intensas estações, converso mouse-a-mouse, poeto em HTML, consulto minha bússola pessoal... ando tão on-line que esqueço-me de almoçar, lembro de beijar minha filha e meu amado, rabisco meus web-passos, e e-mail's de saudade quase me fazem chorar... abandono-me natalense brasileira e vienense apatriada quiçá finco ramas e espalho-me sangue e vivências pelas bandas de cá, me embriago de glühwein no cálido inverno dos meus pêlos-agasalhos de macaco... em terra de macaco quem não tem piolho é rei íris arco do Maranhão me veio a poesia dada de uma mulher de muita alegria pousando assim mesmo, sentado, grudado, remoto, abstrato tudo peleja se o instante não o aceita instante sofrido, a alma míngua calmaria remota, antevendo a corrente remotismo explicável explícito e fugaz tudo é fugaz exceto eu exceto você sinto o sol que queima minha pele, ele consome pouco a pouco minha seiva deixa-me tonta, enlouquecida e sem perceber acabo em gozo pleno, sem medo de morrer necessário, é sempre necessário, ir , vir , alcançar o modo, a tênue coisa que emerge, sabe-se lá de onde, da rocha, da fonte, da fronte enigmática do homicida, do formicida, mulher parida, coisa que arrasta, insonsequência, fluência, revérbore clara, sanidade nua, a minha, a tua, é sempre perto, essa clareza, tanta certeza é muito bom, caminhando assim, na contra-mão, nessa charrete, no avião, somos o ouro, somos o sumo, somos o couro do supra-sumo, sumo pontífice, da irmandade, fraternidade que se premia, de tantos louros, quanto necessários, quanto corriqueiros, quanto inexatos, quanto queridos, quanto sofridos, somos o esteio, luz de permeio em tantas obras, intermináveis interminaveis o tempo infinito do senco mundial da população reptil fetido do politico brasileiro sem cerebro do brasil escuro sumido pepino no jantar sera vou gostar mas se ele voltar eu vou dizer na cara dura que nunca mais grite comigo pois pareço boba mas se estou te dando corda é pra depois te abandonar horizontes são os que vejo diante de mim, num dia assim, sem penumbras especiais a flagrar contrasensos penosos em todos os sentidos tendo como pano de fundo o mar sempre o mar inenarrável mar que busco mergulhar zilhões de vezes com o único intuito de encontrar você manhã de tudo meu que o breve esqueceu e o eterno ratifica quero ser sempre assim completamente tolo a olhar o mar que divide o meu sentimento e a realidade molhar as mãos lavar o rosto e sentir a briza da manhã dedilhando isso é pra ser um comentário ou já faz parte do texto? alô! alô! teste! alô, som!!! 2 3 testando meus cabelos e o horizonte, apenas o horizonte fica e as ilusões se vão... para onde, naum sei...sei que viajam por entre mares e montanhas e voltam sempre para aquele a quem amo... amor sódido e pleno...repleto de desejos insanos e de lembranças lembranças, beijar uma pessoa pensando em outra isso é insano, não há sentido em beijar se não tiver prazer, muito menos se tiver DOR, achei que nunca iria acontecer comigo, p q na verdae fui criado para ser macho...e não um chorão, de várias máscaras.. DOR DOR DOR DOR DOR DOR DOR DOR DOR DOR DOR DOR mas tudo muda e você também mudou nada pode ser mais triste que uma mulher sem amor nunca mais nos vimos e isso não fez a menor diferença ou sera que fez? eu não entendo mesmo então não vem muito ao caso ao caso vem mesmo o que é ser homem e principelmente quando somos verdadeiros homens... eu vejo somente isso quando amamos sem esperar nada da carta de Caminha graciosa dessa moça, a vergonha tão tingida e tão bem feita e tão redonda e tão mais bela -perdão, majestade - que nem a rainha igual à dela beleza tão rara não a tinha (se bem gostara) e, tu bem sabes que no porão da alma, poder e beleza se misturam e, antes inocência, agora demência, dos corpos suados, exaustos de prazer e nessa mistura de cores, os sabores são iguais, de quando eras criança, princesa no cais pobre rainha, pobre moça bonita, pobres homens de pobres pensamentos não vêem a riqueza de um beijo, seja entre homens ou mulheres ou ambos não veêm que além de nós há um universo do tarado que a violentara estratosfera incontida ribombando sobre nossas cabeças incontinente presteza alude ostensivamente aos nossos recônditos sentimentos permeados de sonoros achados que vociferam permanentemente inclusive quando menos esperamos, quem dera pudéssemos atentar para tão mínimos detalhes que nos escapam a todos nós mortais incongruentes com nossa própria visibilidade ostensiva tu ias, Tobias? anjo deus demônio tubo ias tu devias tu suprias nas conchas cabeludas das moças tu lambias sugavas esporravas gozavas punhetavas ferozmente vorazmente e nada mais pensavas além das indecentes volúpias incandescentes que jactavas impunemente velozmente precocemente sem nenhum pudor sem censura ou censor alfarrábio noturno desnudo porco chafurdando em seu próprio suor indecoroso e no sangue apodrecido e tortuoso das vaginas naqueles dias periódicos ouvias o baque e o tique-taque indicando o fim empretecido de um dia surpreendentemente mal tecido de séculos e séculos mal dormidos de toda a humanidade sorumbática ardilosa e molhada pela gosma das criaturas vencidas pelo orgasmo noturnos e diurnos em vão espasmo quanta energia louvada e encanada sem desdouro para ninguém a não ser o biltre cosmopolita e comodista que sorria das desditas de populações inteiras desditosas mas airosas em suas almas caneladas e permeadas pelas somas de ouros perdidos pelas eras e procelas dos danados que nunca se esqueceram De se perder em penumbras moderadas entretanto, toda essa loucura anunciada, dita aos quatro ventos, como se real fora, nada mais era do que uma capa para esconder sua impotência, ele, e ela o seu tesão desmedido pelo carteiro ah! o carteiro! pena que só fazia entrega de correspondência apena tres vezes na semana... ela cogitou até de alugar um quartinho no trajeto do menino... só assim ela poderia suportar essa união... nao quebrar o elo que ainda a unia ao marido... se ele sabia? claro! como entao pretendia viver com ela - com tão completa mulher - se ele nao a abastecesse de amor...amor? claro! ele a amava.....parecia até veneração...e tudo o que ela queria alem do amor que ele fosse, também, bom de cama... tantas vezes, na solidão do quarto, masturbou-se...um gozo só...solitário nos gemidos...ninguem pra arranhar ou sorver seu beijo apenas o lençol úmido e suas mãos cansadas, secas, empalhadas, um cansaço tranquilo de tarefa terminada, a certeza de que o descanso merecido seria o começo de uma nova etapa. A busca pelo objeto de desejo que o deixara tão cansado, tão virtualmente cansado e sedento pela realidade até q conheceu uma deusa, maravilhosa, q preenchia esse espaço q faltava em sua vida, pra deitar no lado vazio de sua cama, para q seus gemidos não sejam mais solitários, acabou esquecendo o tal carteiro e seu marido, não por completo claro, pois tantos anos de vivência com ele, e toda sua veneração, não puderam ser preenchidos ao todo por essa sua nova paixão, q era M A R A V I L H O S A não só na cama, mas nas conversas, elas se entendiam muito bem, mas só tinha um problema, era tudo as escondidas, para não ferir seu marido de tanto dedilhar seu violao na tentativa de descobrir uma nota que revelasse o verdadeiro sentido da subserviênca humana e profana com a respiração ainda ofegante olha para a janela e como uma vouyer, observa as folhas das árvores dançando sensualmente ao toque do vento...ah como ela gostaria que mãos a tocassem daquela meneira com manteiga e café com leite gosto de sexo mas o amor é insubstituível velhas de guerra nuclear mas o dia viria, de qualquer forma viria, e a luz e a luz tragaria beijos... gozo... a solidão ... o amor ... mas o amor, fosse onde fosse, sempre acabava, bom, na cama na lama na gana de ganhar e de perder a penumbra feliznamanuel foi pro céu próspero ano novo admirável da marvel cara eu cai no chão depois de ler isso eu fiquei tonto e acordei na cama acariciando a sapinha cabeluda, rechonchudinha e raiva e pena por ela ter partido tão assim... sem mais nem menos pelo ritmo intenso, terço, tersol e lua cheia de remorso, morse, morcego, cego para os males do mundo abissal de cozinha, coisinha fofa sozinho... olhei para o lado e não via ninguém, não via nada, só aquele barulho infernal de gota caindo na água, caindo no chão, caindo na veia flawha-whauta bongozando jaca, cerebelo arrepiado, golfinho sem caroço de avião ipirungaua ramê inti mahã pitúna/ ará anhó opain ará pupê/pitúna okeri oicó Y repype - no começo não tinha noite, dia somente todo o tempo/ a noite adormecida estava das águas no fundo- como se diz em português o anterior em tupi ela foi, pensou e retornou moribunda minhas idéias haviam se infiltrado em seu pensamento de tal modo que nada a segorou reclamou muito da vida, das ruas, dos ricos e dos pobres reclamou, também, das minhas mãos calejadas pelo amor não acreditava que minha paixão pudesse ser a marca da minha solidão e minha solidão o início do meu prazer mas que prazer é esse que chega sem pudor e em pensamentos distantes que varre o sentimento e a esperança e que nos empurra para o abismo, para o céu e para esse mundo forjado em formas de retalho vermelho como a cor do membro poderoso dos inválidos ainda com unhas tortas, tórriads, tontas, escapava-lhe a alma, de dor ou de qualquer coisa essa merda de sofrimento misturado com fervor pudesse trazer para enfim violar seu curtume na penumbra percebi a metamorfose, pernas viraram patas, a voz asquerosa, que Kafka vai pensar de mim e ainda com unhas tortas, tórriads, tontas, escapava-lhe a alma, de dor ou de qualquer coisa essa merda de sofrimento misturado com fervor pudesse trazer para enfim violar seu curtume o último suspiro da realidade material é inexoravelmente contra-intuitivo, não há matéria, não há movimento ondular verdadeiramento concreto, só na verdade, abstrações, em última estância abstrações subjetivas, talvez poéticas e canhestras sejam a verdadeira face do real sim, cansadas de tanto enxugar as lagrimas de um sofrimento profundo e verdadeiro tinham ímpetos desordenados, ora afagando, ora espancando, tentando esconder a dor e o prazer que exprimentava enquanto um Chet Baker gania na vitrola da madrugada estérea os grandes lábios são os portais da criação - but there's no dark side of the moon; in fact, it's all dark, mãos cansadas de escrever cartas para voce Ana Carolina e molhadas as pernas ardidas capivarescamente .com.br o pinto pia e a pia pinga, rosas são vermelhas e o céu é azul alguns poemas rimam e esse não, pois senão não sei lá,que dia isso vai parar, quando? oh quando será? isso não se pode saber , pois o mundo dá voltas e voltas que são redondas, porque ele é redondo por isso são movimentos circulares que nem uma bola de boliche, porém sem buraquinhos, por não ter um dedo tão grande que coubesse nesses buraquinhos, tão imensos, e isso tudo acontece porque a realidade é muito relativa e depende da relação entre a realidade e a irrealidade entre o tudo e o nada. Profundo isso não? é se você não acha é porque você não procurou direito, você procurou esquerdo quem sabe? Aquele que sabe, é o que sabe aquilo que sabia antes de alguém saber o que eu sabo sobre o assunto sabido, qual era mesmo? ah...sei lá, também não importa. oque importa é que o banco real dá 12 dias no cheque especial...ESPECIAL é com Ê...hehehehehehe...horrivel não?...Sim...só pra contrariar...chega....não aguento mais escrever aqui...que saco... vai pensar que sou um pobre diabo a procura de uma esmola e de chapeu coco igual ao de Lampião? pois que venha o mar invadir meu sertão que venha toda essa água que dizem existir por aí afinal sou ou não sou um cabra praparado pra beber toda essa ventania quero ver abanar as caudas das maripozas afinal, quem vê o balançar do transatlântico, não conhece a profundidade do oceano, até porque nunca lá foram, seja por falta de submarinos ou simples claustrofobia, o que não os impede, por outro lado, de pontificar sobre todo e qualquer assunto, com aquela empáfia que só a burrice confere e que, ao longo do tempo, tende a transformar em verdades os maiores disparates, a força de serem repetidos ad infinitum pra que tanto mar? pra quê? sertão, mar, lampião... o que ilumina o olho cego do velho virgulino? nada... mas ainda assim, no silêncio da caatinga, é possível escutar, bem longe, a toada zombeteira dos cabras no chape-chape das alpercatas no solo áspero daqueles ermos: "é lamp, é lamp, é lamp, é virgulino, é lampião... e quando a noite chega, pode-se ver o bando, figuras em chamas, os corpos feitos de labareda, alumiando os esquisitos vem, amada ave /vem e transforma em doce riso esse amargo pranto /vem, e torna essa saudade em festa /vem curar do meu peito essa ferida /e que toda a tristeza se torne canto onde mais senão aqui?, o que será isso?, um dia tudo se vai ou se foi ou será passado, em chamas campari e desculpas por ser tão, tão, tão eu mesmo aqui e ali estão meus amigos e estou eu mesmo, novamente quem são meus amigos? quem são meus inimigos eu TENHO inimigos? aqui vai,  esta vai para algum lugar que eu desconheço um lugar que existe em um e vários lugares lugar de criação, de vida, e também, é claro, de morte lucia bem que tentou mas minha paixão por Poe não é grande o suficiente a ponto de me fazer morrer de trabalhar campari olha para mim e diz sim, sim obrigado pela lembrança, mas eu não posso ajudar está além de minhas forças aqui e agora eu espero minha morte há onze anos que a espero, que venha logo, que venha logo pois se não, não a quero morre, viver, comer e ser é tudo, é nada; venha depressa pois minha pressa é de morte... fica, fica, não vai embora agora, pois é melhor ouvir surdo do que ser isso, ou não as areias da vida correm, como os cavalos trotam pois nada na vida se equivale ao tudo, pois se é do tudo que se tira o nada se numa praia um individíduo nada, com todo o estilo, percorrendo tudo, nunca diga que ele não nada nada, pois na verdade o que ele nada é tudo eu agora por exemplo lhe descrevi tudo e garanto que você não entendeu nada viver é estar atento aos fatos que nos cercam, procurando se possível transformá-los para melhor, não esquecendo que somos parte de uma grande comunidade social e como os golfinhos nos ensinam a pensar como animais racionais iguais a eles eles quem? os golfinhos, é lógico, animais racionais que nos animam a não racionar a pesca marítima: eu lá vou criar cobra pra me morder? este é o fim do texto "Macacos" novas contribuições não serão aceitas até segunda ordem unida unita bunita e boa de cama sutra na sutura que satura o saco de dormir com um olho só não faz mal à saúde que deixei sob uma pedra do Peabiru e que comerei ao voltar de Araritaguaba e aliás, falando em saúde, a minha voltou, com aquele remédio do homeapata, e cá está a segunda ordem: novas contribuições ao texto Macacos serão aceitas ad infinitum se for de cogumelo plutão que faz mal pros dentes e tem cabeça de melão me dá danoninho, danoninho dá cálcio ferro vitaminas me dá seguro e coisa seria fumar charuto tambem mata calca abaixada camisa por cima da bunda chuva molhada do coro cabeludo mulher chata e como piolho enquanto minha mae sofria meu pai bebia cana doce da musica do rock, o vidao,nao sei se e boa or I forgot,que boa nao e, so que eu gosto de mue loira ou clara a negona que e gostosa, ai meu deus , sou casado que nada vai em frente chuva que nao cai e o dinheiro que e bom so no bolso seu e que nao tem do ceu so chapeu e quando chove negao cai de manteiga virada no chao vai ser pobre assim no inferno que se congele so se o maluf moorrer entao inferno so vai aquecer, de morte, ja chega do sena carrinho bonito loiraca que pegou uma carona ta na boa mais que chuva!!! rock rio pau comeu suor na pele chao molhado empurra e puxa tem mulher de novo na area? sei la so sei que sou mordido do bichinho do pe nao me larga mais tambem nao me da chule!! que coisa fidida deste mundo maldito com cara de bandido aonde voce fica eu vou batido se parar ela vem bufando com eclipse de doidao e so com silvio santos corrupito nao sei bacana legal , ai meu deus, sou casado e so assim pra ser normal mental tiradentes e caxias, ordem e progresso, futuro da nação, índios, tupí, portugueses e holandeses, fusca, jk, itamar, real, fhc, cpi e congresso, chopinho com bolinho de bacalhau e pizza no final bem quentinho entre minhas pernas, sentindo aflicao por dentro, por fora, no peito, gemendo, tesao macaco, macaco, farao contato? ou nao? nao importa, demora, entrando e saindo e pedindo manteiga no pao esse é o bonde do tigrão entra e sai, entra e sai, na porta da frente e na porta de trás no pão básico, alimento para a vida há séculos, tanto no seu formato fálico quanto valor nutricional, enfim, vida que leva a evolução da macacada se deliciar esparramada no fim de tarde macacos se unem no ato de fazer arte: nenhum macaco é igual mas todo macaco é idêntico ao macaco anterior, sendo assim, o circulo se fecha como um nó mal dado, esfarrapo, do que se chama humanidade bendita seja a costela de adão pena que não seja o filé mignon minhon minho minha mina mim mm mms metidos só de teimosos que continuam a deixar nosso país assim triste pois esses macacos não sabem lutar por seus direitos quem dera Marx e Guevara, num mundo de loucos que tentam se afastar de suas origens ao mesmo tempo que estão cada vez mais próximas delas num mundo cheio de PALMEIRAS e títulos que trazem um puoco de felicidade para a vida díficil, mas que ao mesmo tempo remonta a política do PÃO E CIRCO da antiga Grécia a inventora deste mundo moderno, mas também o inventor das discriminações causa maior da violência dos macacos "CIVILIZADOS" que um dia olharam para o céu e se viram tão pequenos e se verão um dia destruídos ou melhor extintos mas se for por meteoro, como dizem, corre o risco do serviço sair mal feito porque o bicho é danado pra inventar coisas vai que ainda resiste um macaco Prometeu, que pega o corpo-fogo pelo rabo, devolve aos bichos o segredo do fogo e começa tudo de novo, só pelo prazer de inventar mesmo que seja pra ter seu fígado devorado, dia-a-dia minha terra tem palmeiras, tem corinthians e tem são paulo luz, quero luz! sei que além das cortinas são palcos azuis apague FHC antes que ele apague você macacos em mordam, macacos me mordam, mas cada macado no seu galho, que hoje eu tô com a macaca e sem mais nem menos eu falo que eh menas.... menas gente importante em minha vida...menas turbilhação na minha conotativa respingada em minúsculas trepidação e...que eu não gostei não............. não sei......;;;;; sim.... sim... sim...relaxe..... tium... crac crac...toc toc toc... pabum... iehhh;....fummm...vai pralah....bãhhnãnnNA!... bãhhnãnnNA!bannnn...bannn...nananananábannnahhnnnahnnanananana... que galho que dá pé dá pé se galho não dá pé, dá uma mão. dá uma mão mermãoooo! banana pá macaco banana pá corrupto ladrão de banana. banana pcê também tá bem to sim so macaco veio e ja sei como cuzinhá as minha veia que um dia viero me viaja que trouxe adão ao mundo e diz que tudo hoje, tudo o que acontece é indubitavelmente, mas apenas o sonho de uma noite de verão com estes preços é impossível comer, haja trabalho, haja dinheiro, que vida dura futuro esse ilustre conhecido que tem influência a todo momento no rumo das nossas vidas, coitado do passado que a cada instante muda de direção e vai se perdendo no caminhar engraçado de nossas rotinas, não vivemos o presente mas sim um passado que nunca chega e mundos estranhos que tanto nos cruzam e fazem dizer que somos racionais por uma simples dose de palavras afeitas que se dizem ao espaço sem nexo, um dislexo mortal, a insanidade mental, em outras épocas não se manda mais email, mas sim o corpo todo, em outro apenas uma pedra que levava a informação de uma vida na ponta de uma lança, trazendo a vida para uns e a roubando de outros, quando era para a sobrevida havia um fim que justicasse a atitude irracional, mas quando outros racionais estavam na briga aí ela se tornava pessoal, e o chão se enchia de flores vermelhas para que todos se lembrassem de tal fato escabroso, entretanto ratos engordam enquanto "humanos", os grandes seres RACIONAIS se digladiam em campos de batalha e se eliminam em trabalho escravo, a escravidão do capital, ao qual somos subordinados pela Águia Capitalista que nos faz cada vez, mais fracos e idiotas e nos leva para os caminhos que ela quiser traçar. ATÉ QUANDO????????????????????!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! ao aprofundarmos uma discussão sobre o intrínseco rumo da historia humana, tende-se a conceber idéias cíclicas sobre orígem e fim da vida. Contudo, numa analise crítica, afirma-se válida a historia de criação, com o gênesis da vida. O mais interessante é a congruência espiritual tendente ao ufanismo, movendo para o abismo o ideal da orígem divina essencialmete presente em nossa passagem pela terra. Se o próprio todo poderoso, em sua inconcebível superioridade desceu ao grau evolucionário mais baixo, nos fazendo assim em sua imágem e semelhança, qual a verdadeira razão de nossa vida, senão descobrí-lo, dentro de nos mesmos e não no exterior, na frieza distante e cruel de templos erigidos pelas mãos da ganancia, que aproveita monetariamente a ignorância dos humildes, débeis vagueantes do vale das sombras da ignorancia? Qual seria então o motivo que leva milhoes de pessoas, nossos irmãos, a se engajarem numa insensata, quase suicída luta pela sobrevivência, sendo que nós mesmos não sabemos para onde vamos depois? E se tudo acabar, para que serviu todo sacrifício? Mas se não acabar, depois da morte valerá os milhões ganhos, com o sacrifício do precioso tempo? Se reformularmos nossa existencia, lutaremos apenas para aprender, e tentar, com o que restou de nossas vidas, encontrar a bondade, e um sentido para essa vida que ainda não passou-passado-passando para as lembranças que não movem moiños mas constróem homens e um homem sem memória não passa de um macaco pensar o passado é construir o presente o tempo só existe porque tem alguém observando pela janela do quarto, pela janela do carro, pela tela pela janela eu vejo tudo em quadrados, remoto controle foi então que percebendo que morri me descobri lendo e esperando o próximo pedaço e a aula é um fato importante na vida de cada criatura para que todos possamos nos conscientizar e tratar a vida como ela deveria derrubando esses macacos idiotas do poder e fazer enfim Justiça que história idiota esse último cara que escreveu (rogério bordingnon) é um comunista safado vamos caçar esse cara caçado encucado revolta volta ao assunto retrado nao tem pq, sem volta sem rumo qué dize vai entende comunista socialista presidencialista racista politica porca nao bosta nazismo mediocre ninguem gosta goste de quem toque o bosque florido ranzinzo ranzinza o céu cinzaque pinta, com tinta branca não minta pra mim diz que sabe se tranque se aguente, não se mate a vida é um jogo, para todos os tolos, e intensa o raio que vive vivido, o melhor é a cabeça cérebro mente consciente inconsciente, manda na gente pessoas que fecham pra ponte pente, kda um com seu deus, meu deus, dentro da gente, na mente seria consciente dizer pra todos que amam amarem os outros ajuda, nao muda a realidade triste e dura obscura deixa quieto ninguém sabe qual é o correto certo bjo no teto bjo no teto ou no reto torto do presunto morto e azedo levanto tâo cedo que até da medo da morte em Paris, no Bois de Boulogne, a bordo de uma Ferrari indo ao encontro de Odile Rubirosa que pra quê que eu quero trabalhar se tudo de bom a República Dominicana dá morbidamente onde doce veneno da vida é bebido em doses medicinais diariamente fogo de palha se sente, quando esta perto da gente, quem manda aqui é o tenente, e não os burocratas que adoçam sua mente demente, e roem os dentes e unhas, apelidos pelas alcunhas vai tomar no cu cabes hehehe seu troxa hauhauhaahahauhauhauahuahaah parabens pelo seu aniversario adversário dos anos, e aquele que mandou tomar no cu, tome no ânus...versário dos versos que por sorte conseguiu, no limite do nada, que tens e que caga pela boca latindo e a todos ferindo e não entendento que aqui comunico que me sinto ferido pela mais bela Isabela que não teve coragem de assumir que é covarde que por medo deixaste de ganhar o grande prêmio: o amor-perfeito, mas Quim pode ter certeza disso, senão os céus com direito a bolo de chocolate e tia velha e surda ouvindo TV no último volume, na rua a sarjeta impregnada pelo licor fedorento destilado pelo caminhão do lixo e amanhã recomeça a mesma merda, dia diferente e a mesma merda quem teve essa idéia é realmente muito doido, doido de verdade, mas os doidos são originais, e o mundo precisa de coisas originais, logo, o mundo precisa de mais loucos essa é a melhor proposta já feita pela internet, vou ler todo o conteúdo do texto e depois vou mandar um trecho para ser colocado nele, até mais mas enquanto isso deixo confissões no gravador porque os anos dourados são distante lembrança nesses tempos de sequestro-relâmpago e montes de Venus com pentelhos ricamente trabalhados, verdadeiras filigranas do desejo exclusivamente genital sexo é fácil, amor é difícil ode crer, sangue bom isso aqui não é sermão, se liga então e os dedos embrulham-se num último pedido, suave, suado, suzana não sei não sei não sei quem será suzana a vizinha gorducha da porta amarela? que come farelos no colo dos outros? qe engole feitura e quindim-de-coco? qe ri dela mesma, mas ri muito pouco? não sei não sei não sei Tanto sempre se falou, tanto sempre se acusou a luta socialista. Durante a Guerra Fria os mais discriminados eram esses que lutavam pela igualdade, eram taxados como terroristas, monstros, loucos, perigosos. A bandeira vermelha quando levantada amedrontava a burguesia que corria para o ouvido da população para intrigar, dizer as mais absurdas besteiras, levantar os mais falsos testemunhos então o muro caiu...a Rússia se capitalizou... cuba foi encurralada... os “terroristas” foram massacrados ganhou o povo da “liberdade”, da “democracia” aqui o democrático é acreditar no deus branco, é aplaudir o capitalismo, é ver TV no fim-de-semana, é sair de noite sem saber se vai voltar, é esconder o homossexualismo, é tomar um porre até esquecer tudo, é ser macho, é ser submisso, é ser dona-de-casa, é respeitar o patrão, é obedecer ao marido, é não namorar aquele que sua mãe chama de crioulo pobre, é ouvir axé, é se prostituir, é ter a opção de descer do ônibus quando sobe a negrada aviões se arrebentaram em um prédio em nova iorque morreu o faxineiro, morreu o empresário, suas carnes queimaram juntas nos mesmos destroços, assim como queimaram os japoneses, queimaram os vietnamitas, queimaram os sul-americanos durante as ditaduras os fins são os mesmos, os povos são outros quem chorou pelos japoneses, vietnamitas, sul-americanos? quem chora pelos africanos que morrem vítimas da SIDA e da fome? quem chora pelos afegãos que são os atuais “terroristas” do mundo? Ninguém chora por eles! por que ingleses, russos, japoneses e até nós brasileiros somos obrigados a chorar pelos estadunidenses? por que o avião explode na minha TV e a fome, a miséria a má distribuição de renda e de terra não são notícia? onde está a democracia? não é esse o orgulho deles, o orgulho de vocês? não somos democráticos? socialismo é terrorismo? então o capitalismo é pior, é a guerra, tem pior terror que esse? quem sempre deu vários socos no estômago dos fracos não suportou levar um tapa na cara. mas, será que valeu a pena? esse foi o revide merecido? o bush continua. pra que derrubar a torre se bastava derrubar o rei? o que não podemos tolerar é qualquer tipo de massacre contra o povo não podemos admitir que um faxineiro seja sacrificado para matar cem empresários não podemos admitir que um homem seja usado como bomba, depois de ser manipulado por um fanático não podemos discriminar o islã e culpá-lo por todo tipo de atentado não podemos tolerar os eua, sua prepotência, sua arrogância, seu egoísmo... não podemos tolerar que empresários americanos tenham dinheiro para acabar com a fome do mundo, mas não o usem para isso. enquanto isso, nós, também “terroristas” protestamos contra a guerra e contra as injustiças um dia quem sabe, países como itália, alemanha, inglaterra, japão, rússia, sigam o exemplo de uma humilde cuba e esqueçam “os donos do mundo” e gritem: “ não ao terrorismo, não à guerra passarinho que come pedra sabe o cú que tem mas se sabe por que age como se não soubesse? O ser humano age como animais sem memória. Inteligentes, afinal de contas, ou meros macacos empregados no realejo de deus? realejo, porque não? Um ensejo antevejo, não sei se era a pulga ou se era o percevejo. Per se, vejo e me protejo da aura de volúpia que vem das margens do Tejo. Te jogo pro alto e fico em baixo, à espera, dedos em garra, como uma fera. E se não vês por onde vais, não me culpe a mim, meu rapaz que o silvo de Sil me apague a memória, que o japonês da quitanda me sirva a banana, ah... já pensou a cada passo ouve-se os ecos do passado e a canção se fez disforme, com a dor alcançando o meu segredo e a lua me fotografando na lembrança, o meu adeus ao lado escuro de mim, e agora me responsam: o que vocês querem que eu diga? amai-me e amai-me papagaios me morderiam com tanta tropicália a mais que as deles mandraques deuses da humanidade chicória essa escárnia, malvindoDe porcelana se fez o gato, coitado e denovo maldito aquele rato que aabcaxi e levou no ato do curió, que malacco, unhas de ferro com testa de bronze, assim era a serpente mofada da mitologia umas de frente mais que as outras, aquelas queirelas, japonesas e tão profundas que trabalham quando não querem por amor à programas da terra e do es´pírito dessa terra em continuidade de explosões malignas e divinas pois nada se colhe, tudo se planta e eu aqui nesse terrível bendito padrin cícero de gusmão ferreira júnior, bezerro, meu filho , porque estás tão triste, o que foi que te aconteceu. foi análio que caiu da galha, deu dois espirros e depois perdeu. Me anel, de diamantes, engoliu, aquele gato, coitado do que tem pressa , oparece um gnomo sem dar atençao à egocentrismos, que se enmbrenham no mato e se imaginam aórígenes, aqueles felinos caninos com medo do mangue índio não é macaco, cultura muito bela casca de juremo sociedade de luz homem branco perdeu a cor sentiu a dor e teve medo liberdade as nações INDIGENAS CHIAPAS SALVE MARCOS MUNDO LIVRE SOCIEDADE ANONIMA TUPI AQUI GUARANA LOUCO DE BOM MAKU CAAPI CIPÓ além da imaginação medo no coração religião outro de aluvião assim que o dia amanheceu no mar alto da paixao um indio descera de uma estrela e suspreendera por ter estado oculto quando tera sido obvio voce sabe que tudo é nada gostar sem medo o novo a todo instante rock the cabash everybody is the same tim maia brazil samba soul love shes got a ticket to ride yeah YING YANG EH MEIA NOVE DE XUXA COM PELE PELE tua TABITA tatuada,te dizendo sou tua, mas não ói eu de novo eu eu eu eu eu eu e eu a minha chance de contribuir para continuar essa obra que mostra nossa humanidade de macacos eu que estão em todos os leões, coelhos lendas de alguma coisa caótica de que alguém não leia ou em portugal serpentes lebres linces ,,, bois, galinhas, ratos noruegueses ^ peixes azeitonas e coqueiros brasileiros preguiças coatás aruanãs e outras tartarugas e macacos uacaris gritadoes pretos africanos leopardos de moçambique macuas de macau e outras terras que nos fizeram navegadores de goa aqui nessa pátria virtual quem lê macacos quem liga nesse mundão de palavras perdidas esquecidas numa vida que ainda não passou só pra mostrar que existe uma humanidade no caos e em um conjunto de amigos e um texto suficientemente grande para que me reconheça se algum dia eu encontrar esse outro eu de algum lugar que leu macacos negros índios chineses africanos portugueses íberos visigodos escravos de mouros já sem raiva dos suevos em barcos vikings fenícios judeus dessa pax romana vestindos os melhores tecidos ingleses a seda chinesa e o vinho do porto macacos tecendo a nossa língua sem links laços antes de deletar leia grave salve esqueça os macacos monkeys monos macaques guaribas saltadores cuxiu ateles belzebuth barrigudo cinzento macaco preto mico leão dourado sem nexo onde está o elo só uma marca do eu eu eu eu eu eu eu eu eu eu eue u e espanhóis gringos italianos fraceses galegos chilenos cubanos argentinos que nos compreendem sem muito esforço mas que se é preciso se for necessário eu e tu mende-me um poena sobre café e leite eles nós, vós e eles e elas todos numa só casa, vigiados vinte e quatro horas por dia e ainda por cima com uma chuva daquelas! "Meu Deus" pensaram todos como vamos nos livrar dessa tentando fugir de mim de tu ou ti, tititi, te espero com leite, café atá amanhã de manhã associando palavras em extinção como macacos, criando palavras novas como slurp eh fala sério aí... bailaores sapatos perfumes grão de bico chinelos charutos parrilla nariz em pé da argentina falida saravá meu pai! saravá e fazendo isso estará participando da composição desta maravilhosa obra, fruto de iamginações mil sem nem sequer preocupar se um dia conseguirá encontrar aquilo que que acaba de enviar e se não vier a encontrar o que estás a procurar, certamente outro achará e bom uso fará de expressões perdidas incertas confusas, ou não, juristas filosofos arquitetos e geografos todos continuam criando, gerando isto que ainda não sabemos bem ao certo o que é mas será? mas isso não importa... o que importa é participar e lembrar que o banco real dá 10 dias sem juros no cheque especial quero saber a historia da nega maluca, sou professor de dança e preciso de qualquer informação sobre a sua história, muito obrigado não sei... apenas sinto o ar está impregnado de cheiro de chuva caindo sobre o asfalto quente e perto de mim, a gata que há pouco deu cria está miando pedindo leite três novas vidas... que hão de colaborar com o incremento ao ataque à população de ratos a questão é: para quê o ataque que sabemos o que procuramos? quem sabe o sentido da vida, ou o sentido de uma alma ferida, ou até mesmo a certeza da despedida de um amor que acabou a ao nada de onde veio voltou, mas pra onde ele foi? o benedito, nego dito? e a miséria, como é que vocês conseguem dormir com tais problemas no mundo, por que não usar estas noites em claro para tentar resolver ou pelo menos dar a mão para quem precisa, será que as pessoas que estão com fome, frio, sujas, vivendo ao relento conseguem dormir pobreza,loucura, fome, doenças, corrupção, assassinatos, insubordinação, onde vamos parar? guerra? o que será de nós? muy buena plataforma virtual la de ustedes los felicito a loucura dos argonautas cotidianos que teimam em manipular nossas mentes imaginativas de gordura hidrogenada não conseguí dormir hoje, dormir tudo o que eu queria, dormir até ser outro dia outra hora outro ser, dormir até renascer oh, preciso de um cha q fais o cara fica broxa, sera q vc te ai, agente pode negociar um preço me escreve to pricisando borges: nas remotas páginas do "empório celestial de conhecimentos benévolos" - antiga enciclopédia chinesa cujo modesto propósito é de encaixar todas as coisas do universo em categorias - é curioso observar, entre outras preciosidades, a seção dedicada à classificação dos animais as categorias às quais eles podem pertencer são as seguintes a) pertencentes ao imperador b) embalsamados c) amestrados d) leitões e) sereias f) fabulosos g) cães soltos h) incluídos nesta classificação i) que se agitam como loucos j) inumeráveis k) desenhados com um finíssimo pincel de pêlo de camelo l) etcétera m) que acabam de quebrar o vaso n) que, de longe, parecem moscas o etcétera parece ter sido incluído num momento de fastio do enciclopedista a lista poderia muito bem terminar por aí, mas razões desconhecidas o levaram a acrescentar duas categorias circunstanciais a utilidade desta classificação aparentemente se perdeu junto com o nome do autor porém ela permanece como um divertido exercício de caos e prova que, nem sempre, o desaparecimento definitivo das culturas, das gentes e das tradições é prejudicial à humanidade não tem mais cara como se faz é como se fica não há caligrafia minha cabeça faz tec-tec e o mundo continua giarando e girando e girando que importa ninguém me vê fechado em minhas quatro paredes como será o proximo passo e às vezes uma mistura de culturas pode ocasionar uma idéia divertida e interessante com um intercâmbio de informações úteis e inúteis quando se pensa melhor mas a novela das sete é chata pra carai vah se fuder e precisa a felicidade agora é teclável quando eu teclo teu nome: dígitos digitais que tocam meu coração minha mãe, meu pai e meu irmão estão dormindo; junto com minha cachorra Pity e meus gatinhos. Eles não tem nomes. Eles tem cores. E eu, eu fiquei livre e quero ver se passei no vestibular da Unesp. Primeiro porre (Trecho que não sei se entra em meu Exorcitrom)-----Beijos, beijos e suaves mil - fanfarras são pra serem e os quadro... ah.. os quadros. E os farrapos????? Enviar não quero encalhar dentro de mim nada se cria, tudo se transforma e a nave va... papa de kundu kinte suado de cada dia, meu retorno ao começo, minha glória de alquimia, meu pedaço de carne, minha viola novinha, minha mulher que espera, uma mulata ladina, quero o que houver de resto, um pedaçinho do futuro que eu quero, desinventar a magia de ser apenas no mundo um taco de covardia. Estou só no pedaço do mundo, procuro por alcovas vazias, quero o descanso do tempo, um tempo que nunca varia. Sou de um modo tão frouxo, sou de um afã tão tardio, que mesmo sabendo o que espera, vivo dessa fantasia. É forte não ser isso apenas, fantasma ou alma sombria, sou só mais um homem que dói mundo mundo vasto mundo se eu me chamasse Raimundo seria uma rima, não seria uma solução, Pedro dormiu há quatro horas enquanto eu rerererelia Tabacaria e o som ficou ligado na sala enquanto Clarice chora no aquário, quando um peixe chora, pode reclamar que não vemos, que nunca reparamos na sua dor, por isso ouço Toots Thilemans enquanto a vida corre e a roda da bicicleta entorna canções ébrias Aluga Terra Estrangeira pra mim e se arrepie na última estrofe do piano, no primeiro acorde do verso, Senhor Deus dos desgraçados Dizei-me vós Senhor Deus se é delírio se é verdade tanto horror perante os céus que isso foi conpletamente idiota mas mas mas ouçam ouçam maçã são são são algo como o todo o toldo como o boldo o bold como o gold auri plenam megamonstram e o resto? não sei dá nojo ver os "abutres" brigarem pelo espólio; primeiro abrem a ferida, machucam bastante e depois trazem o curativo. Se dizem donos do mundo; destróem o país e depois dizem que vão reconstruí-lo; matam os verdadeiros donos da terra, assumem o controle, repartem o espólio mas fazem questão de deixar claro que sempre serão os donos daquilo que não lhes pertence. Dá nojo e medo; muito medo dentro de seus olhos ,vale também saber que aquele garoto chamado Rosberg que estudou comigo era um gatinho. Se ele tivesse lendo isso acharia o máximo que ele visse isso ahh tipo assim....tdo mundo aki pó xupa meu pall...ahuiahauihaui...cambada di viado q num tem mais oq faze...quem tem mIRC entra nu #AxA ae...bju na bunda das muieh...pau nu cu dus home...FUIZ a novela das sete deve ser chata, mas vindo um comentário desse de quem jamais assistiu um capítulo! Que nome ela tem agora: doce paixão, sabor de fel, amor aos pedaços é, é algo bem construtivo. É uma novela inspirada nos macacos, na macacada? Sim, creio que sim, e também tem aquelas máscaras importadas de Hollywood macacas cheias de amor? Ofendi? é, geraalmente se ofende Ele entrou num metrô de palavras, e o bicho desceu, desceu, desceu, durante anos escondido, e todas as palavras tinham significado e juntas tinham um significado diverso do que tinham separadas, alguém comentou "pode ser a mesma pessoa, as mesmas mãos(porque aqui escrevemos com as duas mãos, somos destros e canhotos, dúbios por necessidade) - sempre - escrevendo uma seqüência de DNA de um símio de laboratório, pode ser a mesma palavra escrevendo pessoas diferentes", e numa meia-noite qualquer o metrô chegou a superfície, pra descarregar alguns(vivos e mortos) e embarcar outros porque de vir também se vive e não há nada que um trilho não salve, quem um trem não salte. Dos trens ninguém se livra, circuitos elétricos, força de vida. Não tem trem que venha de São Paulo ao Recife. Talvez ele venha pelo mar; ele gosta de mar. Se ele ler isso aqui, quem sabe. Se ele ficar com saudade, tem um recife inteiro esperando. Mas sobre os trens... Tudo isso é para lembrar Hilda Hilst. Não importa para onde vão os trens, meu filho. " Tu não te moves de ti". Tenho saudades de vc, dela e da gente conversando sobre ela ao sonho desmedido que a realidade teima em remover dos caminhos dos justos, que neste mundo tão oblíquo não têm valor nem perdão de ser, porque a vida é só passagem sem estação, mas que sempre se reinventa a cada dia cegos obrigados a ser acompanhados pelos funcionários de cinza no piso negro marcado com formas circulares que não asseguram qual a sua direção a caminho de um abismo infindável, onde todos, cegos, não sabem que irão parar,a procura de um alivio para sua constante dor...em cada estação, sentinelas tentam resgatar essas pobres almas perdidas que irão substituir o pessoal do turno anterior, porque a jornada de experiências com os macacos não pode parar nem durante a noite, isto é extremamente importante para a chamada humanidade moderna que não consegue viver sem fazer as tais experiências cá pra nos acabando com a macacada do planeta outros tantos centenas de milhares de Saramagos extremamente enlouquecidos criando uma reverberação estranha e crescente mas murmurante de palavras unidas por idéias completamente desconexas ainda que unidas sobre o signo da una idéia que seria capaz de rasgar o continente virtual completamente ao meio na busca da oração que conteria todas as palavras todas as letras todas as histórias todas todas todas em uma orgia literalmente literária onde o orgasmo semântico alcança a plenitude nesse crescendo subindo descendo inundando a vulva prosa com uma ejaculação de novas palavras em mais mais ohs quantos ohs meu deus como é bom como ahhhcomoébom embartos. Outros embartos abarcos abarcados em bantos prantos de alantos alentos alíseos alíneos aliterados alinhavados aliterados que abraçam a braça das barcas brancas brabas Mrtín, estuve leyendo tus poemas junto con la Sra Berenice Me parecen muy bueno y me gustaron mucho Un abrazo Víctor voces tem que tomar no dedinu que vivos parecem mortos e que mortos perecem aos olhos dos vivos, pois chegou a hora da estrela meus Deus, um urubu pousou na minha sopa, digo, sorte que não sabiam para onde estavam indo, so sabiam que seria a redenção para eles sim embarcar fantasmas parecidos com anjos e diabos e tirados não da terra mas do céu... engraçado pensar q no céu possam haver diabos, mas em geral as pessoas tem uma má concepção dos diabinhos coitados, como se eles não fossem um ser vivente assim como vivem em nossas mentes seres lendários tais como peter pan,chpaeuzinho vermelho e o lobo mau.Claro a gente sempre tenta esquematizá-los de forma á comparar com a vida que levamos, talvez se a gente se empenhasse em fazer da vida deles um lugar diferente do nosso por sabermos q eles naum existem, nos sentissemos mais felizes.Por exemplo ao invés de eu criar uma história de uma menina q quer convidar sua amiga p/ escrever um texto e explicar p/ ela q ele se tornaria coletivo eu simplesmente poderia fazer isso na vida real...deixando assim as coisas mirabolantes como olhos nas pernas e fome de ar para o surreal, que convenhamos, deve ser alimentado de vez em qdo para não perdermos quase vivos quase mortos que se misturam e confundem uns aos outros na dançante alegoria quase vida de tão malha que é tecida malha que toma a forma de cada corpo e veste os vivos não o morto mesmo que não alcancemos nem a sombra do íntimo de cada participante deste caos, a costura nos ilude em acharmos que não estamos sós mas o que é a verdade de cada um comparada aos sussurros desenfreados da coletividade descida decida merecida a vida tecida em sutis e cristalinas tecituras tão diáfanas como um recém nascido poema ainda latente no coração do poeta; e ainda assim, gemendo da dor de dar a luz à poesia nasce, muitas vezes entre espasmos de gozo outras tantas em choro e desespero e o poeta, agora mãe do verso, busca nesse personagem tecer a malha que mitigará o frio de sonhos do jovem rebento e todos viveram felizes para sempre fim através de um mundo cheio de arestas, pouca vida se torna muito num momento em que este pouco vale tanto são centavos que distinguem o existir do inexistir, o indivíduo da estatística, o orgânico do inorgânico tecida minha vida na sua assim somos eu e você um emaranhado de nós, uma mistura de linhas que se unem para fazer um ao outro feliz que se unem para serem um só nó nas pregas da ilusão tecer a vida transformar o fio que nos é determinado em um bom cobertor de poesia, uma manta de palavras que aqueçam o coração e perambular pelas ruas à procura da beleza da teia de aranha em versos loucos de sonhos impossíveis que vejo translúcidamente em forma de delírios de minha quase solidão da saudade de minha metade por todos aqueles que tem o poder de tecer as historias do mundoé essa malha que fica apesar de todas as transformações e mudanças do mundo e que desfia e embaralha suas tramas amorosas contra o ódio licoroso que escorre espesso, amarelo e perfumado da beleza ancestral daqueles que podem rir mas não conseguem, ainda, aderir o principal é não tentar entender tudo exatamente,porque cada um tem sua verdade, e nunca chegaremos a uma idéia única, mas à propósito macacos nunca martelariam um teclado e surgiria a ilíada, que idéia absurda até porque quebraria antes,a não ser que esse macaco não seja bem aquele macaco, talvez depois de tanto tempo tivéssemos um macaco mais sofisticado,quem sabe os macacos não são hipócritas como as pessoas sofisticadas da nossa sociedade nesse momento, que aliás é um momento que dura desde sempre, não sei se um dia não vai ser, talvez quando meus netos tiverem dando continuidade a macacos cadelis o q vc tah fazendo aki entre os macacos huahuahuhua T amo=) beijos quando o mico fica se arrastando no chão o que é isso ele parece que estar com a pata quebrada mas pedrada na lata dá caco na cuca ... ... …  ta ca chica na mara,só na chica maru. amo minha namorada,e moro no rio de janeir"u". tchu plec tchu plim,fiz bolinha de sabão...   Subi no pé de jaca pra colher maracujá qdo desci roubarm minha bicicleta  devido as conjuminâncias patabológicas e psicotécnicas, a exportação do bambú e o contrabando da gabiroba, levando-se em conta a flexibilidade do rabo do jacaré a agilidade da salamandra escalaufabeticamente falando tudo isso é questão de hermenéutica.  ...para não pagar mico, subo no galho mais seguro de minha pulsão poética ( ! ) e , de lá, tiro este cacho de bananas verdes e parnasianas à espera do cronotopo certo para amadurecer: serão apenas segundos entre Darwin e o século XXX.  VAMOS TENTAR NOS RE-LIGAR, TRANSCENDER ESSE MUNDO HOSTIL E MATERIALISTA EM QUE VIVEMOS. VAMOS EM B USCADA PAZ, VAMOS DE ENCONTRO A NOSSA ALMA. DEIXAREMOS DE LADO TUDO QUE NOS PRESSIONA E NOS FAZ INFELIZ. VAMOS SER NOS MESMOS NA MAIS PURA DAS ESSENCIAIS. VAMOS CUIDAR DA NOSSA CASCA POR AMOR A NOSSA ALMA. VAMOS COMER APENAS O NECESSARIO. VAMOS AMAR SEM POSSUIR. VAMOS ESTUDAR PARA SER SABIOS. NAO VAMOS ACATAR AS ORDENS DO CONSUMISMO. E NAO VAMOS FAZER COM OS OUTROS AQUILO QUE NAO GOSTARIAMOS QUE FIZESSEMOS COM A GENTE. VAMOS RIR MUITO. FAZER AMOR GOSTOS E PREGAR O BEM. VAMOS FAZER OS OUTROS FELIZES E ASSIM, DEPOIS DE TUDO ISSO, VAMOS SENTIR NOSSA ALMA PLENA.  A cada dia surge uma nova oportunidade, somos desafiados de todas as formas a não encerrarmos o longo e penoso processo de evolução. Que evolução é essa eu não sei? Não consigo enxergar evolução imerso na fumaça das queimadas das nossas revervas florestais. Assim como não abraço a evolução das balas perdidas que acham em corpos de inocentes e culpados nas cidades. Não me permito evoluir nas promessas politicas de bem estar social, agente transgressor da bondade e esperança inocente de evolução. Não concordo com a explosão da evolução técnológica torna mais fácil a proliferação de armas de destruição em massa. Mesmo assim todo dia sou desafiado a continuar esse processo predatório da evolução buscando a contra mão da história. Evoluo para não evoluir!!!!!!!!!!!  Sol e lua ao mesmo tempo, como pode? Não quero ser um livro esquecido na estante de um gigante de Pasárgada. Não quero ser comprada com anúncios inúteis para uma vida fútil. Não quero viver melhor nos padrões,podrões, porões feitos em série. Roubaram de mim a linguagem e me deram em troca ideologias.Vivemos, agora, numa grande caixa de Pandora, cuja tampa, lacrada, violaram indo atrás de outros horizontes para destruir.  Vamos então abrir essa caixa de Pandora e libertar da hipocrisia que corrompe o mundo.Nao ha limites para quem ousa desafiar os padroes e ser o agente criador,aquele que apesar de revolucinar também sabe respeitar as coisas corretas que ja foram provadas. Que nos libertemos dos primatas que ha em nós e talvez algum dia vamos escrever nossa propria Iliada.  Luz do sol em meus ombros, no dia em Freud chorou.Luz do sol em meus olhos, no dia em que eu chorei e roubei o pote de ouro no fim do arco-íris para subornar a vida.  Desvirtuando o sentido original gerando frívolas intelectualidades.  Devia ter amado mais, ter chorado mais, ter visto o sol nascer.Devia ter me arriscado mais e até errado mais, ter feito o que eu queria fazer... mesmo que depois eu me arrependesse profundamente de tudo que haveria feito. Mesmo que depois de anos eu olhasse para trás e voltasse a viver em pensamentos aqueles momentos de alegria ou tristeza e vivesse em eterna nostalgia.  ACREDITO QUE NOSSAS VIDAS INTEIRAS PASSAM POR NOSSOS OLHOS NO MOMENTO DE NOSSA MORTE. ACREDITO TAMBÉM, QUE VIVO NO ESPAÇO DE TEMPO QUE UMA BALA LEVA PRA ATINGIR MINHA CABEÇA. ESTOU QUASE MORTO E VIVENDO MINHA VIDA PELA SEGUNDA VEZ.  BANANA NUM TEM CAROÇO, FORMIGA NUM TEM PESCOÇO, PQ SAPO NUM VOA? PERDI MEU PATINETE!  Agradeça a Deus por isso. Como linguiça e não gosto de choriço, esquezito isso? Que nada é apenas sinais da minha esquizofrenia atômica relativamente ligada a overdoses de alegrias.   alegrias oníricas de onde se vai através de Morfeu, primo-irmão de Tanatos.Pois só acreditaria em um deus que soubesse dançar, que partilhasse conosco as alegrias e as angústias da carne, que partilhasse conosco o viver temporalmente, nada mais, sem culpas metafísicas, sem punições eternas, sem eternidade...  eternidade improvável, pois o tempo só existe dentro da matéria, não existindo o tempo-antes -do-tempo ou o tempo-depois-do-tempo, Sidartha Gautama em seu Sermão de Benares demonstrou que não precisamos conhecer todas as folhas da floresta, basta um punhado de folhas para sermos felizes  felizes, da felicidade que só pode ser encontrada gritando-se bem alto o nome de DANIELA VITALI, meu amorzinho, minha fofura  ao vento de sua brisa a impetuoso vendaval, sofreguidão lúdica da rapacidade pictórica de seus braços crustáceos e instigantes de vir-a-ser e ser tudo indefinidamente, neeras noctívagas das noites dos tempos  Não lembro o nome dela, só lembro que a primeira letra do nome é: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES... quem a conhece, sabe quem ela é... e por este instrumento eu a eternizo literariamente...  e ser eterno literariamente não é mais do que a recusa da morte, o prolongamento de um tempo que não é nosso...cismo no porquê de estar aqui. Olho os teus olhos, a tua boca e leio na ta alma mais perguntas...não me entendo, Não te entendo. Gosto dos teus caracóis e não me perguntes porque gosto. Porque sim, seria a minha resposta.porque sim, diz-te o silêncio das palavras que morrem na garganta, qdo me olhas, qdo te olho. Sabes-me a mar, frio e salgado, revoltado e dorido. Gosto de ti porque sim...Mas porque raios te fui desenhar, inventar, num espaço tão maior de um planeta? E o homem inventou o homem. E deus inventou o abismo para que o homem dele não saísse. Procuro-te longe e perto, procuro-te no futuro incerto. Quero-te ontem e choro porque ontem já não estás meu amor. Porque hoje me dobro de sede de saber e na tua garganta já não morrem dúvidas , já não corre o sangue. Não gritas o meu nome. Não beijas a minha boca onde quente está a recordação do teu sabor. Salgado. Frio Distante. Literário e eterno, o teu amor. Posso perpetuar-te em palavras? posso chorar alto as tuas lágrimas? posso matar os sentimentos no branco do papel da nossa origem? Macacos. Somos todos. O meu nome bordado no teu corpo, o teu corpo unido ao meu! Posso perpetuar-te? Amor é digno de ser escrito. Identidade que me fascina. Não és Lobo Antunes. Não és Miguel Torga. Nem Saramago. Mas és tu!!   apetece dizer-te amor. E que temo te perder . Porque perder-te é escolher estar sem ti...e agora que sei a que sabe estar sem ti não quero escolher igual...dói-me este caminho que sei de cor...eu..sem ti tenho-te em mim mas pq choro?  o amor é digno de ser escrito... mas antes vivê-lo. amar e ser amado: a única felicidade digna desse nome, pois os macacos nao foram feitos para estarem sós. nao chores, macaca linda. eu amo-te. não me perdes  mensagem desconhecida de erro, mas ignorada pelo macaco no espaço, no scartempus. como pude voltar aqui? portanto, repito, não há o que esconder. Fui eu mesmo o maior preocupado em não aparecer. Mas vago e liberto, sigo o que não tento entender. Ignoro o que não pude escrever.  ...sinto...que vou desaguar a venus...tenho medo ...sos! o amor destroi-me as defesas...vamos escapulir, largar tudo? please...grita o amor aos ventos...dá-me um beijo de melão...pacifica esta alma em carne viva....preciso de ti...mas e a paz? onde vou buscá-la? Não me deixas? não me abandonas? devo acreditar-te? Ai  Um veiju no pescoço,um veiju no ombro, quando para mim te volto e nos meus lábios te escondo,olhos que devoram cada pedaço,tesão em veijus arremessados espalhados pelo teu corpo, no teu umbigo que veiju e desço ao clitoris que agora lambo,despenteado pelos teus dedos com murmurios ao rubro,sofrego,roçam,deambular,boca........enfim ritmo,gemer,mordiscar  Que confusão desgraçada é esta vida. Que queres de mim? Que quero de ti? Sei lá... e tu sabes? Esquece... Faz amor comigo esta noite e amanhã pensamos no depois. Promete-me o teu corpo apenas por uma noite. Eu prometo-te o meu. Serás minha? Serei teu?  ,o que é uma impossibilidade, pois que, separados no espaço, também o tempo não nos une e no tempo atemporal da imaterialidade, somente tenho olhos para ela...  ... que nunca esteve sob o domínio do tirânico deus judaico-cristão, este frankenstein milenar criado pelo homem e escravizador de seu criador, deus do pecado, do martírio e da culpa, deus que vestiu seus criadores, transformando o corpo em sujeira e podridão, enquanto somos nós que deveríamos despí-lo e, despindo-o, deveríamos nos vestir com a couraça do saber e da virtude do corpo e da terra  terra que gerou e nutriu maravilhosamente MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  eu deixei meu nome aqui e saí. Não achei que tivesse algo a dizer, mas quando vi que ele ficou, me pareceu desonesto não contribuir, mesmo sabendo que, muito provavelmente, as pessoas que por aqui passarem não saberão quem sou, se meu nome é verdadeiro, se de fato escrevi algo ...Por que a consciência pesa tanto? Por que só em mim ela cumpre seu dever?   este dever é do espírito ou da matéria? O espírito improvado e improvável, ou a matéria, que nos liga ao Cosmos?  Boizé, zamô. Cansei mermo, não quero mais ser funcionário público se não puder fazer meu som - que cê sabe, né? é da pesada. pesadelo não fazê-lo. Deixa o mundo em sua guerra contra o sono; eu quero é DORMIDELA.   !!!!!!!! pudesse fingir meu corpo de marmore e nele morrerem todos os desejos que vivo em teu nome, nesse pedaço de mármore esconder o olhar da paixão que teima em gritar o teu nome...e até fingo, eu, não mármore, mas EU que esqueci tua paragem, qual é mesmo o teu nome?! e confesso que me escondo da minha alma, para que não adivinhe tb ela que te quero mais hoje que ontem, que a esperam rios de chuva dos meus olhos… Quero pensar um sol para amanhã e dou por mim a desejar a noite, a lua e ...abandono defesas, coloco a tua foto no centro do meu peito e murmuro soletrando, experimentando cada sílaba que me conduz ao teu rosto. Sinto que me vou entregando á memória de uma identidade, com um rosto, com um passado e um brilho na alma...prendes-me...e vou te tatuando em mim...inteiro...caminhando na lua...sou tua, sabias?  Que te posso dizer? Senão que és tu, e que sou eu, e que ambos somos um nos sonhos que povoam a minha madrugada.   nao da pe, não tem pe não tem cabeca se o piolho estiver grande que apareca pelos olhos do cego ou pela cegueira da visão, pela surdez de um palido rosto que se espanta ao ouvir os sussurros de um coracao solitario. nao dapra vigiar o vigia da noite escura porque jamais terá olhos. que tal comecarmos tudo de novo? talvez do fim, talvez assim, pois carangueijos também vivem e sao protegidos por Deus.  E quem protege Deus das tantas coisas que lhe atribuem?  A vida passa lentamente   enquanto eu não sei onde vou chegar nem quando vou partir ou até mesmo ficar sabe-se lá aonde só sei que meu time de coração agora é o BOTAFOGO.  E o meu é Flamengo, embora eu tenha adorado o Olaria meter de três! Voltando ao carangueijo, se ele for de queijo, protejam-no do Jerry... do Mickey... e do Topogigio!  caranguejo que dormes nos ultimos redutos de uma esperança, macaco que voas e ris de ti mesmo, simios, todos, hoje e sempre...vamos chamar de evolução ao que somos hoje enquanto espécie? Vamos fingir que tudo o que somos é fruto de aprendizagem?? Vamos pensar que estamos no caminho certo??? Penso que somos crianças em matéria de ensaio e erro, uns bebes que nem o "a" conseguimos reproduzir ainda. Somos uma espécie de coisa nenhuma e, se pensarmos, numa tomada de consciencia urgente, caminhamos por nossa conta e risco e por nossa escolha para vias de extinção... Até quando este sorriso mal disfarçado nos lábios? Todos os problemas somatizados, cometemos um homicídio de todas as vezes que recusamos enfrentar o nosso "eu"...fica um convite: vamos olhar para dentro de nós? e nessa introspecção, vamos destituirmo-nos de bagagens materiais e do nosso umbigo e olhar em frente, no sentido de humanidade? Não sei nada da vida, sei, no entanto que o meu objectivo é amar, e que este objectivo se perde em actos de conformismo, de redil, de acomodação ao destrutivo, de "um desacreditar de tudo". Este é um grito de socorro. O meu, apenas.   Do que adianta ideias, investir fortunas em pesquisas, já me disseram pra deixar de gostar dela mais não tem jeito, eu que já andei pelos 8 cantos da terra foi em um buteko que ele me disse, caro amigo não adianta procurar chifre em cabeça de avestruz, por que por mais que vc tente por mais que vc lute, no final tudo depende da flexibilidade da cauda da lagartixa!VICTOR-MS-PG!  mas se tudo depende mesmo da flexibilidade do rabo da lagartixa ao cortarmos então esse pedaço tudo passa a depender de nada ou dependerá ainda da velocidade com q ele cresce de novo?! - foi pensando nisso q ela dobrou a esquina sem nem olhar para trás e seguiu caminhando ...   E caminhando segue ela e sigo eu, lutando sempre por alguma coisa, em busca de alguém! Minha mente e meu corpo clamam por tudo o que tenho direito, e é assim e será sempre assim... não pararia por nada...  eis que percebe um cartaz turítico que anuncia a cidade de SÃO SIMÃO, então decide partir para goias para conhecer a tal cidade!!!!!  Mas se a cidade for uma lenda tudo continuara dependendo da flexibilidade da cauda da lagartixa, por ser uma coisa tão complexa que nem mesmo os maiores genios explicam, tudo parece ter sentido agora eu estou vendo bodes alados pelas entranhas de seu cabelo loiro ou pelo menos os chifres dele, parece idiota mais não é, eu nunca segurei meus gazes, sempre os deixo livres para transitar e vagar pelas narinas alheias, vocês acham isso certo, não?!...não me enteressa a opinião de vcs e sim a da lagartixa!...  eu quero q esta mensagem seja lida! Não acredito sinceramente q vcs adicionem os cometarios q as pessoas fazem para esta pagina...porem, estou deixando o meu! " macaco que olha o rabo dos outros não se esquece do seu, apenas olha primeiro o dos outros para ver se é mais bonito q o seu!  O rabo do macaconão vem ao caso e sim o da lagartixa, alias, Pepe já tirei a vela!  Vela que ilumina o altar da Deusa Profana, a Deusa Imperfeita porque humana, mas, sendo humana, potencializa todos os sentimentos da alma e da carne, faz vibrar as mais intimas fibras do espírito e sua lembrança não arrefece. Portanto, não lembro o nome da Deusa, só lembro que a primeira letra do nome é: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  pois a deusa terminou de sair de casa, e não saiu sozinha. levou junto seu filho, aquele que adora jogar video game e saiu contrariado, já que tinha chegado ao chefão da última fase do homem aranha dois. mas a vida é assim mesmo e, se a deusa, que é tua mãe, te manda sair de casa, vamos nessa. foram os dois comer um hamburguer, o arroz queimou de novo e a deusa não estava muito a fim de fazer comida. o menino preferia pedir uma pizza, mas já tinha contrariado a mãe naquela semana, quando preferiu o vídeo game ao aniversário do primo, então hamburguer seria o prato naquela noite, e fim de papo.  Agora já não depende do aroz queimado ou do hamburguer, depende de você, seja corajoso para sair do buraco e dar a volta por cima, vamos lá, o que você está esperando, não perca seu tempo correndo atrás de quem não te quer, parta pra outra, a vida é muito linda para se desperdiçar assim atôa! já dizia o velho sabio: "O que você fizer hoje é muito importante: porque você está trocando um dia da sua vida por isso."  E O TSUNAMI ONDE ENTRA, OA MACACOS MORRERAM?  Não sei o que diziam esses velhos sábios, mesmo que os respeite e leia, não são esses novos mofados que me farão crer neles. Essa nova leitura, tempo hoje, é de quem é estragado. Mas, meu Deus, o que estou fazendo? Basta enxergar, nem ler, pra ver que é tudo ruim.  O que dizem não importa, o que estamos fazendo nesse mediocre cénario que alguns chamam de vida?! convivendo com esses poços de falcidade e egoísmo que alguns chamam de gente?! nada faz sentido, tudo é ilusão, tudo não passa de falsos sentimentos, nada te faz feliz pra sempre, tudo é passageiro, menos o AMOR QUE DEUS SENTE POR VOCÊ, ISSO SIM ÉTERNO, È CONTINUARA A EXISTIR MESMO DEPOIS QUE toDO OURO E TODA RiQUEZA DESAPARECER!!!   Não, não... Na morte, a riqueza desaparece tanto quanto os deuses. Não sei o que existe do outro lado e como persiste, longe de mim saber. Será que o existir vai além do persistir? A vida é nó no longo fio da morte. A vida é morte se explodindo e criando tempo. O ser só é sendo, e o explodido me grita: o sentido mais amplo não pertence ao todo. O céu azul demais e eu não sentindo. Não sentindo. Não sentindo. Na vastidão dos macacos, vastidão de linhas pensadas. Participo porque escrevendo, trago estes tais “não sou”.   O MUNDO vai acabar, mas será que vai ser na minha mão, puts...logo na minha existência. To batalhando para caramba tentando protejelo mas parece que tá complicado é muita poluição...Tudo bem que quando me entregaram ele(lá pelos 80) ele já nao tava aquilo tudo a destruição já tinha começado, mas vamos dar ums sanguinho e salvar o planeta para a galera que ta vindo ai....  seria o love uma forma de amor importada, inacabada, que chega a destruir os corações símios nativos, os caboclos, matutos e favelados? Não é pela sua capacidade compacta que ele foi incorporado, pois nosso amor também tem quatro letras! Mas uma coisa: nosso amor é maior. O meu love por ti, guria, é também grande, apesar de ti, guria, não ter tanto amor por mim. Então, tatiana (minúscula), que o nosso love um dia se acabe, morra, e um novo amor possa surgir...  Deus não desaparece apos a morte, pelo contrario, seja fiel a ele e estára o mais perto dele quando morrer!  Essas coisas tem não sei o que suigeneris.Ah, lembrei, uma tristeza própria e uma tendência óbvia. E é justamente isso que se desconstrói o sentido das coisas.  Minha alma milênar as vezes chora baixinho de solidão, minha vida é preenchida por saudades e lembranças sem fim ... tenho tantos mundos em meu ser, tenho músicas de Dido e "Cem anos de solidão" de Gabriel Garcia Marquez, poesias de Mário Quintana e a velha gravura de um conde inglês J. W Rochester ao qual tenho certeza de que já conhecei em algum lugar do passado, faço parte de uma existência não muito segura que as vezes me amedronta e me deixa sem esperanças ao futuro. Amo tantas coisas e quero ainda viver tantas coisas e fazer ... uma tatoo (... uma libélula ), quero sair de minha pequena Monteiro - PB e quem sabe morar numa megalopoles! quero dizer várias vezes ainda a minha Vó (Maria Madalena) "Eu te amo". Quero poder acordar perto do meu Fabio centenas de manhãs e ouvir o latido de Lipe no quintal e o gorjear do nosso "Golinha" na gaiola. Amo tantas coisas e gostaria de poder fazer um mundo mais humano mais sereno para VOCÊ E PARA MIM. Meu coração solitário um dia encontrará repouso nos braços de minha Mãe Lourdes lá no céu, mas antes quero viver cada vão momento intenssamente como se fora o ultimo.  Sabe, eu to feliz com a minha vida e o meu jeito de aproveita-la, pode ser que eu nao esteja usando-a da melhor forma. Pensando melhor eu nao to tao satisfeito assim, bem que ela podia ser melhor,existem muitas coisas que eu quero e nao tenho e pode ser que eu nunca tenha, mas e melhor acrditar que no final tudo vai dar certo. To falando isso porque ontem eu vi um filme onde havia um homem que tinha um objetivo na vida, mas para conseguir atingi-lo ele pois a vida de muitas pessoas em risco mas, depois de muitas tentativas , elas fizeram com que ele desistisse, e mesmo depois disso elas o mataram por medo. Entao eu fiquei pensando sera que tudo que nos fazemos vale a pena?  Claro q vale a pena!!! Td vale a pena se a alma naum eh pekena...   O gato ou o quiko, o gato, e o quiko? também. Ora bolas!  Será mesmo que tudo vale à pena??? E se a alma for pequena??? Qual é o problema??? Alma é alma e pronto. Grande, pequena, profunda, rasa... É alma...Todos têm o direito de ser feliz, quer dizer então que quem não tem uma grande alma não pode ser feliz? É lógico que cada um de nós tem vontade de ter uma alma imensa... Daquelas que vc vê de longe... Que dá até uma inveja boa de quem tem e a gente vê de longe... E acho que isso tem muito a v com o ideal de felicidade das pessoas... Queremos ser bons... Do bem... Grandiosos de alma e de espírito para merecermos ser felizes nessa vida doida que levamos...A gente ri... A gente chora e de uma hora pra outra a gente acha que tá tudo errado... Ou que tá tudo certo ao mesmo tempo... Se sente bem... Se sente mau... É.... é a vida.... O que adianta ter um carraão e do meio do sinal de trânsito com um braço pro lado de fora e o outro com a mão dentro do nariz tirando um melecão ... E ainda faz bolinha e joga pela janela... Taí? Se o dinheiro não trás felicidade deveria trazer ao menos educação!!! Educação!´O coisinha difícil viu? Mas o que mais me encanta nessa vida doida da gente é a surpresa do amanhã... Por mais que pareça que tudo vai ser igual, não vai ser... Pode ter certeza, nada pode ser tão ruin que não possa piorar... E não é ´pessimismo isso não viu? pelo contrário... Se partimos do princípio de que tudo pode piorar... É melhor que aproveitemos tudo de bom que nos acontece. Assim as boas vibrações aparecem e mostram aos outros que tudo vai bem... E até vc acaba acreditando que tá tudo bem ... Mesmo que nao esteja... EU SOU FELIZ! Fale alto... quem sabe seus ouvidos escutam!  hj parei pra pensar, quem foi o primeiro ser humano a habitar o planeta ? dificil de responder ne ! pois é, vc acredita na escala evolutiva, acredita que viemos do macaco, ou de adao e eva, agora pare um so momento olhe no espelho e pense q vc esta vivo, quem é vc ? a verdade mesmo é que existe varios misterios, e para estes nao tem explicação, o ser humano tenta desvendar e vê que quanto mais se aprende, menos se sabe ! hehehe quem somos nos para desvendar os mitesrios de Deus e da humanidade ! (Geovanni)  Os seus problemas você deve esquecer, isso é viver, é aprender HAKUNA MATATA!!!   pois...hakuna matata....os macacos proliferam....será 2012 o ano referencial onde todos cairam, na espera do abismo na procura da esperança- indigo é resposta??? eu, perdida, eu na selva gritando o teu nome: macaco...capricornio, whatever...  pois que no último sábado ( 19 de março de 2005) eu finalmente a revi de perto, mesmo que de passagem, mesmo por um fugidio momento, depois de 6 anos, 6 meses e 18 dias, eu a revi... e por isso, o dia foi plenamente iluminado e a vida, por aquele momento, passou a valer a pena... o nome dela???? Será que vocês não conseguem adivinhar???????  nada mais simples: o nome é MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  Não conheço estória que combine malandragem psicanalítica com convicção pedagógica como Pinóquio. Depois de levar a criança a se identificar com um boneco de pau, a trama progride proclamando que é necessário ir à escola para se virar gente. Caso contrário o destino inevitável é virar burro, com rabo, orelhas, zurros e tudo o mais que pertence à burrice. Claro que este um golpe desonesto. Seria necessário dizer com clareza aquilo que aqui ficou simplesmente mal dito, contando sobre o destino invertido daqueles que eram de carne e osso ao entrar na escola e só receberem diplomas depois de se transformarem em bonecos de pau.  Entre no LIneage, sou o OrcaoBR e vou te matar!!!hahaha  Sou GAY, estou a procura de homem sincero e fiel. Meu msn é brayan_stuart@hotmail.com. Espero que gostem de mim. Beijos a todos!!!  Sabe-se lá o que irá ocorrer no tempo-além do-tempo, onde o nada definitivo não será uma hipótese metefísic0-cosmológica, mas sim uma realidade, onde tudo o que se considerava belo, sagrado e pelo qual se valia lutar não for nem sequer lembrança, porque a própria lembrança desaparecerá com o aniquilamento do ego.  SENDO ASSIM NADA ACONTECE POR ACASO QUER UM EXEMPLO?? AI VAI UM O CORINTHIANS NÃO É O MELHOR EU DISSE O MELHOR TIME DO MUNDO POR ACASO MAS SIM POR QUE QUEM JOGA DENTRO DAS QUATRO LINHAS NÃO SÃO APENAS 11 JOGADORES MAS 12 SENDO QUE O DECIMO SEGUNDO TEM UM CORPO DE MILHÕES DE CORAÇÕES PRETO E BRANCOS QUE BATEM NO MESMO COMPAÇO GRITANDO BEM ALTO "OHOH TODO PODEROSO TIMÃO"   Vivo no futuro, por isso não tenho presente e nunca vou conseguir construir o meu passado!  Sim, sei perfeitamente disso, era justamente quando W_A_Mozart, Panela_Infernal e invasoR_Verde infernizavam a internet, invadiam até maquina de xerox, o que é estreitamente relativo, pois Raul Seixas e Wolfgang Amadeus Mozart, trocavam ideias sobre novos arranjos musicais, que seriam posteriormente publicados por Frankly Joziel e Victor Hugo, haaaaaaa fala serio!!  asdfasdfqwerqadfasdfqwer  ... pelamordedeus, ontem (27 de março de 2005...)eu vi na televisão: como o velho Karol Jozef Wojtyla está mal... primeiro não pôde andar, agora não consegue sequer falar... portanto, a Moça da Foice, a Inominável, está chegando perigosamente próxima a ele... agora é uma questão de tempo... de pouquíssimo tempo...  PAZ NO MUNDO GALERA!!!!!!!!!! ADA DE MORTEMENTO CHEGA DE FOME SENNA NA CABEÇA COM CERTEZA   PAZ NO MUNDO GALERA!!!!!!!!!! ADA DE MORTEMENTO CHEGA DE FOME SENNA NA CABEÇA COM CERTEZA   ... em minhas caminhadas pelo mundo conheci uma menininha que, faz quase dois anos, transferiu-se para o Silêncio Inaudito e Infinito no qual todos nós haveremos de nos perder. Mas ela enche o Vazio de Significados, pois sua Luz, como a das estrelas mais distantes, brilha mesmo depois de se apagar... gostaria de deixar registrado o nome dela, de compartilhar este nome com todos vocês: JOYCE CAROLINA DOS SANTOS DUTRA.  dutra dutra dutra, minha mãe passava sempre sempre por lá, em pensar que ela ia trabalhar sem talher, pq dizia que um garfo podia ser uma arma, e faz tanto tanto tempo, hoje em dia, todo dia cai um, de AK-47 pra cima.............  Que coisa podre... Inútil, quem inventou isso não tem mais o que fazer?!  E tinha sim , pensar no abstrato de forma abstrata tentando abstrair as abstrações  ...Porém a luta pelas virgens do Nepal não era apenas uma manifestação cultural de um povo com características quase primitivas, era, entre outras coisas, a necessidade de retornar a um estado de pureza feminina, que hoje anda pervertida pela quantidade absurda de siliconadas e tecnicamente intactas sexualmente falando, não se espantem , pois a razão é simples, as virgens do Nepal transam, todavia não usam butox nem silicone, ou seja, elas não SÃO narsicistas, tampouco praticam um auto-voyerismo, que aqui no ocidente anda a passos largos para um total isolamento. SALVEM AS VIRGENS DO NEPAL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  E hoje, o Papa, que também era virgem, faleceu deixando orfão uma imensa quantidade de homens, que assim como ele (não pensem, por favor, que eu comi o Papa. Não sou canibal) nunca comeram ninguém, nem no nepal (ou seria com o nepal?) nem em lugar nenhum, mas tudo bem, o que realmente importa neste delicado momento católico apostólico romano é que o Papa nasceu para a vida eterna, e nós, pecadores comedores românticos, ficamos vivinhos para comer, com todo respeito, as virgens e as não-virgens, porque na vida quem não come é comido, entenderam?  Entre devaneios e loucuras acordei de um pesadelo.Sonhei que tinha comido arroz e batata na mesma refeição, por pouco não cai da cama.  ... mas como dizia o velho e bom Joaquim Maria Machado de Assis, melhor cair das nuvens (ou da cama, conforme o caso...) do que de um terceiro andar. Como o texto machadiano em questão foi escrito no século XIX, entendamos terceiro andar com os acréscimos imobiliários deste início de milênio e, onde Machado de Assis escreveu "terceiro andar", podeíamos ler " trigésimo terceiro", o que, convenhamos, faria a queda bem mais contundente...  E eu não dormi bem esta noite, sei lá fiquei acordando e sonhei c/ minha cunhada... E como não dormi direrto agora estou c/ sono... E que coisa é essa, a vida... Acordar, trabalhar, comer, escovar todos os dentes, voltar pra casa, trânsito, stress, cansaço... E depois começa tudo de novo, até onde? Morrer, a única certeza que todos temos. Qdo? Nunca se sabe, basta estar vivo... Acho que tô meio melancólica hj...  O mundo é binário conforme a fórmula de Einstein (lei da relatividade). Esta lei mostra a relatividade de tudo que existe no mundo!!!!  !!!!!!!!a relatividade espzinhada pela paixão acidental, colidimos e nem deste por isso...que relatividade pode existir na dor que é particular do amor não correspondido??? queria tanto ser tua, se assim pudesse ser...relativa a tua arrogancia? sim face á rebentação das ondas do mar....fico fisgada e adormeço no teu olhar...e qdo apago a luz desenho-te na escuridão...aí me tens, inteira, tua...e revolvo os meus cabelos com os meus dedos que sonho serem teus...e as minhas mãos percorrem cada centimetro do meu corpo como se fosses tu, na sede da minha pele...relativo a que? ao desejo que me aniquila...!!!!!!!!!   "... tu realmente deves saber cativar um homem...:) aliás as tuas palavras são exitantes...!! de alguma maneira chegam a cativar-me...!... fico surpreendido pelo facto de me "quereres" assim tanto...!!... consegues pôr-me confuso quando ñ devias...! nem sei !!! ... será só uma mera atração da tua parte... faz com k isto seja talvez um jogo de sedução...!! ainda ñ te compreendi mt bem... vou tentando... já k pela tua experiência de vida deves ter mts argumentos e como sabes as mulheres são demais..."elas tem a faca e o queijo na mão"... "... espero k isto aos teus olhos ñ se tenha tornado ridículo:)...obrigado!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  ... e Tiago agradeceu pelo maravilhoso presente que Marta havia dado a ele de aniversário...  Eis que passas Eis que se vá quem vai, quem passa, quem fica!!!!!  Lo so mi guardare lo so mi sembra una pazzia brindare solo senza compagnia ma io, io devo festeggiare la fine di un amore, camariere.... CHAMPAGNE  e bebo nas entranhas do mundo, já encobertas pelas areias brancas da prosopopéia que os ventos trouxeram....um mundo escuro, horas branco, horas vermelho de vergonha, horas sem cor de tão indefinido que estás...mas como eu vim parar aqui?.ou será que ele surgiu aos meus pés?...hum, lembrei!!!Foi Godofredo que me colocou aqui e quiz ficar com a fortuna da familia....mas mal sabe ele que aqueles dólares são falsos... e que os verdadeiros estão com Harry Potter......mas nao se preocupe com isto, porque eu penso........penso......penso....penso...penso.....pense!!!!!  harry potter e a sua fantasia de ter criado a vida oculta...eu fugo da fantasia, mas quem és tu afinal? qdo dizes não me conhecer, estarás a dizer a verdade? poderei confiar? não, deep down tu sabes quem sou...e pq venho aqui...bjo sir  Acho que o mundo deveria ser quadrado.Mas o que isso importa? Um dia minha filha de treze anos me perguntou se podia namorar em casa? Acreditam nisso?Minha filhinha, apenas treze aninhos perguntando se podia levar o namorado pra casa.Eu nem sabia que ela já tinha beijado um rapaz.Quero dizer, um garoto, um malandrinho qualquer, um tarado! Se aproveitar de uma menina tão nova.Porém como fiquei arrasado com o baque da notícia concordei debilmente. Quando falei das "boas" novas para minha esposa a bendita já sabia de tudo.E ainda me falou sorrindo que a menina estava com medo de pedir o meu consentimento.Como se isso importasse, a rapariga já estava com o carinha há tempos e eu fui o último a saber desta tramóia.Ainda pouco ele saiu daqui de casa.Almoçou, ficou na sala assitindo um daqueles filmes de terror barato que tem mais sangue do que enredo e depois ainda usou o MEU computador para fazer um trabalho da escola. Para piorar ele fez uma lavagem cerebral na minha filha, pois ela preparou um lanche para o safado com o MEU salaminho,MEU queijo e MEU requeijão.Ela nunca entrou na cozinha, a não ser para comer.Sempre reclamava quando eu pedia para pegar um copo de água para mim. Já para este pedófilo, corruptor de menores, ela faz o lanchinho dele com tudo que EU compro com o suor do MEU trabalho. POLÍCIA TEM UM MARGINAL INVADINDO A MINHA CASA, ROUBANDO MINHA FILHA E MINHA COMIDA. Esse marginal é conhecido se chama, comumente conhecido como.  pow eu nem entendo muito de harry + eu gosto,apesar de q eu naum vi nenhum dos filmess...bom + eu axo q harry tinha q ter + efeitos e açao essa e minha opiniao...vlw..xauzinho   ... porém, gostaria de compartilhar com vocês a seguinte idéia: exatamente em frente à janela de meu apartamento vive uma menina que, por ter os pés firmemente plantado nas nuvens, tem o despudor que somente quem não se percebe observada costuma ter. Em pouco tempo já a vi saindo do banho envolta em uma toalha, somente de calcinha e inteiramente nua. Mas tenho a dizer para os que me acusam de ser um Lobo Mau, que sou, na verdade, apenas um Lobo Velho, de pernas cambiantes e dentes não muito firmes. Portanto, ofereço pouco perigo. Sou um Lobo Velho... mas ainda tenho fome!  Tenho também a dizer que cada visão fugidia desta menina faz vibrar cada partícula de minha alma lúgubre E faz borbulhar de volúpia meu sangue que, há muito imaginava congelado. E me vem um turbilhonamento de pensamentos luxuriosos que me grudam no espírito por vários dias e, quando sinto que estou me convalescendo, eu a vejo de novo... e o estado de delírio febril retorna... Sou um Lobo Velho... mas ainda tenho fome...  oiiiiii!!! sou o guinacom@hotmail.com,me adicionem e conversem comigo no msn... queria dizer que eu sou uma pessoa muito sincera, carinhosa, sei ser gentil com os outros, afinal, é assim que todos devemos ser...é muito importante para mim que as pessoas me tratem como alguém normal, igual a elas, que pelo fato de ser homosexual, não me faz diferente delas... sinto muito a dor do preconceito. Gostaria da opinião de vcs...  É incrível que haja tanto preconceito, com relação a homossexuais, à pessoas de pele negra, veja bem, geralmente os "brancos" vão à praia para pegar um bronzeado!  Mas, mudando completamente de assunto, e sem querer confundir alhos com bugalhos (na verdade, nunca soube o que significa "bugalhos", mas como o ditado é assim, assim vai...), gostaria de lembrar à peble ignara que não lembro o nome da Deusa, só consigo lembrar que a primeira letra de seu nome é: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Mas, mudando completamente de assunto, e sem querer confundir alhos com bugalhos (na verdade, nunca soube o que significa "bugalhos", mas como o ditado é assim, assim vai...), gostaria de lembrar à peble ignara que não lembro o nome da Deusa, só consigo lembrar que a primeira letra de seu nome é: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Mas, mudando completamente de assunto, e sem querer confundir alhos com bugalhos (na verdade, nunca soube o que significa "bugalhos", mas como o ditado é assim, assim vai...), gostaria de lembrar à peble ignara que não lembro o nome da Deusa, só consigo lembrar que a primeira letra de seu nome é: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Acabei de reparar que cometi um pequeno erro de português: é " plebe ignara" ... mas o nome de Deusa continua sendo MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  O meu mundo no modo de ver é cheio de privações. Tenho apenas 21 anos de idade e passo pela faze financeira mais critica dos ultimos tempos e nao ter condições de viajar p/ ver a pessoa que tanto esperei e sempre corri deste sentimento que se chama amor, acho que estou apaixonado ou algo parecido por que meu coração doe quando lembro que ela esta tao longe entao eu no meu momento de refletição escutando Ray Charles resolvi que vou deixar esse sentimento de lado e me dedicar a pratica de ganhar dinheiro e nao vou me casar pelo simples motivo que todos sofrem privações e eu nao quero uma esposa p/ me privar e nem filhos ! Eu vou gozar da vida até o ultimo dia de minha vida!  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMILIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMILIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  Em busca de novas emoções macacos começam usar drogas, dançar, a suar, a fazer perguntas a procura de resposta para suas existência. Neste momento de total reflexão um cigarro na escuridão torna-se o melhor companheiro. Mulheres viceralmente deliciosas demonstram o máximo interesse sobre sua pessoas, extremamente deliciosas elas fazem topless em nuvens de seios fartos ou pequenos e quadris à brasileira elas são de todas as cores; todos os sentidos ficam a flor da pele, um flor que precisa ser cheirada tocada. Mistura-se tudo com a fome de viver a busca da perfeição fica na tonalidade das necessidades, o custo de existência a vontade decadente a falta de dentes înfluência no questinamento o que realmente buscamos?  ... mas quem disse que eu não sei o que busco? Eu busco MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES,  , MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  , MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  , MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  VOLTO A ESTA PARA DIZER Q ESTOU CONTENTE DE PARTICIPAR DE UMA COISA COM TAMANHA E INESPLICAVEL OBRA! qUERO Q VIDAS E GERAÇOES FUTURAS LEIAO E REFLITAO SOBRE ASSUNTOS ABORDADOS AQUI! UM ABRAÇO!!!!!!!  ONTEM, dia 22/04/05 eu vi no céu a porta para o universo paralelo,minha cabeça talvez tenha me confundido,vertigens, viagens, mas não a passagem de fato estava lá aberta. a lua estava no centro de uma imensa abertura redonda entre as nuvens e ao seu lado uma estrela brilhante me dizia q era ali q eu devia estar, ou não. depois dormi não lembro se me teletransportei mas a intenção era essa._\|/_  Olá, criaturas... Meu nome é Louise Brooks... pelo menos assim eu era conhecida quando compartilhava com vocês as delícias e as angústias da condição humana... Porém estou agora do Outro Lado do Mistério, estou no Caminho que me levará, inevitavelmente, à Luz Imperecível. Faz quase vinte anos que comecei esta viagem e gostaria de dizer que estou com saudades deste planetinha e das pessoas que por aí conheci, mas acontece que todos os que estiveram comigo na minha época não moram mais por aí... gostaria que novas amigas e amigos continuassem me admirando... vejam meus filmes... Um beijo a todos... LOUISE BROOKS  Olá, criaturas... Meu nome é Louise Brooks... pelo menos assim eu era conhecida quando compartilhava com vocês as delícias e as angústias da condição humana... Porém estou agora do Outro Lado do Mistério, estou no Caminho que me levará, inevitavelmente, à Luz Imperecível. Faz quase vinte anos que comecei esta viagem e gostaria de dizer que estou com saudades deste planetinha e das pessoas que por aí conheci, mas acontece que todos os que estiveram comigo na minha época não moram mais por aí... gostaria que novas amigas e amigos continuassem me admirando... vejam meus filmes... Um beijo a todos... LOUISE BROOKS  Olá, criaturas... Meu nome é Louise Brooks... pelo menos assim eu era conhecida quando compartilhava com vocês as delícias e as angústias da condição humana... Porém estou agora do Outro Lado do Mistério, estou no Caminho que me levará, inevitavelmente, à Luz Imperecível. Faz quase vinte anos que comecei esta viagem e gostaria de dizer que estou com saudades deste planetinha e das pessoas que por aí conheci, mas acontece que todos os que estiveram comigo na minha época não moram mais por aí... gostaria que novas amigas e amigos continuassem me admirando... vejam meus filmes... Um beijo a todos... LOUISE BROOKS  Gostaria de compartilhar uma tese com vocês: é gritante o declínio da cultura e, por conseguinte, da civilização ocidental, como um todo. Vejamos o exemplo do Brasil (mas isto não quer dizer que a grande nuvem de estupidez não se espalhe pelo planeta em sua totalidade...) em que o vocalulário dos alunos de primeiro grau se reduz a no máximo, vinte palavras... ora, já foi provado cientificamente que os cachorros (OS CACHORROS !!!!!!!!!!!!!!!) são capazes de entender o significado de cerca de trinta palavras, o que resulta que os cachorros tem um vocabulário maior do que os alunos de primeiro grau...  Isto sem falar no grau de imbecilidade e no QI de ameba da juventude de atualidade... pergunte a algum deste cretinos sobre Chico Buarque, Cartola ou Pixinguinha... nunca ouviram falar... por outro lado, sabem de cor todas as "letras" de funk... e o pior é que a classe mérdia acha funk um "movimento cultural"... e depois ficam reclamando quando as patricinhas viram escravas de traficante... funk é um lixo que deveria ser extirpado à força da sociedade brasileira... Aliás, o que é um funkeiro indo a um baile funk? Eu mesma respondo: não é absolutamente nada, porque baile funk não é baile, funk não é música e FUNKEIRO NÃO É GENTE !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  ... Alaíde Oliveira Alves Feitosa... há quinze anos desapareceu nas brumas do passado... do meu passado... na época, 1990, ela estava com 22 anos... hoje estará com 37... como estará ela?  estara com 37  ... disso eu sei, criatura... pergunto tão-somente como ela estará fisicamente, psicologicamente... como ela terá passado estes quinze anos... pergunto-me se ela ainda estará viva... se bem a conhecia, pode ser que ela nem esteja mais viva... pode ser que ela esteja morta... é uma possibilidade que eu não posso, de maneira alguma, descartar...  nenhuma possibilidade pode ser descartada, ele ia pensando enqto caminhava em direção ao orelhão ... ia tentar mais uma vez; nossa 10 anos depois, mto mais de dez e a voz ainda parecia a mesma. Seria ela? ia tentar mais uma vez ... mto mais de 10 anos depois!  Uma mistura de medo com desejo...um sentimento platônico que já perdura.... um aperto no peito...angústia? talvez. Continuo esperando, sonhando...sentindo...Quem sabe um dia?  adoram cortar meu barato, a troco de que? cada um no sei universo ia ser tão maisemocionante, intrigante e respeitosamente lagal. como pode alguém tentar me interromper? se sou ovida pela força dos meus desejos, esses não virando realidade não há força q aguente. toda fonte deve ter sua reposição, ou vem a falta, a solidão, akeles raios xatos que não param de passar por dentro da minha cabeça, incomoda pooooxa!!!!! q lembraças levarei, quais deixarei? mundinho insensível burguês safadOOOOO! fuck you tudim._\|/_   O BENFICA É CAMPEÃO!!!! E NINGUÉM PÁRA O BENFICA ALLEZ OOHHHH!!!!!  ... Sim, o Benfica é o campeão português, sim senhor... mas acontece que, em Portugal eu torço pelo Futebol Clube do Porto... mas, pensando bem... o que isto interessa às gentes?  ... Proponho aos deístas um pequeno desafio: dêem-me cinco provas da existência da divindade, seja ela cósmica ou pessoal e eu comprometo-me a assumir e converter-me à religião de quem conseguir trazer tais provas... em contrapartida, proponho uma dúvida: por que Deus não acaba com o mal do mundo? Não pode ou não quer? Se quer e não pode, é fraco, o que é contrário à natureza de Deus; se pode e não quer, é mau, o que é também contrário à sua natureza; se não quer e não pode, é igualmente mau e fraco, mais contrário ainda à sua natureza... se quer e pode, porque não o faz?  Ele quer e pode. É só esperar pra ver... e vc não vai acreditar como ele vai acabar com essa maldade toda! Só está esperando a gente mesmo deixar! Deus não age se a gente não dá uma chance pra Ele.   ola ola ola  ... Deus é a criação humana que nos faz ter a ilusão da imortalidade... Deus é uma necessidade psicológica do ser humano, em qualquer época, em qualquer local... a idéia de sua própria finitude, do inevitável aniquilamento futuro de seu ego, esmaga psicologicamente o ser humano, que cria então as doces ilusões como "Deus", "Paraíso" e "Imortalidade da Alma"... infelizmente ilusões vendidas no mercado mundial da fé... mas lembrem-se: FÉ DEMAIS NÃO CHEIRA BEM...  Que que é isso, meu filho? quem vai ler pamonhice de 40 paginas na internet, com um centímerto em branco de cada lado e letras pequenas e claras. dããããããããã.  ... como dizia Platão, quando, peripateticamente, falava grego: "Eu de nada não sei... mas desconfio de muita coisa...". Ele disse isso? Bem, se disse não sei, mas que pensou, pensou...  ... Meu amor, quem falava peripateticamente era Sócrates (devo um galo a Esculápio...) e não Platão... por sinal, o Grande Sócrates é autor de uma das frases mais cretinas de toda a história da filosofia: "SÓ SEI QUE NADA SEI...". Por que a frase é cretina? Porque ela se auto-anula... Senão vejamos: Se Sócrates nada sabe, ele não pode saber que nada sabe, porque saber que nada sabe é saber alguma coisa, ou seja, saber que nada sabe, mas se ele sabe que nada sabe, como pode saber que nada sabe, pois que Sócrates nada sabe???????  Aliás, Sócrates só sabia uma coisa: jogar futebol.  Panela_do_Diabo  Todo mundo sabe que Socrates morreu por causa de um veneno chamado "cicuta"(não se é com "c" ou "s"),mas pouca gente sabe é que ele morreu de desgosto após um aborto espontaneo de uma gravidez psicologica(uiii).  ANNE - POR QUE QUE VOCE PEGA E SOME? E SE EU ME INTERESSAR POR ALGUEM?   Cada faz o que quer rouba os correios, fica sem freio, desce o baranco, mas no encanto fica com o bolso cheio acho que é de madrugada ou seja a vanguarda de quem pega as coisas alheias. sei lá.........  e se sol se esconder?  Não nos importa se o sol nascerá ou não, o que nos guia e ilumina é o oriente de nossas mentes numa luta constante com nossas emoções, culminando com experiências e amadurecimento, secretando desejos no ocaso de nossas ilusões.   não fosse a minha constante pressa eu ate poderia escrever alguma coisa que prestasse pra alguem ler. Mas o que poderia prestar pra ler ou pra ouvir ou pra ver? Nda ultimamente. Dormir seria a melhor maneira de lidar com a realidade. Sonhando. Mesmo com monstros ou assassinos ou uma escuridão terrivel... quando a gente menos espera acorda. Ufa! Mas de olhos abertos quando a gente menos espera pode fecha-los para sempre. Ou quem sabe abrir depois de um tempo e ter se tornado tetra. Tetraplegico. Viva a Luciana!!! Que quase morreu porque queria ver o mar. Será que ainda tá viva a Luciana. Talvez mais na música. Porque a universitaria... não vê mais luz no fim do tunel. E nós estamos no fundo do poço. Onde não há tuneis. Não tem mesmo saída. Tudo é escuro e sujo. Como o interior das maletas de dinheiro que pagavão o mensalão. Ou o interior do bolso do Marinho. Onde os valores se perdem. E vamos lá. Porque o tempo não pára mesmo. E eu tenho muita pressa. Não por mim mas pelas minhas contas. Elas me empurram da cama. Chutam meu traseiro, estapeiam minha cara. E eu? Dou a outra face. Afinal, nunca tem só uma conta. Quase não dou conta. Mas tem que continuar porque pra morrer tem que pagar. Depois que morre ainda tem que prestar contas com o cara lá em cima ou lá embaixo. Puta que pariu!!! Vou nessa. Já gastei 3min. Já gastei o tempo alheio, já me desgastei so de pensar.   Já não onde procurar, não sei onde ela está.   O HOMEM PODE SIM SER UMA ILHA.  "Ter amigos dá trabalho demais, é muito melhor ter um conhecido no pub." Ivan Lessa disse isso e eu assino embaixo. Amigo é invenção do capeta pra fazer você se sentir uma merda. Já os conhecidos não. Eles tem aquela coisa maravilhosa da efemeridade, eles só querem saber de você naquele momento em particular. Delícia.  Não sei porque voce se foi, quanta saudade eu senti, sinto e sentirei pelo resto de minha vida...Tu, a luz verde de meus verdes olhos...a minha alegria e minha ira... tudo acabado, tudo parado no tempo... só as lembranças q a cada dia chegam com mais força...cada lugar,cada música,cada beijo...EU TE AMO...pro resto da minha vida...sei que tu me amou do teu jeito...precisou de mim nas tuas horas...hj te tenho no meu coração - único lugar seguro pra te guardar, meu amor...tenho certeza que numa proxima seremos muito mais felizes e vamos ter a nossa oportunidade...Por enquanto,essa é a nossa música:"EU TROCARIA A ETERNIDADE POR NOSSAS NOITES - SE NAS TRAVESSURAS DAS NOITES ETERNAS, JÁ CONFUNDIMOS TANTO AS NOSSAS PERNAS"...sei que onde estiveres entenderás isso, e a minha loucura em te dizer verdades assim...  só me diz com que pernas eu devo seguir...  ... se valer, no caso em questão, uma opinião, tente as fogosas pernas de MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  Tenho apenas 21 anos de idade e passo pela faze financeira mais critica dos ultimos tempos e nao ter condições de viajar p/ ver a pessoa que tanto esperei e sempre corri deste sentimento que se chama amor, acho que estou apaixonado ou algo parecido por que meu coração doe quando lembro que ela esta tao longe entao eu no meu momento de refletição escutando Ray Charles resolvi que vou deixar esse sentimento de lado e me dedicar a pratica de ganhar dinheiro e nao vou me casar pelo simples motivo que todos sofrem privações e eu nao quero uma esposa p/ me privar e nem filhos ! Eu vou gozar da vida até o ultimo dia de minha vida!  Mas seus olhos estavam cheios de remela, talvez conseqüência de ter fervido as lentes de contato com pílulas vencidas. Típica atitude de mão-de-vaca. No entanto, convenhamos, aquelas pílulas custam uma baba. Se o cabra encontra uma caixinha fechada num armário perdido da casa, nem pensa em checar a validade. Vai logo usando e que se dane o mundo. O único problema é dar problema, como deu com o Coronel Rosalindo, de Anápolis, que ferveu suas lentes com pílulas anti-proteína com mais de quatro anos vencidas. A córnea necrosou, sua voz afinou, cresceram peitinhos e a pistola nunca mais se ergueu. Ele abandonou a família, o emprego, passou a vender anzóis de latão e alugou um kitchenete em Queimados, onde viva com um gato angorá manco. HOje pode ser visto na Praça Sandoval Azevedo, em Cataguases (MG) atuando como varredor de rua, percorrendo os calmos logradouros da cidade às 4:30h da madrugada e cumprimentando todos os cães muxibentos que encontra pelo seu caminho. Sua história é triste, mas ainda há um resto de luz no olhar deste pobre homem. Especialmente quando ele mergulha de canivete do alto da ponte metálica, para desespero dos peixes envenenados que pululam nas águas fétidas do Rio Pomba.  Ocorre que na princesa do sertão os sentimentos voam leves, tanto que não existe espaço para a tristeza, a melancolia ou a solidão; apenas a felicidade faz-se presente alimentando a chama que arde em meu peito.   Putz, nao li o texto interio mas o q li ja me fez rir e refletir por inteiro..rá...rimo,, q bosta nao gosto de rimas, acho coisas baratas e sem criativida, criatividade, as vezes tenho as vezes ei lá parece q esqueci no banheiro junto com a escova de dentes.  ... Proponho-me lançar uma teoria, talvez polêmica... polêmica ma non troppo: com o advento da clonagem humana ( só os muito ingênuos não acreditam que ela não exista...), está acabado o único motivo lógico para se continuar existindo homens no mundo... com a clonagem, nós mulheres poreremos preservar a espécie humana, no que ela tem de melhor (as mulheres...), sem a incômoda e nefasta "colaboração" masculina... sou, portanto, pelo extermínio total e imediato de todos os homens...  GOSTEI DO LIVRO EROI DA FÉ  O meu amor possui limites, sai daqui até a Vila Mariana...  e vai até o mais longuínquo rincão da via láctea. pq meu amor pode até ter limites, mas meu sentimento não e ai como voa longe como voa rápido...2 clics e...  chegamos, finalmente, à total incoerência de qualquer pensar metafísico... somos aquilo que somos, nosso "eu" não existe sem a matéria que o faz viver... o espírito não exiiste além da matéria... o espírito é matéria e quando deixamos de existir, deixamos de existir integralmente, totalmente, etrenamente... deixai, pois, quaisquer esperanças, vós que compartilhais comigo a alegria e a angústia da carne... n´s somos carne, a carne somos nós... e a vida é muito curta para ser pequena...  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  ... Ao lado de minha porta, no apartamento ao lado, vive a garotinha mais deliciosa que qualquer poeta ou louco poderia conceber... é espertinha e saltitantemente sensual... gostaria de poder lambê-la todinha, do alto da cabeça até a sola dos pés, mordiscando, delicadamente cada um de seus dedinhos do pé, para depois fazer o caminho inverso, da sola do é até o alto da cabeça... disse certa vez e continuo a repetir ad aeternun: sou um lobo velho... mas ainda tenho muita fome...  ...MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  ...MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMILIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Tirei essa coisa ridícula do meu blog www.cowinswamp.blogspot.com Escrevo lá.  Amplius. Cum aliquod incomplexum vel dicitur vel intelligitur, ipsum quidem incomplexum, quantum est de se, non est rei aequatum nec rei inaquale: cum aequalitas et inaequalitas secundum comparationem dicantur; incomplexum autem, quantum est de se, nom continet aliquam comparationem vel applicationem ad rem  ... Adhuc. Intellectus possibilis probatur non esse actus corporis alicuius propter hoc quod est cognoscitivus omnium formarum sensibilium in universali. Nulla igitur virtus cuius operatio se extendere potest esse actus alicuius corporis. Voluntas autem est huiumodi: omnium enim eorum quae intelligimus possumus habere voluntatem, saltem ea cognoscendi.  Né?  É... Pois é... acontece que dizem que sou antimilitarista, que não tenho qualquer simpatia pelas Forcas Armadas em geral... portanto, é sempre conveniente esclarecer: não é que eu não tenha simpatia pelos militares... EU ODEIO A MILICALHADA!!!!!!!!!!!!!!!!!! Aliás, há um cartaz aqui na minha frente que ensina que o coletivo de burros é tropa... RÁ! RÁ! RÁ!...   E para não dizer que não falei de comidinhas em geral, saibam todos os que estas linhas lerem que segundo o grande pensador contemporâneo Jean-Paul Sartre, "Dentre os três maiores prazeres desta vida, comer está em segundo e dormir em terceiro...". Jean-Paul Sartre disse isso? Se não disse, deveria ter dito! E quando o Apóstolo Pedro viu Jesus caminhando sobre as águas, ele, com um sorriso, disse, "Ô JC... deixa de sacanagem e ensina pra rapaziada o caminho das pedras...". O Apóstolo Pedro disse isso? Bem, se não disse, pelo menos pensou...  ... pensando bem, o Papa Bento XVI não tem cara de tia velha?  PSDB responsabiliza ex-tesoureiro e vice de Azeredo por repasses Brasília - O presidente do PSDB de Minas Gerais, deputado federal Nárcio Rodrigues, garantiu nesta quarta-feira que seu partido nunca soube dos repasses de dinheiro das contas de Marcos Valério para a campanha de reeleição do ex-governador Eduardo Azeredo em 1998. O deputado deixou a responsabilidade para Cláudio Mourão, ex-tesoureiro da campanha e para o vice-governador Clésio Andrade (PL), apontados por Valério na CPI do Mensalão como os autores do pedido de ajuda financeira para a coligação. Repetindo o argumento mais utilizado pelos tucanos nos últimos dias, Rodrigues disse que há uma tentativa de desviar o foco das investigações que envolvem o PT. O deputado sustenta que Azeredo e os dirigentes do PSDB ignoravam o movimento de Clésio - então candidato a vice na chapa de Azeredo pelo PFL, que havia acabado de deixar a sociedade na SMPB Comunicação e DNA Propaganda - e Mourão em busca do dinheiro de Valério. "Estamos seguros e tranqüilos em relação a isso. Não há uma digital que envolva o PSDB nesse processo. Mourão era tesoureiro da campanha, não era (tesoureiro) do partido. Não foi colocado dinheiro na conta do PSDB. O partido não avalizou ninguém", disse o deputado. No entanto, ele reconheceu que Mourão era filiado ao PSDB e representava a legenda na campanha da coligação por indicação de Azeredo. Desespero - Rodrigues disse que os repasses de pelo menos R$ 1,8 milhão para a campanha de Azeredo aconteceram no contexto de uma "tentativa quase desesperada de reverter um quadro que era desfavorável para a campanha de Azeredo contra o ex-presidente Itamar Franco". Para o presidente regional do PSDB, Azeredo "tinha tudo para não saber" a origem dos recursos de sua campanha, já que acumulava a agenda de candidato com a de governador (ele não deixou do cargo para disputar a eleição). Por isso, segundo o deputado, Azeredo delegou a tarefa de arrecadar a um grupo, do qual faziam parte Mourão e Clésio, que se ocupava da estratégia da campanha, não de questões partidárias. "Se isso tudo tiver sido feito, estamos diante de um crime eleitoral já prescrito", frisou Rodrigues, que não soube explicar como o senador Azeredo diz só ter tomado conhecimento dos empréstimos recentemente pela imprensa se estava sendo processado por Mourão pelas dívidas da campanha. O ex-tesoureiro desistiu da ação no último dia 3, depois da ida de Azeredo à CPI. Apesar de responsabilizar Mourão, Rodrigues afirmou que não vai condená-lo. O tucano disse que o ex-tesoureiro "merece o nosso respeito em Minas" e acredita que ele agiu "com boas intenções". Rodrigues negou ter tido contato com Mourão recentemente, mas acredita que ele "certamente vai aparecer". Mourão já foi convocado a prestar esclarecimentos à CPI dos Correios. [As partes desta mensagem que não continham texto foram removidas] ======================================================================= Assinar a lista: msg vazia p/politica-br-subscribe@yahoogrupos.com.br Sair da lista: msg vazia p/politica-br-unsubscribe@yahoogrupos.com.br Página do "Política-BR": http://www.politicabr.cjb.net Você pode alterar o modo como as mensagens são enviadas à você: - no modo "SOMENTE WEB" você só poderá ler as mensagens através do site do Yahoo, em http://br.groups.yahoo.com/group/politica-br/messages; - no modo "DIGEST" você receberá um resumo diário (ou quando atingir um número "X" de mensagens) com as mensagens e seus índices, e links Web; - no modo "EMAILS INDIVIDUAIS" você receberá uma mensagem para cada que for despachada ao grupo, como se enviada diretamente à você. Mande mensagem vazia para os endereços abaixo de modo à alterar o modo como as mensagens chegam à você: - SOMENTE WEB : politica-br-nomail@yahoogrupos.com.br - DIGEST : politica-br-digest@yahoogrupos.com.br - EMAILS INDIVIDUAIS: politica-br-normal@yahoogrupos.com.br Contatos com o gerente do grupo: politica-br-owner@yahoogrupos.com.br ======================================================================= -------------------------------------------------------------------------------- Links do Yahoo! Grupos Para visitar o site do seu grupo na web, acesse: http://br.groups.yahoo.com/group/politica-br/   A todos os presentes, boa noite! Meu texto a seguir trata-se de mais uma denúncia escamosa.... Se for possível, embora a mensagem seja um pouco longa, leiam-na daqui até o fim pois ela traz informações importantes e de interesse de todos nós, que queremos um Brasil justo e para todos. Talvez alguns se lembrem de mim, quando alertava sobre a entrega de Alcântara e que ainda não estamos livres dos riscos, já que este governo passou a querer mexer nesse assunto outra vez. Estou ausente há bastante tempo por motivo de trabalho, já que não dava conta de debater como eu gostaria. Eis que trago outro assunto bastante urgente aos irmãos brasileiros, povo tão rico e que ignora sê-lo. Só em UM minério sofremos um desvio anual que poderia acabar com a fome no pais e nada disso é divulgado a não ser por notas soltas, pequenas, em jornais ou revistas. O assunto é seríssimo, já que o governo Lula herdou de FHC "as negociações obscuras" que ocorrem principalmente em Araxá, Minas Gerais. O texto abaixo é só uma amostra disso e aos que se interessarem em saber em quanto são roubados diariamente, é só digitar a palavra "NIÓBIO" no google por exemplo, que poderá pegar provas do exposto. Vejam que Lula esteve com o Grupo Moreira Sales, hospedado na fazenda do mesmo pela primeira vez, entre o primeiro e segundo turno de sua eleição. Logo após, já eleito, retornou e se reuniu SOMENTE COM GOVERNADORES DO PSDB e não tinha nenhum do PT e nem de outro partido presente. Gostaria de deixar claro que continuo "apartidária" já que cada vez mais considero que não existe qualquer partido disponivel ao qual eu tivesse coragem de me filiar. Se eu denunciasse o contrabando de NIÓBIO antes dos escândalos políticos que estamos assistindo, poderia ser apedrejada por alguns daqui (pelo menos dos que frequentavam no meu tempo). Tenho informações que a sangria continua ativíssima e como cidadã brasileira, não consigo me conformar, não dá pra calar. Eis abaixo um ponto de partida, de resto é só comprovar. Possuo arquivos deste roubo descarado desde 1994, passei algumas madrugadas pesquisando desde uns dois anos atrás. O NIÓBIO é um minério do qual o mundo inteironecessita, principalmente aqueles que estão na corrida tecnológica pois é térmico, leve, de fácil liga e serve para muitossetores, inclusive(principalmente) para a fabricação de foguetes. A CBMM declara à receita brasileira e paga impostospor quilo negociado a U$ 13.00 (treze dólares em média) enquanto suas sucursais internacionais negociam este mesmo quilo com ganhos de mais de 1000% (mil%) via seus representantes internacionais. Tem alguma coisa muito errada aíconcordam? Sendo que temos praticamente o monopólio mundial deste minério especificamente, porque não exigirmosuma explicação de tamanho deságio ao povo brasileiro? O NIÓBIO É NOSSO !!!! Se alguém quiser me escrever, envie para ana_prudente@uol.com.br pois não estou recebendo emails individuais da lista, estou com pouco tempo para debates. Obrigada àqueles que me leram até aqui... Ana Prudente O FIO DA MEADA XVII NIÓBIO E SEGURANÇA NACIONAL O Jornal "Folha de São Paulo", no dia 05 de novembro de 2002 noticiou que "LULA passou o final de semana em Araxá em casa da CBMM do Grupo Moreira Salles e da Multinacional Molycorp... A Companhia exporta 95% do Nióbio que retira de MG e é a maior exploradora do metal do mundo. Por meio de uma ONG a empresa financiou projetos do "Instituto Cidadania", presidido por LULA, inclusive o "Fome Zero", que integra o programa de governo do presidente eleito. (Folha de São Paulo de 05/11/02, pg. "A" 4.) A matéria obriga à reflexão, porque evidencia a aliança anterior às eleições presidenciais entre um político, supostamente de esquerda, e uma multinacional, que de acordo com os dados do I.B.G.E, da Secretaria do Comércio Exterior e da "CPRM" subfatura exportações de nióbio, causando prejuízos anuais de bilhões de dólares americanos ao Brasil. O raciocínio é simples: o Brasil, considerando as reservas de São Gabriel da Cachoeira AM, não computadas pelo DNPM (Departamento Nacional de Produção Mineral), detém 98%(noventa e oito por cento) das reservas mundiais exploráveis de nióbio. O mundo consome anualmente cerca de 37.000 toneladas do minério, totalmente retiradas do Brasil. O nióbio bruto, é comprado no garimpo a 400 dólares americanos o quilo. Portanto, sem contar a necessidade de formação de reservas estratégicas dos países do primeiro mundo, e o acréscimo do preço em razão do beneficiamento do minério, feito em Araxá MG e Catalão Goiás, deveríamos contabilizar, pelo menos, 14 bilhões e oitocentos milhões de dólares, a mais, em exportações anuais, ou seja: cerca de 30%(trinta por cento) a mais no total de todas as exportações brasileiras. US$ 400 x 1000 = US$ 400.000 a ton. US$ 400.000 x 37000 ton. = US$ 14.800.000.000,00 Esses valores não aparecem no balanço comercial, logo, está provado que os exportadores estão subfaturando as exportações de nióbio, em detrimento dos interesses do país e da Nação Brasileira. Os preços do nióbio, cotados na Bolsa de Metais de Londres(50 libras esterlinas o quilo), são meramente simbólicos, porque o Brasil é o único fornecedor mundial, portanto, quem deveria determinar o preço é o vendedor(mercado do vendedor). Mal comparando, nióbio a 50 libras o quilo é o mesmo que petróleo a três dólares o barril. No caso do petróleo, a OPEP estabelece o preço do mineral, equilibrando os interesses dos consumidores e produtores, porque o preço do petróleo é uma "questão de Estado". O mesmo não ocorre com o nióbio; absurdamente, quem estabelece o preço de venda do produto são os compradores, em conluio com as empresas que exploram o minério no Brasil e que nessa ação deletéria contam com a conivência "oficial", de políticos cujas campanhas e "projetos" financiam.Tanto os preços de venda como as quantidades exportadas são subfaturados, há décadas. Os dados sobre o nióbio fornecidos pelo DNPM estão eivados de vício, porque tanto as quantidades do minério quanto os preços apontados pelo departamento são subfaturados, fornecidos pelos próprios interessados, da conspiração Araxá/Catalão. Uma fração dos valores e quantidades reais do nióbio "exportado" seria suficiente para erradicar a subnutrição da população carente, e livrar o Brasil da desfavorável condição de devedor, além de financiar o desenvolvimento. Estados Unidos, Europa e Japão são 100%(cem por cento) dependentes das reservas brasileiras de nióbio, minério que é tão essencial como o petróleo, só que muito mais raro. Sem nióbio não existiria a indústria aeroespacial, de armamentos, de instrumental cirúrgico, de "gilete azul", de ótica de precisão e etc... Os foguetes não iriam à lua e os vetores atômicos transcontinentais seriam ficção científica, assim como a "Guerra nas Estrelas" dos americanos. Ora, se por petróleo as potências vão à guerra, imagine-se o que não fariam para garantir o nióbio grátis, que retiram do Brasil, com a complacência de governantes, cujas campanhas políticas e projetos são previamente financiados. O governo que finda tentou "privatizar" as reservas de nióbio "a céu aberto", de São Gabriel da Cachoeira AM, em outubro de 1.997, pelo miserável "preço mínimo" de R$ 600.000,00(seiscentos mil reais), quando a avaliação da CPRM(Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais) é, pasme-se, 1 trilhão de dólares americanos(Fio da Meada V e VII- Revista Carta Capital de 19/3/97, pg. 70/72)" Tudo isso comprova, irrefutavelmente, que existe uma conspiração internacional antiga, para espoliar o Brasil de seus minérios, que impede o acesso da Nação Brasileira às riquezas do seu território. É o paradoxo do povo pobre de país riquíssimo. A intimidade de vários governos com a "Conspiração de Araxá"(Collor já era assíduo freqüentador da cidade), sinaliza que a estrutura político-institucional vigente é incompatível com a autodeterminação do país. O "tratamento VIP"(segundo a Folha de São Paulo) dispensado a Lula e ao seu vice, em Araxá, bem como os financiamentos que sua campanha presidencial e seus "projetos" mereceram, são exemplos marcantes dessa falha institucional. Evidenciando a "conspiração Araxá", Lula, após hospedar-se na CBMM, reuniu-se com governadores do PSDB, em Araxá, entre os quais Aécio Neves-MG, cujo tio, Gastão Neves é a "eminência parda" dos minérios no Brasil. ARAXÁ ? Foi produtiva a primeira reunião de trabalho do presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, com os 7 novos governadores do PSDB, feita ontem em Araxá. Os governadores de sete Estados(SP, MG, CE, PB, PA, GO e RO) acenaram com proposta de parceria e apoio de suas bancadas no Congresso para aprovar propostas de interesse do futuro governo, como a que mantém a arrecadação nos níveis atuais, sem reduzir de 27,5% para 25% a alíquota do imposto de renda pessoa física Me senti numa reunião de amigos, diz o Presidente eleito" (O Estado de São Paulo ? 26/11/2002). Lula pode até não esposar a ideologia esquerdista, mas o seu partido objetiva estatizar a economia através do confisco tributário, ação que conta com a complacência do Poder Judiciário, que depende do aumento da arrecadação para custear os seus orçamentos. É o mesmo processo comunizante aplicado na Romênia em 1947/48. Todo esse retrocesso histórico poderia ser evitado observando-se os erros de países que viveram essa amarga experiência político-econômica e adotando-se os acertos das economias capitalistas, principalmente, aproveitando-se, adequadamente, o potencial de recursos naturais do território brasileiro, ao invés de exaurir a população e as empresas com impostos e juros escorchantes. Por outro lado, se o Brasil receber pelo nióbio que é contrabandeado e subfaturado pelos exportadores, poderá autofinanciar o seu desenvolvimento sem dívidas, garantindo empregos, renda, alimentação e oportunidades a todos os brasileiros. Nessa medida, o programa "Fome Zero", cujos "estudos" foram financiados pela CBMM, não passa de manobra diversionista da "CONSPIRAÇÃO ARAXÁ", com claro objetivo de manter a dominação do NIÓBIO, a custa de outros segmentos econômicos e sociais brasileiros, que serão demonizados e tributados, ao exaurimento, pelo governo supostamente esquerdizante do PT, que já demonstrou, com a "aliança ARAXÁ", que está a serviço de interesses transnacionais. O mesmo pode-se dizer do MST(apêndice guerrilheiro do PT) que está a serviço do agronegócio internacional e tem como missão desestabilizar o agronegócio no Brasil, país com vocação agrícola e mineral insuperável Essas estratégias não são novidade histórica. O Império Britânico, por exemplo, ganhou a "guerra fria" contra a Rússia Czarista, pelo domínio da Ásia, financiando a Revolução Bolchevic de 1.917. O único caminho para a nação brasileira é autodeterminar-se, reintegrando-se na exploração dos seus recursos. O subsolo é propriedade da UNIÃO FEDERAL, os recursos minerais estão sendo desviados, em detrimento do interesse nacional, logo, o governo federal, por dever de ofício, deverá encampar a comercialização e a exportação do nióbio, ficando a cargo das mineradoras apenas a extração e a transformação do minério, remunerando-se-as, pelos mesmos preços que praticam atualmente. Coordenando as exportações de NIÓBIO, terras raras e outros minérios(quartzo), a administração federal poderá alavancar as exportações brasileiras, para a Europa, E.U.A e Japão que são os maiores mercados mundiais em poder aquisitivo. Utilizando, adequadamente, suas potencialidades minerais, como "moeda de troca", o Brasil poderá exportar, rapidamente, 300 bilhões de dólares anuais e importar 250 bilhões, por exemplo, criando empregos e fortuna na mesma proporção. Partindo-se da premissa que o aprimoramento institucional é um processo de outorga, é imprescindível que os brasileiros responsáveis dediquem toda a sua capacidade, na busca de soluções, que adequem as instituições à preservação dos interesses nacionais. São Paulo, 28 de novembro de 2002.   Comparar lista de dinheiro de caixa dois com a corrupção endemica do PT é um tapa na cara do povo ,e muita má fé,tipico de quem quer cobrir o sol com a peneira / As contas de Lula, assim como de todos que ocupem cargo ou função pública, devem ser de consulta pública e não objeto de "referendo" da Polícia Federal ou outro órgão fiscalizador. A confiabilidade desses órgãos é relativa, e as contas e movimentações de todos os funcionários deles próprios também devem ser públicas, devido aa natureza do cargo, isso deve alcançar inclusive todo o Judiciário. Essa notícia não explica sequer o caso do filho de lula que associou-se a empresa prestadora de serviço público para tornar sua empresa privada uma grande empresa ou as contas de campanha aa presidência de lula. Operação pente-fino mesmo seria lula e todos os ocupantes de cargo ou função pública abrirem seu sigilo bancário para todos os brasileiros. O resto é enrolação, que conheço muito bem, por contato direto, com inúmeros casos concretos de subtração de informações desses órgãos ao longo de 30 anos de vida profissional. /Acho que ele nem tem que explicar essas duas questões. - Alguém vai saber o que foi debatido nessas reuniões? Uma das muitas coisas que podem ser ditas, é que estavam tratando "republicanamente" da divisão dos cargos dos partidos no Governo. Tratando por exemplo da relação dos parlamentares que foram expulsos. Os dirigentes do partido têm muitos assuntos a falar com o Chefe da Casa Civil que é do próprio partido. Informalmente, no PT mesmo, eles devem ter se encontrado muito mais vezes. - E vira algo pior que o Caixa 2?   CARTA AOS PETISTAS Por não ser petista, sempre fui considerado "de direita" ou "tucano" pelos meus amigos do falecido Partido dos Trabalhadores. Vejam, nunca fui "contra" o PT. Antes dessa fase arrogante mercadântica-genoínica, tinha respeito pelo partido e até cheguei a votar nos "cumpanheiro". A produtora de televisão que ajudei a fundar no início da década de 80, a Olhar Eletrônico, fez o primeiro programa de TV do PT. Do qual aliás, eu não participei. Desde o início, sempre tive diferenças intransponíveis com o Partido dos Trabalhadores. Vou citar duas. Primeira: nunca engoli o comportamento homossexual dos petistas. Explico: assim como os viados, os petistas olham para quem não é petista com desdém e falam: deixa pra lá, um dia você assume e vira um dos nossos. Segunda: o nome do partido. Por que "dos Trabalhadores"? Nunca entendi. Qual a intenção? Quem é ou não é "trabalhador"? Se o PT defende os interesses "dos Trabalhadores", os demais partidos defendem o interesse de quem? Dos vagabundos? E o pior, em sua maioria, os dirigentes e fundadores do PT nunca trabalharam. Pelo menos, quando eu os conheci, na década de 80, ninguém trabalhava. Como não eram eleitos para nada, o trabalho dos caras era ser "dirigentes do partido". Isso mesmo, basta conferir o currículum vitae deles. Repare no choro do Zé Genoíno quando foi ejetado da presidência do partido. Depois de confessar seus pecadinhos, fez beicinho para a câmera e disse que no dia seguinte ia ter que descobrir quem era ele. Ia ter "que sobreviver" sem o partido. Isso é: procurar emprego. São palavras dele, não minhas. Lula é outro que se perdeu por não pegar no batente por mais de 20, talvez 30 anos... Diga m-me, qual foi a última vez, antes de virar presidente, que Luis Ignácio teve rotina de trabalhador? Só quando metalúrgico em São Bernardo. Num breve mandato de deputado, ele fugiu da raia. E voltou pro salarinho de dirigente de partido. Pra rotina mole de atirar pedra em vidraça. Meus amigos petistas espumavam quando eu apontava esse pequeno detalhe no curriculum vitae do Lula. O herói-mor do Partido dos Trabalhadores não trabalhava!!! Peço muita calma nessa hora. Sem nenhum revanchismo, analisem a enrascada em que nosso presidente se meteu e me respondam. Isso não é sintoma de quem estava há muito tempo sem malhar, acordar cedo e ir para o trabalho. Ou mesmo sem formar equipes e administrar os rumos de um pequeno negócio, como uma padaria ou de um mísero botequim? Para mim, os vastos anos de férias na oposição, movidos a cachaça e conversa mole são a causa da presente crise. E não o cuecão cheio de dólares ou o Marcos Valério. A preguiça histórica é o que justifica o surto psicótico em que vive nosso presidente e seu partido. É o que justifica essa ilusão em Paris... misturando champanhe com churrasco ao lado do presidente da França... outro que tá mais enrolado que espaguete. Eu não torço pelo pior. Apesar de tudo, respeito e até apoio o esforço do Lula para passar isso tudo a limpo. Mesmo, de verdade. Mas pelamordedeus, não me venham com essa história de que todo mundo é bandido, todo mundo rouba, todo mundo sonega, todo mundo tem caixa 2... Vocês, do PT, foram escolhidos justamente porque um dia conseguiram convencer a maioria da população (eu sempre estive fora desse transe) de que vocês eram diferentes. Não me venham agora querer recomeçar o filme do início jogando todos na lama. Eu trabalho desde os 15 anos. Nunca carreguei dinheiro em mala. Nunc a fui amigo dessa gente. Pra terminar uma sugestão para tirar o PT da crise. Juntem todos os "dirigentes", "conselheiros", "tesoureiros", "intelectuais" e demais cargos de palpiteiros da realidade numa grande plenária. Juntos, todos, tomem um banho gelado, olhem-se no espelho, comprem o jornal, peguem os classificados e vão procurar um emprego para sentir a realidade brasileira. Vai lhes fazer muito bem. E quem sabe depois de alguns anos pegando no batente, vocês possam finalmente, fundar de verdade um partido de trabalhadores. Publicado no Blog do MARCELO TÁS em 19/07/2005 às 10h42 sugestão para acessar www.mensalao.com.br   Adital - Está ficando cada vez mais evidente que nos aproximamos de um impasse político, difícil de ser superado. A avalanche de denúncias vai atolando a agenda de quantas comissões de inquérito possam ser criadas. Desta maneira, Governo e Congresso, feitos para conduzir o país, se mostram incapazes de administrar suas próprias tensões. O impasse assume dimensão nacional. O Evangelho é pródigo de referências válidas, que ajudam no discernimento da realidade e na tomada de decisões. O Brasil está vivendo a situação dos discípulos na barca. Era noite, estava escuro, e os ventos começaram a soprar com força crescente. Acostumados a remar, os apóstolos foram administrando a situação, até sentirem que não davam mais conta da tempestade. Aí foram acordar o Mestre, que dormia tranqüilo. Se dormia, era porque confiava em Deus. Mas confiava também na experiência dos discípulos. Como pescadores, deviam saber remar. Acordado, o Mestre serenou os ventos e o mar. Até aí o Evangelho, onde tudo é bonito, e as soluções são encantadoras. Não é assim agora. A barca está furada, fazendo água. Mais um pouco, vai a fundo. Não se trata de acalmar os ventos. Trata-se de consertar a barca. Na prática, o momento está pedindo uma urgente reforma do Estado Brasileiro. Neste sentido, perde importância a própria averiguação dos fatos, que vai ocupando o tempo e as energias do Congresso, e o vai desgastando cada vez mais diante do povo brasileiro, que já começa a perder esperança nos seus representantes. A urgência maior, que deveria medir a boa vontade de todos os envolvidos, não é buscar posições vantajosas para as próximas eleições. Mas encontrar propostas concretas de reforma do Estado brasileiro. De nada adianta eleger outro governo, se as armadilhas do atual sistema vão continuar. Neste sentido, a crise oferece uma oportunidade, que não pode ser desperdiçada. O momento é agora, para de uma vez por todas colocar-nos de acordo sobre mudanças estruturais em nosso sistema político. Para isto, cabe ao governo tomar a iniciativa de postular estas mudanças. E cabe à cidadania se articular, para apresentar propostas concretas, que não podem ficar condicionadas aos interesses menores da conjuntura atual. O Presidente Lula ainda detém uma esperança: de que ele seja o fiador de uma ampla reforma em nossas instituições políticas, feita sem nenhum interesse eleitoral imediato. Então o impasse atual encontraria um caminho de solução. E seria possível aproveitar os ventos para conduzir a barca no rumo certo. * Bispo de Jales, São Paulo.   Manfredo Araújo de Oliveira * Adital - Uma das conseqüências possíveis do momento de crise em que vivemos é o desencanto frente à possibilidade de construir um mundo diferente. Aliás, esta não é uma atitude apenas conjuntural, mas uma tendência muito forte do mundo contemporâneo. Muitos defendem hoje que a história humana não tem um objetivo, é destituída de um sentido que possa fundamentar nossas ações, encher de razões nossas vidas. A própria ética se torna, em última instância, uma invenção da cada um, a pluralidade é o único valor legítimo. O grande mérito da pós-modernidade não consiste justamente em aguçar nossos sentidos para captar as diferenças, para compreender as formas diferenciadas de interpretar o mundo e de viver? Subjacente a todas estas posições há um uma postura comum: nossa compreensão do mundo e nosso engajamento nele não dependem simplesmente de nós, não são uma produção nossa, mas antes algo que ocorre em nós. Não somos fundamento de nós mesmos e, muito menos, o centro do mundo e a fonte de seu sentido. Uma das conseqüências de não sermos fundamento de nós mesmos é que a história não nos pertence, nós é que pertencemos a ela. É inútil e insensato pensarmos que somos seu sujeito e por isto é uma arrogância e uma ilusão pretendermos mudar o mundo. Numa palavra, o ser humano é marcado desde sempre por uma realidade que não depende dele e está além dele e que não é, sem mais, manipulável por sua reflexão e por sua ação, seja a corporeidade, a natureza e suas necessidades, o trabalho, a linguagem, as instituições sociais, etc. Esta experiência fundamental exige humildade e resignação. O grande movimento histórico que desembocou na eleição do atual governo foi constituído por pessoas que não se deixaram enclausurar por limites definitivos e por isto agora não se deixam enclausurar pela enorme decepção. Por esta razão nos lembram algo irrecusável neste momento: não podemos esquecer o sonho de um outro Brasil, de um país que não seja construído simplesmente para suas elites. Esse sonho inclui a esperança de que o Brasil possa dar um basta não só à corrupção, que se tornou método tradicional de governo, mas a uma sociedade radicada na desigualdade, nas injustiças, na fome, na miséria, na discriminação, na destruição dos seres humanos e da natureza, numa concepção individualista, egoísta, materialista e hedonista da vida, insensível aos sofrimentos humanos, às carências do povo. Este tipo de sociedade é espiritualmente medíocre e vazia. A atual crise pode significar um marco que possa fortalecer, para além das frustrações que este governo causou até agora, uma caminhada longa, difícil, tensa, mas firme numa outra direção. Neste sentido é que grupos que não se deixam abater estão não somente exigindo uma ampla investigação de todas as denúncias, mas uma inversão de agenda: voltarmos às questões básicas que enfrentadas signifiquem o início deste caminho novo. Assim sugerem: 1) Mudanças na política econômica no sentido de priorizar as necessidades do povo e construir um novo modelo de desenvolvimento que leve à efetivação dos direitos sociais básicos; 2)Realização, a partir do debate com a sociedade, de uma ampla reforma política democrática que traga transparência à vida coletiva; 3) Fortalecer os espaços de participação social na administração pública e as iniciativas locais em favor da cidadania e da democracia participativa o que não poderá acontecer também sem a democratização dos meios de comunicação. Esta é a hora da esperança vencer a decepção e o medo.   LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR  LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR LAURO AUGUSTO DE CASTRO JÚNIOR  Empresário diz que Dirceu sabia dos empréstimos Lydia Medeiros, Isabel Braga e Demétrio Weber BRASÍLIA. O empresário Marcos Valério de Souza afirmou ontem que o ex-chefe da Casa Civil José Dirceu sabia dos empréstimos feitos para o PT e que vai recorrer à Justiça para cobrar do partido uma dívida de R$ 55,2 milhões que, corrigida, chega a cerca de R$ 100 milhões. Em seu depoimento, ele revelou que tem medo de morrer e afirmou que o ex-tesoureiro do PT Delúbio Soares era apenas o executor do esquema. Disse que o dinheiro foi obtido nos bancos BMG e Rural a pedido de Delúbio. Como garantia, o PT teria oferecido uma arrecadação que em 2003 era de R$ 50 milhões, com promessas de que dobraria com a entrada de contribuições de integrantes do governo. Delúbio teria assegurado que Dirceu tinha pleno conhecimento da transação. Mas Valério admitiu que não recebeu pessoalmente aval do ex-ministro. — Delúbio cansou de me falar que Dirceu sabia da operação. Isso me tranqüilizou. Havia um aval superior. Valério garante que Dirceu tinha conhecimento dos empréstimos, inclusive tendo participado das reuniões para garantir as transações. Disse ainda que , Marcelo Sereno e Sílvio Pereira, homens de confiança de Dirceu, sabiam das operações, mas tinha dúvidas se o presidente Luiz Inácio Lula e o ex-presidente do PT, José Genoino, sabiam. — Delúbio era a pessoa que cumpria as ordens. Valério disse à CPI que participou do esquema não por amizade a Delúbio, mas porque temia que suas empresas fossem prejudicadas. Segundo ele, todo o dinheiro foi repassado a Delúbio ou a pessoas indicadas por ele. O empresário negou ter dado recursos a ministros e Lula, como insinuara o deputado Roberto Jefferson na véspera. Valério diz que bancos sabiam destino do dinheiro Os parlamentares insistiram em saber como Valério fez empréstimos sem garantias reais . — Os bancos sabiam para onde iam os empréstimos. Eles poderiam, num primeiro momento, não saber, mas depois era só acompanhar para onde iam os docs. E banqueiro não renova empréstimos sem garantias. Também reforçaram as perguntas sobre se a figura de Dirceu era mesmo o melhor aval. — Tenho quase certeza absoluta de que era na figura de Dirceu. Que era para o PT, tenho certeza absoluta (que sabiam). Segundo ele, inicialmente, os empréstimos não tinham Delúbio nem Genoino como avalistas. Eles foram incluídos depois nos contratos com os bancos, por meio de uma carta de Delúbio, cuja cópia foi repassada por Valério à CPI. O empresário disse que tomou essa providência porque em 1998 financiou a campanha do PSDB em Minas, também por meio de empréstimos, e não recebeu pagamento. O empresário confirmou quatro encontros com o ex-chefe da Casa Civil, entre 2003 e 2004. E disse que em nenhum deles tratou dos empréstimos. Ao ser perguntado de que tinha medo, Valério respondeu: — A História mostra o que pode acontecer.  Dinheiro de Valério na campanha de Lula Líder do PL na Câmara afirma que recursos entregues ao partido serviram para compra de material e não foram contabilizados O líder do PL na Câmara dos Deputados, Sandro Mabel (GO), afirmou que o dinheiro recebido pelo presidente da legenda, Valdemar Costa Neto, que renunciou ao mandato há nove dias, servia para pagar material de campanha do presidente Lula. As dívidas, de acordo com ele, não foram contabilizadas pela campanha petista, que tinha o nome de José Alencar na coligação PT-PL. Os dados apontados pelo empresário Marcos Valério Fernandes de Souza mostram que Costa Neto seria beneficiário de R$ 10,8 milhões sacados das contas da empresa SMPB. Mabel disse que o presidente da legenda confirma o recebimento de R$ 5 milhões ou R$ 6 milhões. - A campanha que ele pagou foi a do Lula em 2002 porque o vice presidente era do PL. Ele pedia material e o pessoal do PT mandava fazer para acertar depois. E eles acertaram, mas acertaram depois sem colocar na prestação de contas. O PT autorizava porque o PL estava na campanha - afirmou. Apesar disso, o deputado do PL preferiu não declarar oficialmente que a campanha do presidente Lula se utilizou da sistemática de caixa dois, em que dívidas de campanha não são contabilizadas nas declarações ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Em seu discurso de renúncia, Costa Neto indicou que os recursos foram usados para a campanha presidencial, mas não deixou explícita a natureza dos gastos. - Durante a campanha eleitoral de 2002 tive a promessa do Partido dos Trabalhadores de que receberia recursos financeiros para fazer frente às despesas da coligação PT-PL. Sob o signo da nefasta verticalização, formávamos uma aliança partidária que disputava eleições proporcionais e majoritárias, tendo como principal bandeira a conquista da Presidência da República - afirmou Costa Neto. Os parlamentares da oposição suspeitam que os recursos repassados a Zilmar Fernandes da Silveira, sócia de Duda Mendonça, também foram usados para a campanha presidencial. A diretora administrativa-financeira da empresa, Simone Vasconcelos, confirmou que o dinheiro, R$ 15,5 milhões, foi repassado às mãos da sócia de Duda, responsável pela campanha presidencial. Mabel pediu ontem ao presidente da Câmara, Severino Cavalcanti (PP-PE), que remeta o mais rápido possível o processo que pede a cassação de seu mandato de deputado por Goiás ao Conselho de Ética. A representação, de autoria do PTB, acusa Mabel de ter proposto o ingresso da deputada licenciada Raquel Teixeira (PSDB-GO) no PL mediante o pagamento de R$ 1 milhão. O deputado nega. (FP)  http://noblat.ultimosegundo.ig.com.br/noblat/ Dívida de Lula vira adiantamento de viagem. PT perdeu a prestação de contas dele. Acredite, se quiser... Como está mal contada a história do empréstimo que Lula tomou ao PT e que o atual presidente do Sebrae, Paulo Okamotto, disse ter pago do seu bolso. Vamos por partes: # Em sua declaração de contas apresentada à Justiça no ano passado, o PT informou um empréstimo no valor de R$ 29.436,26 feito a Lula antes que ele assumisse a presidência da República. # A direção nacional do PT divulgou ontem nota onde afirma que há três origens distintas da dívida de Lula: gastos com viagens, pagamento de passagem aérea da mulher, Marisa Letícia, e "adiantamentos". O partido não informou as datas de tais viagens e os valores corretos de cada tipo de dívida. # À CPI dos Correios, o Banco do Brasil enviou também ontem uma planilha que indica nominalmente Lula como o responsável pela quitação da dívida. Ela foi paga, sem juros nem correção monetária, em quatro parcelas ao longo de 2003 e 2004. # A Folha de S. Paulo publicou, hoje, entrevista com Okamoto onde ele diz: a) "Por ocasião da rescisão [do contrato de Lula] do partido, eu fui procurador dele [Lula] para receber a rescisão dele. No pré-cálculo que me apresentavam, havia umas coisas que eu achava que o partido deveria pagar. Tinha um saldo de viagens internacionais e tinha descontos da passagem da Marisa, um empréstimo feito em 97, e eles não tinham comprovantes. Eu rejeitei os descontos, as despesas que foram apresentadas eram decorrentes da representação política de Luiz Inácio Lula da Silva. E eu achava que o partido tinha de arcar com aquilo. Isso passou e o pessoal me cobrou de novo. E aí discuti de novo. E fui informado com mais detalhes de todo o processo contábil. Isso envolve fundo partidário, e fundo partidário não pode cobrir certas despesas. O partido alegou que estava em dificuldade financeira, que não tinha dinheiro, e eu providenciei o pagamento. b) Eu dei o dinheiro para o partido, para ele resolver essa questão. Foi isso o que eu fiz, eu providenciei os recursos. Tirei recursos da minha conta pessoal. (...) Não contei, não comentei nada com ele." # Hoje pela manhã, o ministro Jacques Wagner, da Coordenação Política, disse o seguinte: - O presidente não tomou dinheiro emprestado do PT, não reconhece a dívida e, portanto, não mandou pagar dívida que ele não tinha. O presidente Lula, como presidente de honra do PT, foi prestar serviços institucionais em nome do PT e suas despesas têm que ser bancadas pelo partido. # Hoje à tarde, da tribuna do Senado, Aloizio Mercadante (PT-SP), líder do governo, acusou de "incompetentes" os responsáveis pela tesouraria do PT em 2001 e 2002, entre eles Delúbio Soares, por terem cobrado de Lula uma dívida que ele nunca teve. O que o PT entregou a Lula, segundo Mercadante, foi um "adiantamento de viagem" na pré-campanha eleitoral ocorrida em 2001 e 2002. Foram entregues os R$ 23.436,26 a Lula e R$ 3.750,00 ao próprio Mercadante. O senador afirmou que Lula e ele, ao retornarem de viagens feitas à China e a países da Europa e América Latina "para falar de idéias inovadoras", apresentaram todos os comprovantes das despesas, inclusive passagens, mas "a ala incompetente" do PT perdeu esses documentos, registrou os valores como débitos e, "irresponsavelmente", passou a fazer a cobrança. (Comentário meu: Quer dizer então que o PT informou à Justiça em 2004 que emprestara dinheiro a Lula, mas na verdade não emprestara? Tudo não passara de um adiantamento para despesas de viagem contabilizado erradamente como dívida? Quer dizer então que o PT não se deu conta do erro, Lula não alertou o PT para o erro, e o homem que cuida das contas pessoais de Lula, Okamoto, pagou a dívida que não era dívida? E o Banco do Brasil registrou o pagamento como se ele tivesse sido feito por Lula? E quer dizer que a "ala incompetente" do PT, além de registrar como dívida o que não passara de adiantamento para viagens, ainda perdeu os documentos referentes à prestação de contas das viagens de Lula - e também de viagens de Mercadante? Dá para acreditar em tudo isso?)  Né?  LQJO VO XOI.Cifej reria aem hir iv xqiv mog ox qrd mgo oea ir oxi rri vmbri cii rricj viox ormeg ecivo ore ivdo soj aox amlmo rij xoj de rmodi qz cifer rmlim od cio boa imnoej iv mogo qj ero ide nox ed vogej eaga iriv mlmod iox oeal malox mgor mqj rig demo goci aox q.  Vocês já repararam que toda a MPB se transformou em Jorge Ben?  sei la, estava pensando em escrever algo serio, mas nada que mereça a atenção de qualquer pessoa. pensei na vida, nas pessoas e nos momentos. sei não, mas acho que estou ficando cada dia mais doidão. sei lá, encontrei esse site por acaso. estava procurando o paradeiro de uma pessoa e acbei parando aqui. e so um teste. quero ver se funciona mesmo.  e não é que funciona mesmo? escrevi umas besteiras e voltei para conferir. será que alguem ler o que os outros escrevem aqui? é tudo meio doido, não tem lógica. mas não poderia ser de outra forma, se nasceu para ser assim. Acho legal essa coisa. vc escreve e não sabe para quem ou para onde. estava pensando na imensa amplitude da vida humana e no quanto ainda poderemos ser felizes se, de uma vez por todas, colocarmos a nossa potencialidade para funcionar. estou falando de sexo também, mas principalmente de aventurar-se. quero aventurar-me. aventuras diversas e em todos os lugares e com todas as pessoas. quero aprender e apreender, para ser mais e melhor. beleza.!!!!! alguem se dispõe? mas, enquanto isso, tem alguns mamando milhões no Congresso. será justo? Também quero receber mansalão. Somente com o meu salario não da para viver. (rs rs rs).  Por que escrevo o nome dela? Simplesmente para torná-la imortal... O nome dela?  macacos me mordam.... hoje eu tive um dia dqueles. se não bastasse o mensalão, agora a minha vida é so tabalho e estudo, trabalho e estudo. nada mais, nem beijo na boca tenho dado mais. acho que estou cada dia mais doidão, e ainda tem gente que diz que vai bem a vida. pode? que saco de vida, que trabalho chato e massante. não aguento mais lidar com os problemas alheios equanto os emus são deixados de lao. alguem topa? estou querendo dividi o fardo. ta pesado demais. e olha que eu não posso nem mais malhar por causa da minha coluta que entortou. pode? e agora. o que se pode fazer para ser feliz;; alguem tem a receita?   LUA TE AMO!!! parece incrível mas ainda penso em voce todos os dias   A grande tragédia do governo do Lula é o fato de se apresentar como sendom de esquerda, quando, na verdade, foi (ou é...) um governo neoliberal, segundo estritamente a cartilha ditada pelo FMI. E os pérfidos meios de comunicação tentam passar a idéia que o governo petista é de esquerda, para que a direita volte ao governo (é nojento como a Globo abre espaço para o abjeto ACM Neto, o Malvadezinhazinha...). Se isto acontecer, será política de terra arrasada...  E o nome? MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Mantenho o que digo: O Papa Bento XVI tem carinha de Tia Velha, né?  MACACAS, me mordam! é realmente lamentável o mar de lamas em que se encontra o governo federal. Mas o pior é que esta moda tá pegando. Parece que tem gente que gosta da lama. Alguem já ficou sabendo do escândalo do "mensalinho" em Ilhéus/BA. O pior é que a Secretaria de Governo queria até pagar a conta do sexy shop com o dinheiro da Prefeitura e ainda teve a cara-de-pau de mandar as contas para serem aprovadas pelo Trubunal de Contas. Perece novela! E é mesmo. Comigo, apear de tudo, está indo tudo azul. Mas, para o conhecimento de todos, ainda não recebi mensalão, nem mensalinho. Alque se iteressa?   Mantebho o que digo: Joseph Ratzinger, Bento XVI, tem carinha de Tia Velha...  não seria melhor carinha de Dona Benta, do sítio do pica-pau amarelo....  não entendo como há pessoas que reclamam tanto da vida, não estão satisfeitos com nada, mas com nada mesmo, pensam que seus fãs são meros palahços, se bem que a classe circense merece todo o nosso respeito.será que a sua trajetória profissional se resume em uma premiação que tem um objetivo de entreter, e não ser somente uma mera premiação, bebedeira e coisa e tal, e aonde está o amor pela arte, pela música, querendo colecionar somete troféus que nem um altleta acumula medalhas e troféus?as pessoas tem que levar em conta que nessa vida naõ serão prêmios que você leverá, e sim o que você conseguiu cumprir nesta existência humana.   Eu não entendo quase nada destas criaturas... Juntar a fome com a vontade de comer... volto ao assunto em breve...  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  ... Vocês já repararam num fenômeno estranho? Toda a Música Popular Brasileira está se transformando aos poucos em Jorge Ben... Como assim, Jorge Ben? É fácil de entender... Jorge Ben, há 40 anos canta sempre as mesmas músicas... e o mesmo está acontecendo com a MPB... É só prestar atenção... Roberto Carlos, Chico Buarque, Mílton Nascimento, Gilberto Gil, Zeca Pagodinho... qualquer um... todos viraram Jorge Ben... ou alguém ainda aguenta assistir apresentação de, por exemplo, Roberto Carlos, começando sempre com "Quando eu estou aqui..." ?  ... Oculto que estou pelo anonimato, gostaria de confessar a todos vocês um segredo que eu guardo, mas está cada dia mais difícil de ocultar: sinto um enorme um irresistível tesão por minha mãe. Explico: ela tem 35 anos, é morena, o corpo malhado por horas e horas de academia... Não tem sequer uma celulite e em compensação, tem três tatuagens estratégicas e um delicioso piercing no umbigo... tem os cabelos longos e negros e uma cara de tarada que parece lançar faíscas de desejo pelos olhos... Domingo passado (28 de agosto de 2005) fomos à praia e ela estava indecente de tão gostosa, em um ínfimo biquini azul... Qualquer dia eu perco a cabeça ( o que não vai demorar muito...) e pego aquela puta de jeito... Se alguém quiser compartilhar este desejo escreva para card.w@bol.com.br  preciso comer feijoada durante o inverno passando as férias em Miami e contribuindo para macacos  não sei se posso... penso que tudo está muito distante das minhas possibilidades. não sei nada de mim, nem do mundo e nem das pessoas. o que sou finalmente? sou concreto ou sou poeira. sou lua ou sou sol. sou verão ou sou inverno. o que sou: contradição. uma doce e maravilhosa contradição. e gosto disso. não sei posso.... hummm!!! a vida é tão louca. E PARECE QUE ESTOU ENLOUQUECENDO TAMBÉM. Cada dia mais louco. Ainda te amo, apesar do ouro envravado em vc.  A morte é tão-somente o aniquilamento do ego, nada mais...  A grande dúvida metafísica que assola a alma humana é: O QUE NABUCO FOI FAZER NO MATO?  Quimica! FEDORENTA!  ...E, ainda uma vez mais, com emoção: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Eu não sei o que é que devo achar... às vezes fico angustiada...  Mas toda a angústia termina com ELA...  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES...  É natural que aconteça com todos os idiomas, mas vou me restringir a exemplos da língua portuguesa... a teoria é a seguinte: quando foi criado o idioma português, proveniente do latim, foram cometidos alguns erros. Explico. Certas palavras foram designadas para objetos errados. Exemplos? Vamos lá: TILÁPIA - O dicionário diz que é um tipo de peixe. Discordo. Tilápia é uma árvore frondosa, da região amazônica. A Grande Tilápia Amazônica... ARDÓSIA - O dicionário diz que é um tipo de pedra que serve para fins decorativos. Discordo. Ardósia é um tipo de flor, delicada e muito perfumada. No dia dos namorados, você oferece à amada um lindo buquê de ardósias...  SALMONELA - O dicionário nos afirma peremptoriamente que salmonela é um micróbio ( não sendo bióloga, não sei especificar se é vírus ou bactéria...), prejudicial à saúde humana ( mas não à saúde das salmonelas...). Discordo. Salmonela é um tempero que tem por base o sal. Você prepara aquela bela salada e esparge sobre ela uma boa quantidade de salmonela... Fica uma delícia!  ... Outra grande cretinice que ouvimos quando se trata da língua portugues é o seguinte: Quando perguntamos à maioria esmagadora das pessoas qual é a palavra mais bonita em português, vem a resposta padrão: "Amor"... da mesma forma, quando perguntamos sobre a palavra mais feia, vem logo o chavão: "Ódio"... quanta babaquice!!!!!!!!!!!! O sentido da pergunta não é o significado da palavra em si, mas se ela é bonita ou não de per si...   Então, respondamos às perguntas pelos seus significados reais: Qual a palavra mais bonita da língua portuguesa? Existem várias... Podeia destacar duas: SORTILÉGIO... esta palavra parece vir flutuando e pousar delicadamente em meu ouvido; PERFÍDIA... palavra forte e sonora, parece nome de tango... Qual a palavra mais feia da língua portuguesa? Aí, não tenho dúvida: CACHAPORRA!!!!!!!!!!!!! parece xingamento... VÁ PRA CACHAPORRA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  Ah, também tem a horrorosa palavra PUDIBUNDA!!!!!!!!! Êta palavrazinha fedorenta...  Também existem, na língua portuguesa, palavras que parecem significar uma coisa, mas significam outras. Exemplos: Imagine que você é uma menina tímida e recatada, viajando em pé, em um ônibus lotado, ou então é um machão, nesta mesma situação. Acontece de o ônibus dar uma freiada brusca. Você, para não cair no chão, seguraria na GEBA do passageiro à sua frente? Ô, cabecinhas poluídas... eu seguraria sem o menor problema... Geba quer dizer, tão-somente, omoplata, aquele osso grande das costas...  Também tem aquele caso: vocês concordam que chupar a ponta de uma TROLHA e engolir o liquidozinho quente que fica na ponta é falta de higiene? Eu concordo, mas não pelos motivos que vocês estão pensando... TROLHA pode ter dois significados: colher de pedreiro e colher de pau... no segundo sentido. é falata de higiene você estar fazendo um mingau e tirar a colher de pau, experimentar o mingau chupando a colher e depois colocá-la novamente no mingau... TROLHA É COLHER DE PAU!  Começou-lhes a chover para o fim da tarde, com o sol meio palmo acima dos cabeços baixos, à mão direita, estavam portanto as bruxas a pentear-se, que é este o tempo que escolhem.  E saibam quantos esta virem que Carlos Gardel era francês, mas não era Carlos Martel, que não compôs, ao que se saiba , nenhum tango, nem por uma, nem por todas as cabeças do mundo, viventes e não-viventes... ad aeternum...  VIVA O PAPA BENTO XVI.  E VIVA O PAPA BENTO XVI !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  Ich liebe Joseph Ratzinger...   PAPST BENEDIKT XVI.  PAPA BENTO XVI É CARA !!!!!!!!!!!!!!!!!!  BENTO XVI É TUDO DE BOM !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  E BENTO XVI TEM CARINHA DE TIA VELHA...  Se um dia nóis se gostasse se um dia nóis se queresse se nóis dois se empariasse se juntin nóis dois vivesse se juntin nóis dois morasse se juntin nóis dois drumisse se juntin nóis dois morresse se pro céu nóis dois assubisse mas porém se acontecesse do São Pedro num abrisse a porta do céu e fosse te dize qualquer tolice e se eu me arriminasse e tu com eu insistisse pra q eu me arresolvesse e a minha faca puxasse e o bucho do céu furasse pras veiz que nóis dois ficasse pras veiz que nóis dois caísse e o céu furado arriasse e as virge toda fugisse   E, certa vez, perguntaram ao grande cantor estadunidense Steve Wonder se ele tinha alguma amargura por ter nascido cego. "Não", ele respondeu, "poderia ter acontecido algo bem pior... eu poderia ter nascido preto!".  Pois bem, há algumas linhas acima, eu confessei o tesão irresistível que eu sinto pela puta da minha mâe e aa vontade de pegar de jeito aquela puta... tenho então que confessar agora que consegui meu objetivo e que ela é muito mais gostosa que qualquer um dos meus delírios mais alucinantes. Eu acabei com ela, fiz de tudo com ela... e ela também acabou comigo, fez de tudo comigo... agora estamos oficiosamente casados... e meu próximo sonho e engravidar aquela puta... fazer bem gostoso um filho nela, para que ele, no devido tempo, também possa pegá-la de jeito... Quem quiser contatar comigo: card.w@bol.com.br.  correnteza, confiar na natureza; resistir é inútil, você será assimilado, deixe-se levar, aceitar se encontrar; na mistura se revela, sendo o outro, é mais ela; jogar-se na torrente, torrents, where no woman has gone before, caótica, propagando a fibra ótica; uns e outros, tudos e todos, circulando em correntes consanguíneas.  e mesmo q ninguem leia é bonito, pois retrata tudo aquilo q foi escrito. jah dizia q como se faz aqui se fez aqui se pages aqui tem paz!!! naum falo qqer coisa senaum oiar!!! orar e oiar!! óie e óie sempre! :)   amanhã sera um dia feliz como o resto da minha vida  Aí em cima eu li que um cara fez muitos elogios ao Papa... Mas ele se esqueceu do maior elogio; BENTO XVI É UM FOFO !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  Existem vários indícios que podem provar peremptoriamente que Joseph Ratzinger é um fofo, fofíssimo, fofucho   ... fofererérrimo... fofererérésissiminho...  Provas cabais da fofura de Joseph Ratzinnger: A) Os olhinhos, sempre inquietos e buliçosos; B) A mania de olhar por cima dos óculos; C) O topetinho, sempre arrumadinho; C) Os passinhos, miúdos e ligeiros; D) Os dentinhos da frente, separados; E) O jeitinho tímido; F) A vozinha de falsete; G) o fato de ele ter dois gatinhos persas de estimação...   Ou seja: BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! bENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO!  BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! bENTO XVI É UM FOFO!  BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! bENTO XVI É UM FOFO!  BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO!  BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO!  BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO1 BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO!  BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO1 BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO!  BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO! BENTO XVI É UM FOFO!  BENTO XVI É UM FOFO! bENTO XVI É UM FOFO!  BENTO XVI É UM FOFO!  Certa noite eu sonhei que embaixo da minha cama havia um monstro medonho. Acordei assustado e fui olhar, de fato, embaixo de minha cama estava um monstro medonho. Ele me viu, sorriu e me disse, gentil "Durma sou apenas o monstro dos seus sonhos. O seu futuro depende interamente de seus sonhos então vai durmir!  Eu acho que sei lá...  Porém, os piores monstros medonhos não são os oníricos, mas sim aqueles que possuem existência real, como, por exemplo, George W. Bush... deste, não adianta sequer acordar... o pesadelo é permanente!  ATENÇÃO! Todos aqueles que concordam comigo que BENTO XVI È UM FOFO! e que estiverem no orkut estão convidados a entrar na comunidada BENTO XVI É UM FOFO!, criada por mim... Beijos calorosos...  Olá, Criaturas, eu sou a MARINA FINISTERRE, estou no orkut e criei uma comunidade:"BENTO XVI É UM FOFO!". Pelamordedeus! Entrem nela, tá? Beijinhos mil, Criaturinhas Amáveis...  Sim, seu Serafim...  Q q é isso num entendo nada!!!  Insisto, não desisto: por favor, Criaturinhas Amadas... se vocês pertencerem ao orkut, entrem na minha comunidade. "BENTO XVI É UM FOFO!". Façam-me feliz. Beijinhos mil... MARINA FINISTERRE.  ...E como disse Lewis Carroll: "Adoro crianças, menos meninos...".  lfa qlok eza kdkeiko kfgaf gvfzkm kapa zaf geikk epk mkk afgdko flek gff legc f mom zekm  eldl phpgj qllo kbq zoq psk mpm lakj llko qkmk lkj lol mgqg kbq zxz r gmgd lokoz kaflo kbq zapik mpg bqlapl kzdkj loeg zkmk   elflr lof gqk gdqzd lok bqzqzq lmk m pelo gt.  antau ciuj jesigoj, ciuj faktoj ni konstatas kiom da influo havos, eble, la virino por la triumfo, tiu virino kiu ricevis  en la auroro de la mondekreo, la rican dian favoron enradikigi la veron en la koroj, sangante gin en amon. La ina prediko estos multfoje malpli sonorega, malpli tondra, sed pli penetra en la interesa, sed nun tre malofta libro de Pastro Dombrowski, "Malgrandaj pensoj pri grandaj demandoj", presita en Kovno, oni trovas kelkajn en la leteroj de Pastro Dambrowski skribitaj en tiuj unuaj jaroj.  jen leteroj  al Pastro Solis en Kanado kaj al franca seminariano en Dijon pri la edukado de estontaj paspri kristanaj principoj en la socia vivo.  Mas o mais importante em tudo isso é o que ela me escreveu já faz uns vinte anos e que meu amor esperou por mim. Eu disse à ela: Om idag inte var en ändlös landsväg Och inatt en vild och krokig stig Om imorgon inte kändes så oändlig Då är ensamhet ett ord som inte finns Men bara om min älskade väntar Om jag hör hennes hjärta sakta slå... Bara om hon låg här tätt intill mig Kan jag bli den jag var igår   la dua grupo, tiu de la tiel nomataj liberaluloj, enhavas tiujn intelektulojn, kiu pro laudire sciencaj kialoj forjetascian supernaturan religion. Kelkfoje el la naturaj sciencoj, kelkfoje el la sociaj, ili atingas siajn konkludojn, klopodante starigi morelajn normojn bazitajn nur sur la racio.  Gloron al Jupitero! Honoron al Romulo! Goje kantu  fiero; gaje vivu kun brilo, Ho noblaj Romanoj ! "Ni venkis batalojn Kaj konkeris cent urbojn;  ... e o que será um "travesseiro anti-ronco"?  permesu, ke mi tion klarigu, Hilaire Belloc, anglia verkisto, kiu mortis en Julio, 1953...  venis pluvo...  Oi  "A GOSTOSINHA"  Fofinha... Gostosinha... Deliciosa Suzaninha...  Dá vontade de colocá-la na boca, mastigá-lla todinha e engolir...  Não há dúvida... a Suzana Nóbrega é muito gostosinha...  era uma vez uma história engraçada sem graça que eu achei que tinha me lembrado em Volta Redonda que era ruim mais que tudo tutu com torresmo esmo ermo lesma de bode com barba de bode que morreu na encruzilhada da sua vida triste porque as portas eram fechadas com barulho forte de metal as portas e gente na chuva feito cachorro   e seu deus existe mesmo ele e um verdadeiro filho da puta  ... E quem disse para vocês que esta entidade perversa e ímpia chamada deus existe? Que deus? O yavé, senhor dos exércitos, que pune a iniquidade dos pais nos filhos, como manda a teologia judaico-cristã? O deus ciumento, que pune com a morte por apedrejamento quem ousar trabalhar no sábado? É este o deus-amor? E no que Lúcifer (o Portador da Luz) lhe é inferior? Porque quis ensinar à humanidade a diferença entre o bem e o mal? E por que deus não se manifesta? Por que permite o Mal no mundo?  ... Proponho então um desafio aos crentes deste deus... respondam (racionalmente, por favor...) a esta indagação. Se a resposta for convincente, comprometo-me a ingressar na fé desta pessoa: "OU DEUS QUER ABOLIR O MAL DO MUNDO E NÃO PODE; OU PODE E NÃO QUER; OU NEM PODE E NEM QUER; OU ENFIM QUER E PODE. SE QUER E NÃO PODE É IMPOTENTE, O QUE CONTRADIZ A NATUREZA DIVINA; SE PODE E NÃO QUER, É MAU, O QUE NÃO É MENOS CONTRÁRIO À SUA NATUREZA; SE NÃO QUER NEM PODE, É A UM TEMPO MAU E IMPOTENTE, O QUE CONTRARIA AINDA MAIS FRONTALMENTE SUA NATUREZA; SE QUE E PODE (A ÚNICA CONJUNTURA QUE CONVÉM A DEUS), QUAL ENTÃO É A ORIGEM DO MAL SOBRE A TERRA?".  Ah, é, é...  Pois é.... como disse aquele turista inglês, James Charles Demery, ao ver aproximar-se a gigantesca onda do tsunami: "Se isso tudo for verdade, ná tamos fodidos!"  Corrijo: "Se tudo isto for verdade, nós tamos fodidos!". E eu poderia também acrescentar: "E mal pagos!!!!!!!!!"  AI, QUE MEEEEEEEEEEEEDDDDAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  Meda de que, minha filha?  Do tsunami, ora... é muito molhado!  ... Hum... coisinha molhada? Não sei bem o motivo, mas lembrei-me dela... quem é ela? não lembro bem... Lembra ao menos do nome? Não lembro bem o nome dela por inteiro... só lembro que a primeira letra do nome é MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  defato semfoto não tem comprovação explicita mais pro bom fudedor/a a vida é uma longa estrada com muitas curvas subidas e decidas buracos e montanhas ralos baratas e flores passaros lagos peixes sexxxosss coma-se ! antes q t comam "se eles querem meu sangue terão o meu sangue so no fim " até lá bucetas mil hão de se abrir e exalar o toque de seda q sempre há   defato semfoto não tem comprovação explicita mais pro bom fudedor/a a vida é uma longa estrada com muitas curvas subidas e decidas buracos e montanhas ralos baratas e flores passaros lagos peixes sexxxosss coma-se ! antes q t comam "se eles querem meu sangue terão o meu sangue so no fim " até lá bucetas mil hão de se abrir e exalar o toque de seda q sempre há   Tic-tic-tic-tic .... mas ó!dores vãs sentireis ... odores de tulipas vermelhas por sobre os campos holandeses de Gramado, perfumes de óleos de hortênsias de Terezópolis, muito melhor que odores, fedores, já aqui decantados.  fala negâo  se sabes o q eu quero me procura me acha q t faço ser do jeitinho que tu es  *** LIVRAI-ME DA JUSTIÇA,QUE DOS MALFEITORES CUIDO EU!!! ***show esse site....  e por falar nisso, ontem a Amanda estava emburradinha, enfezadinha... deliciosa!  A Amandinha é a coisinha mais deliciosa, fofa e saborosa que eu vi nos últimos tempos...  Na verdade, existem dois tipos de frequentadores da igreja universal: os bispos, pastores e obreiros, que são os pilantras; e os fiéis do Edir Macedo, que são os otários!  Kok aqls leek koga pzkfk bqzd qk zed k kj lok bqz al dps klg bqzxpdg gok dkv leek ela lrlolj lgff lrk go kdqk zed kgok ezr ela lrlolj lkqz vk mzkj mgd goka qls leek elel glolj lla qlm kfg zdzj log ozet gf elal rlokj lfgqk flea alo kbqzdqk zed kmp goq kei pafl zg ilol keep fk mpg oqko fgq k kag lp hq zdl fk phm gpm lm gb mpg kfz rlph kq zvk mzj kak qgq fgqk flea lo kbq z age kvk mpp gei paf llw hlff oz kqq l fek fld...  J fsus cvc xrk fwu cvcj fex c ku ftlc.Rnlu cel ylyl uq csf ely hrx ffs lcj x cw wc qu cxlcyd x cs lef xcicx ffsl ctl uiujj cc ku scel yj cxc lfslch foc tlcoj co cut cck us cley rn fic lcx yd c fslcjj ut lu wyf dus wflcwuj tus cel yt rdcf sl cu tuz fiw uc llujj cwu xff lyo cqy ru.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  afirma: BENTO XVI É UM FOFO!  É o que afirma MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  É, pois é...   Ainda mais uma vez, agora e para sempre: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES!  ... Eu vos abençôo... Em nome da Mãe... da Filha... e do Espírito Sânscrito... Amém...  Duas meninas, ANA CRISTINA DE SOUZA LIMA e JOYCE CAROLINA DOS SANTOS DUTRA... duas histórias que, mesmo sendo aparentemente diferente, tem fatos em comum...  O que as une: ANA CRISTINA tem já mais tempo de morta do que o tempo que viveu... JOYCE tem, de morta, quase exatamente a metade do tempo que viveu... Duas lindas e fofíssimas meninas que a Inominável levou tão cedo de nós... PAX VOBISCUM...  maneira de do mineira do policia do menganha do homi do tira do samango do cana do chupa do assobia e do silva e do jose do casa do da. . . ermos dos daqueles: de "lâmpada e, lâmpada de e, lâmpada de e, virgulino de e, e lampiao.. . quando de e um chega do noite, pode-SE GOSTARIA DE SABER QUEM ESCREVEU ESTE TEXTO A RESPEITO DA CASA JOSE SILVA  TOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEBTOCA DA WEB  Pensando bem, aquela foto da Joycezinha de biquinizinho branco é de endoidecer até monge de pedra... e a cruzadinha de perna? e as coxas branquinhas e bem torneadas? e a boquinha? e os olhos de taradinha iniciante? Que pena...  Ah... a Joycezinha... que delíciazinha...  Eu adoraria poder beijar a Joycezinha, lamber a Joycezinha... do alto da cabeça até a sola do pé... Beijar e morder aquela boquinha apetitosa... morder devagarinho suas orelhinhas... beijar delicadamente aquela bundinha... Joycezinha deliciosazinha...  Se somos desabusados, não o somos no que concerne à vida...  Pois é...  A moralidade cristã como medida das coisas: eis a mais repugnante degenerescência que a civilização apresentou até aqui...  Considero o cristianismo como a mais nefasta mentira e sedução que já existiu até o presente, como a grande mentira ímpia: distingo os ramos e os últimos brotos de seu ideal sob outros mascaramnentos, repilo todos os compromissos com ele, e estimulo a luta contra ele...  As cartas de jogar apareceram, na Europa, no início do século XIV. Não se lhes encontra nenhuma referência anterior, nem no Egito Faraônico, nem an Antiguidade greco-romana...  E para não dizer que não falei de flores: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Assim é, se lhe parece... ainda uma vez mais, com emoção e, porque não dizer, com muito tesão: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES...  E quem será MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES? Quem a conhece, sabe quem ela é... quem não a conhece, não sabe o que está perdendo por não conhecer MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES...  A mulher que habita o Imponderável: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  Concordo: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES...  A musa eterna de minha vida... a musa carnal, erótica esublime em sua atemporalidade sexual: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES...  A Voz de Alcova: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUE... aquela que faz desviar o olhar de todos os homens (e também de algumas mulheres, algumas com inveja, outras com desejo), para ela, quando ela passa... o corpo estupendo, esculpido por Eros: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES...  Quem é a mulher que faz um homem destrambelhar a ponto de fazê-lo sair atabolhoadamente de uma barbearia, com sabão na metade do rosto, com somente metade do rosto barbeado, só para vê-la passar e devorá-la com os olhos? MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES...  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES...  LUCIANA SANTANA LEAL & LUIZ CARLOS GUARABUCO JUNIOR SE AMAM,AMAM,AMAM,AMAM,AMAM,AMAM,AMAM,AMAM,AMAM,AMAMAMAMAMA MAMAMAMAM AMAMAMAMAM AMAMAM AMAMAMAM AMAMAMAMAMAM AMAMAMAMAMAMAMAM AMAMAMAMAMAM AMAMAMAMAM AMAMAMAMAM AMAMAMAMAMAMAMAMAMAMAMAMAMAMAMAMAMAMAMAMAMAM AMAMAMAMAMAMA MAMAMAMAMAMAM AMAMAMAMAMAM AMAMAMAM AMAMAMAMAMAM AMAMAMAMAMAMAMAM AMAMAMAMAMAMAMAMAM AMAMAMAMAMAMAMAMAMAM.......AGORA TODOS SABEM INCLUSIVE NOSSOS NETOS NO FUTURO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  Eu sou a prima gêmea de quinto grau da Daiane dos Santos e a minha acrobacia principal consiste em sartá de banda carpado esticado de bunda no chão e ser acudido por minha irmã também gêmea, Xica da Silva.  Já que todos deram a sua contribuição, permitam-me, senhoras e senhores, meter também minha colher neste delicioso pudinzinho enfeitado...  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Data e local importante: 29 de agosto de 1947 (Porto, Portugal).  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Receita básica para fazer alguém (não importa quem...) feliz:Mentalize uma pessoa à sua frente e afirme (mentalmente) vária vezes: QUE HAJA SAÚDE! QUE HAJA PAZ! QUE HAJA FELICIDADE!  A felicidade consiste somente em ser feliz... nada mais simples... Sermão de Benares.  O Sermão de Benares... belíssima lembrança para o início de mais um ciclo de revolução planetária em torno do sol...  Não vos deixeis guair pelas palavras dos outros, nem por tradições existentes, nem por rumores. Não vos deixeis guiar pela autoridade dos textos religiosos, nem por simples lógica ou dedução, nem por aparências, nem pelo prazer da especulação, nem por verossimilhanças possíveis...  Talvez alguns estranhem minha obsessão de mais de trinta anos por ela... mas nada há de misterioso nisso...  A fixação que tenho, há mais de trinta anos, por ela, tem uma explicação: nela, mantenho minha juventude, nela, na maturidade, encontro, oniricamente, minha juventude perdida... por isso, ela é para sempre, minha musa...  E por falar em Eternidade...  Mas a eternidade passa num segundo se de lado fica a maturidade, mas um segundo é tempo... e o que vale o tempo? Tempo, tempo... Ah! Se o tempo fosse só dinheiro, talvez.. Mas a idade chega num segundo... e um segundo... Então, quanto tempo vale uma vida, se o tempo só vale dinheiro?  Mas a eternidade passa num segundo se de lado fica a maturidade, mas um segundo é tempo... e o que vale o tempo? Tempo, tempo... Ah! Se o tempo fosse só dinheiro, talvez.. Mas a idade chega num segundo... e um segundo... Então, quanto tempo vale uma vida, se o tempo só vale dinheiro?  nao sei o quanto eu aguantarei essa vida mas nao posso desisteir sem aumenos tentar para cada passo que dou um novo horizonte se aproxima me deixando cada vez mas a vontade   para afirmar que o cristianismo ocidental tem como maior pensador, sem dúvida, Santo Tomás de Aquino. Isto se dá pela clareza de sua exposição. Senão, vejamos:  "EM QUALQUER ENTE NO QUAL UMA COISA É A ESSÊNCIA, E OUTRA, O SEU SER, CONVÉM QUE UMA COISA SEJA PELO QUE É, E OUTRA PELO QUE É ALGO, POIS PELO SEU SER, SE DIZ DE QUALQUER ENTE QUE É, E, PELA SUA ESSÊNCIA, SE DIZ QUE ELE É. DONDE TAMBÉM DEDUZIR-SE QUE A DEFINIÇÃO SIGNIFICATIVA DA ESSÊNCIA DEMONSTRA O QUE UMA COISA É. EM DEUS, PORÉM, NÃO É UMA COISA O QUE É, E, OUTRA COISA, PELO QUE É ALGO, POIS, COMO NELE NÃO HÁ COMPOSIÇÃO, COMO FOI DEMONSTRADO, TAMBÉM NÃO HÁ DELE OUTRA ESSÊNCIA DO SEU PRÓPRIO SER."  Viu só que simplicidade? Eu entendi tudinho...  Eu só queria dizer pro meu namorado Vinícius que o amo muito e não vivo mais sem ele!  me diga se e certo dizer que estou errado   Totalmente errada, minha querida... totalmente errada se apaixonar por um homem... por qualquer homem que seja... nenhum homem vale nossa paixão... quando será que todas as mulheres do mundo irão entender isso?  Datas e locais importantes: 28 de agosto de 1944 (Birminghan, Inglaterra); 29 de agosto de 1947 (Porto, Portugal); 13 de outubro de 1954 (Rio de Janeiro, RJ); 19 de setembro de 1956 (São Bernardo, MA)...  nao sei bem dessa vida, mas quero vive-la. fui.....  O jogo mais sagaz de Deus foi criar os instintos do ser humano e em contrapartida estabelecer regras opostas a esses mesmos instintos.  Com efeito,a coesão íntima do psíquico não passa da unidade do ser do Para-si hipostasiada no Em-si.É por isso que Lizst escreveu "A DANÇA DOS MORTOS" e Johann sebastian bach exclamou enlevado: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES!  Tudo o que nos preenche é o vazio. A vida mata a própria vida. A existência está fadada à inexistir.   A nossa única certeza é a incerteza. Somos a condenação da terra e condenados pela vida. Fazemos mudanças que não mudam  E se João Sebastião Riacho ficou extasiado, como é que eu não vou também ficar???? Por isso mesmo, repito aqui o nome: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MAREIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SPUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  meu nome não é coloquial,minha idéia é de raríssima ana logia,meu barato é tão caro que,a carestia me desliga e ainda preciso ser de tudo um pouco com tudo feito x e mais x no fundo sou plural e mulher com tudo isso.  A S S U M A S E U L A D O G A Y ! ! ! ! !  "Por mais que minha existência tenha morrido. E por mais que meu sangue esteja decaído Jamais te esquecerei Dos pecados que cometi e não consertei Por mais que eu fique corroído pela cegueira E eu fique dividido pela causa derradeira A morte virá nos buscar como guerreira A poetisa dos nossos sonos nos cobrirá em seu manto Enquanto todos que nos cercam cairão em pranto Enquanto nós nos divertiremos na essência do fúnebre canto Veremos tudo se tornar uma tragédia E o tempo transformar a desgraça em comédia Para nós que vivemos a tragi-comédia Agora tudo para nós é o nada Dos corpos que estão se decompondo em terra encerrada E essência acabada". Um beijo e um abraço para você, linda Morgana. De seu admirador, Victor Hugo ( O Sombrio)  Recebida a mensagem, grande escritor do Romantismo Francês do século XIX...  Falemos agora do crocodilo e de seus hábitos. Ese animal não se alimenta durante os quatro meses rudes do inverno. Embora possua quatro patas, é anfíbio. Põe os ovos em terra e ali os choca.   MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Estou crescendo. E você não está vendo. A imagem se corrompendo. E a vida que vai falecendo. Estou morrendo. E você não está percebendo. A morte que está se erguendo. Para a beleza que está se corroendo. Estou caíndo. No abismo. E morto na vida do pessimismo. Porque você não tinha vindo. Para me socorrer . Do entardecer. Do sofrer. Que não tardou em fazer eu morrer.   Brilhante... brilhantíssimo poema, apesar da contradição de pessoas noturnas como nós adjetivarmos um texto nosso como "brilhante"... mas já que está, fica como está... Brilhante...   ___XXX___ Para que todos os que lerem estas linhas saibam: existe, neste momento, neste planeta, um Anjo, um Ser Luminoso, que faz enternecer a minha alma e dá sentido à minha vida... ANINHA... ANA CRISTINA... ___XXX___  puta que pariu, por que esta vida tem que ser assim: uma gangorra. nao quero mais este vai e vem de tristesa e de felicidade. quero ser eternamente feliz e bemhumorado.  Ai ai ai estou precisando desabafar, estou percisando de ajuda, preciso de uma luz, estou perdida, estou sem chão, mas sei que resolverei todos os meus problemas, quero ter aminha criatividade de volta, só isso e nada mais. Beijos, beijos, beijos.  ___XXX___ Antes, eu vagava cego pela vida, por me encontrar na escuridão. Hoje, continuo cego... um cego, cego por tanta LUZ: ANINHA... ANA CRISTINA... ___XXX___  Venho pela segunda vez, com rupturas no pensamento. Este site é um site, projeto? É o que. De qualquer forma estimula a escrita, o defecar literário. Nomes que já ouvi, pessoas que nunca vi, tipo a Aninha daí de cima. Aqui a musa inpiradora chama-se Andréa e o que resta de mim escreve esta mensagem sem mesmo saber o porque. Déa!!! Eu te amo, Vi, você também. Galera: use os cinco sentidos de uma vez, vocês vão ver que é o maior barato...Paz pra todos.  Paz essa que mesmo a tantas turbulências, encontro ao seu lado, amo a sua voz e a sua cor... o teu jeito de fazer amor, revirando os olhos no tapete, suspirando em falcete, coisas que em nem sei contar...Quero poder sempre dividir momentos´ao seu lado, momentos únicos, porém marcantes, ah que saudade do nosso muro, dos cachorros, daquele vinho, da música, do seu cheiro e do seu geito de fazer amor... ELVIS NÂO MORREU! MEUPEQUENO PRÍNCIPE  Um novo mundo se aproximou, escondeu seus desejos, verdades, conquistas e assima de tudo o amor que absorveu meu ser e me deixou de perplexo quando me fez enxergar uma nova ótica para tudo o que acontecia... devo tudo isso a Deus, por ter colocado você em meu caminho e a Você, minha Amlek Light or ser essa pessoa tão linda e tão grandiosa que me ensinou a dizer: Te amo, tenho a certeza que dentro de você mora alguém de verdade.   A verdade é que conheci um jovem que tem o cérebro em ebulição: o nome dele? Victor Hugo de Oliveira PINTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  PINTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! VICTOR HUGO DE OLIVEIRA É PINTO!!!!!!!!!!!!!!!!! VIVA O PINTO DO VICTOR HUGO DE OLIVEIRA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  Amo-te Ana  Há apenas alguns minutos, estive com ela. Deixei-a às 10h53min do dia 12 de abril de 2006. Ela estava vestindo uma camiseta preta e uma bermuda de brim. òculos de grau colocado sobre a cabeça. Cabelos louros presos no alto da cabeça. Dirigia-se ao mercado.  Beijei-a no rosto, quando minha vontade era devorá-la. A voz rouca e sensual permanece a mesma, mais de trinta anos depois. O nome dela? Vocês não conseguem adivinhar? Pois bem, lá vai... o nome dela é: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Hoje, 15 de abril de 2006. 58 anos, 07 meses e 17 dias.  Adorei o seu senso de humor MORGANA.É notável você tenha um humor extremamente rústico e em tua homenagem eu lhe concederei um poema cujo eu entitulo como:humano e a essência em fragmentos,e gostaria que você leia com atenção. Toda a liberdade e todos os acontecimentos que nossa espécie julgou como marco durante milhares de anos,esteve sempre e eternamente estará ligada as nossas vontades ,as nossas razões que por vaidade ou pretensão e até mesmo egocentrismo nós entitulams como a única verdade a ser conhecida. Tudo e até mesmo o nada são válidos como essência um do outro assim como um masscre depende das vítimas e uma guerra depende de um ditador e um sonhador pacifista,tudo depende do nada que não depende do tudo ,e temos como dógma e como causa impossível:a vontade suprimida que nunca foi completa,porém apenas saciada,apenas adiada. Por mais que marchemos,por mais que lutemos pela liberdade nós nunca conquistaremos tal fator,porquê ela não está no ideal humano mas sim na tolerância que foi aprisionada por nossas crenças fundamentalistas e vontades escondidas pela droga ou ópio da necessidade da moral que esconde a imoralidade.  /(2)o poema do delito para a MORGANA. Ao iníquo delito. Grande foi a minha alma em detrito. Cortada por horas levianas. Depressões entorpecentes. Fraquezas arianas(puras). São as minhas loucuaras em uma soberba frieza insana. Ao imenso elargo pecado. Sem perdão. Eu neguei com prazer a luz para estarno inferno condenado,pois aqui estou isentodo tédio da eternidade. Meu imenso abismo. A escuridão tornou-se o meu narcisismo. Do corpo que está escsseando. Em termos demseados. Da essência que havia evaporado. E da morte tinha chegado.   Carta à imperatriz do mundo. Tenho a honra de descrever a decadência do ser humano para tu que és nobreza,porém humana. POEMA DO GRINDE A DESAGREGAÇÃO. O brinde mortal. Ao costume estagnado. E ao ideal degradado. Da doença mental social. Das tradições. Que viram estrume. Da descortesia. Aos salvadores acusados de heresia. Ao monte que virou lixo em fonte. Do dogmatismo pragmático. Que torna tudo em declínio. As nossas impafias. E mafias. E horrores impetuosos. Que são os castigos de nossas gulas e jugos cautelosos. E falsos. Somos o cadafalso. Do mundo em antagônia. Em agonia. A algo ultrapassado. E moderno. Que é imbutido no mal interno. Um brinde letal a mim. A ti. A humanidade. Ao fim.   Carta à imperatriz do mundo. Tenho a honra de descrever a decadência do ser humano para tu que és nobreza,porém humana. POEMA DO BRINDE A DESAGREGAÇÃO. O brinde mortal. Ao costume estagnado. E ao ideal degradado. Da doença mental social. Das tradições. Que viram estrume. Da descortesia. Aos salvadores acusados de heresia. Ao monte que virou lixo em fonte. Do dogmatismo pragmático. Que torna tudo em declínio. As nossas impafias. E mafias. E horrores impetuosos. Que são os castigos de nossas gulas e jugos cautelosos. E falsos. Somos o cadafalso. Do mundo em antagônia. Em agonia. A algo ultrapassado. E moderno. Que é imbutido no mal interno. Um brinde letal a mim. A ti. A humanidade. Ao fim.   O fim chegou há exatamente três anos, no dia 19 de abril de 2003. Foi muita sacanagem de Deus ter permitido o afogamento da deliciosa gatinha JOYCE CAROLINA DOS SANTOS DUTRA...  The food in Cantabria is not good - I recommend all other places to eat and play.  MARIA DAS DORES SOARES DA COSTA... quem é ela? É a prostituta mais deliciosa a qual me foi dado desfrutar... foi atuante na Praça Tiradentes nos anos 80 e 90 do finado século XX... atuava sob o nome de MAURA... quem teve a oportunidade de saborear aquele corpo e deliciar-se com o espetacular boquete que ela proporcionava a seus clientes, sabe de quem estou falando...  Quando ela terminava, parecia que você estava nas estrelas, viajando sem nave espacial a toda velocidade. Era um dos melhores jeitos de lembrar que estava vivo e que toda essa porra não é só um sonho maluco ou uma simulação bizarra num livro de Dick.  À Mônica Fernandes:a uma jovem com aparência de menina indelicada e suntuosa. As suas 16 tatuagens dão um toque final à sua esfinge. que sofre as erosões das tempestades de areia, convertidas em água...  que lava todas as impurezas e tristezas e afirmam peremptoriamente: BENTO XVI É UM FOFO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  Bento um fofo? Um fofo bento? Macacos me mordam! Mas antes martelem incessantemente estas teclas, (presti)digitem incessantemente esta mágica odisséia que toda ilíada é. Ou não?  Claro que sim... eu, por exemplo, conheço um jovem mancebo, morador no Cachambi, na Rua Cachambi, cujo nome não me recordo... só lembro que a primeira letra de seu nome é Victor Hugo de Oliveira... PINTO! PIIIIIIIIIIIIIIIIIIIINNNNNNNNNNTTTTTTTTTTTOOOOOOOOOOOOOO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! VIVA O PINTO DO VICTOR HUGO DE OLIVEIRA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  Uma grande revelação: o Victor Hugo de Oliveira PINTO é... SOBRINHO DO PADRE PINTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! VIVA O PINTO DO VICTOR HUGO QUE É SOBRINHO DO PINTO DO PADRE PINTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! ÊÊÊÊÊHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHHH!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! QUE PINTALHADA LEGAL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  De Ilíada à Odisseia... Em Ítaca, Penelope a tecer, a espera de Ulisses. Linhas, emaranhados, casulos. E a imagem não revela o conteúdo. Santo de pau oco. Container.  E hoje eu ando meio assim, reflexiva, pensativa. Sou muito ingênua. Mas vou levando, "Deixa a vida me levar". Não entendo aquela menina, parece tão falsa. Interesses: grana, grana, grana. E eu quero viver, gozar, prazer, viver, cantar, amar!  Valeu!  A LIBERDADE EM TOMAR SEU CORPO NAS MINHAS MÃOS, DE ENCHÊ-LO DO MEU GOZO. É DESSA FELICIDADE ONDE OS MEUS OLHOS ENCONTRAM OS SEUS. DA TUA BOCA NA MINHA. DAS TUAS ENTRÂNCIAS E REENTRÂNCIAS. DA TUA CONDIÇÃO HUMANA, PRQUE VOCÊ É O MEU PATAMAR DE FELICIDADE, MINHA CONDIÇÃO DE EXISTÊNCIA, DA MINHA SERENIDADE EM ALIAR-ME A VOCÊ, ENTRE OS LENÇÓIS... SEU NOME, DANIELA. MINHA NOIVA, MEU BEM, MEU AMOR.  Sim, "meu amor" , enquanto o tempo deixar ficar,porque nada muda tanto como o amor. Da sofreguidão do desejo, da partilha dos sonhos ao desinteresse final e à descoberta afinal de que nada mais forte do que o vínculo que une o homem a si mesmo,nesta busca contínua de decodificação pessoal e intransferível que teima em se manter no mistério.  macacos me mordam  se essa não é a mais pura verdade:você no espelho revela a outra face que quis manter escondida,mas que se desvaneceu como máscara depois de um baile decadente,nas ruelas de Veneza, tamém escondidas por trás dos falsos palecetes..Ilusão.Euforia.Tudo macerado pelo Tempo inexorável a perscrutar com seus grilhões teus últimos sonhos de juventude.  Últimos? Sim, últimos pq vc já está envelhecendo e com o passar dos seus anos também envelhecem seus sonhos. Já os meus permanecem jovens, vivos e cada vez mais possíveis porque acredito na força do amor que tenho e que sinto.  E fui apertando o mause, o mause. Enquanto uma torrente de palavras ia caindo.Impossível ler encadeadamente. Era como uma grande cachoeira, a água caindo vai ganhando consistência, textura. Fragmentadamente eu vi frases soltas, expressões livres, palavras que pareciam saltar: amor, gozo, pinto, Veneza. Pedaços de histórias, nonsenses, cacos de sonhos nossos de humanos. E eu entrando nesse jorro que é macacos. Quero agora e sempre a sensação de pertencimento que macacos me dá. Mas ia amor, gozo, Veneza imenouse, apertando o mou  ...o meu coração até que ele começa a perceber que nada foi inútil, pertencer a você sempre foi a melhor jogada que eu poderia fazer.Conheci a dor, a angústia da espera, mas conheci também o gozo de me sentir única, amada,desejada,escolhida, olhada daquele jeito,só seu,também único.O mundo nunca esteve tão perto de ser perfeito como naqueles momentos em que você me condiuzia passo a passo no caminho do inimaginável, na pureza do amor e na manipulação do prazer.De deusa a macaquinha,tudo pode acontecer nessa conjunção de tempo e espaço onde a gente se encontra.Que outros macacos me mordam...e me mantenham vivo!  E então... ele apareceu. Do nada. E eu acreditei.... ele existe....  macacos não me mordam.   macacos cacos na maca são dados  O dia-a-dia de minha vida complicada Minha família, me ajuda muuuuuuuuiiiiiiiiittttttoooooooooo!!!!!!!!!!!!!!!! Com ela eu aprendo muitas coisas. Mas dependo da minha família para um monte de coisas emportantes como: precisar de uma casa, pois eu sou apenas uma criança, e não posso trabalhar, sou muito pequena, e não arruma emprego para uma criança. De uma coisa eu sei, eu faço varias perguntas para meu avô. Ele me responde todas elas. Um tempo passou, e todos caíram em uma guerra, foi muito triste, fiquei apavorada! Um tempo depois, eu resouvi pençar no meu futuro, e saí caminhando pelas ruas. Toquei meu destino. Hoje, eu tenho que responder as perguntas dos meus netos, bi   e lá vem comigo o meu amigo com sua cesta de morangotangos  Orangotangos dançando tango comemoram o dia de hoje, 27 de abril de 2006, quando um grande amigo completa mais uma ano de vida: Victor Hugo de Oliveira PINTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! O sobrinho do PADRE PINTO!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! São dois PINTos diferentes: o PINTO do Padre Pinto é um PINTO velho de guerra, meio acabado e enrugado, enquanto que o PINTO do Victor Hugo de Oliveira é novinho, com muita vida pela frente...  O importante é o seguinte: seja o PINTO velho do Padre PINTO, seja o PINTO jovem do Victor Hugo de Oliveira, o importante é: VIVA A PINTALHADA GERAL!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  Aliá, não cabe ao estado de peregrino neste mundo, ver claramente a Cristo, o que só poderemos almejar, o que só poderemos alcançar na visão beatífica que nos aguarda com a estrega de nosso corpo à terra e a ascensão de nossa alma ao Céu, no fim de nossa jornada terrestre.  Aliás, não cabe ao estado de peregrino neste mundo, ver claramente a Cristo, o que só poderemos almejar, o que só poderemos alcançar na visão beatífica que nos aguarda com a estrega de nosso corpo à terra e a ascensão de nossa alma ao Céu, no fim de nossa jornada terrestre.  Jornada que de fato não está fácil:o clima de corrupção lá de cima alcança os grupos sociais do país,disseminando hipocrisia,desordem,violência, trapaça, roubos, invasões de toda natureza - as do MST, as do Orkut, as dos telemarketings, as das empresas de cartões de crédito , enfim, um mar de lama onde não há lugar para a ética e a solidariedade.Até quando aguentaremos esse estado de coisas?!!!! Macacos me mordam!  A CIDADE PERDIDA A CIDADE PERDIDA A CIDADE PERDIDA A muitos e muitos anos atraz, vivia um menino e um passarinho,em uma cidade distante, mas muito suja, muito poluída, estragada pelos humanos. O menino foi andando, foi andando e percebeu, que ele estava sosinho. Só ele e o coitado do passarinho.O menino que se chamava Zé,e o passarinho que se chamava Rolinho, andaram mais um pouco e resouveram parar para descansar. O menino achou um cantinho e resouveu se a brigar por lá. Zé tinha um sonho e disse: -Se um dia eu puder me lembrar porque que tudo está tão destruído, eu vou melhorar a minha vida, e vou completar o meu sonho. Um dia, no meio de seu sonho, no meio da noite, ele se disperta e sai gritando assim: Eu lembrei Rolinho, eu lembrei!!! Rolinho disse para seu amigo Zé: Que bom Zé,que bom!!! Mas a final, de que você lembrou ? Eu me lembrei do meu sonho, do meu grande sonho!!! Agora eu já sei o que eu vou fazer. Vou arrumar tudo, porque no meu sonho estava disendo que aqui ia ter uma festa, e eu ia encontrar toda a minha família que eu não a vejo a mais de 9 anos. Depois que a guerra começou, todos eles foram para outro lugar, e eu me perdi no meio do caminho, mais estou aqui. Vamos Rolinho, me ajude a arrumar tudo para a festa!!! E assim fiszeram. Arrumaram tudo e depois, Zé achou a sua família. O passarinho foi embora com a sua família de tucanos, para o interior da Baia, não sei por que, mas sei que todos dessa história, foram felises para sempre!!!!!!!!!!!!! Fim!!!   O PAPEL DO PROFESSOR – POEMA DIDÁTICO O professor perdeu seu papel! O professor tenta redescobrir seu papel! Por favor, alunos: Continuem tampando aviões e bolinhas de papel no professor Por favor, alunos: Untem suas bolinhas com ácido sulfúrico e nitroglicerina Por favor, alunos: Empurrem tudo boca adentro do professor Para que o ensino seja realmente de qualidade Todos os professores deveriam ter uma diarréia cósmica Seguida de jatos de vômito E já no caixão ladeado pelos alunos Deveriam chover bolinhas de papel E em meio ao velório Pais e alunos perceberiam que O professor perdeu seu papel..........   Vim aqui pra dizer que te amo. Te amo FLAMENGO. Quando nasci, um gol de placa de minha mãe e meu pai, ou talvez uma marcação cerrada... Ninguém saberá quantas vezes ganharás, mas eternamente ganharás. Sei lá pra que time Habermas torce, entretanto se fosse brasileiro não sei se seria flamenguista. Mas sei que o FLAMENGO é realmente o clube do meu coração. Aliás de meu corpo inteiro. Quando li bruce lee não imaginei que a rita li usasse calça lee muito menos que o salvador da li pudesse mandar baseados para salvar o maconheiro da qui, opss da li. Não tenho culpa de conhecer um camarada que de tanto fumar um saía de olhos vermelhos em fotos preto e branco. Mas com tudo isso posso afirmar: cílios pretos e olhos vermelhos é FLAMENGO nos olhos e na cabeça....  AOS INTEGRANTES DO REINO DA CAROLÍNEA. Olhem para mim e vejam o silêncio que me satisfará muito mais que os aplausos. Vejam o que eu matei. Roubei. Multilei. Em prol da nossa arrogância. Em nome da nossa natureza que se transforma em desespero. Em nome de um ideal que foi esquecido. Lutei pela causa perdida da humanidade.  Hoje, 02 de maio de 2006: 58 anos, 08 meses e 03 dias...  ... e continua uma delícia!!!!!!!!! MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Hoje, 04 de maio de 2006: 58 anos,08 meses e 05 dias... MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  E hoje eu a vi novamente... pouco antes de 11 horas da manhã... Calça jeans, sandállias rasteiras. camiseta sem mangas de cor indefinível, deixando expostos os braços ainda fortes, óculos colocados no alto da cabeça... o caminhar característico... mais de 30 anos depois... a mesma delícia...  A Musa Erótica de minha juventude... como gostaria de consumar, ainda hoje, o delírio sexual que tenho com ela... ela, que há 30 anos fazia todos (TODOS!!!!!!) os homens desviarem os olhos para vê-la passar, hoje passa quase despercebida (quase...)... apenas eu fui seguindo-a à distância... devorando-a com os olhos...  PROCURANDO ALGO QUE NÃO SOMOS. VIVENDO ALGO QUE NÃO SOMOS. QUE NÃO VIRÁ APÓS O TÉRMINO DA CONSCIÊNCIA. QUE NÃO VIRÁ APÓS O CESSAMENTO QUE VEM NOS DEGRADANDO A CADA MILÉSIMO DE SEGUNDO. APENAS VAMOS NOS DESMANCHANDO. APENAS VAMOS NOS DERRAMANDO COMO O SANGUE QUE ESPIRRA NO INSTANTE DE UMA FACADA QUE VAI PERFURANDO AS NOSSAS PELES E QUE VEM NOS SEPULTANDO E A SENSAÇÃO É INTENSA ,QUE POR UM INSTANTE O TEMPO PÁRA. A NOSSA CONSCIÊNCIA EO NOSSO CICLO ,É FATAL É LETAL. VIVER É UM VENENO AMARGO QUE NOS FAZ DA INSANIDADE TORNARMO-NOS A SUB-PRESENÇA. TUDO O QUE PEDIMOS É A SÚPLICA PELA SOBREVIVÊNCIA E TUDO O QUE NOS AGUARDA É O EXTERMÍNIO DA Sà MENTALIDADE. TUDO O QUE SE PASSA É A SURREALIDADE DAS NOSSAS INTERPRETAÇÕES, POIS NÓS NOS CONFUNDIMOS COM DIVISÕES QUE QUE QUEBRAM AS RAZÕES, NÓS CONFUDIMOS A VIDA COM OS DESCAMINHOS QUE ESTÃO APENAS NUM CURTO ESPAÇO DE TEMPO,QUE ESVAINDO RÁPIDO ESTÁ,CONVIVEMOS COM O ERRO DA C0ONSCIÊNCIA INSANA. CONVIVEMOS COM O AMARGOR DA PASSAGEM TRIBULANTE DA NOSSA VIDA E DOR INVOLUNTÁRIA. VIVER É A INCERTEZA DOS NOSSOS CORAÇÕES ABALADOS COM O TEMPO QUE NOS CONSOME COMO SE FOSSE UMA LABAREDA DE FOGO. VIVEMOS COM A TORMENTA DE POSSUÍR O LIBIDO SABER DEQUE TUDO ISSO É UMA PASSAGEM CURTA E QUE IRÁ NOS EXTERMINAR SEM PREVISÃO ,COMO FUMAÇA QUE ESVOAÇA PELO VENTO.SOMS REDUZIDOS A CADA INSTANTE EM QUE PENSAMOS. SOMS EXTINTOS PELAS NOSSAS RAZÕES ERRADAS E EXTINGÜIDOS PELAS NOSSAS CRENÇAS. VIVER É A Sà CONSCÊNCIA DO MORRER.. É A Sà CERTEZA QUE IREMOS PARA O CAOS E A CONTURBAÇÃO DOS NOSSOS PENSARES.  QUE IRÃO NOS PISOTEAR E NOS ENTREGARÃO A LAMENTAÇÃO DE NOSSAS SUB-EXISTÊNCIAS E AIDA ESTARMOS FADADOS A UM PERPÉTUO FIM QUE VIRÁ NOS COBRIR COM UM SONO, QUE VIRÁ NOS ABRAÇAR COM O FRIO TÃO NOSTÁLGICO E INTENSO QUE CONGELARÁ A NOSSA FALA E OAR PÚTRIDO QUE RESPIRAMOS. ISSO É O GELO QUE FAZ O NOSSO CORAÇÃO DETESTAR ESSE TRANSE VICIOSO. A PASSAGEM VITAL É APENAS UM ESPAÇO RESERVADO PARA O FIM TRÁGICO QUE NOS AGUARDA O TÉRMINO DESSE PROCESSO QUE DESECADEIA NO NOSSO PAVOR. VIVEMOS TEMENTES PELO MOMENTO QUE CHEGA. VIVEMOS DEMENTES PELO AMANHà QUE NUNCA SE COMPLETA. SOMOS A CRISE DE UM MUNDO QUE VEM DESMANTELANDO A NOSSA FACE E VEM DESMUNDANDO A NOSSA ESPÉCIE. AO OLHAR PARA O CÉU EU AVISTO A CONDENAÇÃO DO VAZIO QUE CARREGAMOS E DO NADAQUE OCUPAMOS, E PEQUENOS ESTAMOS E SEMPRE FOMOS. NENHUMA FRAGILIDADE OU PEQUENEZ É MAIOR DO QUE A NOSSA. NEHUM ORGULHO FERIDO NOS MACHUCA TANTO QUANTO A DOR QUE CARREGAMOS DA NOSSA FINITUDE,NOSSA PLENITUDE É IMPLENA E AS NOSSAS VIRTUDES DESNORTEADAS EM NOSSO EGOCÊNTRISMO SÃO OS NOSSOS DEFEITOS. NENHUM SER É MAIS FRÁGIL DO QUE NÓS,POIS NÓS SOFREMOS,SENTIMOS E PENSAMOS. O NOSSO DRAMA É VIER PERCEBENDO O FIM SE APROXIMAR. E O NOSSO DESEPERO É SABER QUE ESSE FIM VEM NOS ACOMPANHANDO LENTAMENTE COMO UM ABUTRE SOBREVOANDO A CARNIÇA. NENHUM VÁCUO É MAIOR DO QUE O NOSSO,POIS TEMOS A DOR DO SENTIMENTO LIGADO AO PASSADO DO QUE ERA PARA TERMOS FEITO E NÃO FIZEMOS E ASSIM NOS ARREPENDEMOS. NOSSO EGO É UMA MULTILAÇÃO,PORQUE CARREGAMOS O FANTASMA DE NOSSOS ERROS NÃO CONSERTADOS. NOSSO AMARGOR É O MAIS AMARGO , PORCAUSA DA CIÊNCIA DE QUE O TEMPO É IRREVRASÍVEL E O QUE OCUPAMOS NÃO ACRESCENTA E TAMBÉM NÃO DIMINUI EM ABSOLUTAMENTE NADA.VIVEMOS E SOMOS O NADA DO NADA,SENTIMOS O TEMPO NOS DECOMPOR E NADA PODEMOS FAZER. VIEVR É COMO SE ESTIVESSEMOS DOENTES HÁ TEMPOS... O TEMPO NOS COMBATE SEM NOS DAR CHANCE DE NOS DEFENDER. TUDO ISSO É UM SOPRO QUE ACABA. TUDO ISSO É VAIDADE, É CORROMPIMENTO DA FALSA CERTEZA.   AMARGOR DA NOSSA VIDA É UM JARDIM COM ESPIHOS E FLORES VENENOSAS. OH! FALSA BELEZA,OH! RIQUEZA MALÉFICA.POR QUE COM ESSE CONFORTOCORROMPES A NOSSA MENTE FRACA E ABATIDA? PORQUE ÉS O TEU PAPEL A FUNÇÃO DE DESTRUÍR O VAIDOSO QUE TE CRIOU. SOMS APENAS UM GRUPO DE PARASITAS QUE SUGA O POUCO DE VIDA QUE HÁ NESTA CROSTA IMUNDA DE TERRA. SOMOS OS PASSIVOS À DOR QUE APERTA E LATEJA E APERTA,POIS NÃO PODEMOS RENBATER NEM MESMO OS MALES QUE CAUSAMOS,APENAS SENTIMOS A DOR E A INSENSATEZ DO NOSSO PENSAMENTO UTÓPICO CO-RELAÇÃO A MEDIOCRIDADE DE NOSSA ESSÊNCIA E EXISTÊNCIA. NOSSA EXTINÇÃO IRREFERÍVEL E MISTERIOSA. SEU PAPEL É ANIQUILAR O QUE JÁ NASCE SE ANIQUILANDO. TU APENAS ALIVIAS A NOSSA DOR CONJUNTA,VIVENCIAMOS O PERCURSO DOS CAMIHOS INUTILMENTE POIS SEMPRE CHEGAMOS AO MESMO PONTO. OS CAMINHOS ESTÃO DESENCAMINHADOS. TU DÁS TÉRMINO AO FIM QUE SOMOS. TU APENAS AMEDRONTA AQUILO QUE JÁ NASCE FADADO À SER PERTURBADO. CONTURBAÇÃO É A NOSSA AGONIA DE PASSAR POR ESSE CICLO PÚTRIDO E SABER QUE CONVIVEMOS COM ELE. AGONIA DE VIVER É A OPRESSÃO DISFARÇADA DE LIBERDADE. MEDO É PAASAR POR CADA DIA E DORMIR TENDO A CERTEZA DE QUE É MENOS UM DIA DE VIDA E MAIS UM PESO EM NOSSO CORPO , MAIS UM PERIÓDO QUE ENVELHECEMOS, E QUE ESTE SONO SERÁ ETERNO.   TORMENTA É PASSAR POR ESSE LEITO QUE IRÁ ESCASSEAR DERRADEIRAMENTE E POR SER DERRADEIRO EU DIGO:ESSE LEITO ESTÁ ESGOTANDO, A CADA DIA QUE SE PASSA,A CADA MINUTO VAI ESCASSEANDO,ESVAZIANDO NOSSA ESSÊNCIA VITAL E NOSSO CICLO,QUE QUE VAI NOS DANDO A ESCASSEZ DO AMARGO LAMENTO E QUE NASCEMOS FADADOS COM ESSA SEMENTE QUE VEM NOS CORROENDO. O SIMPLES TODE SERMOS CONCEBIDOS CARREGA CONSIGO O GERMEM DA CESSAÇÃO VITAL , POIS DEIXAR-VOS TODAS AS ESPERANÇAS OH! VÓS QUE ENTRAIS PELOS PORTÕES DO FINAL DE NOSSA ETAPA. POIS TODOS OS FATOS QUE PRESENCIAMOS E TODA A ESPERANÇA E OTIMISMO SÃO DOCES ILUSÕES QUE ANESTESIAM A NOSSA DOR, DRAMA EXISTÊNCIAL. ESSE É APENAS O RESUMO DA CRISE CONSTANTE QUE PASSAMOS , DA PERTURBAÇÃO QUE A ANIQUILAÇÃO CERTA É PREDESTINADA À NOS CAUSAR. SOMS A CRISE DA CRISE. A RAZÃO DO ERRO. A FUTILIDADE DA UTILIDADE. ESSES SOMOS NÓS. ESSES SÃO OS SERES HUMANOS. O TEMPO É A DOENÇA QUE NÃO TEM CURA. E QUE TODOS E ATÉ MESMO AS REALESAS OU DEUSAS IRÃO PADECER. ESSE É O LIMITE DO ABSURDO DE NOSSO TACANHISMO. E A MORTE É APENAS A NOSSA CAMA DE DESCANSO. O FIM É A CONSEQÜENCIA DE TUDO E A ANIQUILAÇÃO É O RESULTADO DO FIM. ADEUS!!!!!!!!!!!! MAS EU VOLTAREI!!!!!!!! DESTINADO À TODOS OS INTEGRANTES DO REINO. E EM ESPECIAL À MINHA ADMIRAÇÃO.À MORGANA. QUERO QUE SAIBA QUE ONDE VOCÊ ESTIVER, OPENSADOR DA MORTE,VIAJANTE DOS CEMITÉRIOS ESTARÁ PENSANDO E ADMIRANDO E LOUCO DE CURIOSIDADE E VOTADE DE CONHER À TI!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  E eu gostaria de conhecê-la, no sentido bíblico do termo equando, já lá se vão mais de trinta anos, Oscar Alexandre Mortágua da Silva Bernardino a viu, comentou: "Que cara de puta que tem essa dona!".  E eu tenho que concordar com ele, em gênero, número e grau... MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Para o Victor Hugo, um cérebro em turbilhonamento: continue assim e você poderá vir a ser um semi-deus, porque deusas só eu e a Carol!  Morgana, tu que és pálida, como a Lua, que fenece ao amanhecer... tu que és a sombra da beleza... tu que és o medo da paixão... saiba que em tua aparência despertaste a minha essência...  Essencial é: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  queria me comunicar com uma mulher que queira amar de verdade   E esta mulher só pode ser: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  BOMEU ESTOU FASENDO UM TRABALHO DE ESCOLA E QUERO SABER MAIS DO ASSUNTO   cú de apertar linguiça   ESTE PRODUTO CONTÉM MAIS DE 4700 SUBSTÂNCIAS TÓXICAS, E NICOTINA QUE CAUSA DEPENDÊNCIA FÍSICA OU PSÍQUICA, NÃO EXISTEM NÍVEIS SEGUROS PARA CONSUMO DESTAS SUBSTÂNCIAS   BOM, REALMENTE ESTOU AQUI SEM FAZER NADA ... COM MINHA SOBRINHA ME ENCHENDO O SACO PRA EU DEIXAR ELA IR NO PC POIS INFELIZMENTE AINDA DIVIDO PC COM MINHA FAMÍLIA, UM SACO, VCS DEVEM SABER DISSO!!! MAS VOLTANDO AO ASSUNTO ESTAVA SEM FAZER NADA QDO ME DEPAREI COME ESSE SITE E ACHEI ENGRAÇADO, RESOLVI ENTRAR E ESTOU AKI. XAU  Pulchrum auten et pulchritudo non sunt dividendo in causa quae in totacomprehendit. Pulchrum qidem esse decimat quod participat pulchritudine... né?  É, pois é...  Marta Bandeira!  É Fã de carteirinha de Vítor Hugo de Oliveira Pinto, sobrinho do Padre Pinto... e ambos choraram muito quando enterraram o Carequinha... Camarão com Angu é uma mistura indigesta, conforme Platão colocou na boca de Sócrates, no bom sentido, é claro...  E quando Kaganovitch viu a merda que deu...  A Cabeça de Formiga Enlatada vendeu seu Peixe na padaria onde o moleque desavisado foi ver se tinha apontador para vender, o cara do caixa disse que não tinha e falou para ele ir procurar no açougue... E ELE FOI!  As aventuras de Linda & Danny e Amy & Hank completarão, mês que vem, 24 anos... como estarão elas? Terão tido filhos? Se tiverem tido, como estarão hoje? Será que elas chegaram na relação de segundo grau?  Espero que Linda tenha engravidado de Danny e Amy tenha engravidado de Hank, o que tornaria o caso muito mais excitante... e como elas estavam com 32 anos na época, o ato em segundo grau poderia ser factível e, quem sabe, até em terceiro grau!  DE TODAS AS ERAS,UM ERRO FOI PASSADO PELOS DÓGMAS HEREDITÁRIOS.E SOMENTE UM RESQUÍCIO SOBROU,SOMENTE UM NIILISTA RESTOU. OUÇAM A VOZ DO NADA,QUE É O ALÉM,A ABSORÇÃO E O PERDÃO DO TODO. E VEJAM O TEMPO QUE CORROE A BELEZA DO ESCRAVO DO CLÁSSICO QUE DESMNCHA-SE ATÉ A VACUIDADE,VEJAMOS A CORRUPÇÃO GRADUAL,GRADATIVA E GENERALIZADA. OUÇAM A VOZ DO PÉRFIDO SÁBIO PROFETA EXCLUÍDO,E VEJAMOS A NOSSA VAIDADE AM QUE MILHÕES DE CONFORMADOS E SUBMISSOS SE MATARM EM PROL DA JUSTIÇA FALHA. VEJAMOS A CONDENAÇÃO QUE SOMOS E NÃO SABEMOS. VEJAMOS O INVISÍVEL QUE NOS ACORRENTA,A SENTENÇA DO FIM QUE NOS CHAMA E A MULTILAÇÃO PELA MULTILAÇÃO EM QUE UM FATOR SE CONSTRÓI PELO MESMO FATO. OUÇAMOS O PADECIMENTO QUE ESTÁ A ESPRITA PARA NÓS ESTARMOS ALÉM DE TODA A EXISTÊNCIA. VEJAMOS A NOSSA IMAGEM DESTRICHADA NO ESPELHO E O OTIMISMO INVENTADO POR CONFORTO.E TUDO FICOU RELEVANTE PELO JUGO DA PERPETUAÇÃO REINCIDENTE POR TERSIDO UM ACIDENTE DAS NOSSAS COSEPÇÕES CONFORMADAS EM NOSSO DESESPERO INDIVIDUAL. VISAMOS O NOSSO INTERESSE FRACASSADO E NÃO CONQUISTADO. VEJAMOS A NOSSA INTELECTUALIDADE BASEADA EM UMA CRENÇA SUPÉRFLUA E ENXERGUEMOS AS NOSSAS NECESSIDADES DE SERMOS SUBMISSOS EGOÍSTAS NOSSO MODO ACOMODADO. VEJAMOS À NÓS MESMOS E O NOSSO DRAMA DA TRAJETÓRIA INESPERADA E INEVITÁVEL DO ULTRAJE DA VIDA. E SAIBAMOS QUE TRANSFORMAMOS O NOSSO LAR EM UMA DESGRAÇA... EM HOMENAGEM AO grande REINO DE MINHA ADMIRADA SUPER HUMANA CAROL. E EM ESPECIAL À MINHA GRANDE AMIGA E DISPERTADORA DOS MEUS FASCÍNIOS:A NOIVA DE MINHA MORTE(MORGANA).TE ADORO COMO A DEUSA SACROSSANTA DOS MEUS DESPOJOS FILOSÓFICOS   pam te admiro mutio issu é ptra vc? ]  Uma terrível constatação de como o maldito tempo passa muito rápido é o fato que, exatamente hoje, a musa erótica de minha vida, há trinta (eu disse TRINTA!) anos, teve sua única filha, o que faz com que todas as deliciosas imagens que eu tenho dela grávida, já tem este tempo!  E ela era deliciosa, quando, grávida, desfilava pela rua... e o nome dela , vocês podem imaginar: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Contumaz cândida calipígia chamada Celina Custódio Couto Carvalho, cujo casamento com Cláudia Cristina Campos causou certa comoção centrada...  _ X _X _ X _ X _ X _ X _ X _ X _ X _ X _ X _ X _ X _ X  Como, além de amá-la como ninguém mais a amará, nesta e em todas as vidas, eu a respeito como nenhum homem será capaz, quero deixar-me oculto, quero ser apenas iluminado por Sua Luz, que chegou a este planeta no dia 29 de junho de 1977. Gostaria de, oculto no anonimato da iluminação de Sua Luz, deixar aqui registrado Seu Nome: ANA CRISTINA FIGUEIRA DE ALMEIDA...  - X - X - X - X - X - X - X - X - X - X - X - X - X - X - X - X - X  pois dizendo seu nome em voz alta, sinto que dou vazão à essa dor, que não é resultado de gases ou indigestão, mas apenas dessa falsa impressão de que sou poderoso quando te exponho daqui, do meu só anonimato, quase me traindo, pois o legal de zoar alguém é gabar-se, o que contradiz o conceito de ser anônimo e covarde, ou covarde anônimo, mas antes ingênuo, pois anonimato não existe quando se deixa um rastro sujo que é uma via expressa pra quem sabe segui-lo e eu acho que deu 500 caracteres  Olho para o horizonte... e vejo toda a limitação ... de um caminho percorrido... e não concebido... por ser apenas uma obra inacabada... algo incompleto por ter se frustrado... olho para tudo e vejo o nada... por ser algo insignificante e insuficiente... por ser algo inexpressivo... algo supérfluo que, por frustração tenta desesperadamente suprir uma pequenez insaciável...  tudo é um desespero... por ser limitado... insignificante... e frustrante... por ser um fracasso... a existência é uma decepção... tudo é um tacanhismo tão grande... que menospreza a si mesmo... que tudo se resume a uma falha, a uma essência chafurdada pela mazela natural... a si mesmo e a seu desprezo ... involuntário...  involuntária como sua teimosia em continuar me irritando! Se você continuar escrevendo sandices e necedades você sabe aonde, eu vou excluí-lo definitivamente, você não vai ser vampirizado e sua ida para o Reino estará seriamente ameaçada! A escolha é sua, Cabeça de Formiga Enlatada!  Entendeu, MALA, SEM ALÇA, DE PAPELÃO, DEBAIXO DE CHUVA?  Tempestade de tons ocres: O Dei proles genetrix que rerum, vinculun mundi, stabilis que nexus, genma terrenis, speculum caducis, Lucifer orbis... Pax, amor, virtus, regimem, potestas. ordo, lex, finis, via, dux, origo, vita, lux, splendor, species, figura, regula mundi...  IMPERATRIX MUNDI.  TUTTI IN LA VITA È BURLA!!!!!!!!!!!!!!  TROTSKY FOI EQUIVOCADO POR UM OTIMISMO QUE SURGIU DA INDIGNAÇÃO DOS RUSSOS COM OS SEUS TZARES.QUERENDO QUE A REVOLUÇÃO ISOLADA PELO MEDO REFLETIDO EM UM CORDÃO SANITÁRIO,SE EXPANDISSE PELO MUNDO,E O PIOR DE TUDO FOI QUE ESSE INDIVÍDUO AGIU COMO NAPOLEÃO,AO QUERER EXPANDIR A SUA INSATISFAÇÃO. O PIOR MAL DO HOMEM FOI JUSTIFICAR O SEU SENTIDO EM UMA IDEOLOGIA E TENTAR ESPALHAR O SEU DÓGMA ATRAVÉS DE UMA GUERRA,INTERNACIONALISMO,OU A DROGA DE UM CENTRALISMO DEMOCRÁTICO. O FATO É QUE TODA A CAUSA INCUBIDA EM UMA JUSTIÇA FALHA JUSTIFICOU O ERRO DO FUNDAMENTALISMO E TODAS AS SUAS INVENÇÕES SÃO A DEMONSTRAÇÃO DE UM DESESPERO DE ALGUÉM QUE GRITA POR SOCORRO MAS NÃO POSSUI CARÁTER PARA SE SUBMTER-SE AO MUNDO APENAS ESTUPRÁ-LO EM POR SUA CAUSA FALHA QUE SERÁ PERDIDA E DARÁ CONTINUIDADE AO CICLO DE REVOLTAS E CATÁSTROFRES, ESTAMOS MULTILADOS PELA BUSCA,LIMITADOS PELA CAUSA,E CONDENADOS PÉLA SEPULTURA DA NOSSSA INSATISFAÇÃO   mas para ter lábios atraentes, diga palavras doces; para ter olhos belos, procure ver o lado bom das pessoas;para ter corpo esguio, divida sua comida com os famintos;para ter cabelos bonitos, deixe uma criança passar os dedos por entre eles pelo menos uma vez por dia e para ter boa postura procure caminha com a certeza de que nunca andarás sozinho   mas para ter lábios atraentes, diga palavras doces; para ter olhos belos, procure ver o lado bom das pessoas;para ter corpo esguio, divida sua comida com os famintos;para ter cabelos bonitos, deixe uma criança passar os dedos por entre eles pelo menos uma vez por dia e para ter boa postura procure caminha com a certeza de que nunca andarás sozinho   X - X - X - Estar sozinho, para mim, é uma impossibilidade, pois, enquanto eu tiver minha memória preservada, sempre me lembrarei dela... ANA CRISTINA FIGUEIRA DE ALMEIDA... X - X - X - X  Acordo, trabalho, brinco com as cianças, leio, durmo, vida simples. Du e Lo me dão alegria, Paula me da amor. Tento não ficar louco nesta selva chamada emprego. meus gibis de super-herois me trazem sanidade, por mais difícil que pareça. Assistir filmes me enchem de alegria. Aqueles que amei primeiro se foram, restou saudade. Amo vocês, não importa onde. Um dia a gente se encontra de novo. Saudade!  Refletindo em todos os meus pensamentos que povoaram esta página, acredito que chegou o momento de parar com tantas divagações e tomar uma postura mais objetiva. Mas a vontade de tergiversar aumenta a cada palavra escrita, a cada frase completada, a cada parágrafo sem nexo.  Eis que, então, viro de costas e desconverso, buscando rodeios disconexos, justificativas para que eu não esteja dormindo a esta hora da madrugada já que devo acordar cedo e tomar banho e fazer a barba e tomar café e tomar analgésico e tomar cuidado pra não tropeçar e decidir se devo aceitar a proposta de um novo emprego ou esperar por uma oferta mais interessante ou ainda esperar que eu ganhe na loteria e não seja necessário me preocupar com justificativas sem nexo.  o nexo que liga o meu passado de 35 anos atrás aos dias de hoje foi revisto ontem, dia 02 de agosto de 2006. pouco antes das 15 horas... ela estava de calça jeans e casaco idem... dois rapazes conversavam, sarcasticamente, sobre ela, olhando-a com um ar sacana... e eles tinham idade, praticamente, para ser netos dela...  e ela é minha eterna Musa Erótica... e seu nome, vocês podem imaginar, é MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. Vale a pena repetir ad aeternum: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  A pior coisa do mundo é o amor... é amar e ser amado. O amor é algo tão vital e tão cruel ao mesmo tempo... estou apenas divagando, me sinto tão triste e incapaz de me expressar agora, que um ano e sete meses agora não significam muito pra mim. Um ano e sete meses... Estou saturado, desiludido, resignado, tudo está perdido e ninguém se importa.  Tenho um remédio bom para isso: conheça A MULHER! E quem poderá ser A MULHER?... Nada mais fácil: o nome dela é MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Hoje, dia 08 de agosto de 2006, pouco antes de 09h20min, depois de apenas seis dias, eu a vi novamente... a blusa que ela vestia, branca e transparente na parte da barriga, demonstrou que, pelo menos, sua auto-estima estava em forma, o que é sempre muito bom...  E para nunca deixar de registrar o nome dela: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MAROA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIE EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Não. O nome dela é Daniela Segalla Lauro. E eu a amo. Sempre a amei. E sempre vou amá-la.Não. O nome dela é Daniela Segalla Lauro. E eu a amo. Sempre a amei. E sempre vou amá-la.Não. O nome dela é Daniela Segalla Lauro. E eu a amo. Sempre a amei. E sempre vou amá-la.Não. O nome dela é Daniela Segalla Lauro. E eu a amo. Sempre a amei. E sempre vou amá-la.Não. O nome dela é Daniela Segalla Lauro. E eu a amo. Sempre a amei. E sempre vou amá-la.Não. O nome dela é Daniela Segalla Lauro. E eu a amo. Sempre a amei. E sempre vou amá-la.Não. O nome dela é Daniela Segalla Lauro. E eu a amo. Sempre a amei. E sempre vou amá-la.Não. O nome dela é Daniela Segalla Lauro. E eu a amo. Sempre a amei. E sempre vou amá-la.Não. O nome dela é Daniela Segalla Lauro. E eu a amo. Sempre a amei. E sempre vou amá-la.Não. O nome dela é Daniela Segalla Lauro. E eu a amo. Sempre a amei. E sempre vou amá-la.DAQUI A POUCO SERÁ DANIELA SEGALLA BAZAGA.   E depois d tanta repetição.... Decidi mudar a minha vida e sair por ae a procura d coisas mais interessantes... Eis q acabei chegando na cidade de Mutum / MG... Cidadezinha de pistoleiros  e a grande arma é ter ao lado a beleza vulcânica, estar no epicentro de MARTA BANDEIRA!  Bandeira Negra no Movimento Anarquista Internacional, e também a cor dos Satanistas! E Viva Vitor Hugo de Oliveira Pinto, que além de ter um cérebro em turbilhonamento, é sobrinho e fã do Padre Pinto! Saibam todos os que este texto letrem que: VITOR HUGO DE OLIVEIRA PINTO É SOBRINHO E Fà INCONDICIONAL DO PADRE PINTO! Não é legal? Eu acho...  The bed is actually shaking with the motion of Danny fucking his mother. Danny fucked his mother furiously.  QUEM É ESSA MULHER,MARIA DE SOUSA MARQUES QUE OCUPA O TEXTO?  COMO ELA SERÁ PARA SER ALVO DE TANTO ENDEUSANENTO?  EM MINHA IMAGINAÇÃO ELA DEVE SER A ESSÊNCIA DA BELEZA,DA FEMINILIDADE E DA SENSUALIDADE...JEJUM  JEJUM,ORGULHO DO JEJUM,OU UM TRAVECO ASSANHADO!!!!  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES É:MARIA MOLE,BUNDA CAÍDA COM PEITO QUE BATE NA BARRIGA E A BARRIGA QUE BATE NO JOELHO!CARA DE CORUJA SECA,MACRRÃO SEM MOLHO,OLHOS DE SAPO APAVORADO.RESUMINDO:UM AUTÊNTICO PUDIM DE VAMPIRO!  UM BOM SACO DE MERDA!!!!  CADÁVER INSEPULTO!É O QUE DÁ A MÁ ADMINISTRAÇÃO DOS CEMITÉRIOS DA CIDADE:A PORTA FICA ABRETA E DEIXAM ESSA DESGRAÇA SAIR!ISTO PORQUE MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES É TÃO FEIA QUE SÓ PODE ESTAR MORTA OU ENTÃO ANDA DO LADO DO AVESSO!  Pitoresco... muitíssimo pitoresco... Se esconde no anonimato e deixa, solenemente, o rabo de fora... Se traiu, VHOP? Peça perdão, se confesse com seu tio, VHOP!!!  __________________$$$___________________ ___________________$$$___________________ __________________$$$$$__________________ __________________$$$$$__________________ __$$______________$$$$$____________$$____ ___$$$____________$$$$$___________$$$____ ____$$$$$_________$$$$$________$$$$$_____ _____$$$$$$$______$$$$$_____$$$$$$$______ _______$$$$$$$____$$$$$___$$$$$$$________ __________$$$$$____$$$___$$$$$___________ _$$$$$$$_____$$$__$$$__$$$______$$$$$$$_ _____$$$$$$$$____$$_$_$$____$$$$$$$$_____ _________$$$$$$$$$_$$$_$$$$$$$$$_________  le tud heim........  28 de agosto de 1944... Birminghan, Inglaterra... ontem completou-se 62 anos da chegada ao mundo de Kay Rebecca Taylor, sinônimo de Beleza, de Elegãncia e de Simpatia... HAPPY BIRTHDAY, DEAR KAY!  E, por sinal... dia 29 de agosto de 1947... Porto, Portugal... hoje faz exatamente 59 anos que desceu à Terra a mulher mais espetacular, mais estupendamente deliciosa de todas as épocas humanas... Ela é da era em que a era era era... seu nome? Vocês não conseguem adivinhar???  Ela é: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARI  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. AMARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  e, no último sábado, dia 02 de setembro de 2006. pouco antes das 10 da manhã, eu a vi novamente... continuava deliciosa! Ela com 59 anos e 04 dias...  E quem é ela???? Não adivinharam ainda??????? Mas é óbvio... é a minha obsessão: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.   MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Maria das Dores Soares da Costa, conhecida profissionalmente como "Maura", foi, continua sendo e será sempre a Musa Sexual da minha vida. Relacionei-me com ela entre 1984 e 2003. Ela foi completa, perfeita! Acontece que ela, ontem, dia 19 de setembro de 2006, completou 50 anos de vida... constato que estou ficando velho...  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES:LAMENTO INFORMAR QUE ESTA MAL FAZEJA CRIATURA VEM EM ONDAS SUPERLATIVAS.OU SEJA,É UM VERDADEIRO TSUNAMI:UM TSUNAMI DE MERDA!,ELA É TÃO HORRORÍVEL QUE,QUANDO ELA VAI AO CINEMA,ATÉ OS ARTISTAS SE MANDAM DA TELA!MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES TEM A MANIADE SÓ TOMAR BANHO FRIO.TAMBÉM PUDERA:SE TOMAR BANHO QUENTE,VIRA CANJA! E NÃO PODE USAR O ESPELHO PORQUE PUDIM DE VAMPIRO NÃO SE REFLETE.MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES NÃO PODE IR À PRAIA,POIS SE DEITAR NA AREIA ,O GATO VAI JOGAR A AREIA EM CIMA DELA....  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES:É TÃO FEIA QUE CHEGA A DOER A VISTA CHEGA A DAR DIARRÉIA MENTAL!  O canto gregoriano tem o seu valor imprescindível,não só no tempo de hoje,mas nos tempos antigos.Ele...todos os papas foram unânimes em afirmar, em admirar e incentivar este canto:BENTOXVI É SURUBA  O VENTOFALA AO MEU OUVIDO. É O SEU SUSPIRO QUE ANNUNCIA A TEMPESTADE QUE VEM... SAUDO AS NUVAENS CINZAS E OS VENTOS MURMUREJANTES. QUE TRAGAM ENCHENTES E DOENÇAS. FOGO ETERNO. POIS A DOR LETAL É O U´LTIMO ESTÁGIO DO DESESPERO DAS ANGÚSTIAS DA VIDA. ELA É A MÃE DOS NOSSOS HORRORES E MESTRA DOS AMARGORES. QUE VIVAM AS LETARGIAS DA NOSSAS MENTES QUE NOS FAZ ESQUECER  QUE RIDA VAMPIRA,MORTEM SUSCEPIT,RECEBI AS SUAS DUAS FOTOS,MONTADA E DESMONTADA,ADOREI A SUA FOTO MONTADAPOIS REVELA O SEU VERDADEIRO ESPLENDORE E A DESMONTADA ESTÁ MENOS PERFEITA,POIS NÃO CAPTOU A SUA VERDADEIRA ESSÊNCIA...MAS MESMO ASSIM VOCÊ ESTAVA MUITO GOSTOSINHA,COM AQUELA BERMUDINHA QUE FEZ COM QUE VOCÊ QUASE PAGASSE COFRINHO (ME DESCULPE,MORGANA MAS ESTE I´LTIMO COMENTÁRIO INFAME FOI DO MARCOS).  Tem problema, não, VHOP, o único problema é o seguinte: VAI DIGITAR MAL ASSIM LÁ NA CASA DO CARALHO!  E, por falar em caralho: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Dom Anselmo Chagas, Monge-Sacerdote do Mosteiro de São Bento do Rio de Janeiro (Abadia de Nossa Senhora do Monteserrate)... Acontece que Dom Anselmo Chagas, OSB é uma BICHOOOOOOONA!  BICHOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOOONA!  Tava eu, inocentemente, descendo a ladeira, comendo minhas goiabinhas, quando deparei-me com a Mão do Cara de Macaco e pensei cá com meus botões: isto é um trabalho para a Ametista Noturna! A dama justiceira que se esconde por detrás da aparência de alta executiva de multinacional!  Aí, a Ametista Noturna pegou e foi se encontrar com a Loura do Banheiro e com a Cabeça de Formiga Enlatada, para assistirem a exibição dos Pintinhos Arrial!  mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mmmm mm mm mm mm mm mm mmmm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mmmm mmmmmmmmmm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mmmmmmmmm mm mm mm mm mm mm mmmm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mm mmmmm mm mm mm mm mm mm mm mm mmmmmm mm mm mm mm mm mm mm mm mmmmm mm mm mm mm mm mmmm mm mm mm mm mm mm mm mm mmmm mm mmm mm mm mm mm mm mm mm mmmmmmmm mm mm mm mm   Após haver-se dito algo sobre a Trindade de Deus, da criação do mundo e da corrupção de pecado, resta agora considerar, brevemente, a Encarnação do Verbo.  Recapitulando, digamos: o Ser Puríssimo e Absoluto - isto é, o Ser por Excelência...  A Excelência é: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  TE AMO MEU NEGAO !!!!!  Pior é a Xuxa, que, em priscas eras, já viu a "Coisa Preta"!!!!! Que horror, gente!!!!!!  E o pior do pior é que ela já sentou, solenemente, num quibe queimado . Sentou, rodou e gargalhou, num carrossel de ilusões! RÁ! RÁ! RÁ!  SENTOU, RODOU, GARGALHOU E MANDOU BEIJINHO! ILARI,LARI, LARIÊ, ÔÔÔ!!!  Maria da Penha Alves Bezerra - Denis Alves Bezerra - Fabiana Bezerra Guarabuco - Luiz Carlos Guarabuco Junior - Daniela Bezerra Guarabuco - Eder Bezerra Guarabuco - Renan Bezerra Guarabuco!!!!!!!  Obter informações a respeito do macaco pithecia albicans. região onde habita, tamanho, tipo de alimentação, período de gestação e tempo de vida  habitação é onde se vive! E VIVA LYS NARDOTO! A RAINHA DA NOITE MAIS ESPETACULAR A QUE ME FOI DADO VER E OUVIR! MUSA E DIVA PERFEITA!  O homem é concebido por meio de sangue estragado e a única companhia de seu cadáver são os vermes e a tumba; vivo produz piolhos; morto, alimenta os vermes e produz moscas. Vivo, produz excremento e vômito; morto, fedor e podridão. Vivo, engorda somente a si mesmo; morto, engordará milhares de vermes. Olhem para as ervas e as árvores, elas produzem flores e frutos, e você produz piolhos. Elas oferecem óleo, vinho e perfumes, no entanto, você só produz escarro, fezes e urina. Elas exalam uma fragrância de perfumes; você só emana o fedor de sua corrupção.  É, pois é, tô aqui pra fazer mané, manééééééé...  Oi  Oi, aqui quem fala é o Boi Gente, decifrando o grande mistério metafísico das histórias em quadrinhos: como pode o Pateta, sendo cachorro, se vestir, falar e agir como gente, enquanto o Pluto, que igualmente é cachorro, comportar-se como tal... A explicação é simples: Pateta é Cachorro-gente e Pluto é Cachorro-cachorro!  E, por falar em cachorro, fica aqui a homenagem sincera à maior das boqueteiras: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  DE BAR EM BAR DE MESA EM MESA, BEBENDO CACHAÇA E TOMANDO CERVEJA  lol  Ó, objeto que me acompanhas... Ó fardo do meu símbolo infame... inspirador. Quantas vezes eu suplico, e quantas vezes te carrego! Eu te formei, e tua sujeira é o retrato para onde eu vou, com seus anéis. Fui a última gota de cada ser e tu foste o pano que limpou, enquanto te limpava e não me convalescia... seu peso é limpo pelo meu fardo...  E, por falar em sujeira: Dom Anselmo Chagas, OSB< aquela bichooooona, SEU FODEU! RÁ! RÁ! RÁ!  É... o Lula venceu de novo... EU! EU! EU! A DIREITA SE FODEU!!!!! RÁ! RÁ! RÁ!  Olhos famintos por MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Nao sei o que dizer nesta Babel, mas contribuo com a minha presença. Na busca por uma identidade perdida, quero voltar a ser o "CAPOEIRA", eu que hoje sou LCP. Que o mundo me entenda, porque eu, não entendo o mundo. Troquei a química pela biologia na esperança de poder ajudar à natureza, a vida do Mundo.  Mundo que produziu VICTOR HUGO DE OLIVEIRA PINTO, SOBRINHO DO PADRE PINTO, que cometeu a seguinte frase: " O erro da origem da humanidade está sendo corrigido com a efemeridade do ciclo". Comentários a seguir...  A) Precisa de muita lapidação, Victor, muita lapidação... B) Nada a ver com nada! C) PUTA QUE PARIU! QUE MERDA!!!!  Queridas Criaturas: Pôxa vida! Como a Marina é desbocada!  E, por falar em desbocamentos: a maior boqueteira do mundo é, indubitavelmente, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  oi   nao sei nem certo como q o boquete eh feito mas meu namorado gosta   uma plantonista sentiria mais prazer ao ouvir tocar a tuba e no vibrar da cadeira  Embora seja uma tempestade de verão, não nos precipitemos em correr. Pode ser que a água não nos molhe aqui. A não ser que encha o rio e tenhamos que ir à nado para casa, podemos esperar que passe essa pancada torrencial. Mas, puta que o pariu, o que viemos fazer aqui se lá em casa, deitados e fazendo um bom sexo, estávamos bem mais felizes e confortáveis???!!!  ... e por falar em conforto, em boquete e em sexo: me perdoe, maninha, mas você é uma gatinha muito da deliciosa... ah, se você der bobeira... ah, se você quiser...  Se assim for, imagina então a situação do Fernando, que há décadas tem como irmã a MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Certamente, com o tempo e com o decorrer dos textos, seu nome sumirá no torvelhinho das palavras impressas e seu nome, por ora em grande destaque, porque o último, irá desaparecer, como todo o cosmos, afinal... mas fica aqui escrito seu nome, Amor Proibido: SHEILA MÁRCIA SANTOS RIBEIRO.  SHEILA MÁRCIA SANTOS RIBEIRO.  somentre carrego lenha para macaca ;nao sendo das mico leoes douradas.  E ontem, dia 05 de dezembro de 2006, eu a vi novamente... novamente de bermuda, com o corpo tostado de sol, a carne ainda firme, quente ao contato, a voz rouca e, pela primeira vez, eu a vi usando óculos para escrever: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  ola  q merda é essa?  Para a protestantalhada morrer de raiva: aí vai a lista completa dos Sucessores de São Pedro no comando da Igreja de Cristo... PEDRO, LINO, CLETO. CLEMENTE I, EVARISTO, ALEXANDRE I, SISTO I, TELÉSFORO, HIGINO, PIO I, ANICETO, SOTERO, ELEUTÉRIO, VÍTOR I, ZEFERINO, CALISTO I, URBANO I, PONCIANO, ANTERO, FABIANO, CORNÉLIO, LÚCIO I, ESTEVÃO I, SISTO II, DIONÍSIO, FELIX I, EUTIQUIANO, CAIO, MARCELINO, MARCELO I, EUSÉBIO, MELQUÍADES, SILVESTRE I, MARCOS, JÚLIO I, LIBÉRIO,  DÃMASO, SIRÍCIO, ANASTÁCIO I, INOCÊNCIO I, ZÓZIMO, BONIFÁCIO I, CELESTINO I, SISTO III, LEÃO I, HILÁRIO, SIMPLÍCIO, FELIX III, GELÁSIO I, ANASTÁCIO I, SÍMACO, HORMISDAS, JOÃO I, FELIX IV, BONIFÁCIO II, JOÃO II, AGAPITO I,  Mais vale ser feliz de consciência do que dois voando!  Meu Deus!!! Que foto é aquela da bundinha deliciosa da Sheilinha???Que tesãozinho!!! Depois me criticam... mas, sinceramente... não dá pra resistir!!! Ah, se ela quisesse... Ah, se ela deixasse!!!!!  Vontade de cobrir sua bundinha de beijos e de delicadas mordidinhas, Sheilinha... Não lembro o nome completo dela... só lembro que a primeira letra do nome do tesãozinho é: SHEILA MÁRCIA SANTOS RIBEIRO.  "a terra só é virgem por que a minhoca é mole"  Mas, por favor... não há tatu que agüente ou minhoca que fique mole vendo a bundinha dela, da Sheilinha...  E no dia 31 de dezembro de 2006 eu a vi novamente... pouco antes de 9 da manhã... e não pude falar com ela... ela, de bermuda... e, neste ano de 2007, ela, a Musa Erótica de minha vida, completa 6o anos... é, estou ficando velho... e o nome dela é MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Pois eu, no dia 31/12/2006 tive coragem e escrevi uma mensagem pra ela, no sentido de q nossa amizade poderia ter sido mais q aquela "simples" amizade. "Simples", entre aspas, pq mesmo tendo sido "apenas" amigo, foi bom...................................  Mas e sabia que era hora de recomeçar.  PEDRO, LINO, ANACLETO, CLEMENTE I, EVARISTO, ALEXANDRE I, SISTO I, TELÉFORO, HIGINO, PIO I, ANICETO, SOTERO, ELEUTÉRIO, VITOR I, ZEFERINO, CALISTO I, URBANO I, PONCIANO, ANTERO, FABIANO, CORNÉLIO, LÚCIO I, ESTEVÃO I, SISTO II, DIONÍSIO, FELIX I, EUTIQUIANO, CAIO, MARCELINO, MARCELO I, EUSÉBIO, MELQUÍADES, SILVESTRE I,  MARCOS, JÚLIO I, LIBÉRIO, DÂMASO I, SIRÍCIO, ANASTÁCIO I, INOCÊNCIO I, ZOSIMO, BONIFÁCIO I, CELESTINO I, SISTO III, LEÃO I, HILÁRIO, SIMPÍCIO, FELIX III, GELÁSIO I, ANASTÁCIO II, SÍMACO, HORMISDAS, JOÃO I, FELIX IV, BONIFÁCIO II, JOÃO II, AGAPITO, SILVÉRIO, VIGÍLIO, PELÁGIO I, JOÃO III, BENTO I, PELÁGIO II, GREGÓRIO I, SABINIANO, BONIFÁCIO III, BONIFÁCIO IV, ADEODATOI, BONIFÁCIO V,  HONÓRIO I, SEVERINO, JOÃO IV, TEODORO I, MARTINHO I, EUGÊNIO I, VITALIANO, ADEODATO II, DONO, AGATÃO, LEÃO II, BENTO II, JOÃO V, CONON, SÉRGIO I, JOÃO VI, JOÃO VII, SISÍNIO, CONSTANTINO, GREGÓRIO II, GREGÓRIO III, ZACARIAS, ESTEVÃO II, ESTEVÃO III, PAULO I, ESTEVÃO IV, ADRIANO I, LEÃO III, ESTEVÃO V, PASCOAL I, EUGÊNIO II, VALEMTIM, GRGÓRIO IV, SÉRGIO II  LEÃO IV, BENTO III, NICOLAU I, ADRIANO II, JOÃO VIII, MARINO I, ADRIANO III, ESTEVÃO VI, FORMOSO, BONIFÁCIO VI, ESTEVÃO VII, ROMANO, TEODORO II, JOÃO IX, BENTO IV, LEÃO V, SÉRGIO III, ANASTÁCIOIII, LANDON, JOÃO X, LEÃO VI, ESTEVÃO VIII, JOÃO XI, LEÃO VII, ESTEVÃO IX, MARINO II, AGAPITO II, JOÃO XII, LEÃO VIII, BENTO V, JOÃO XIII, BENTO VI, JOÃO XIV, JOÃO XV, GREGÓRIO V, SILVESTRE II, JOÃO XVII, JOÃO XVIII, SÉRGIO IV, BENTO VIII, JOÃO XIX, BENTO IX,  SILVESTRE III, GREGÓRIO VI, CLEMENTE II, DÂMASO III,LEÃO IX, VÍTOR II, ESTEVÃO X, NICOLAU II, ALEXANDRE II, GREGÓRIO VII, VÍTOR III, URBANO II, PASCOAL II, GELÁSIO II, CALISTO II, HONÓRIO II, INOCÊNCIO II, CELESTINO II, LÚCIO II, EUG~ENIO III, ANASTÁCIO IV, ADRIANO IV, ALEXANDRE III, LÚCIO III, URBANO III, GREGÓRIO VIII, CLEMENTE III, CELESTINO III, INOCÊNCIO III, HONÓRIO III, GREGÓRIO IX, CELESTINO IV, INOCÊNCIO IV, ALEXANDRE IV, URBANO IV, CLEMENTE IV, GREGORIO X, INOCÊNCIO V, ADRIANO V, JOÃO XXI, NICOLAU III, MARTINHO IV, HONÓRIO IV, NICOLAU IV, CLESTINO V,  BONIFÁCIO VIII, BENTO XI, CLEMENTE V, JOÃO XXII, BENTO XII, CLEMENTE VI, INOCÊNCIO VI, URBANO V, GREGÓRIO XI, URBANO VI, BONIFÁCIO IX, INOCÊNCIO VII, GREGÓRIO XII, MARTINHO V, EUG~ENIO IV, NICOLAU V. CALISTO III, PIO II, PAULO II, SISTO IV, INOCÊNCIO VIII, ALEXANDRE VI, PIO III, JÚLIO II, LEÃO X, ADRIANO VI, CLEMENTE VII, PAULO III, JÚLIO III, MARCELO II, PAULO IV, PIO IV, PIO V, GREGÓRIO XIII, SISTO V, URBANO VII, GREGÓRIO XIV, INOCÊNCIO X, CLEMENTE VIII, LEÃO XI, PAULO V, GREGÓRIO XV, INOCÊNCIO X,  ALEXANDRE VII, CLEMENTE IX, CLEMENTE X, INOCÊNCIO XI, ALEXANDRE VIII, INOCÊNCIO XII, CLEMENTE XI, INOCÊNCIO XIII, BENTO XIII, CLEMENTE XII, BENTO XIV, CLEMENTE XIII, CLEMENTE XIV, PIO VI, PIO VII, LEÃO XII, PIO VIII, GREGÓRIO XVI, PIO IX, LEÃO XIII, PIO X, BENTO XV, PIO XI, PIO XII, JOÃO XXIII, PAULO VI, JOÃO PAULO I, JOÃO PAULO II, BENTO XVI.  ____________ Viram só, babões? Aí está a lsita ininterrupta, que liga São Pedro a Bento XVI... Entenderam? ININTERRUPTA!!!! _________  Ininterrupção da vida, sonho, devaneio... a vida é curta, a juventude ainda mais... tudo na vida é protopó e esquecimento do porvir, nada mais... "A vida é uma história contada mpor um idiota, cheia de barulho e de fúria, e que nada significa"...  Significa que, desde 31 de dezembro de 2006 eu não a vejo... e hoje já é 16 de janeiro de 2007... e em 31 de dezembro de 2006 eu sequer consegui falar com ela... e hoje já é 16 de janeiro de 2007... 16 dias sem vê-la: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  .... quem será esta Maria Emília? Boneca de pano... Marques... Marquês de Rabicó... Não gostaria de ser Maria Emília... só aqui já foi xingada sem vezes... pobre Maria Emília!  ... sem vezes não é cem vezes... um macaco não seria tão asno!  Hoje é dia 22 de janeiro de 2007 e tá chuvendo pacas no Rio!  E hoje é dia 25 de janeiro de 2006. 16 horas. Em ponto. E faz 25 dias que eu não a vejo. E ela não é nobre. Não é, em hipótese alguma a Marquesa de Rabicó... Mas, convenhamos: tem um rabicó ESPETACULAR!... O nome dela? MARIA EMILIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUS MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  eu adoro super mario  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍÇIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  No entanto, agora que já estamos no segundo dia de fevereiro de 2007, posso revelar-lhes quem é Maria Emília de Souza Marques. Ela foi enfermeira de minha avó paterna, Deus a tenha, quando desapareceu misteriosamente à noite numa travessia de iate entre Angola e Moçambique. Ah, minha querida Emília. Apaixonei-me por ela assim que senti a suave inhaca que de seu sovaquinho emanava. Que beleza...  Mas ainda mais garbosa que a Maria Emília era sua irmã mais nova, a Jeruza. Aquilo sim, era mulher boa. E, te digo, sem rodeios, era um vulcão na cama aquela danada. Sei que não devia, mas vou contar aqui o que se passou certa vez quando estávamos eu e ela no casarão da fazenda velha da família dela, lá em Osório, no Rio Grande do Sul. Foi o seguinte...  Corremos pela casa, já sem qualquer outro medo, com um desejo comum, imediato e urgente: roubar as carambolas que estavam em cima da mesa da cozinha, que haviam sido compradas, para um refresco, pela nossa tia (ou tio) Alfredona. Ela achava que desenfreava a sua libido e, portanto, teria coragem de bolinar a nova empregada. Mas, então ...  ca estava eu mastigando gelo novamente, e a camera digital nada registrava, fade out, tela branca para os menos entendidos, calor assim só na África, credo, ainda bem que tenho cabelo pixaim, Nega seu cabelo é assim, cabelo duro...de pixaim, Viva o carnaval na Bahia, a praça Casto Alves é do povo..Mês passado passei em Castro Alves, o poeta merecia uma cidade maior...  Leão, Eurico, Luis Pereira, Alfredo e Zeca, Dudu e Ademir da Guia, Edu, Leivinha, César e Nei.  Fui mineral, fui vegetal, sou animal.Apaguei passos e outros apagaram os meus. Sou mais ainda. Sou energia. Sou parte que cria. Sou fragmento que move o mundo. Sou sonho. Sou realidade. Importa-me ser? Sem passado ou futuro não principio e nem acabo.Sou Carlos. Sou Antônio. Sou Junqueira. Sou Siqueira.Sou todos os nomes. Sou nenhum. Sou resumo.Sou universal.Sou.  O dinheiro é algo que vem e vai, que chega e foge, desde que se saibar jogar o jogo. Quem saber jogar, ganhar e fica rico, quem não sabe, morre de fome. Este é o nosso capitalismo, que as pessoas não se dão conta.  Maria Emilia tinha o corpo perfeito, pena que o seu interior era fétido e nauseabundo. Isso podia ser observado todas as vezes que ela peidava  Caracas! Quanta vaguidão, quanta asneira, mas quero contribuir com mais alguns bytes, mesmo dizendo besteira. E sabe o que mais? Fuck it! Porque estou morto de cansado de um dia cheio de missões impossíveis... ao menos entrou cash..hehe..fui!  espetacular ideia  A noite estava cinzenta, baforenta, cor de agua benta, cor de quem na vida não se aguenta. A pe-péu tirei o chapéu, a fina-fina tirei a butina, reia-reia tirei a meia, tirei o sobretudo e tirei tudo. Cheguei em baixo de sua janela e gritei: "Estela abra a janela". Abriste e o que viste: lá estava eu, em pé no granito da calçada, sem chapéu, sem sobretudo, sem nada. EU ESTAVA NÚ.  Samira eu te amo!!!!!!!!!!!Samira eu te amo!!!!!!!!!!!Samira eu te amo!!!!!!!!!!!Samira eu te amo!!!!!!!!!!!  Que bom aproveitar o dia quente para fazer o que gosta.  Brisa no rosto... peito aberto... o tempo para...  Mas, as coisas findas, muito mais que lindas, essas ficarão. E eles passarão, enquanto eu, passarinho... Que lindo é ver o mundo, vasto mundo, e eu não me chamo Raimundo...  quantos existem espalhados pelo mundo? Hoje me pegaram de surpresa , pois estou triste , deprimida e angustiada , mesmo com o Sol brilhando lá fora! Todos estáo sorrindo menos eu , todos estão brincando ou trabalhando , menos eu , muitos estão doentes ou internados menos ! E daí?  quantos existem espalhados pelo mundo? Hoje me pegaram de surpresa , pois estou triste , deprimida e angustiada , mesmo com o Sol brilhando lá fora! Todos estáo sorrindo menos eu , todos estão brincando ou trabalhando , menos eu , muitos estão doentes ou internados menos ! E daí?  e tudo não passou de um sonho delirante...poruqe o que se da nunca se pede de volta..e por si só a juventude se desfaz num movimento doido dentro da incapacidade humana deentender o outro das formosuras de beleza impares e peras doces como uvas  Vinho... uma taça basta; ou talvez uma Coca! Isso! Com gelo! MUITO GELO!  Limão! E o limão? Ah, para que tornar a vida mais azeda do que já é? E depois, realmente, Coca faz mal. Ou não. Depende se você for uma pia entupida ou não. Me manda um suco de laranja aí!  Ou quente, já que minha garganta está ardente do frio que está fazendo aqui no quarto gelado. Cobri-me todo deixando apenas a cabeça de fora mas mesmo assim tinha que estirar o braço para pegar o copo e nesse tempinho no qual o braço ficava fora das cobertas, eu sentia agulhadas pelo braço, como mil agulhinhas estivessem sendo enfiadas no meu pobre braço. Resolvi pedir que desligassem o som, fizeram de conta que não escutaram ou mesmo o som estava tão alto que não ouviram mesmo, deixei para lá, afinal tocava Ligetti e é sempre bom ouvir Ligetti, mesmo que você esteja querendo mandar parar o mundo para descer, puto com tudo e todos, mas nada não, amanhã será outro dia e poderei cantar novamente.  O careta estava de olho no bagulho, não tirava seus olhos de sabujo sujo da mercadoria que estava sobre a mesa. Yan ia começar a divisão, pelo acerto seria partes iguais para todos, mas logo vimos que o careta só pensavam em dar o ganho em tudo, foi quando Toco me cutucou por debaixo da mesa, fiz um leve meneio de cabeça dando a entender que tinha entendido, Toco piscou para Cabeça que olhou para mim com um olhar meio surpreso, afinal havia sido eu que tinha levado o careta para a parada e agora dá um banho nele, seria minha responsabilidade explicar depois, caso ele sobrevivesse e viesse à nossa procura. Nisso um estouro de trezoitão pipocou por debaixo da mesa, o careta tinha metido um balaço certeiro bem na barriga de Toco. Nem me cocei, logo o trezoitão virou para Cabeça e pipocou novamente. Segundos. Frações de segundos. O jogo havia mudado. Restava saber se eu continuaria nele ou não.  Hoje não pode faltar neste livro a menção à Iemanjá ou Nossa Senhora dos Navegantes. A linda rainha do mar. Aquela que dá a sensação de leveza, beleza, a todas as muheres. Que as faz se sentirem sedutoras e capazes de tudo o que sua imaginação revelar! Será que o macaco seria macaca?   Que adianta dormir, que adiante acordar, que adianta comer, que adianta beber. Que adianta. Acordei,como sempre, as cinco da manhã, me olhei no espelho e vi um cara que está passando...passando. Já dormi e acordou várias vezes, abro a janela e vejo um dia claro de sol, ligo a tv e assisto eleições de políticos que se enganam e enganam a todos. Que adianta. Dia vai, dia vem e é sempre a mesma coisa. Falta dinheiro, falta açúcar, falta sal, falta feijão,falta arroz., falta mulher. Cortaram a luz!!! Falta amor. Que adianta. BUUM!! FUI.   mas lhes digo em realidade que a idéia seria que macacos digitassem aleatoriamente, algo tipo: ahxiyhdu ecdu xias talevnyn acda daqdu syhta asyem byny cgumm@rudsyem.lus mas poderm todavia contudo o site é inútil mas divertido.   passei o dedo no nariz e tirei um melca muito grande, quando joguei no chão ela fez um explosão e saiu um gênio pedindo 3 desejos, os desejos foram:  sucesso, saúde e sorte!  Cara, então você jogou uma meleca atômica?Eu não, eu colo embaixo do piano,pior é quando se vai botar uma e encontra uma outra lá, sequinha sequinha, mas eu quero ser feliz.......  enquanto o sol nasce e se põe eu fico a ver macacos e eles não me vêem pois estão ocupados escrevendo mais um grande engodo para a humanidade com o pretexto de fzer um texto coletivo. O coletivo está atrasado e o que chega é um ônibus bomba em chamas e com um idiota a mando do PCC farias pra torrar o saco dos trabalhadores de são paulo  então meio quilo deixou de fumar com medo do torrado de trabalhadores de são paulo? não, não sei, respondeu alguém no final da mesa, levantando uma algaravia dos circunstantes quanto aos vícios alheios. Um troglodita mal ajambrado, cheio de salamaleques adentrou o bar e se dirigiu diretamente para a única mulher presente. Todos suspiravam de tensão, afinal ela - a única - a seis meses que não dava a ninguém, daria a aquele zé mané? Meio Quilo era o mais tenso pois sempre tivera uma paixão por ela, mas nunca tinha tido coragem de se expressar abertamente. Agora via que um troglodita iria levar para sempre sua princesinha, sua flor do cerrado. oh não! disparou com os dentes semi-cerrados e fechou os olhos para não ver o desfecho.  Ele desiste da princesa, faz um curso de inglês e nota a mulher da sua vida. 8 anos depois, em 2007 eles se casarão. Felipe e Suelen estarão unidos para sempre. E assim a vida continua, dia a pós dia, letra após letra, suspiro após suspiro com o casamento pré-marcado para dia 20 de outubro de 2007. Estaremos aqui nessa pseudo obra de arte literária contando o que acontecerá. Em breve!!!  Nem tanto tempo decorrerá até que essa arte seja reconhecida. A aleatoriedade dos pensamentos unidos em um único texto nos afeta, a princípio, negativamente. Entretanto, o desafio que isso representa para nossas mentes é precioso a partir do ponto em que nos dispomos a entender a riqueza do ser humano em sua imensa variedade de idéias.   I não sais que i veux fazer here. Mas je want particitar de this bobeira.   E cá estou eu, digitando e formatando; pensando e me enervando...Monografia é algo que ataca os nervos de qualquer um!  ...e elas se encontram apoiadas em minha cama encantadas com a graça da novidade de se poder criar, no celular, uma tecla de atalho usando um comando, que seja lá qual for, as faz rir. Tão inocentes, tenho vontade de protegê-las de tudo... da falta de água no futuro tão alardeado nesse janeiro frio de 2007. Se dará o fim do mundo em fome, sede e sujeira total? Mas não era com fogo? Ah! Pode ser que acabe mesmo em fogo por falta de água para apagá-lo. Mas não estarei mais aqui para protegê-las. Ainda bem, não suportaria tanto sofrimento causado pelos homens-macacos irracionais, arrogantes e idiotas.  Todos que merecem serão felizes.  Até hoje não se sabe ao certo sobre reencarnação, apesar de muitos acreditarem que sim eu tenho dúvida , ainda mais que a população cresce ano a ano, de onde vem tantas "almas"? Dizem que são de outros planetas mas até hoje nunca foi divulgado se há ser vivo em algum outro lugar da galáxia.  Eu amo Larissa. Ela é tudo pra mim e o que eu sinto por ela é indescritível.  E ai eu paro e penso....Mesmo que a vida não siga para outro plano....mesmo que nós não tenhamos almas.....Mesmo que deus ou o diabo não sejam reais....O amor porém é real e deve ser vivido intensamente enquanto pudermos.....devemos praticar tudo o que nos faz bem....sem ter medo, com coragem!Para sentir o induscutível...o inexorável...o belo i + puros dos sentimentos que Qalquer ser ou qualquer saco de átomos pode sentir....Digo isso por que tambem sinto o mesmo que esse lindo, fofo, cavalheiro, gentil i não menos apaixonante garoto sente....Nunka acreditei em alma, inferno, Deus ou destino....+ foi com ele que aconteceu o que só algum tipo de misticismo poderia explicar....EU HOTTIE MAMA VC!!!!!!!  se finalmente se chega ao orgasmo profundo onde o nada não é mais vazio do que o tudo   Quem me dera poder dizer que um dia eu iria ver o quanto fui feliz com voce e não me dei conta de dizer,e hoje quando me olho no espelho vejo uma mulher que brinca de balanço tentando ser criança e uma criança que anda de salto tentando ser mulher.....  Tinha tanto para falar, mas nunca achei o momento certo... os dias foram se passando e nada foi dito.  e hoje eu estou aqui, tentando achar palavras que encaixem no texto e em minha vida, tentando imaginar quem sou eu, o que sou, e prá que vim, num eterno bailar de palavras passando pela mente, talvez eu seja uma dama, uma criança ou quem sabe uma bruxa, mas, um dia se eu descobrir meu interior eu consiga enxergar dentro de mim...você  talvez possa perguntar; não seria melhor colocar a bunda na janela, sentir aquele friozinho no cú pra saber quem você realmente pensa que é?  Nessa nossa longa vida de percalsos e descasos, vou sorrindo, amando e me revelando, repassando ao mundo meus talentos, absorvendo tudo que posso e me dando cada vez mais ao meu destino. Acredito cegamente na possibilidade de ser eterna. Sei que tudo poderei realizar pois a mim compete querer e fazer. Mesmo o CAT querido que tanto me motiva, contribue para essa tal eternidade e sempre será capaz de iluminar tudo ao meu redor.  ♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥VENHO AKI PARA DIZER O QT AMO MINHA NAMORADA SUZIANE EU A AMO ALEM DOS LIMITES DA COMPREENÇAO HUMANA ALEM D QUALQUER SUSPEITA DUVIDA OU CONDIÇAO LINDA DEMAIS SUZI EU TE AMO!!!!!♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥♥  ...............Gostei muito dos depoimentos e desabafos da alma de todos que aqui depuseram.  Se depois disso tudo o fluminense não for campeão, pelo menos Carioca, eu me mudo para Marte e vou torcer para o Martinense Football Club.  Pena que estejam desviando dinheiro aqui.  Morgana, eu avistei as suas duas fotos por intermédio do correio eletrônico pertencente ao marcos. E Sua graça há de convir que estavam absolutamente belíssimas. E também adorei contemplar seus olhos, que me lembram Afrodite. Zôião biíto toda vida, nénão, sô?  E tem mais uma coisinha à toa, sem importância... ele achou-a "normalzinha" por demais para merecer o epíteto de "princesinha"... "Disconcordo": Morgana Chevalier estava é muito da gostosinha, com uma carinha de putinha irresistível!  E pensar que eu quase não pude aparecer... se não fossem aqueles símios malabaristas, que trocaram o pneu do carro com a mesma velocidade que roubaram a banana da venda da esquina. Se Morgana soubesse o quanto conspirou o universo para que nos víssemos... correria no mesmo instante para a Gávea e compraria, feliz da vida, a camisa comemorativa dos 25 anos do Mundial interclubes... aquela com o 10 do Zico nas costas... e sairia toda toda se exibindo por aí. Ai Morgana... por isso gosto de ti!  Aquele mesmo Zico o mágico do maracanã , culpado pela paixão de inúmeros flamenguistas , incluve eu . Que saudades daquele tempo do Galinho de Quintino.  palavras sem nexo nexo nexo... onde estou??? quem sou eu? quem são vcs?   Aqui, no meio da Rua 25 de Março, Saara, Rio de Janeiro, estado de Nova York, Japão, procuro por purpurina.  Feijoada do Osama:2ª feira de carnaval, Osama abrirá os saloes de sua mansão para receber os amigos com uma suculenta feijoada. Depois do reforço alimentar, os confrades deverão seguir para um bloco de rua qualquer.  E no famoso bloco qualquer o " Empurra que Pega" do Leblon no Rio de Janeiro encontrei um ser de outro planeta.....Corpo pequeno...palavras sem nexo...movimentos rápidos.....quase passsava desapercebido no meio da multidão...quando alguém gritou....Ney...Oi Ney...Estou aqui....Daí foram só sorrisos e muito samba no pé....até chegar no Dudu...  Será que São Paulo merece o prefeito que tem? Quando for votar pense no vice! Não o vice-campeão do último campeonato paulista, nem da Copa do Brasil, mas o vice da chapa do seu candidato a prefeito, governador e presidente da república.  Nonô nunca tinha visto uma xiranha em toda sua vida. Xiranha, xereca, xibiu, xoxota, xavasca ou seja lá qual fosse o nome usado para designar o conteúdo dos sonhos que sonhava mesmo acordado, parecia-lhe sempre iniciar com um X maiúsculo, desses enormes, que lembram aquelas placas de PROIBIDO. Fora as fotografias em “close-up” das revistas pornográficas, rotas e amarrotadas que colecionava no fundo do armário; as que apareciam nos “sites” não menos pornográficos da Internet, “salvadas” em caixas e mais caixas de disquetes, CDs e no “disco rígido” de seu computador; a de sua mãe que ainda se lembrava dos tempos de infância quando podiam tomar banho juntos sem que isso fosse considerado imoral e que, recente e acidentalmente, havia lhe aparecido frente a frente, molhada e ensaboada, num dia em que, entre o distraído e o apertado para uma mijada, entrara no banheiro sem a usual pergunta “tem gente?” - há muito combinada entre seus familiares depois do dia em que a fechadura emperrou - e dera com Dona Santinha, cortina do boxe escancarada, meio corpo pra fora, tentando alcançar um banco um pouco afastado onde estava seu aparelho depilador, com o susto mútuo ambos se empinaram para trás deixando uma visão privilegiada para reavivar a imagem gravada no recôndito de sua memória; e ainda a de sua avó que por já estar convenientemente caduca deixara de usar calcinhas e se esquecera, certa feita, de baixar a saia depois de um demorado xixi, saindo assim pelo corredor e só desconfiando do que se passava pelo olhar baixo e meio que paralisado do neto em questão que barrava sua passagem para a cozinha. Fora estas só mesmo as que pairavam nas retinas de seus olhos fechados nas horas em que agachado no cantinho do chuveiro praticava aquela covarde luta dos dez contra um, que Antenorzinho era bem dotado e não podia perder tempo, pois sabia que logo ouviria a voz aflita de Dona Santinha a falar que a conta da água estava pela hora da morte e que enxaguasse bem as paredes depois que acabasse pois ai dele se sobrasse aquela melequeira de outro dia e outros impropérios ditos até com carinho e naturalidade mas que desfaziam qualquer desenho elaborado por sua imaginação, por isso usava logo as duas mãos numa técnica aprimorada em anos e anos de prática. Tinha ainda as que o visitavam em suas noites de sono profundo, acordando-o de madrugada e fazendo-o levantar para trocar os lençóis, encharcados de um líquido morno, gosmento e de cheiro forte, antes que a magrela da empregada viesse arrumar a cama e saísse resmungando, em alto e bom som, pela casa a fora de forma que toda a vizinhança ouvisse, que a escravatura já tinha terminado, que ela não era obrigada a passar por essa humilhação, que esse menino tinha era que arranjar uma mulher urgentemente pra parar de manchar as roupas de cama, que ela só não largava dessa casa em consideração à Dona Santinha que a havia trazido lá do interior e a tratava como uma filha mas não sabia até quando ia agüentar, isso não sabia, que assim não havia sabão em pó que desse pro gasto e que depois ela é que pegava a fama de gastadeira. A negrinha só não conseguia disfarçar as longas fungadas que dava enquanto tomava fôlego para prosseguir tagarelando, no afã de aspirar profundamente aquele aroma que exalava dos panos trazidos embolados e apertados contra os peitos pequenos de jovem donzela, como se fossem um ser merecedor do mais sincero carinho.   Com tudo o que passou, percebemos que nossa vida é uma simples historia que e repetida e repetida, e que em dia ainda foi vivida que tambem foi repetida por outras pessoas, por isso não gostamos de entra em rotinas pois elas repetem e repetem e repetem...entao um belo dia encontramos um grande amor.  o amor é lindo  E como o amor é lindo, fazemos coisas diferentes todo dia, toda hora, de forma a fazer com que o tempo passe mais devagar, para podermos lembrar sempre desse tempo devagar, gostoso. Como é bom ter passado. Pelo passado a gente sabe que tem futuro. Imagine se alguém rouba o seu passado? Ou se você consegue pelo menos se apropriar de boas lembranças alheias?  Muito bacana este site macacos.li e adorei parabéns.. Lúcia  Percebo q cada dia esta mais difícil de aguentar a temperatura terreste,e o pior que o próprio ser humano esta colaborando ,para que isto aconteça.....hoje me sinte muito triste com isto.  Hoje o dia está lindo, estou feliz por ter uma família linda, cheia de saúde, meu marido maravilhoso e meu filho abençoado. Obrigada Deus  é gosado a volta que a vida nos dá. quando olhava para o meu pai olhava ele brigando com a minha, dizia para minha irmã espero nunca discutirmos entre irmãos. a minha irmã disse, eu também. a vida passou crescemos minha mãe foi para outro plano (sudades demais) minha irmã se casou com um cara bem de vida, e vimos que isso mudou totalmente a história, meu pai não me liga nem nos natais, não sei do meu irmão. só quando precias de alguma coisa, minha irmã então nem se fala ficou rica e esqueceu do seu irmão que brigava com os muleque da rua quando a ameaçava...mas tudo tem seu lado bom, encontrei uma esposa muito companheira que me supre este lado. é minha mãe,irmã, colega e amiga ao mesmo tempo não a largo por nada neste mundo, se hoje ficasse rico a primeira coisa seria nossa casa.. mas logo,logo estará ai, quando a construir eu escrevo de novo. abraço macacos..  oi eu de novo, gostaria de redigir algumas frases que eu escrevi errado, mas não achei com então desculpe pelo erro de digitação...  quero ir na mata com a minha familia dia 11/8/2007 domingo as 2:00 horas  deu serto  Quem faz gostoso é MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  e tomei muito sorvete no arpoador vendo o por do sol.  ° muitas repetições, poucas reflexões...somos uma miscelânea do que não queremos ser... somos o negativo de todo o negativo que vemos por aí... vemos o que não queremos e desenvolvemos o contrário dentro de nós... mas uma vez vendo o diabo, o diabo te muda e não o contrário...°  porque o que importa não é se você apanhou ou não e sim se continuou na briga  a vida e mesmo muito engraçada,e so aprendermos a lidar da melhor maneira possível  "go ahead, make my Clint Eastwood."  Alguém escreveu que, se a gente deixasse um macaco imortal diante dum teclado ou de uma máquina de escrever e ele ficasse digitando aleatoriamente qualquer coisa durante milhões e milhões de anos, um dia ele acabaria por produzir um texto magistral, por pura sorte. Em 1999, o escritor Jorge Moreira Nunes bolou um site implementando justamente essa idéia e que funciona até hoje. É um texto online chamado simplesmente "Macacos", que recebe contribuições de qualquer um que queira redigir a sua continuação.   Se voc~es querem repetição, repitamos, pois, a delícia-mor: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  continuemos: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Deliciosamente: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Sinto vontade de comê-la... literalmente. até chupar-lhe os ossos: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Afinal. nem tudo que reluz, é caneca...  As canecas são seres estranhos. Mais estranhos ainda, são os professores de matemática. Certa vez, houve uma professora de matemática que colecionava canecas. E o mundo nunca mais foi o mesmo!  Se tudo ocorrer nada vai viver  porém ainda vivemos neste mundo...intaum o que vamos fazer???Ir pro carnaval de Salvador tomar kchaça i ouvir cachaça da timbalada!A vida é pra se viver!!!!Intaum VIVA, AME!!!!!  E no dia 20 de fevereiro de 2007, terça de carnaval, eu a vi... eu a vi, como há mais de 20 anos... pela minha janela... ela no bloco carnavalesco... com uma bermudinha deliciosa... Parabéns! Você ainda está podendo, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES!  Estou chegando agora. Nem acredito que li tudo isso. Queria encontrar um sentido, uma sequencia, uma sintonia. Mas as pessoas viajam e saem de si. Tudo que aqui vejo só me prova que realmente há pessoas que sabem escrever, e pessoas que simplesmente não sabem. 500 palavras é pouco demais pra mim, escrevia até cansar meus braços. Precisarei voltar.  Liguei a televisão e vi um ônibus incendiando, pensava que a imprensa televisiva já estava de novo se aproveitando da morte de mais um ser humano queimado vivo no ônibus do 350 - Passeio-Irajá que falecera ontem dia 26/fev/2007, que nada era mais uma cena de novela. Lamentavelmente a imprensa sem cor, pois a imprensa que mente e monta notícias é marrom, estava se aproveitando de uma calamidade publica para aumentar seu faturamento. Foi assim com vários fatos que ocorreram e o último me deu náuseas, foi a morte do menino no asalto a um carro na Zona Norte, durou até o carnaval e depois ficou nas páginas internas da imprensa incolor. O sonho de antes tornou-se pesadelo, o pesadelo de criança agora é realidade, e a vida continua, como os carros alegóricos queimando a pleno vapor.  E pensei: "rosas são vermelhas e violetas são azuis". E fui pro bar da esquina tomar uma Original. Depois de muitos e muitos copos de cerveja acabei por embriagar-me, ficando a olhar o horizonte e pensando na vida...Tentando imaginar uma razão do porque de estarmos aqui. E obviamente não cheguei a nenhuma conclusão.  como está sua poliglotice militante?: " TÍ TÒ MÈN AEÌ, GÉNESIN DÈ OUK ÉKHON; KAÍ TÍ TÒ GIGNÒMENON MÈN KAÌ APOLLÝMENON, ÓNTOS DÈ OUDÉPOTE ÓN; né?  como está sua poliglotice militante?: " TÍ TÒ MÈN AEÌ, GÉNESIN DÈ OUK ÉKHON; KAÍ TÍ TÒ GIGNÒMENON MÈN KAÌ APOLLÝMENON, ÓNTOS DÈ OUDÉPOTE ÓN; né?  Isto aí é grego koiné! E, por falar nisso, quando Sócrates viu se aproximar o cálice de cicuta, comentou, de si para si mesmo: "prefiro um suco de azeitona...". Ainda bem, porque eu já vi, em um livro, Judas Iscariotes devorando uma fornida espiga de milho! Milho que eu encontrei até no Alcorão Sagrado, na tradução (traduttore, tradittore...) do Mansour Chalitta! Haja milho!  Meu Deus... hoje (08 de março de 2007...) eu vi uma foto atual da querida Kay Parker... a beleza e a elegância permanecem... mas, infelizmente, o tempo, para ela, está passando... e as marcas deste tempo já estão visíveis em seu belo rosto... Tempo, tempo cruel, que não pára e nem retrocede...  Tempo que nao retrocede nem para Miryan, uma professora de filosofia que busca descobrir todos os mistérios do intelecto humano.  Mas... o que é exatamente o tempo?? Alguém será k pode me dizer como o homem consegue medir essencialmente o tempo?? talvez seja uma sucessão dias, meses e anos..mas talvez também o tempo seja medido pela maneira como encaramos os fatos da vida... Izidro é uma pessoa que sabe verdadeiramente viver o seu tempo... e aproveita a cada instante para extratir o máximo que o tempo pode nos oferecer..o livre arbítrio...  o poder de escolha, de optarmos pelo caminho que mais nos convém, de seguir nossa próprio rumo e trilhar nossa própria estrada...livre arbítrio, duas palavras que poderiam ter seu significado desenvolvido em milhares de verbetes e frases, mas que podem ser resumidos em uma palvra ainda menor: liberdade.....  doce palavra, com suave sabor e prazeroso aroma....palavra almejada pelos prisioneiros, pelos escravos, pelos marginalizados.....  Até não poder mais ele beijou os pés da estátua. Se o proprietário visse isso, contaria até dez e deixaria o táxi boiando no rio. Pedro não viu isso. Jabuticaba escorrega muito.  toda vez que entro qkai nao entendo nada poruq ainda eu estou entrando sera que para mim dessabafar mas uma vez nao consigo me entendr como uma pesoa mas estou tentsdndo e espero que consiga porque um ahsitoria aasiim nao pode terminar e==desse jeito  e é desse jeito que eu fico quando a vejo, MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  sei que sou assim  Sou assim e pretendo mudar minha personalidade em quase nada,apenas aperfeiçoá-la, pois apesar dos pesares, hoje sou o que sou pq sempre fui assim...entende?  Só consigo entender uma coisa, somente uma, em toda a minha vida: a minha etrena Musa Erótica é, e sempre será... MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  ... esse nome me persegue... ecoando na minha cabeça, lá vem ela de novo, esse raio dessa Emilia...  Macacos não me mordam, porque se mordem, dói… Penso em algo inteligente para dizer por aqui, mas para quê a inteligência? Todas as ciências, filosofias, religiões, artes entretenimento e tecnologias miscelâneas ainda não explicaram porque a humanidade caminha tão desunida, tão diferenciada e tão desorientada a maior parte do tempo. O ser humano se diz superior, se pensa superior porque se pensa, logo existe, ou existe, logo pensa, ou existe antes de sua essência, ou existe pela sua essência… No fim do dia, o ser humano é um estar, e nem todos estão tão humanos quanto os demais. Já diria Orwell: “Todos os animais são iguais, mas alguns são mais iguais do que os outros.” Falava de nós, de nós que nos pensamos mais do que os demais, e logo gastamos a Terra, gastamos e abusamos nossos (des)iguais, e continuamos uma saga histórica de destruição e destempero, de desdém, desespero, desilusão, desamor, desquite… Para quê a inteligência? Feinman, o físico cabreiro, diria que: “Somos como um macaco tentando alcançar uma banana colocadas sobre gancho alto, destacado do solo em elevada altitude, enquanto em sua cela existe apenas dois paus de madeira e uma corda. Quando conseguimos juntar os dois pausinhos com a corda e puxar a banana, gritamos Eureka!” E esta é a impressão que deixo por aqui, por enquanto, enquanto os Macacos continuam se espalhando e cada qual contribuindo como pode, que a inteligência não nos importa. Somos todos macacos. Macacos não me mordam, porque se mordem, dói…  Mas o que a Emilia tinha a ver com aquilo? O nome que da cabeça dele vazou à minha, infestou meus pensamentos de uma nefasta série de macacos tuscanos etípoes. Com sede de vingança, rechaçam o que se tece em palavras e transforma em sede de vingança. Sofridos esses macacos tuscanos da Etiópia, e o que eles têm a ver com Emilia. Emilia os mandou, tenho certeza. São eles que me deixam com medo de suas mordidas. Estapafúrdia! Calúnia! Escândalo! Isso não é arte, porra, arte faz sentido! Macacos arteiros… A primeira vez que a foto de um macaco foi vista pela chamada Civilização Ocidental foi na segunda metade do século XIX, por causa do amor, perdão, só por causa de Darwin. Uma macaca chamada em Tel Aviv andou dando tapas às caras de rabinos ortodoxos quando contraiu uma doença estomacal que a fez andar sobre as duas patas. Outra doença posterior a fez usar sapatos de camurça, usar saia, batom, fazer reflexos e chapinha no cabelo, e a ler Karl Marx e assistir filmes de Paul Newman. Cada macaco no seu galho, mas nem todo macaco cabe em seu galho, e muitos macacos não se contentam só com um. Minha maior vontade é mandar tomar no PIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIIII e por fim, como eu dizia antes do grande PI, minha vontade é que não haja mais PI e seja mais imoral ignorar os famintos do que mandar tomar no cu. E a Emilia? O que ela quer de mim!? (Pronto, agora nao escrevo mais, juro! Eu juro! Ahhhhhhh!)  Chocolate, chicletes e cigarros, os levo para toda parte, na intenção de fazer alguma coisa em benefício próprio, Emília é só uma boneca de pano, que associada aos itens acima, com olhos de retrós e pernas descombinadas pode vir a ser um pesadelo na idade adulta, assim como sexo sem vontade, por isso a macaca prefere baton e Karl Marx ao bom e correto Monteiro Lobato, eu prefiro o que a macaca achar melhor.  Hoje a louca tá com a macaca, sucede um surto psicótico na fulana fofoqueira e idiota que pensa que é muito esperta é uma puta chata que naum se enxerga e vem me enchendo o santo saco desde que eu consegui... vai tomar no cú louca!  acontece de ter sido um dia chato e cansativo, não acho que ninguém possa me entender e o mais divertido é descobrir que ninguém mesmo entende ninguém, como neste texto absurdo que estamos escrevendo compulsivamente e de forma confusa e absurda, estamos cortejando o absurdo, ABSURDO, isso define a nossa situação, nossa fome de entendimento e solidão. É o fim do fim do fim da incompreensão. O máximo da comunhão.   ... Comunhão carnal e espiritual com MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  ... No dia 04 de abril, de 2007, quarta-feira, às 10h40min... ela, com 59 anos, 07 meses e 06 dias...  ... E ela estava com uma bermudinha... deixando à mostra grande parte das pernas... ainda firmes... e ela permanecia deliciosa... Bem disse, há mais de 30 anos, Oscar Alexandre Mortágua da Silva Bernardino: "Que cara de puta tem essa dona!".  Cara de puta... ???!!! MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  v c.f dlkdflhbklçnlçflmnjlpkdgklhklçvblk çgcflkçnkdflçhj,dçlhlçkdfh~lfjgljçkh~gkkkkkkkkk kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk kkkkkkkkhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhh hhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhhççççççç ççççççççççççççççççççççççççbbbbb bbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbbb bbbbbbbbbbbbbbbbbbbooooo ooooooooo ooooooooooooo oooooooooooo ooooooofjkbbbbbbbbb bbbbbbbbbb bbbbbbbbbbbb bbbbbbbbb bbbb,,,,,,,, ,,,,,,,,,,,,,,,,,, ,,,,,,,,,,,,,,,, ,,,,,,,,,,,,,, ,,llllllllllllllll llllllllllllll lllllllllll´ dhig  Que passa?! porque as pessoas estão se comportando como idiotas irresponsáveis, esculhambando tudo. Acho que assim encerra uma possibilidade de produzir uma trabalho interessante. Só lamento...  macacos ora macacos... rumo sul do lado do vento nas horas do mar, não vai acordar... ora macacos. sabe que dia são? jura!!! falou a verdade... é nunca!!!  Por que eu sou eu e não sou você? Por que eu estou aqui e não estou lá? Quando começou o tempo e onde termina o espaço? Será que a vida sob o sol nada mais é do que um sonho? Será que o que eu vejo, escuto e cheiro não é mais que uma miragem do mundo anterior ao mundo? Eu, que sou eu, não existo antes de existir... e que, alguma vez, eu, aquela que sou, não serei mais quem sou?  Metafísica.  Aristotélicamente...  E, falando-se de Aristóteles, falaremos, por conseguinte de Sócrates. Platão colocou na boca de Sócrates (no bom sentido, por favor...) a seguinte e lapidar frase: "Só sei que nada sei". Frase deveras reverbativa, mas auto-anulável e, portanto, sem sentido. Senão vejamos: Se Sócrates sabe que nada sabe, pelo menos de uma coisa ele sabe, ou seja, que nada sabe. Mas se ele nada sabe, como sabe que nada sabe?  Tou sabendo olhar o azul profundo do infinito... e que infinito... tão perto e ao mesmo tempo tão distante... lindo, lindo, lindo!!!  Alguém pode me dizer quem é essa p. Maria Emília de Souza Marques... não melhor nem dizer... dizer prá quem? Quem quer realmente saber? Macacos passem despecebidos, comem bigodes e engolem facas. Um olhar da prá ver, ele morreu sem saber.  Bigodes? Como não lembrar dos bigodes, os bigodes mais famosos da História do Pensamento Humano? Friedrich Wilhelm Nietzsche (1844-1900). Aquele que, para o qual, os bigodes eram mais que uma marca registrada, eram sua própria essência: "Meus bigodes são meus filtros", teria dito Nietzsche... E ele disse isto porque não conheceu Louise Brooks (1906-1985)!! É verdade... mas eu conheço a gatíssima Marta Bandeira!  Ah... Marta Bandeira... aquela que faz ressuscitar meu espírito antropofágico...  espírito? Estamos em um mesmo poço, um mesmo fosso, onde o que há é apenas olhar para os nossos depojos e nos contentar com o além de cada resto, onde um dia o horizonte foi os nossos limites e tudo o que eu disse era para todos e todos não eram para mim... tanto eu me exilei nos restos que criei, tanto caminhei, e me atolei em cada passo, e agora, resta o meu isolar.  O isolamento em si não é, de per si, um mal: isolemo-nos da grande nuvem circundante e fiquemos restritos a nós mesmos a a um pequeno número de Eleitos. Circunscrevendo-se, seremos grandes, porque a grandeza não está no tamanho, mas na potência do porvir. Se somos Legião é porque somos muitos, independentemente do número. Sejamos Malditos porque os bem postos cheiram a podridão, enquanto nós pavimentamos o Caminho no qual deverá passar o Portador da Luz.   se a cobra pudesse voar, talvez não sobrasse reptil ou mamífero sobre a terra, por isso toda cobra nascida tinha suas asas cortadas, até que a evolução se encarregou de fazê-las sem asa. a barriga da cobra é o seu maior trunfo, pois com ela os ofídios qque são répteis poiquilotérmicos (ou pecilotérmicos) sem patas, pertencentes à sub-ordem serpentes, bastante próximos dos lagartos, com os quais partilham a ordem Squamata não conseguiriam se locomover. . A atração pelas cobras é chamada de ofiofilia, a repulsão é chamada de ofiofobia. O estudo dos répteis chama-se herpetologia (da palavra grega herpéton que significa "aquilo que rasteja" - em especial, serpentes). Ofiofobico sou eu de uma nega que tem a barriga parecida com uma cobra. Se você cruzar com uma desta por aí, "vaza meu" porque é fria.   eh a historia mais ridicula q ja vi!!! em vez de tar estudando e pensando no futuro fika ai pensando em vida boa, skol, mulher. so digo uma coisa a vcs q concordam com essa idiotice de historia: **********************************************, ok?   A invenção da alma pelo homem insinua-se toda vez que o sentimento surge do corpo como parasita, como um verme aderido ao eu. É suficiente uma pessoa sentir-se viver (e não apenas como aceitação, mas como uma coisa-que-está-bem-que aconteça) para que mesmo a coisa mais próxima e querida do corpo, por exemplo, a mão direita, torne-se imediatamente um objeto que participa repugnantemente da dupla condição de não ser eu e ainda estar aderido a mim.  MEU NOME É CAROLINA DE MELLO CASTILHO, ESTOU CURSANDO DESIGN GRÁFICO NO INFNET - RIO DE JANEIRO.  O superadobe do iraniano é muito bom... Pena que não será feito na lua, mas pode ser aproveitado em outros planetas. Quando foi prioridade cuidar da saúde do planeta terra, deverá der de muita utilidade.  Aprender a ser feliz de dentro para fora. e buscar no próximo um meio de nos prolongarmos   que não deixa de ser muito tempo, TEMPORIS MORTIS.  Sim, mas quem nos curará do fogo surdo, do fogo sem cor que corre ao anoitecer, saindo dos portais carcomidos, dos pequenos vestíbulos, do fogo sem imagem que lambe as pedras e espreita nos vãos das portas, como faremos para nos lavar de sua queimadura doce, que persiste, que se aloja para durar, aliada ao tempo e à recordação, às substâncias pegajosas que nos retêm deste lado, e que nos queimará docemenente, maté nos calcinar?  Então é melhor compactuar com os gatos e os musgos, trvar amizade imediata com as porteiras de roucas, com as criaturas pálidas e sofredoras que vigiam às janelas, brincando com um ramo seco. Ardendo assim, sem tréguas, suportando a queimadura central que avança com a madurez paulatina no fruto, ser o pulso de uma fogueira neste emaranhado interminável de pedra, caminhar pelas noites da nossa vida com a obediência do sangue no seu cego circuito.  tristesa é o que sinto sinto muito mas não quero falar este é o meu momento me respeitem . Chega é sempre assim e eu quero só amor pq vcs acham que eu tenho tudo...coisa chata enfadonha só ouvir quem tem razão mesmo se fosse real .Viva a monotonia...  "Já me borrei de tanto rir ouvindo O infinito sendo explicado Se sendo é um verbo Prefiro ficar sendo calado." "O homem é o único ser que tem o poder de modificar as coisas." desobediência é uma virtude necessária à criatividade." firulas, firulas, firulas. orgulho desmedido. Eu precisar de alguma coisa??? eu precisar de alguém?? jamais. Sim sou auto suficiente, sim posso morar so numa ilha. e vem vc e quebra as minhas pernas...  foi então que bradei com toda força que ainda me restava: Childe Roland à Torre Negra chegou....  Aiiiiiiiiiiiiiiiiiii, estou completamente chateadaaaa, aborrecida sem fazer nada.....  PLANEJAMENTO ESTRATÉGICO DA EMPRESA Visão Empresa inovadora que procura sempre atender as necessidades dos clientes, produzindo calçados confortáveis, com a mais alta tecnologia, e com ótima relação custo x benefício. Missão Levar o conforto para os pés das crianças. Objetivos Crescer 75% no mercado de calçados infantis Ter o cliente em primeiro lugar Desenvolver produtos ortopedicamente corretos Seguir e criar tendências Busca incessante pela qualidade Preservar o meio ambiente Estratégia da empresa Usar técnicas agressivas de marketing Desenvolver calçados utilizando de tecnologia avançada Posicionamento estratégico Força  Mercado – embora restrito está em consolidação  Distribuição – porém restrita  SAC – poucas críticas  Recursos humanos – bom relacionamento, motivados =) Oportunidades  Expansão dos negócios por todo o país  Melhora no atendimento  Aumento da produção Fraqueza  Clientes – poucos clientes novos em outras regiões  Concorrência – possui pouca diferenciação, apelo pelo preço  Marketing – não valoriza as qualidades e sim o dinheiro  Vendas – público consolidado  Lucros – pouca geração de renda  Equipamentos – necessitam de atualização  Desenvolvimento de produto – falta uma equipe criativa Ameaças  Extinção da marca  Restrição do mercado  Perda de “valor” do produto  Público-alvo restrito  Fechamento da indústria  Ficar desatualizado com relação ao mercado  Estagnação das vendas, perda de mercado Abrangência Todo o Brasil   Hoje, dia 12 de junho de 2007. Dez anos atrás, 12 de junho de 1997... eu ousei abrir minha alma para você... Fiz bem? Juro, ainda não sei. Talvez fosse melhor ter guardado para mim... e, oculto que estou sob a capa do anonimato e sabendo que, em breve, estas palavras irão se perder neste torvelinho de textos, e imaginando, tendo quase certeza de que ninguém de seu círculo de relacionamentos irá acessar esta página, ouso deixar aqui seu nome: ANA CRISTINA FIGUEIRA DE ALMEIDA.  Eu me apaixonei pelo Fernando... Pode?? Também ele é tão envolvente... bonito? Agora sim. Adoro dormir com ele. Nossa... ficar fazendo carinho. Ele é meu querido. Vai ser meu marido, o pai do meu filho.  Não tive filhos, não transmiti a nenhuma criatura o legado da nossa miséria.  eu amo marcello ele é demais gostoso bonito pintudo e bom d +++ na cama nossa adoro transar com ele ele é demais ja estamos juntos a 2 anos mais ele é ksado aff hj é dia 20/06/2007 fizemos 2 anos será que faremos 4 deste jeito huahha te amo marcelo te amo marcelo  marcello carioca marcello carioca marcello carioca marcello carioca marcello carioca marcello carioca loiro peludo tesão te amo muito são roque   Ora, eu, eu... Louco não! acho... acho? O Livro da Lei é pavoroso. Já leste? Aconselho, mas não se entusiasme. Um dia desses/ Num destes encontros casuais. Quando é que u uso cedilha. No macacos,macacos, macacos, macacos, macacos. Me disseram que pra achar esse site é só repetir macacos cinco vezes no google. david Hume? Não sei. Vou ler, mas não agora. sim, estou sem tempo. Macacos, macacos, cacos, marcianos, janelas e hotéis, garagens vazias, fronteiras... Porque isso teria que fazer sentido. é um monte de recortes de idéias distintas e eu estou sendo apenas distinto. Acho... Acho? Macacos, macacos marcianos e cacos. Me soltem, eu sou normal, me solt...  GUIM GUIM GUIM   Ontem tive notícia dela... que alívio!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  Agora o Pinto é Mourão!  Agora o Pinto é Mourão!  Macacos me mordam!!! Por que tudo tem que ter um sentido?? Quem dá esse sentido e por que tem que ser tudo igual? Como conceitos de beleza, comportamentos, hábitos etc podem ser globalizados, se cada ser humano é um INDIVÍDUO? estabelecer regras e/ou normas para uma boa convivência, vá lá! Agora globalizar sentimentos, noções, modos de agir?? Macacos me mordam!  dlfprot0 euriodkw DKF kbçdlf kgoepçrolfklfrlgikyyçlç jfufmfjfkfkfjirimcip´wi9eoHFHjckcj sikjd hdjd idhdfi   XXX Aninha... Luz de minha vida... hoje, dia 29 de junho de 2007. Há 30 anos, o Mundo tornou-se mais Radiante... Sua Luz ilumina, dá sentido à minha vida... Vidas paralelas, Aninha... quando eu desejaria que fossem uma só... o Tempo nos afasta, mas a espaerança faz com que eu possa, ainda, resguardar forças, para esperar, por mais longa que seja esta espera... Amo você... e oculto pelo anonimato posso declarar: amo você, ANA CRISTINA FIGUEIRA DE ALMEIDA...  XXX...  Humpf.... esse google nos leva a cada lugar! E ainda insisto em clicar, e participar, e mexer, fuçar! Achamos o buraco negro, é a internet meus companheiros... tudo é jogado no fosso da web, e pode se perder sem nunca mais ser acessado, ou pode voltar aos olhos de uns, que em seguida fecham e jogam de novo pro buraco negro! Ou estamos no mundo anarquista virtual? Onde eu sou e faço o que quero? Sem instituição alguma que me puna? Humpf... devo voltar a pesquisar no Oráculo Google.. tomar que dessa vez me leve ao lugar correto!! O_õ   PUTA QUE O PARIU! O QUE É REVOLUCIÓNARIO? USAR CAMISETA DO CHE GUEVARA? SER DE ESQUERDA ? LER O MANIFESTO COMUNISTA? RIEM DA GENTE...NOS DÃO UM SALÁRIO DE MERDA...E ME FALAM QUE REVOLUCIONÁRIO É UMA PROPAGANDA DO NOVO CELULAR QUE ENVIA VIDEOS EM TEMPO REAL... ENCOLERIZAI-VOS E DESFAZAM A ORDEM, ESSA ORDEM QUE NOS JOGA NA PRIVADA, VIDA PRIVADA, PROPRIEDADE PRIVADA... E EU AINDA CAGANDO NO FUNDO DO TERREIRO, PORQUE NÃO ME DEIXARAM SUBIR NO CONGRESSO PRA FAZER A MERDA LÁ DENTRO!!!!! FAÇAM UMA NOVA REVOLUÇÃO, INVENTEM NOVAS ARMAS PRA COMBATER AQUELES QUE NOS DEIXARAM ESPOLIADOS... E ME CHAMEM... PORQUE ESTOU CANSADO DE FICAR PARADO....  JFRUFK FFNHDGDHDHDGHDSFZNGSXXNDY GDIJSBYGSGYSGYSTGWG SXUHSTYSUYSYDD KEN HE GYE YGEY G YC F CFR CYCXJZN B B JUB JK KRU GHAFDRRQ RYE3RM JN N H HI 8GSYDHJ J DHDAW FDAJW G DIJWDE DKTADHWQ31 CASYTTW SGDWY WAEGYGDHASGHDJE HTSGWYWQ432YU6 EWYU3264Y682436 2836474328743264328 76423DFJNFSDNVCHJJVS CBHDFNDJBJF G45544455454LK KJFGJKFND LFSDJBHFDSNJFDSKJHFGJF DSFDSBHJVJ NJNVSDBHFSDFD SDSDVDFJNNNNNNNN NNNNNNNN NNNNNNNNNNNN NNNNNNNNNNNNN NNNNNNNNNN NNNNNNNNNNNNN NNNNNNNNNNNNNN NNNNNNNNNNNNNNNNNNN NNNNNN  nnnnnNão ! porque não ? porque estamos embriagados, estamos sonolentos, iguais a esses milhares de NNNNNN e nnnnnnnnnnn. Não sabemos mais nada. Perderam-se todas as esperanças e ficamos a olhar para o horizonte e só vemos o lindo pôr do sol. No entanto, não sabemos o que fazer com ele. Pintá-lo, digeri-lo, escondê-lo ? Nada. Não temos mais noção de nada. E assim continuamos dormindo acordados, olhando abestalhadamente para o céu, e esperando que venha uma luz com trombetas para nos acordar.   Por que acordar, por que despertarmos da doce letargia que nos faz felizes? Em troca de que? Da inútil e árida "realidade", por que encarar esta huamnidade sem conserto?  A grande tragédia: estar envelhecendo, enquanto a mente não envelhece... prova de meu envelhecimento: a Musa Erótica de minha vida vai completar, no próximo dia 29 de Agosto, 60 anos... 60 ANOS!!!!!!!  A confirmar: parece que a gostosinha da SHEILA MÁRCIA SANTOS RIBEIRO está grávida! Imagina que delícia ela barrigudinha! Deve ficar de virar do avesso! De botar na boca e mastigar ela todinha!  Pena que não fui eu!  hrsh  leia com muita atenção pois isso faz parte de sua vida  Olá! Sabiam que voçes são todos parvos!!! Hahahahahahahahahahahahahahaha  Não sei porque estou aqui. Só sei que estou. E isto basta!  Basta saber que um dia tudo será nada e a noite eterna, resultante da combustão final da última estrela, mergulhará o que restar do Cosmo em um infindável vazio gelado. E é só. Deixai todas as esperanças, ó vós que entrais...  Onomatopéicamente falando: EU ODEIO BUSH! EU AMO KAGANOVITCH! Locuções adjetivas mulambentas das expressões populares maiúsculas e minúsculas rimas no plural e no singular! Né?  Pois é, parece que não é, mas acaba sendo, se não fosse, não seria, porque, sendo, se ainda fosse, talvez não seria o que haveria de ser, pois, sendo, saberia que sou sem saber na verdade o que saber do saber.  Duas constatações óbvias:A) BENTO XVI É SURUBA!...B) BENTO XVI NÃO É UM PIROCADO!  O que sei O que sei O que sei ? ? ? Eu Eu Eu , , , Jivanan Jivanan Jivanan ! ! ! : A força da juventude? O bem O bem O bem . . . O quê Quê O Quê ? ? ? Hum Hum Hum Huuumm Huuuummmm ..... Bão também  Dias passam, noites passam e por mais q vivamos, estamos mais pertos do fim....... Eu amava aquela mulher.  Pois eu continuo amando-a... inadvertidamente ad aeternum...  Estrepulias transcendentalizantes, né?  Panacéia universal para todos os males: sorvete de carne assada com jiló. saboreemos esta delícia transcendental porque, neste momento eu estou ouvindo, ao longe, a "Carmina Burana", de Carl Orff... e quando eu ouço esta canção, não sei porque, dá vontade de sair porrando todo mundo!  os patos voam  e as galinhas também... só que o vôo delas é curto... e por falar em galináceas, ontem, dia 6 de agosto de 2007, eu a vi novamente, depois de 4 meses e 2 dias... e a 23 dias de ela (Ai, a Musa Erótica da minha vida... como estou ficando velho...) completar 60 anos, se tornando, portanto, uma mulher da" Terceira Idade"... Doeu...  sobre o macaco mico  OMNIA VINCIT AMOR... ET NOS CEDAMUS AMORI...  Eu sou o Smock Smock Smen, da Firma Smock Smock Mick Smock Smock Mick Mick Mick Smock Mick Smock Smock Smock Mick Mick Mick Smock Smock Mick Mick Mick Smock Smock Mick Mick Mick Mick Smock Smock Smock Ltda.  Intereressante: ontem eu encontrei alguém ainda mais velho do que eu! Como pude constatar isso? A pessoa em questão me chamou de SONGAMONGA!!!  ... e a Kay Parker vai completar, no próximo dia 28 de agosto, nada menos do que 63 anos! Até as Deusas envelhecem...  nn  e olhando pela janela o tempo que passa e a vida que segue, equilibramos o presente entre o que fomos e o que o futuro que construiremos e que nos construirá. Anos e anos a fio... mas um tênue fio... um sopro, um engano.  E hoje é dia 28 de Agoato de 2007... e no dia 28 de Agosto de 1944, em Birminghan, Inglaterra, nascia Kay Rebecca Taylor, conhecida internacionalmente com Kay Parker. Há 63 anos. Retroceda, Tempo!!!!!!!!!!  Dia 29 de Agosto de 1947. Cidade do Porto, Portugal. Há exatos 60 anos... Nascia aquela que seria, a princípio, a Musa Erótica da minha juventude, mas, extrapolando o seu poder de libido, transformou-se na Musa Erótica de toda a minha vida. Morava, há 35 anos, na Rua Barão do Bom Retiro, número 1610, Grajaú, Rio de Janeiro, RJ. E o Tempo, que nada perdoa, a fez completar 60 anos... 60 anos! O nome dela, para que fique, uma vez mais, registrado: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Eu sou José augusto estudo no bastista e odeio voces estou no 8ºB seus merdas  Oi sou o zé   Sou pedro do 6ºB quero q vcs do fundo do meu coração vão se fuder   Oi sou o teta do 6ºB e gosto de da o cu e sou bicha  Oi sou o teta do 6ºB e gosto de da o cu e sou bicha  escrevi sai correndo pau no cu de quem ta lendo  escrevi sai correndo pau no cu de quem ta lendo  Infelizmente, até aqui, a abissal imbecilidade humana tem acesso! Victor Hugo de Oliveira Pinto, sobrinho do Padre Pinto é maluco! Maluco Beleza! Beleza mesmo é o cativante sorriso de Daniela Vitali...  Infelizmente, até aqui, a abissal imbecilidade humana tem acesso! Victor Hugo de Oliveira Pinto, sobrinho do Padre Pinto é maluco! Maluco Beleza! Beleza mesmo é o cativante sorriso de Daniela Vitali...  OI sou Ricardo Vergilli Filho eu odeio todos vocês do meu coração se quiserem vir me bater sou do colégio batista brasilero.Eu quebro tudu voês que vierem me bater vou quebra muitto vcs até eu tira seu coração pela boca,dar seus orgãos para os cachorros,e seus pintos pequenos pras galinha come!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!<<<<<< >>>>>>>>>galinha comer<<<<<<<<<<<  ... e ainda me criticam por eu ter ódio de homens... mas eles sempre me dão e darão sempre razão para eu, eternamente, odiá-los!  O pensamento científico, apesar dos percalços, avança celeremente. Desta forma, com a criação e o desnevolvimento da clonagem, acabará em breve a última justificativa para continuar existindo homens no mundo. As mulheres poderão se clonar, indefinidamente, sem homens (o contrário é impossível!). PELA EXTINÇÃO DOS HOMENS!   O contrario é impossível!!?? Claro que os homens podem se clonar e viver sem as mulheres. Só que não somos tão egoístas. Nós às amamos com o melhor que temos. Beijos Rodrigo Colpo  Muito interessante a teoria dos Genes-Egoistas de Richard Dawkins, os nos faz apenas casulos dos nossos genes. Se os gametas conseguissem de reproduzirem sem ajuda no organismo externo, a vida não existiria de forma tão variada. Seriam apenas os órgãos reprodutores de multiplicando por aí.   put´s que bosta... fiquei o maior tempão aqui lendo essa merda e vi que não tem nada com nada... Bem, mas pra que ter alguma coisa com nada né... A gente na internet não procura coisa boa mesmo ... Quanto mais relacho melhor. É isso aí   Mirela, Oi tudo bem ! Gostária muito de participar, mas não tenho muito o que falar, mas ao meu pensar ei de desejar o que não se pode mais amar. A minha jura vem me encontrar o que não pode me contar o que não se pode mais ser dito nem escrito só um medo esquesito de um grito não lido ainda doi no peito o que não foi sentido ainda grito mas ninguém tem ouvido antenda ao meu pedido. ok mirella Eu sei que eu fracassei feio com Milena embora eu estivesse desesperador por quê iria perde-la não só ela como Felipe, vc pode ter certeza não pertubarei mais ninguém só queria que vc mandasse pelo email a foto de felipe Assim que eu puder assumir com aminha responsabilidade de pai eu entrarei em contáto gostaria de saber como ele está vc é única pessoa que pode me dar um sinal de saber como ele está é isso que eu quero por favor o meu endereço é esse que eu entrei aquí.   E eu, que me perdi no Tempo fora do tempo do Universo Onírico de Moisés Romanazzi Tôrres, persisto não como eu sou ou como eu fui, mas como ele me imaginou ou me idealizou... AD AETERNUN...  E a Inenarrável Luz a qual compartilho com as Inteligências Angélicas e Ancestrais? de onde provém a Inefável Luz? E, fazendo eco à pergunta fundamental de Zé do Caixão: "A quem perence este mundo? A Deus? Ao Diabo? Ou aos Espíritos Desencarnados?"... Quetões fundamnetais estas, pois não?  E quem poderá dizer a resposta certa? Quem poderá me acudir? Quem me acude? Quem me acudirá? Quem dirá "acudí-lo-ei"? Ou dirão "acudí-lo-emos"?  Só quem poderá dizer "Eu Acudo", além do japonês Minoru Okuda, é ela... esta eu tenho certeza que acude bem que é uma beleza: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  O mais interessante é o fato de Victor Hugo de Oliveira Pinto, morador no cachambi, Rio de janeiro e estudante secundarista da escola estadual Antônio Houaiss, ter ficado com tesão pela Paulinha, menina gostosinha, priminha do Marcos... Né?  Eu amo de paixão a minha mãe, Marta Bandeira...  E com definir Marta Bandeira? melhor deixar de tentar defini-la e deleitar-se com sua incomparável beleza e sensualidade... è a mesma coisa que tentar definir Marina Finisterre... Marina do Mar e o Fim da Terra... onde termina o Mundo e Começa o Imponderável, mergulho infinito nas águas abissalmente desconhecidas, que nos prometem mistérios insondáveis... né?  Mar...insondável, misterioso, saudades, loucura, me lembro de vc em dias assim...dia de chuva, dia de sol..., e oque sinto não sei dizer...  E no caso, tudo continuou como estava, já que 1 + 1 = 2 ocasionalmente.  eu amo a maria  Ricardo e Maria para sempre... Ricardo and Maria forever... Ricardo und Maria ewig ...  Por onde andará Maria das Dores Soares da Costa, aquela que, com o codinome "Maura", foi a prostituta mais gostosa da Praça Tiradentes, por mais de dez anos?  eu quero q traga issso  'Mas o importante são as coisa q importam'  Puxa... não é todo dia que se conhece uma Deusa! Pois no dia 8 de dezembro de 2007, eu conheci uma! O nome dela é LIORA GRONIKAITE... Uma Deusa, minhas senhoras e meus senhores... indubitavelmente uma Deusa!  Pecado!!!!!!!! Escrevi errado o nome da Deusa... o nome correto é LIORA GRODNIKAITE... Peço, encarecidamente, perdão à Deusa...  LIORA GRODNIKAITE... o nome da Deusa, escrito de forma correta, merece ficar em uma linha só, e não dividido em duas linhas, pois saibam todos os que esta linha lerem: a Deusa é indivisível!  hoje descobri que a magrela tem fotos na rede... Super Legal... gostei muito de rever vc, deu muita saudade.... um beijaum.... te amo muiuiuiuiuiuiuiuiuiiuto, muiuiuiuiuiuiuiuiuiiuto mesmo.......  O que pensar da insanidade dos pensamentos que povoam a cabeça dos indivíduos? Quem está certo ou errado? Por que a verdade é mesmo verdade? Quem estipulou conceitos e por que eles são padrões de uma sociedade e têm que ser seguidos? Gostar do mesmo que todos é o correto? Ser diferente da maioria é mesmo ser O diferente?  VIM AQUI, SÓ PRA DIZER QUE AMO O AMOR DA MINHA VIDA, JONATAS ! =] PQ, JAMAIS CONSEGUIRIA EXPRESSAR O TAMANHO DESSE AMOR, NEM COM ESSE TEXTO GIGANTESCO ....! JHON... QUER CASAR COMIIIIIIIIGOO?! JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO JHON TE AMO   MACACOS, ME MORDAAAUM ! kKkKkK  Estando à anônima, tentações de segredos brotam, de crimes e amores calados mas sempre à espera de abrir-se. Agora não, talvez na próxima contribuição. Ou melhor, talvez só uma ponta iceberga para um paraleitor compreender às expensas do contar de um leitor enigmatizado: Amo e mato o amor que renasce a cada dia. Tudo o mais é margem.  sexo  Porque eu vivi com a vida que existe no meu existir... Por que eu sou eu e não sou você? Por que eu não sou todos nós e os nós cegos... Enxugar gelo e papéis picados nas noites brumosas quando se lambe sabão na porta do cemitério... Vocês querem que eu morra? Mas... se eu morrer não vou mais ver a Talitinha pela tv, nééééé?  Talitinha... você parece um coelhinho...  Coelhos... na minha já distante infância, havia uma música infantil que dizia que o coelhinho ia pescar com o seu (o dele, do coelhinho...) anzol... NOOOSSAAA! Transformaram o coelho em um animal carnívoro! E onde, então, ele enfia a cenoura?  E, por falar em bichinhos... lembremo-nos perfeitamente do eterno diálogo entre os Patinhos: PATINHA (espantada) - "Patinho! O que você está fazendo aqui, Patinho?". PATINHO (igualmente espantado, mas também irritado) - " Eu é que pergunto, Patinha! O que você está fazendo aqui!".  Fazer o que, néééé? De onde surgiu essa bonequinha que é a Talitinha? De que nuvem esse Anjinho desceu?  Talitinha... menininha doce, meiga e delicada, que torna belas as minhas noites insones... Que bom te ver quase todas as noites... Que bom saber que tu existes!  "Pena que muitos outros também saibam da sua existência, o que em mim causa dor profunda, pois sei que não sou só eu o dono da sua alma!"  PPPAAASSSSEEEIIIIIIIIIIII CARALHO!!!!!PRECISAVA TANTO DESSA PORRAAA!!!!!!!! AGORA É NÃO PARAR.MELHORAR CADA VEZ MAIS!!!! OBRIGADO JESUSSSSSS  EU QUERO QUE MANDEM O MAIL RÁPIDO  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  1980. 2008... 28 anos de diferença... e ela vestindo uma roupa do mesmo modelo... Do mesmíssimo modelo... Ela, com 32 anos... Ela, com 60 anos... E ainda pensando que "continua podendo"... Mas, para mim, ela poderá sempre!  Ela pode sempre: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  O que há de mais terrível? É. sem dúvida, o tempo avassalador, que tudo carrega, tudo destrói... Hoje, por exemplo, dia 06 de março de 2008, completa 60 anos (60 anos! Treceira Idade! Idosa!), ARIETE RODRIGUES FRAGA! Uma das mulheres mais espetacularmente gostosas a que a vida me colocou no caminho... Minhas senhoras e meus senhores... Admito que estou ficando eu, igualmente, irremissivelmente... velho!!  Asas da liberdade, sem ter pra onde ir, estou presa dentro de um mundo que todos julgam conhecer. Teses e mais teses, mas nada concreto para dizer...Será que um dia encontraremos a verdade. A resposta de todas aquelas perguntas que nos pertubam. Quem somos nós? De onde viemos? Para onde vamos?  Bidu corre todo dia,brinca sem parar.Late e quase começa a falar.Bidu Lima ladislau o cão mais lindo do mundo.  "Bela, cadela... Minha Doce Cinderela...", cantava-se assim nos primórdios de quando esta matéria que hoje sou eu estava na primeira parte da auto-consciência... e antes ainda, havia o Batalhão de Tartarugas (TAM-TARANRANTAM-TAM-TAM-TAM)... E, antes ainda, os Pintinhos Arrial... E não adiantava enxugar os peixes...  E quando o Apóstolo Pedro viu Cristo caminhando sobre as águas, ele exclamou, boquiaberto: "PORRA, JC! DEIXA DE SACANAGEM E MOSTRA PRA RAPAZIADA O CAMINHO DAS PEDRAS!". (Evangelho Segundo Satanás 69,69).  Hoje, 08 da Abril de 2008. Eu a vi duas vezes: em frente à Rua Nossa Senhora de Lourdes, às 12 horas... e 45 minutos depois, esperando o ônibus, no Largo do Verdun. Ela, vestida de calça jeans, blusa preta, leve... sandálias rasteiras... Ela, com 60 anos, 7 meses e 10 dias...Ela, a quem eu não via fazia 1 mês e 23 dias ... Ela, a quem, há cerca de 30 anos, podia ver todos os dias... ela, a quem hoje, eu pude ver por duas vezes... Ela: a Musa Erótica da minha vida... Ela, com quem eu sonho passar ao menos uma hora (apenas uma hora... uma hora que fosse...) há mais de 37 anos... Ela: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  muito longa manda mais resumido  Pois bem, resumamos: sábado, dia 12 de abril de 2008. Por volta das 10h e 45min. Ela passou por mim quando eu estava em frente ao supermercado. Tive que, por força das circunstâncias, fingir que não a tinha visto. Depois, dentro da farmácia, eu a vi parada ao lado da banca de jornal. Parecia esperar alguém (seria muita pretensão pensar que ela me esperava?). depois de algum tempo ela desistiu e entrou no supermercado. Pela primeira vez, percebi que ela usava uma bermuda que ia até a altura dos joelhos. Uma bermuda larga, que escondia suas formas. Será que ela já está se sentindo "caída"? Acredito que não... para mim ela nunca estará... O nome dela? Vou dizer (como se vocês não soubessem...): MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, vvtchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, vvtchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, tchau, vv  A ilusão é apenas um sonho de esperança que nunca chega, e diante da mesma cada um tem a sua própria tristeza.O capitalismo é apenas um assassinio que vive de crise e apenas isto é chato como carrapato.  Acredito que isto que foi feito aqui em cima é o que comumente chamamos de "arte conceitual" ou, conforme eu prefiro chamar: arte "muderna" ou, na pior das hipóteses, falta de capacidade de mínimamente, se expressar em qualquer código lingüístico... Triste constatar que uma bela experiência literária em conjunto vá se encaminhando melancolicamente desta maneira...  Por que aquela a quem adoramos ou temos por ela obsessão é alguém sempre tão distante e, quando não distante, é inacessível? Estou, na outra tela. admirando a sensualidade clássica de Kay Parker... Amiga distante, Deusa inacessível...  Kay Rebecca Taylor. Nascida em Birmingham, Inglaterra. Reino Unido. 28 de Agosto de 1944. Hoje, 19 de maio de 2008. Ela, com 63 anos, 08 meses e 21 dias. O Tempo não volta...  Sim... o Tempo... o Devorador de Tudo... Devorador de sonhos, Devorador do Cosmos... O Aniquilador Implacável! Arthur C. Clarke já foi por Ele aniquilado... para ele, o Tempo parou... definitivamente... resta a lembrança de Arthur C. Clarke... lembrança esta que, para ele, não faz a mínima diferença, porque Arthur C. Clarke, a composição de átomos que atendeu por este nome, está se decompondo em um cemitério em Colombo, capital do Sri Lanka... e mesmo esta lembrança, o tempo irá devorar...  Sim... o Tempo... o Devorador de Tudo... Devorador de sonhos, Devorador do Cosmos... O Aniquilador Implacável! Arthur C. Clarke já foi por Ele aniquilado... para ele, o Tempo parou... definitivamente... resta a lembrança de Arthur C. Clarke... lembrança esta que, para ele, não faz a mínima diferença, porque Arthur C. Clarke, a composição de átomos que atendeu por este nome, está se decompondo em um cemitério em Colombo, capital do Sri Lanka... e mesmo esta lembrança, o Tempo irá devorar...  Sim... porque toda esperança é, em si mesma inútil... ao menos a esperança metafísica que se pergunta de onde viemos e para onde vamos... viemos do nada... vamos para o nada... e entre duas eternidades de nada... sobrevimevemos... não se procurem razões para este fato... é isto: apenas um fato... nada mais...  Nada mais do que o Tempo Voraz. que embranquece os cabelos e põe rugas nos rostos. Minha amiga, minha querida amiga Marta, aos poucos, está começando a perder a guerra inglória contra o Tempo... Onde estaremos, eu e ela, no ano 2108? Não estaremos... O Tempo terá, definitivamente, nos tragado... PLAUDITE AMICI, COMMEDIA FINITA EST...  Divina Comédia Humana? Ou nada disso, ou nada mais do que isso ou o Nada das considerações extemporâneas? Como diz Carlos Drummond de Andrade: "Mundo, mundo, vasto mundo... se eu me chamasse Raimundo... Seria uma rima, não seria uma solução...". Né?  Não, não é não, porque se assim o fosse, o seria, mas como não é e nem pode ser, passemos à metafísica das aspirações humanas ou "humanidade marciana", com um dia já escreveu o velho e mau (mau escritor, porque o velho em si era bonzinho... reacionário e misógino, mas bonzinho...) Chico Xavier, que, aliás, foi sepultado de boné e de óculos! Velho Chico, não se esqueça de trazer comidinhas... porque este galante macaco está com fome, mas não gosta de bananas, nem em sentido real, nem em sentido figurativo, porque a maioria das pessoas confunde uma coisa com a outra, né "Fenômeno"?   Gentileza gera gentileza, como já dizia o velho e bom Gentileza!  gentileza eu tenho muito em meu coração, só não tenho a quem oferecer esta gentil gentileza, isto porque a pessoa em questão a quem eu gostaria de ofertar esta gentileza não quer nada comigo e não querendo nada comigo. ela não pode receber esta gentileza que eu godtaria de presenteá-la...  O oferecimento... Eu a conheci quando ela estava com 23 anos... e em 29 de agosto de 2008, ela irá completar 61! Conclusão: o Tempo é uma merda!  20comer  Vai te fuder seu merda filho da puta do caralho porra!  eu sou my meu melhor amigo se vcs querementrar no meu site para me conhecerem melhor esse e o link www.gay.com   eu sou gay e naum gostyo de paus mto gostosos se case comigo pq eu sou gostoserrimo VAO SE FUDINHAS  eu axei iço uma grande porcaria, ese texto esta uma merda.  Pois que a Imundície Global que se faz presente, e que empesteia todo o pensamento humano, porque os que pensam na humanidade já são uma ínfima minoria, e os que pensam algo que preste são uma ínfima minoria desta ínfima minoria... Tenho dito!  Dizer que ela, dizer que a Musa Erótica (MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES) vai completar, em 29 de agosto de 2008, 61 anos? Dizer nada, ora pois, dizer nada a não ser amaldiçoar o Tempo, que nos põe cãs e rugas, que nos encaminha às vezes mais, ás vezes menos celeremente, mas sempre nos encaminha, em direção ao ocaso, à escuridão e ao Nada Absoluto... Porque... O que importam todas as especulações, toda Arte e toda Ciência, se somos tão-somente energia concentrada que irá, inevitavelmente, se espalhar pelo Cosmo? Melhor seria se fôssemos cachorros, que destas coisas não cogitam...  EU SOU GAY  Canis familiaris. Cães, cachorros e cadelos... Cadelas, cachorras e cãs... A cachorrada ladra e caravana empaca, como em paca acaba toda a vida, como aquele jogo santo entre o São Cristóvão e o São Raimundo, onde o primeiro venceu por 1 a 0, mas mesmo assim o jogo terminou empatado, porque o campo foi invadido por um milhão de patos...  Pato ou sapo? Ou rato, contanto que não roa o meu baú? está difícil sair a Ilíada... Mas, pelo menos já apareceu o Divo Porqueiro, amigo de Odisseu... Mas ainda temos alguns milhões de anos... quando Marta Bandeira for pó e coisa nenhuma... quando todos nós formos pó e coisa nenhuma, porque... Deixemos toda a esperança, nós que nos aproximamos dos portais do Imponderável, da Indesejada das Gentes... quem passou pelo portão, não retornou... as crenças metafísicas não são convincentes...  Nem com Sebastião, que sumiu em Alcácer Quibir! E em Alcácer Quibir não tinha Quibe pro faquir nem alcasséusser pro Alcaide. Dom Sebastião sumiu e Luis Vaz de Camões uniu-se a Pero Vaz de Caminha para dançar, no bar, uma sarabanda de Bach, bebendo um chope com Chopin... e viva Kaganovitch, que não tinha nada a ver com a história e se cagou todo com o estalo de Stálin e com a teoria tosca de Trotsky... "Trotsky Lelê tá doente... tá com a cabeça quebrada... é porque ele levou... aquela picaretada..."  Ai, esta deve ter doído na cabeça do Doido! LE DIEU CACHÉ! Quanto será o cachê de Deus? Eu, para acreditar nele, não esperaria um milagre portentoso, tipo assim, parar o Sol... Bastaria eu ganhar 50 milhões na megasena, já seria um milagre de bom tamanho... E qual seria a percentagem que Ela cobraria? Lembrem-se, como dizia o Velho Deitado: "Quem dá aos pobres, paga o Motel"... Né? LE DIEU CACHÉ!  Cachê? Sei lá... mas tem um japonês aqui atrás que tem uma risadinha que é um misto de Zacarias com miquinho de filme antigo de Tarzan. Se ele ligar o karaokê, eu juro que eu cubro ele de porrada! Ah... ligou o rádio... está ouvindo Ivete Sangalo... Caraca! Japonês ouvindo Ivete Sangalo! Que parece a irmã mais nova da Vitória Fernandes Coelho, no comício do Lula de 1989 e na década de 60 do século XX, em P&B, com florzinha de plástico!  caralhou  Passatempo de outrora. Introspecção Jumentológica do desatino vanguardista das trevas Noturnas... sim porque as há tembém diurnas... Piscosidades viscerais do rondó e do minueto antigo composto por Johann Sebastian Bach (ou João Sebastião Riacho...) no Intermezzo da lida com seus vinte (vinte!) filhos... e por falar em filho... hoje eu vi pelo vídeo a Deusa Kay Parker, que continua linda... que, no próximo dia 28 de agosto, completa 64 anos... Até as Deusas envelhecem! Mas no Universo Paralelo do Cinematógrapho, tal coisa não é uma possibilidade...   É possível...Aprioristicamente falando, a Apologia de Sócrates tem mais de 2500 anos desde que foi escrivinhada nas ruas talvez malsãs de Atenas... Xenofonte que usa bigodinho e freqüenta ( esta palavra, por enquanto ainda tem trema...) o TMRJ... e às vezes também usa bonezinho... e é encanecido e pirocado! E o Chico Xavier, que foi enterrado de boné e de óculos? E a Dercy Gonçalves, que vai ser enterrada de peruca? Sei lá eu? INTERMEZZO!  Para afirmar, peremptoriamente, o que todos, mais do que obviamente, obvioululantemente, sabem: Bento XVI é um fofo!  EU AMO LUIOZ CARLOS  Meu amor nós somos apenas uma alma separada em dois corpos, e o dia em que eu nos separarmos, poderei ter uma vida normal de novo. Te amo mto RICARDO VERGILLI FILHO *-*  Amor... a quanto me obrigas? Danizinha no frevo só se for com Claudinha no baião. Ou no xaxado, que é o futuro! Que coisa, gente! A Arte de beijar cai matando, não há espaço para dúvida! Sendo que pode até ficar escorregadia. E ela sumui de novo! A verdade não está lá fora, nem ao menos dentro de nós... É tudo especulação espetacular do espelho específico especial espirituoso espiralado escrachado escravista estereofônico! estereofônico? De que baú de qunquilharias eu fui tirar isso, Lilith do Céu?  Dos Céus e das Profundezas. DE PROFUNDIS CLAMAMOS TE. Ter ou não ter. Eis a questão: Shakespeare ou o Sheik Spear? Britney Spears? Penso, logo hesito. Do hesito ao êxito, quantos poréns? Além e aquém de alhures. E os Pintinhos Arrial? E o Batalhão de Tartarugas (Tãm- taram-rantam- tãm- tãm-tãm)? E a Danizinha no Frevo? E a Finisterre no fim da Terra? O que dizer do Orangotango dançando Tango? E a Dercy Gonçalves que morreu há nove dias e foi sepultada de pé? Nesta altura do campesinato, a mandíbula já deve ter ido parar nos pés!  Que horror, Gente do Céu!  In pulverem mortis. In pulverem reverteris...  Mas, enquanto a Indesejada das Gentes não se apresenta, eu tenho a constatar o seguinte fato: hoje é 01 de agosto de 2008... entramos no mês em que minha Musa Erótica, minha Deusa Imperfeita completará 61 anos... isto ocorrerá em 29 de agosto... o nome dela? Até parece que vocês não sabem... não lembro o nome dela, só lembro que a primeira letra do nome é: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. Tempo... Tempo... Tempo... Tempo...  E isso sem falar que Kay Rebecca taylor (KAY PARKER), completará também neste mês, no dia 28 (um dia antes da Emília), 64 anos! Pára tempo, que eu quero descer!  Tentat vos Dominus Deus vester, ut palam fiat utrum diligatis eum, an nom. Quid vultis mihi dare, et ergo eum vobis tradam? Vulnerasti cor meum, soror mea sponsa, vulnerasti cor meum in uno oculorum tuorum... Né?  Pois é... isto que veio antes é latim, a língua latina... meu cachorro não fala a língua latina, fala a língua latida, conjugando o vebo Au: eu Au, tu Au... e por auí vai... E feminino de cão não é cã, das minhas cãs cuido eu, com tinta, é claro! Das mais variadas cores. Cloro. Cloro em fila: Cl, Cl, Cl... E o feminino de cadela não é cadelo! E a Bela cadela é uma Doce Cinderela! E o que o Nabuco foi fazer no mato? Caçar Borboleta! E o Alufante, o que faz? Toca gado!  E limpa a bunda com o coelho! Tadinho do coelho... Coelhino, se eu fosse como tu...Melhor seria se fosse tartaruga, pelo menos ela se esconderia dentro do casco! Mas imagina só a mão de obra para ela esfregar o casco depois... Cabeça de formiga enlatada. Sorvete de carne assada. Sopa de vento não é boa alimentação... Comamos e bebamos, que amanhã morreremos... E Jesus, ao ser posto frente a frente com Pôncio Pilatos, disse lá consigo mesmo: "Isso vai dar merda"! E Jesus não tem dentes no país dos banguelas!  Decorridos vários desde o início desta experiência literária, a equipe de Macacos gostaria de agradecer a todos as pessoas que, de alguma forma, contribuiram com a criação deste texto. Informamos a todos, ainda, que esta experiência foi encerrada na noite de 4 de agosto de 2008. Convidamos todos os colaboradores a participarem do coquetel de confraternização a ser realizado no dia 1 de setembro, próximo, no auditório da Faculdade de Letras da UFRJ. Até lá.  Comunicação é comunicar-se além dos limites restritos do espaço e do tempo. Portanto, permita-me discordar do encerramento da experiência literária! VIDA LI]ONGA AOS MACACOS! MACACOS DE TODO MUNDO, UNÍ-VOS!  Como este macaco, acostumado que está, a viajar pelo espaço infinito, que vai além do Cosmo, ignora as perplexidades humanas, ele segue em frente na experiência, que não pode ser encerrada, isto porque ainda não decorreram os bilhões de anos prescritos pelo Arthur C. Clarke! E, além do mais, onde iríamos nós, macacos, assar a nossa palha, fazendo nossa Palha Assada, que é o alimento espiritual preferido da macacada em geral?  Lembrai-vos também do velho ditado: "Nem só de banana vive o macaco, mas de toda sandice exposta nos Macacos!"...  E, além do mais, acabar com os Macacos é crime ambiental!  Esperemos que o Grande Macaco-Mor reveja esta posição!  eu so caue do cbb e amo pagar uma chupeta pro meu namo o betão.........eu so caue do cbb e amo pagar uma chupeta pro meu namo o betão.........eu so caue do cbb e amo pagar uma chupeta pro meu namo o betão.........eu so caue do cbb e amo pagar uma chupeta pro meu namo o betão.........eu so caue do cbb e amo pagar uma chupeta pro meu namo o betão.........eu so caue do cbb e amo pagar uma chupeta pro meu namo o betão.........  Hoje sinto-me realizado conheci alguém que me faz muito feliz, sabemos que não podemos ficar juntos como queríamos,mas temos a consciência que sempre vamos está um ligado ao outro, pois nada acontece por acaso...   eu sou um puta que adora dar o cúeu sou um puta que adora dar o cúeu sou um puta que adora dar o cúeu sou um puta que adora dar o cúeu sou um puta que adora dar o cúeu sou um puta que adora dar o cúeu sou um puta que adora dar o cúeu sou um puta que adora dar o cúeu sou um puta que adora dar o cúeu sou um puta que adora dar o cúeu sou um puta que adora dar o cúeu sou um puta que adora dar o cúeu sou um puta que adora dar o cúeu sou um puta que adora dar o cú  Hj eu descobri que eu amo o Caue dias BatistaHj eu descobri que eu amo o Caue dias BatistaHj eu descobri que eu amo o Caue dias BatistaHj eu descobri que eu amo o Caue dias BatistaHj eu descobri que eu amo o Caue dias BatistaHj eu descobri que eu amo o Caue dias BatistaHj eu descobri que eu amo o Caue dias BatistaHj eu descobri que eu amo o Caue dias Batista  É por sandices tais como as acima escritas, que uma interessante e inteligente experimentação literária corre o risco de se acabar melancolicamente. Verdadeiros literatos, amadores ou não, uní-vos!  o q dizer afinal disso tudo, o homem animal de si e animal com as outros, saudade do tempo de ternura confiança, ausencia de maldade, será q podemos sonhar ainda com esse mundo, q esse tempo, já faz muito tempo q o homem saiu de lá e agora não sabemos mais o caminho de volta, CADE O PARAÍSO?  E o Paraíso, não sendo aqui, é Utopia, Lugar Nenhum... Pois hoje completa 64 anos, a Deusa Kay Parker... Uma Deusa Olímpica, isto porque os deuses Olímpicos, em tudo igual a nós (exceto na imortalidade...), também envelhecem, mantendo-se sempre jovens...  O Tempo, que nos põe cãs nos rostos e nos torna encanecidos... O tempo, que arrasta tudo em seu vórtice voraz rumo à Eternidade, que é a Eternidade do Nada... E hoje, 29 de Agosto de 2008, minha Musa Erótica, minha Deusa Imperfeita, a mulher que povoou todas as minhas mais loucas fantasias sexuais da juventude (eu a conheci há 37 anos...) completa 61 anos... O Tempo está envelhecendo-a... ela já não provoca o frenesi na macharia, ao andar na rua, como fazia nas décadas de 70 e 80 do século passado (Século passado! Milênio passado!!)... Hoje ela passa despercebida.... alguns machos nostálgicos talvez (talvez...) ainda se interessarão por ela, por levá-la para a cama e virá-la do avesso... e, se conseguirem, não terão o cuidado devido ao trepar com uma sexagenária... e o nome dela ecoa em minha alma... MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Ola meu nome é Horácio Tietas lokas eu gosto de presunto velho cherando a Felipe safssssssssssssssssss porém eu tb gosto de leite frio sem açucar desnatado com goselha e muito pouco sabor. Obs: é o meu lanchinho da tarde. Obss:eu tenho AIDS Obsss:eu gosto d pagar chupeta pro Safsssssssssssssssssssss Obssss:Eu tenho cancer nas mamas Obsssss:E por final eu tenho suor de baixo das minhas tietas. Obssssss:por isso me chamo d horacio d itas lokas Obsssssss:Eu sou Gayyyyyyyyyyyyyyy´ssssssssssssssssssssss Ola meu nome é Horácio Tietas lokas eu gosto de presunto velho cherando a Felipe safssssssssssssssssss porém eu tb gosto de leite frio sem açucar desnatado com goselha e muito pouco sabor. Obs: é o meu lanchinho da tarde. Obss:eu tenho AIDS Obsss:eu gosto d pagar chupeta pro Safsssssssssssssssssssss Obssss:Eu tenho cancer nas mamas Obsssss:E por final eu tenho suor de baixo das minhas tietas. Obssssss:por isso me chamo d horacio d itas lokas Obsssssss:Eu sou Gayyyyyyyyyyyyyyy´ssssssssssssssssssssssOla meu nome é Horácio Tietas lokas eu gosto de presunto velho cherando a Felipe safssssssssssssssssss porém eu tb gosto de leite frio sem açucar desnatado com goselha e muito pouco sabor. Obs: é o meu lanchinho da tarde. Obss:eu tenho AIDS Obsss:eu gosto d pagar chupeta pro Safsssssssssssssssssssss Obssss:Eu tenho cancer nas mamas Obsssss:E por final eu tenho suor de baixo das minhas tietas. Obssssss:por isso me chamo d horacio d itas lokas Obsssssss:Eu sou Gayyyyyyyyyyyyyyy´ssssssssssssssssssssssOla meu nome é Horácio Tietas lokas eu gosto de presunto velho cherando a Felipe safssssssssssssssssss porém eu tb gosto de leite frio sem açucar desnatado com goselha e muito pouco sabor. Obs: é o meu lanchinho da tarde. Obss:eu tenho AIDS Obsss:eu gosto d pagar chupeta pro Safsssssssssssssssssssss Obssss:Eu tenho cancer nas mamas Obsssss:E por final eu tenho suor de baixo das minhas tietas. Obssssss:por isso me chamo d horacio d itas lokas Obsssssss:Eu sou Gayyyyyyyyyyyyyyy´ssssssssssssssssssssss  E o Tempo perdido de quem sequer o busca. "Em Busca do Tempo Perdido"? Nem isto... Há formas e formas de se perder o Tempo! Criatividade, Cambada! Criatividade com rima com cretinice! E a minha fantasia ninguém muda, porque ano que vem, se não chover, eu vou sair de Buda! Tô me guardando pra quando o Carnaval chegar...  oi eu so o Coutinho e ando com a Gabriela do colegio batista brasileiro odiamos brocules e portuges   E hoje, dia 21 de outubro de 2008, faz duas semanas desde que eu a vi pela última vez. A primeira vez que eu a vi, desde que ela completou mais um ano de vida. Reparei que ela está andando mais curvada para seu lado direito, devido à característica física peculiar a ela... Ela está envelhecendo... Nenhum homem mais desvia o olhar para ele, com cobiça, como acontecia há 30 anos... EIIAUA...MLZD! 1947: a chegada.  E ontem, há pouco mais de 24 horas, dia 22 de outubro de 2008, eu a vi, novamente... na esquina da rua onde ela mora... novamente conversando com o negão que, se ainda não deu, tem vontade da dar uns pegas nela! Pelo menos isso: alguém ainda se sente sexualmente atraído por ela, além de mim... e ela demonstrou tristeza por ainda fumar, uma "válvula de escape" para as preocupações de sua vida... e ela é quente e macia... e há mais de 37 anos e a vi pela primeira vez... e o Tempo continua passando... E eu, em breve, voltarei ao tema, que poderia ser chamado de "Páginas de uma Obsessão"... EIIAUA... MLZD... 1947... quando ela chegou...  hoje enxerguei a realidade,aquela que naum queria enxergar achando que alguem poderia me amar.  Vi aquele que dei um filho,dedico meus dias agir como um ser comum e escroto ,posteriormente me tentando me convencer que nao passava de um engano tosco.....   Tosco como a tosqueira do Tosco trotsky, que, Lelê, tá doente, com a cabeça quebrada, porque ele levou aquela picaretada e ficpu todo troncho... tadinho do Tosco Trotsky, com cara de ovelha de óculos... deveria ter andado de mãos dadas no o Índio de Suspensórios, o Iguarê, o Índio que acostuma tudo, com um photoshop pra mexer.  Mexer com os mexericos da Candinha... Mas que será a tal da Candinha? Como dizia o outro... mas que outro? Pelamordedeus, não confundam alhos com bugalhos! Tudo bem, alho eu sei o que é, apesar de, em nenhuma hipótese, eu quererei descascá-los... mas, peraí... o que são "bugalhos"? Obtemperei prazenteiro. esta não é minha e nem do Eça de Queirós... essa é do Chico Xavier, que morreu em 2002 e foi enterrado de boné e de óculos, assim como o Paulo Francis que só o foi de óculos... e a Dercy Gonçalves foi enterrada de pé! Nesta altura do campesinato, o esqueleto já se desmontou todo! E como diria a Danizinha no Frevo: CARACA!  O Papa João Paulo II. Secundo modo naturale opponitur supernaturali, & sic dividunt agens; quia quoddam agens est supernaturale, quoddam naturale. Naturale dicitur, quod est habens principium actiuum naturale finitum, siue sit necessario agens, siue libere agens. Né?  La brazilano rivero malpermesas en la hejmo la portugalo belaj.  Esteja comigo meu pai divino. E obrigado por tudo até agora!  Adhuc. Amicitia in quadam aequalitate consistit. Si igitur mulieri non licet habere plures viros, quia hoc est contra certitudianem prolis; liceret autem viro habere plures uxores; non esset liberalis amicitia uxoris ad virum, sed quasi servilis. Et haec etiam ratio experimento comprobatur: quia apud viros habentes plures uxores, uxores quasi ancillariter habentur. Né?  E o Papa Bento XVI.  Novo consentimento. Com sentimento das sensações metafísicas e extracorpóreas. Mas podem haver sensações extracorpóreas ou estas terão de, obrigatoriamente, passar pelos sentidos? Não somos nós, seres vivos, sem quaisquer exceções, sensacionistas? Criaturas: infelizmente o ser vivo é o seu corpo. Não existe uma "entidade" além do corpo e que seja seu "Verdadeiro Eu"... Novo Consentimento!  Consinto... Falemos agora do Crocodilo e de seus hábitos. Esse animal não se alimenta durante os quatro meses mais rudes do Inverno. Embora possua quatro patas, é anfíbio. Põe os ovos na terra e ali os choca.   NEFERTITI: A BELA CHEGOU!  AS-SALAMU ALAIKUM! ALAIKUM AS-SALAMU  BENEDICUS QUI VENIT IN NOMINE DOMINI...  LACRIMOSA DIES ILLA, QUA RESURGET EX FAVILLA, JUDICANDUS HOMO REUS. HUIC ERGO PARCE DEUS, PIE JESU DOMINE, DONA ES REQUIEM!  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. LUX AETERNA LUCEAT EIS DOMINE, CUM SANCTIIS TUIS IN AETERNUM QUIA PIUS ES.  e eis que de repente me vejo fazendo uma pesquisa para o trabalho de artes da escola, e encontro uma espécie de livro, onde eu posso contar tudo que me vier a cabeça e eu realmente queria registrar o meu amor pelo gigante, e o desejo de passar no vestibular ;)  eu acho q quem escreve nesse site é mto Filho da Puta e espero q todos queimem no fogo do inferno. Meu telefone de casa é 3831 7532.  E o passeio pelo Paço do Passeio passará como os passarinhos do passado, do tempo em que existiam Paços, passeios e passarinhos. Saudades do tempo presente é saudade antecipada, mas mesmo asssim, saudade...  E a devastadora saudade do que não foi, do que poderia ter sido e que, por minha total incompetência de gerir minha própria vida, não chegou a existir, quando era possibilidade, quando era mais que possibilidade, era certeza?  E hoje, dia 10 de novembro de 2008, eu reencontrei, pela segunda vez, Marta Bandeira. Na verdade, encontrei a possibilidade de reencontro; tudo depende de outra pessoa, que, eu espero, seja gentil e propícia ao reencontro. Seria um lindo presente de Natal. Que os anjos digam amém!  eu vou passar na federal!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  No dia 15 de dezembro de 2008 eu a reencontrei, a Amiga Virtual... Marta, você continua, simplesmente de arrasar. Não sei se eles levaram a cabo, mas, fantasiar a seu repeito eu tenho certeza que é imposível não ter acontecido...  Pentatônicamente falando, a fantasia que não se materializou, mas... quem disse que a realidade onírica não é realidade? É realidade sim, mesmo que seja realidade diferente, o que quer dizer outra coisa, mas é alguma coisa. Ou não... Né?  Pio XII  passei na UNICAP, estou tão feliz... nunca pensei que fosse acontecer, agora eh soh esperar o resultado da federal...  Mas, do que adianta passar ou se reprovado. Pouco importa. Em poucos anos o sucesso ou o fracasso serão apenas dados históricos. Mas, de fato, busco as coisas eternas, indeléveis.  Fatos históricos? Mas quem de nós passará para a História? A História não registrará, certamente, a lembrança de nenhum de nós... Coisas eternas? A eternidade é pó, e coisa nenhuma. A cegar às portas da morte, devemos, racionalmente, deixar de lado todas as ilusões de eternidade. Cruel? Sim, sem dúvida... Mas apenas a verdade...  Por isso mesmo estou me guardando pra quando o carnaval chegar... Porque não há mais metafísica do que um Tríduo Momesco... e as cabrochas nas batucadas de um samba sincopado, enquanto não vier a síncope cardiáca que me leve desta para nenhuma... Pois então, enquanto o nada ainda está no futuro, esbaldemo-nos, pois a vida é breve... VITA BREVIS...  O Schopenhauer é um Wolverine velho e enferrujado!  Porque tudo acabará na Grande Ferrugem Universal, quando os metais não mais brilharem, o que já começou com o planeta Marte, que é uma grande esfera enferrujada a pairar sobre nossas cabeças. O Deus da Guerra, enquanto Vênus, a Deusa da Beleza e do Amor, é uma filial do Inferno, onde chove ácido sulfúrico!  E sob a luz de qual estrela, banhando-se em que mar, estará JOYCE CAROLINA DOS SANTOS DUTRA?  Que é a cabal e insofismável prova de que deus não existe!  tuntz tuntz tuntz ...  Que bom..aqui me sinto mais tranquilo! Pensando pensando pensando cheguei à terrível conclusão de que, na verdade, tudo isso aqui que chamamos de cotidiano não passa de uma longuíssima alucinação provocada pro ondas de calor no nosso cérebro. Enfim, isso significa que, por mais que façamos, nada de modificiará, a não se que um dia o sol se apague. Aí sim, no sveremso completamente, como seres insignificantes que somos. E o que falar, então, das bactérias. Se nós somos apenas alucianção, o que será das bactérias! Das bactérias..térias...as...tuntz tuntz tuntz! Eu ainda amo vc!  como ovo podre com batata queimada///como ovo podre com batata queimada///como ovo podre com batata queimada///como ovo podre com batata queimada///como ovo podre com batata queimada///como ovo podre com batata queimada///como ovo podre com batata queimada///como ovo podre com batata queimada///como ovo podre com batata queimada///como ovo podre com batata queimada///como ovo podre com batata queimada///como ovo podre com batata queimada///como ovo podre com batata queimada///como ovo podre com batata queimada///como ovo podre com batata queimada///  bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///bla bla bla bla bla bla bla///  Que fique bem claro: os fãs da Sandy (ex-Sandy&Junior) não são sandinisnistas, mas, por outro lado, e sem ter absolutamente a ver uma coisa com a outra, estava demorando muito para recomeçar as sandices desses caras que se acham "muito engraçados" (ou serão "pós-modernos"? o que seria infinitamente pior), mas na verdade são nada mais do que sandeus... Sandy, sandinistas, sandices e sandeus... e é assim que nós sambamos!  Com que roupa eu vou ao samba que você me convidou? O que eu gostaria mesmo é desfilar em uma Escola de Samba com a Marta Bandeira! Imagina só a Marta Bandeira de porta-bandeira! E a galera vibrando, vendo a Mangueira entrar! E... falando em Marta... hoje eu vi novamente a outra Marta. 54 anos. O andar meio "marchado" é o mesmo. E o meu tesão por ela permanece inalterado! Caramba! Carambola! Sou do samba, não me amola!  E tem a Danizinha no frevo e o Orangotango dançando tango. Carlos Gardel não é Carlos Martel! E o que foi mesmo que disse Calvino? Preciso comprar uma peruca! E o Bento XVI não é um pirocado!  eu gosto de cachorros. Eles são fofos..vai se catar. aua!au au auauauauauau.aua au Jorge. Tradução: ola ! eu sou um cachorrinho.meu nome é Jorge!  Cachorro Quente, Perro Caliente... Cuba balança mas não cai... Cai, cai balão, cai, cai balão... no tempo do "politicamente incorreto" até se podia cantar esta música... Minha Senhora... E como eu poderia definir a Marta? Portentosa? Escultural? É pouco...  E no dia 6 de março de 2009 eu a vi novamente... onze e meia da noite... vestida de maneira similar a de quase 30 anos atrás... e caindo de bêbada... com os olhos apertadinhos de tanta bebida. Há quase 30 anos, ela foi parar na cama com um xará meu... e no dia 6 de março último... o que terá acontecido com ela? E o nome dela? Não lembro do nome dela... só lembro que a primeira letra do nome é: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  E por que o Tempo passa desgraçadamente tão rápido? Por que eu já estou na segunda parte da vida e ela aproxima-se da "terceira idade"? Hoje, 10 de março de 2009... ela com 61 anos, 06 meses e 10 dias... E quando eu a conheci, ela estava com pouco mais de 23 anos... o Tempo apunhala-me a alma...  CALENDA MAIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!CALENDA MAIA!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Gritei então, para lembrar aos demônios que em mim viviam, que a primavera ainda existia. Mil vezes CALENDA MAIA! Cantai! Cantai!Porque eu já cantei! E então aquela manhã foi a mais brilhante de todas as manhãs de minha vida, numa explosão todo o mundo se foi pelos ares! E eu a cantar Calenda Maia! e do diabos se foram!  Como ela se foi, há exatamente seis anos, pela tarde.... ela, a quem eu chamei por cerca de vinte anos de Maura... a companheira sexual de minha vida... hoje, 17 de março de 2009... há seis anos eu a vi se misturando na multidão... e tenho certeza de que nunca mais a verei... mais uma pessoa que se perdeu nas brumas do Tempo...  E, temporalmente, com Marta, está nascendo uma nova obsessão... me desculpem, minhas senhoras, mas tenho de confessar: ela é muito gostosa! De tal maneira que tenho até medo de encontrá-la pessoalmente. Talvez seja preferível que ela continue virtual. Dessa maneira poderei, à vontade, tecer as mais loucas fantasias sobre ela! E acreditem: tenho a imaginação muito fértil para criar perversões oníricas!  Oniricamente digo que mais vale um bom sonho do que uma péssima realidade! E o Macaco Brasileiro tem dito!    eu adora matica  E eu, que um dia procurei prescrutar os mistérios que se escondem por trás das estrelas, contento-me com a poeira da qual é feita a vida... eu que sou poeira de estrelas... e mais nada...  JA ESTOU AQUI PORRA LARISSA EU QUERO VC  Não digo das querências que eu perdi... primeiramente, porque não sou gaúcho e, portanto não falo gauchês. Falo das perdas que tive durante a vida... perdas relativas e definitivas... Na verdade, perdas foram poucas, porque a maioria eu nunca as tive, e não as tendo, não posso perdê-las. É uma conclusão lógica! Logicamente, ela faz aniversário no próximo dia 24 de abril, sexta-feira... ela está dando os primeiros passos nos "enta"... e continua Magnífica!  E em todas as fotos Ela aparece sorrindo! Uma Garota Feliz! E Seu Sorriso é Atemporal como as Pirâmides!  Ah! que infelicidade a minha que não me lembro daquele rosto. O nome não sei, nem a voz, ouvi. Mas aquele sorriso era lindo... Tanto que não o tive só pra mim. Quem era aquela menina faceira? E que brilho era aquele que me enfeitiçava e me jogava ao vento como num baile em nuvens brandas e alvas de um céu escuro e apaixonantemente sombrio.  Sim. Pois nas sombras pode ocultar-se a paixão. Medo de encontrá-la? Sim... Pois que, oniricamente, ela é Perfeita, sendo que, materialmente, no mundo real, no mundo das formas obrigatoriamente passageiras, ela é Magnífica! E, sombriamente, para ela eu não tenho rosto...  [pink][b]eu querro q vcs mandem oq ajente escreve nao q vc querrem  "Querer é poder"... ensinam esta sandice, que agora vem repaginada na forma de "O universo conspira a seu favor"... Pois bem: eu quero fazer uma viagem à Lua, eu quero ganhar cinquenta milhões na mega-sena, eu quero me tornar imortal... vamos ver se eu consigo... Querer eu quero... e muito...  Eu, o Macaco Brasileiro tenho dito!  Goteja um flanéfulo de brioba. Era um ásgato, um funilembre pequeno e fláril. Mas seu pitrongo de libéia era maior, mais rígido e menos trefulado. Sim, era a cizálhade dos próbilos. O fáculo dos tienofantes. Por mais que se macilhassem os menegildos, sobraria sempre um tolenco para ser esfargilhado e esta justamente isso que propiciava o záguo: uma completa ferimilhação de escrôngitos, com suas pilábrias conginatas. E tudo ia assim, lentamente, dócil como uma ticura desflenilhada. Até que, repentinamente, um garabáculo se botenizou numa céluba de garvatos.  Mas um dia algo que jamais era esperado aconteceu...  E ela encontrou outro, outro que não fui eu... mas ela parece feliz... é o que importa...  Tenho o japinha mais sexy do mundo  cara quase ninguem vai le isso .ta muito grande,da uma resumida total nisso   A Japinha eu tenho certeza: e o nome dela é Midori Nagata. para mim, nagata é um sobrenome assaz apropriado para esta Japinha... Japão... China... Ê, china pau, china pau! Japoronga! Midori Nagata dançando frevo e orangotango dançando tango... Boemia, aqui me tens de regresso... Nelson Gonçalves "jogava" boxe! E a Maria Emília de Sousa Marques, onde estará? O que a Musa Erótica da minha vida estará fazendo neste exato momento, hoje, dia 28 de maio de 2009? Sei lá eu?  "Só sei que nada sei", dizia Sócrates, quando falava grego... Grande frase feita! Frase feita e frase idiota, pois auto anula-se. Senão vejamos... Se Sócrates sabe que nada sabe, pelo menos uma coisa ele sabe: que nada sabe. Mas, se ele nada sabe, como ele pode saber que nada sabe, já que nada sabe?  Eu gostaria de saber. Você está vivendo em que ano meu caro amigo? Ainda vivemos na terra? Já colonizamos marte? Já retiramos minérios de meteoros? É se tivéssemos cuidado bem de nosso planeta...Mas o capitalismpo era perigoso mesmo. Gostaria de saber qual o modo de produção de vocês hoje em dia. Enfim, caro amigos, Saudações Vascaínas.  O Heróico Português... mas para ser fazer herói, há de se fazer um ato heróico. E sendo vasco da Gama português da boa cepa, há de ter uma Musa Inspiradora para todo o seu heroísmo. E quem melhor, sendo ela também portuguesa, para servir de Musa Inspiradora do que Ela, a Deusa Imperfeita? E o nome dela? Vocês ainda não adivinharam? Pois bem, darei uma dica... A primeira letra do nome dela é.... MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  quero batata no almoço  quero ganhar um toque gratis  Ao vencedor, as batatas, porque após a Hecatombe Final, se houver batatas, estas serão o manjar dos deuses!  ola eu sou o andre leite e gosto de caras morenos altos e bonitos,com cabelos loiros.me liguem ou melhor me adicionem no meu e-mail  E hoje, dia 07 de julho de 2009, quando o cadáver embalsamado (não poderia ser diferente, porque a criatura já morreu há 12 dias...) do Michael jackson finalmente baixou à sepultura, eu vi novamente o Steve Wonder e me lembrei de uma entrevista dada por ele ao jornal The New York Times, no dia 09 de fevereiro de 1974, entrevista dada à repórter Emily Littledove, a qual eu reproduzo o trecho mais interessante... Aí vai...  Repórter: "Você se sente deprimido por ter nascido cego?"; Steve Wonder: "Na verdade, não. Poderia ter acontecido comigo uma coisa bem pior"; Repórter: "O que poderia ser pior do que ter nascido cego?"; Steve Wonder: "Eu poderia ter nascido preto!"... Moral da história: Enganaram o negão!  a vida é uma mecatrônica  E a vida é, e será sempre uma grande dicotomia convergente!  Na verdade, o mundo é um pandeiro: é redondo, mas está ficando meio chato...  Alaíde Oliveira Alves Feitosa, Ariete Rodrigues Fraga, Bárbara Arigone, Cristiane Lopoes Azevedo, Daniela Vitali, Emília (Maria Emília de Sousa Marques), Fárida (nunca soube o sobrenome), Glória (nunca soube o sobrenome), Hanna (que virou um pratinho de fruta), Iara (nunca soube o sobrenome), Joyce Carolina dos Santos Dutra, Lúcia Helena Lopes de Barros, Maura (Maria das Dores Soares da Costa), Neli Chamme Salomão, Olívia Gomes de Oliveira, Patrícia Ferreira Guimarães, Regina Lúcia Martins de Souza, Sônia Mattos, Tânia Silva Knoploch dos Santos, Úrsula (não lembro o sobrenome). Vitória Fernandes Coelho, Zeneida (não lembro o sobrenome)...  E eu sou, com muito orgulho, O Adorador da Deusa! O nome da Deusa? Nem às paredes confesso...  Confesso que tenho vivido, confesso que viverei, confesso que vivi. Mais nada. Absolutamente. O Absoluto é a Suprema Solidão de Deus.  Deus é a projeção daquilo que não conseguimos ser. É o cansaço de todas as hipóteses...  Não consegui tê-la. Sequer por uma hora, o que seria mais do que suficiente. E hoje eu a vi novamente: dia 04 de agosto de 2009. Terça-feira, às 10h e 55min. Ela saindo da feira Ela com 61 anos, 11 meses e 06 dias (completará 62 anos no próximo dia 29 de agosto). As marcas irreversíveis da idade são visíveis em seu rosto e em seu corpo... Mas pude vislumbrar parte de seu seio direito, quando a vi pela lateral e sua blusa estava entreaberta... E eu não a via há 1 mês e 28 dias. E já há 03 horas e 45 minutos eu não a vejo, enquanto que, quando eu era adolescente, podia vê-la várias vezes ao dia... E este ano eu só a vi em três oportunidades, sendo que. em uma delas, não conseguir falar-lhe. A Deusa Imperfeita da minha juventude. Quando eu a conheci, ela estava com 23 anos... E provocava comoção ao passar pela rua. Hoje passa despercebida... O nome dela? Será que vocês ainda não sabem? Só direi que a primeira letra do nome é MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.   Uma fanâmbula. Andava pela rua (isso há 30 anos) e provocava as cenas mais patéticas, como, por exemplo, um homem sair da barbearia, com o rosta escanhoado pela metade (a outra metade cheia de creme de barbear) para vê-la passar. E a bunda dela era, simplesmente, majestosa!  E ela passou pela rua. E ela passará, assim como eu também passarei. E passaremos todos. E assim segue a diáfana glória do mundo. E eu tenho a mais absoluta certeza: dentro de alguns anos (não importa o número de anos) eu serei esquecido, ela será esquecida. Não faremos parte da História.  E no dia 19 de julho de 2009 completou-se um anos desde que a Dercy Gonçalves partiu desta para nenhuma! e o mais interessante: ela foi sepultada de peruca e o caixão colocado em pé na sepultura! Ou seja, nessas alturas (ou nessas profundidades, conforme mais convier) o esqueleto dela já desmontou por completo. O crânio deve ter ido parar nos pés! Que horror, gente...  E o Chico Xavier foi sepultado de boné e de óculos! Agora, imagine o leitor: o encontro amigável dos esqueletinhos simpáticos do Chico Xavier, todo bonitinho, de terninho, boné e óculos, e o da Dercy Gonçalves, de peruquinha cacheada, mas todo desmontado...  PORRRRAAAAAAAAAAAA  E dai! CALENDA MAIAAAAAAAAAAAAAA. Porque não tinha mais o que fazer e estava bebinha. CALENDA MAIAAAAAAAAA. Até mesmo porque sei que sou melhor que o caratê Kid "with" Sabre de Luz, mais o Guia do Mochileiro das Galáxias escrito por Alan Moore. Marvinnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn o mundo é pior do que você dizia.  Mas, divertida mesmo, foi a festinha na Rua Alcides Maia (a rua cocófata!)... ontem, dia 23 de agosto de 2009... Pelamordedeus! Uma verdadeira fauna! tinha desde gótica dançando funk (velocidade seis!) até um clone do Jorge Lafond imitando Madonna! E tinha ELA! A minha Obsessão... E não é a que é repetida ad nauseam aí por cima... É outra...  De quem eu gosto... nem às paredes confesso...  Confesso tão-semente que Bento XVI (Joseph Ratzinger) é Suruba e não é, em hipótese nenhuma, um Pirocado! Também afirmo peremptoriamente que, acima de tudo, Bento XVI é um Fofo! Fofíssimo! Foférrimo! Fofererérrimo! Fofucho! Um Nenenzão...  Eu gostei muito,Parabens  SEXO COM O DIABO  Falando em sexo... A Deusa do Sexo do cinema, completa hoje, dia 28 de agosto de 2009, 65 anos, entrando, formalmente, na chamada "terceira idade"... Kay Rebecca Taylor, conhecida no meio artíistico como KAY PARKER. E o tempo passa... Implacavelmente...  Sim, implacavelmente o tempo passa... pois amanhã, dia 29 de agosto de 2009, a Musa Erótica da minha juventude completará 62 anos, enquanto eu me aproximo, perigosamente, da casa dos 50... O nome da minha Musa Erótica??? Como se vocês não soubessem... só direi, como sempre, a primeira letra do nome dela: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  Dia: 29 de agosto de 1947. Local: cidade do Porto, Portugal. Dia e local onde ela nasceu. A Musa Erótica da minha juventude. A Deusa Imperfeita. E eu a conheci no início do ano de 1971, quando ela estava com 23 anos. E era espetacular, agressivamente gostosa! E hoje é dia 29 de agosto de 2009. E ela completa hoje 62 anos... E o tempo não para. E a vida é curta e passa rápido. E ela envelhece... O nome dela? Como se vocês ainda não soubessem... MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.    ooo adriano tá min ouvundo ou faz augúa coisa ou da vaga para auguem  Pulcra sunt enim ubera, quae paululum supereminent, et tument modice... quasi repressa, sed non depressa, leniter restricta, non fluitantia licenter, né?  non entia enin licet quodammodo levibusque hominibus facilius atque induriosius verbis reddere quam entia, verumtamen pio diligentique rerum scriptori plane aliter res se habet: nihil tantum repugnat ne verbis illustretur, at nihil adeo necesse est ante  hominum oculos proponere ut certas quasdan res, quas esse neque denonstrati neque probari potest, quae contra eo ipso, quod pii diligentesque viri illas quase ut entia tractant, enti nascendique facultati appropinquant, né?  eu é que não me sento com a boca escancarada cheia de dentes esperando a morte chegar,porque longe das cercas embandeiradas que separam quintais,no cume calmo do meu olho que vê e reflete a sombra sonora do disco voador,VIVA A SOCIEDEDE ALTERNATIVA,VIVA RAULZITO,E LED ZEPPELIN....  JIMMY PAGE,PORQUE VOCÊ FOI SE ENVOLVER COM ISSO,AGORA SUA JORNADA SERÁ LONGA,AS VEZES MEXEMOS COM COISAS QUE DEVERIAM SER ESQUECIDAS  Marisa Miller nua em banho de espuma   VIVA LOLA MELNICK E A SOCIEDADE ALTERNATIVA!  Eu ouço pachelbel tomando mel no céu...  Amiga... você é doce como o mel... Por isso mesmo, desculpe-me a franqueza, mas você... É muito gostosa!  Gostosa é bem pouco... Ela é uma Deusa! Deusa sobre todos os deuses! Afrodite revivida! Revivida e infinitamente melhorada! O corpo dela parece que foi esculpido à mão! O corpo dela brilha! Literalmente! O nome dela? Nem às paredes confesso!  E nem precisa, porque é óbvio ululante! E devo concordar: ela é muito gostosa!  O sonho de minha vida que volta todas as noites, estará ela em algum lugar do meu destino?  O meu destino é, eventualmente, reencontrá-la. Dia 13 de outubro de 2009, nove e quarenta e cinco da manhão... ela, ao lado do neto (ELA já é avó!), caminhando com mais dificuldade do que o normal... andando apoiada no neto (que, aos onze anos, já é quase do tamanho dela...)... ela. com a perna direita (logo a perna direita...) machucada e inchada, devido a uma queda em um ônibus... ela ficou dois dias sem poder andar... Ela... dois dias de cama... dois dias na cama!  E ela deu um beijo no neto (o que me fez quase que subir pelas paredes!)... e seguiu caminho... Já lá se vão dois dias... E o nome dela? Vocês. amáveis leitores, ainda não sabem? Pois, mais uma vez, apenas direi a primeira letra do nome... Vá lá... a primeira letra do nome dela ( Da Deusa Imperfeita) é... (pausa para suspense)... é... MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Todo animal ferido é, ou sabe alguma coisa.  ela tinha o olhar de quem ja tinha ido ao inferno, e gostado  Pois eu sei de um que não gostou, tanto que não morreu, pois descobri que Montgomery Clift está vivo!     Revelei a foto dela com o rapaz... Ela é muito gostosa! Não sei como ele resiste... Tem de ser um monge de pedra! Mas jogar dados por ela, eu considero impossível que ele não jogue!  E o jogo da amarelinha...  E Bento XVI prefere bichanar...  E por onde andará Sarita Catatau?  eu gostei do macaco è sua Historia ``````ee``````````````````.........................................  eu gostei do macaco è sua Historia ``````ee``````````````````.........................................  Я установил мое жилье в течение ночи Огни в парах прибывают, проходя мимо где я скрываюсь Я нуждаюсь в некотором времени теперь самостоятельно Оставьте мое одиночество в покое Облизывать мои раны Ночь нашла меня как раз вовремя помогать мне закрывать мои глаза еще раз Живя рассказ приключения мальчика Очень многими способами Живя рассказ приключения мальчика В течение очень многих дней Я живу рассказ приключения мальчика Не может убежать, если я хотел к Живя рассказ приключения мальчика Я могу мечтать, но я чувствую себя активным Я был потерян в очень многих местах Seeked любят в очень многих лицах Изменение погоды, дождь льется вниз Моя голова в руках, нажатый к основанию И где - я предположил, чтобы пойти теперь Живя рассказ приключения мальчика Очень многими способами Живя рассказ приключения мальчика (ахают) Живя рассказ приключения мальчика голос я слышу Живя рассказ приключения мальчика Пение колыбельной для меня Живя рассказ приключения мальчика Из-за Вас Живя приключение мальчика О Вы знаете, что это верно Живя рассказ приключения мальчика Очень многими способами (ахают) В течение очень многих дней Я люблю Вас. Я люблю Вас Очень много путей  Né?  O russo que vive em nós gosta de vodka, o brasileiro que vive nos russos gosta de futebol e enquanto isso o genuíno ser humano, o "homem natural" continua preso na gaiola do preconceito. O céu é azul e a laranja é amarela. Hoje eu não almoceeeeeeiii....  Pois comamos e bebamos, que amanhã morreremos... E como disse Dostoievsky, ao se aproximar do cadafalso, onde seria enforcado sob acusação de tramar contra a vida do Czar: "Isso vai dar merda!"... Dostoievsky disse isso? Se não disse, pensou... E acabou não dando, pois ele foi perdoado no último minuto, quando já estava com a corda, literalmente, no pescoço... mas convenhamos. ele deve ter se cagado todo!  E por falar nisso: Viva Kaganovitch! Grande herói do Socialismo Revolucionário! E viva o Marxismo-Grouchismo-Chiquismo-Harpismo-Zeppismo-Gummismo Revolucionário!  adoreiiiiiiiiiiiiiiiiiii.   Mas então persebi que isso não dava futuro. Me entristeci quse me matei, quase morri. CÉUSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSSS! Gritei! Qual o sentido dessa merda?!!!!!!!! Socialimo não da certo anarquismo é sentido de espirito, Capitalismo é cruel. Nada me anima, nada me cura. Estou doente! Aguém me mate ou me dê um sentido para viver! Onde esta o Sr. Destino? Ele deu um sentido para o Androide, que acabou por não matar Lex Lutor. Sr. Destino Sra. Morte traga um sentido a mim! é só o que pesso...  Я являюсь первым в Ирландском море Другое сообщение я не могу читать Я нахожусь на вашей стороне Нигде не скрываться Лазейки это открывается Я постепенно снижаюсь Вы живете в мире фантазии Вы живете в мире фантазии Я потерян в море Не беспокойте меня Я заблудился Я заблудился Вы живете в мире фантазии Этот красивый мир я являюсь первым в Ирландском море Другое сообщение я не могу читать  Assinado: Kaganovitch!  E como dizia Josif Vissarionovitc Djugatchivilli, quando falava georgiano, pensando que estava falando russo (esta é uma versão traduzida...): "Cagar é uma coisa profunda... a merda bate na água e a água bate na bunda!"...  E por falar em bunda... Que bunda que ela tem! E que coxas! E que barriga! E que peitos! E que costas! E que boca! E que tudo! Desculpe, minha amiga... Mas confessarei: você é muito Gostosa! Seu nome? Nem às paredes confesso!  o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa. o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.o vinicius adora uma salsichaaaa, porque ele eh bixa porque ele eh bixaaaa.  thyago dhgs hgash d jhguyqwtgygv kaSHKGSGH YTGHFGDGH FHGGJHSGFJDFB HGJHGDFJHG GHSGDHFG7T7TER YTUWGHFEVBJBF3134565444 HGSDHCHHFHFHJHJHVJHCVHGCVHJGSDFU U WEU W UR G THYAMGO GHGJBGFCBKJHHGJHJHJHjhgjhkhdsghhfghjsfkwjeoioqrutnvctybitvysdgbcvjbvjsjdfhjufgwugugfhsdgfsnbkjsfhujf  thyago dhgs hgash d jhguyqwtgygv kaSHKGSGH YTGHFGDGH FHGGJHSGFJDFB HGJHGDFJHG GHSGDHFG7T7TER YTUWGHFEVBJBF3134565444 HGSDHCHHFHFHJHJHVJHCVHGCVHJGSDFU U WEU W UR G THYAMGO GHGJBGFCBKJHHGJHJHJHjhgjhkhdsghhfghjsfkwjeoioqrutnvctybitvysdgbcvjbvjsjdfhjufgwugugfhsdgfsnbkjsfhujf  e esta é a prova cabal e insofismável do QI de ameba que assola a humanidade nos tempos atuais... será que eles pensam que são engraçados? Ponderem, criaturas: para se ser engraçado, é requisito sine qua non ser inteligente!  Qual será, pergunto a mim mesmo, o vocabulário desta cambada? Será que eles compreenderão o mínimo de vinte palavras (palavras e significados das mesmas...) as quais um cachorro coimpreeende? Tenho certeza que não! Meu cachorro, indubitavelmente, tem um QI maior! E tenho dito! PAX CHRISTI  Panis et circensis, e muito pouco pão, e a micagem continua! macaconautas de todas as galáxias macacais, uni-vos. E tem a Wanderléia e o Orangotango dançando tango que não é de Carlos Martel que nem ao menos conhecia avião, que para ele seria, quando muito, uma ave grande em Santiago de Compostela. Abriram-se as comportas! Pelamordedeus! Cabeça de Formiga Enlatada. Papai Noel não esvazia o saco... Ele enche o saco! Sassaricando O velho da porta da Colombo, a estas alturas do campesinato, já deve ter partido desta para nenhuma! Ai! Santa Petkovic!  Paixão é um negócio maluco. A unica pessoa que amei de verdade era uma garota chamada Flávia. Ela era uma baixinha muito bonita e tinha um corpinho legal, era gostosa de se tocar. O tempo se passou e descobri que ela era uma perversinha que não conseguia ficar só com um cara, ainda hoje depois de tanto tempo nada mudou, quando me falam dela ainda anda com galinhagem. quem conhece?  pois então discutamos o que é a perversidade feminina: ser perversa é ser livre, não se deixar acorrentar por nenhum homem? É usá-los, manipulá-los como eles, historicamente, sempre nos usaram e manipularam? Pois se é assim, assumo: EU SOU PERVERSA! E todos os homens que não gostam das "perversas", certamente prefeririam uma "mulherzinha" ao seu lado: fraca, dependente e submissa (não digo uma "Amélia", porque a Amélia de Ataulfo Alves e Mário Lago era mais soldária do que submissa), uma "mulherzinha que se submetesse ao "macho alfa", sendo que o macho seria fiel só até aparecer "mercadoria" mais interessante. Tô fora! Sendo assim: PERVERSAS DE TODO MUNDO, UNI-VOS!  Assinado: Amanda Rosenberg.  o diabo veste terno    vc não é serto  O FUTURO PERTENCE AQUELES QUE ACREDITÃO NA BELEZA DE SEUS SONHOS    No que eu concordo perfeitamente: fantasia e ilusão é melhor do que a verdade. Prefiro ser feliz a ter razão!  "Essa galera ta fumando demais" by Planet Hemp "I gotta save my sun" by Stan Smith "Ninguem tem paciencia comigo" by Chaves. União das mulheres é o que está faltando mesmo. É um mestrado de rasteiras essa mulherada, uma peidando na cara da outra. Minha cunhada me dá mole e nem quer nada comigo, só quer acabar com o casamento da irmã. Seria melhor se todos fumassem uma erva uma vez por semana para pensar de maneira um pouco diferente da convencional do que encher a cara na sexta e no sábado e depois retornar pra rotina do comodismo e hipocrisia. Todos preferem a ilusão e "felicidade" à verdade até perceberem que essa felicidade é temporaria. E o caminho da verdade é cheio de armadilhas que, disfarçadas de sabedoria na verdade trazem apenas um auto-afago, uma ilusão, apenas outra felicidade temporaria. Você que tem uma necessidade imensa de estar confirmando suas certezas a respeito dos outros, que não tem segurança de suas opniões, é melhor ficar calado do que falar algo de alguem se não for pra falar as mesmas palavras na frente do mesmo alguem.  Melhor se calar e pensarem que você é um idiota, do que você abrir a boca, e não restar a mínima dúvida!  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  E assim os próximos que postarem alguma coisa nesse post é um viado dos caramba fdp.. seus lindos e fofos vão as pqp! abrçs.. FIMMMMMMMMMM !  Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !  Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !Bruna sz Ciro !   WAGÂO CHEROSÂO FIDIDÃO GRANDÃO GORDÃO BUNITÃO WAGÃO WAGÃO WAGÃO FIUDIDÃO BUNDÃO MACACÃO PELUDÃO SUADÃO GORDÃO FEIJÃO WAGÃO!!!!!!!!!!!!!!11111111    macacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humanomacacos sao mdo maesmo desentende do humano  É verdade, a espécie humana está involuindo, quando, da última vez pude ver de perto um ser humano legítimo, o que já faz algum tempo, ele estava ao nível de um pitecantropo, deve faltar pouco agora para ele atingir o QI de um repolho.  so praierooo so hegel oo to soltero quero mais o queee AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA  acreditem se quiser! hoje é 23 de fevereiro de 2010, e até hoje em todos esses anos nessa página, não existe a palavra "Ronaldo" kkkkkkkkkkk incrível! então vamos lá! RONALDO!  Ela me deu um susto hoje! Pensei que a tivesse perdido... Ela simplesmente se ocultou por detrás de um bichinho fofo! Felizmente. Como disse a Casanova: "Você finge que é feliz enquanto eu sei que sou triste"... EU SOU PAPAGENO!  E viva Amanda Rosenberg! Que é criativa e pavio curto, fofa e revoltada, ilumina a vida com seu sorriso e nos intoxica com seu veneno, veneno este que nos embriaga e nos leva a todos os céus. Pelo amor de Lilith, além disso a Amanda Rosenberg é muito gostosa! Que ela leia isso, porque ela sabe que é isso que eu acho, porque dá vontade de mastigá-la inteirinha. E não adianta insistir porque eu não vou a nenhuma praia de nudismo, eu posso até sair na Playboy, mas praia de nudismo, tô fora! definitivamente fora! Nem me imagino à milanesa! Eu, hein...  E eu acabei de derramar sorvete outra vez no teclado do computador, desta vez foi sorvete de morango, tá tudo melado e noutro dia eu derramei café com leite e a fatia de pão com manteiga caiu com a manteiga para cima! O que contraria a Lei de Murphy! Por sinal, que é Murphy? Hoje eu vi uma calopsita! A-M-E-I! calopsita é cachorro de penas assim como a Danizinha é uma pitbulzinha vestida com alta-costura! Você sabe o que é ter um amor, meu senhor, ter loucura por uma mulher? E depois encontrara este amor, meu senhor, nos braços de um outro qualquer? Eu amo ela e gostaria de beijar a boca dela! E eu nunca serei Chefe da Nação! E o mágico disse as palavras mágicas: AVACABRABA! E deu tudo errado! Pelamordedeus, Yaweh pinelou de vez! A união entre os cariocas e os paulistas em uma exclamação: CARACA, MEU!  Feijoada Completa! MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  ___É LULA TEM RAZÃO NÓS TEMOS MENOS CULTULRA E INTELIGÊNCIA QUE ÊLE E SEUS QUARENTAS COLABORADORES...EU MEREÇO.AÍ EU CHORO...UA!UA!UA!UA! E PIMBA E PIMBA E PIMBA NA MÃE DE CREUZA.   é bem grande em...  E hoje, 08 de agosto de 2010. Dia Internacional da Mulher: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES, a Deusa Imperfeita.  kkkkkkkkkkkkkkkkk e nao é que da certo!!!  aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaah, eu qero faze isso aqe fica maior por iso continua aae povo: hoje eu vo pro centro da cidade com as minhas amigas vo pega uns htinhos laee da muito o cú! ee voce o qe fvaifaze hoje ?  Certamente não vou escrever tanta sandice! Espero... Ela tem o joelho direito tortinho para dentro! O que a torna ainda mais irresistível! O nome dela? Nem às paredes confesso!  Claudia, faz quase um ano que estamos separados, mas eu ainda te amo. Você será sempre muito especial para mim. Minha menina!  Claudia, Lauro te ama!  Oi naum te intedi vaga bundo  eu nao entendinadinha seu burro  Vinda do Além do Tempo, Deusa Piramidal, além das pirâmides, além de qualquer concepção de tempo, vinda de antes do nascimento dos deuses e que a eles sobreviverá, porque diferentemente de qualquer concepção de qualquer divindade concebível, Ela é Eterna!  Que merda é essa?!!!!!!!!!!!!!!!!!  Inconcebível que a Eternidade da Deusa sobre todos os deuses seja vilipendiada. Ela é Deusa Inominável, pois, mesmo Inalcançável, Dela tenho ciúmes! Portanto, o seu Nome, nem às paredes confesso! Eu sei! E é o que importa! E que todo o resto seja silêncio... Pois Nela, até o silêncio é eloquente!    etwtrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr  Eloquência não deveria ser confundida com necedade. É uma pena. Necedade não é necessidade. Aliás, é sim, pois necedade confunde-se com necessidade. De que? Procurem por favor o "pai dos inteligentes", o dicionário! E o Zé do Caixão é, desde o dia primeiro de março, Presidente do Uruguay!  E no dia 11 de abril de 2010, domingo, eu a vi duas vezes, com um intervalo de cerca de 15 minutos (10h20min e 10h35min...). Ela, com o cabelo mais curto, "batido" na nuca. Está andando cada dia mais tombada para o lado direito e tem, cada vez mais, dificuldade em subir nos ônibus. Conversou com im homem na fila da caixa do supermercado. E ambos foram simpáticos entre si. Chegaram a trocar sorrisos... Será que ele sentiu alguma atração por ela?  E no dia 20 de abril de 2010 eu a vi de novo, na feira. Eu estava com meu sobrinho. Ela de jeans, sandália rasteira e camiseta preta, a camiseta preta que ela sempre usa. Eu a revi depois de nove dias. Saudades do tempo que eu podia vê-la todos os dias, várias vezes ao dia, quando eu podia vê-la de biquini, tomando banho de sol na laje, enquanto um cafajeste não vinha atrapalhar seu sossego... o tempo em que ela era agressivamente gostosa!    /|| Bom, tem varios tipos de pessoas que escrevem aqui. Uns gostam de filosofar, outros de fazer poesia, outros gostam de fazer declarações "semi-anônimas", outros gostam de brincar de ctrl+c ctrl+v... Mas acredito que todos chegaram aqui pelo mesmo motivo, todos estavam procurando por macacos. Ah, os macacos... Que seres mais brilhantes! Temos tantas semelhanças com eles... Só acho que, falar que somos decendentes dos macacos, é uma ofensa. Ofensa aos macacos. Precisamos evoluir muito para sermos como eles. Essa sociedade nossa que ainda precisa descobrir como não se destruir, que ainda precisa aprender tanto sobre si propria... ||\  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  ...  Pensando bem, sic transit gloria mundi, sei lá eu? Penso, logo hesito... Onde andará regina Cátia Spada Lourenço dos Santos? Plaudite amici commedia finista est, né? E quando Pedro viu Cristo caminhando sobre as águas, fez cara de pouco caso e gritou: "Ô, JC! Deixa de sacanagem e mostra pra rapaziada o caminho das pedras!"   E na saideira, flutuando sobre as águas, porque não preciso caminhar sobre elas... estou ouvindo as três Gymnopedies de Erik Satie. Estou em estado de Puro Êxtase Espiritual!  nossa esses macacos sao muitos espertos . Mas sao muitos estranhos adoro esses animais de mais!!!!!!!!!!!!!!!   nossa esses macacos sao muitos espertos . Mas sao muitos estranhos adoro esses animais de mais!!!!!!!!!!!!!!!   Necedades e sandices. Burrice e loucura. Será que ninguém escreve algo que preste nesta página? Será que a humanidade está regredindo? Cuidado: se o povo cair de quatro não levantará mais, adotará novamente a posição quadrúpede!  Pulchra sunt enin ubera, quae paululum supereminent, et tument modice... quasi repress , sed non repressa; leniter restricta, non fluitantia licenter. Né?  Emiliazuda (Emília Boazuda).Há 15 minutos, eu a vi novamente, pela primeira vez no mês em que ela completará 63 anos (63 anos!!!).O andar dela está cada vez mais torto. Hoje, 3 de agosto de 2010. 11h35min. Ela, procurando, de todas as formas, se desvencilhar de mim. Na feira. Evita me olhar nos olhos, desvia o olhar, desvia o corpo.Mas quando eu a beijo na testa, ela retribui, automaticamente, com o beijo no ar. Está envelhecida. Mas a cara de sacana continua. Cara de puta, conforme a avaliação do Oscar. E eu gostaria de passar ao menos algumas horas com ela. Realizar meu sonho de juventude. A Musa Erótica de minha juventude. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Se todos pudessem entender que viemos do mesmo se runicelular, ou da mesma "ameba" primitiva, talvez compreenderíamos melhor a vida que nos cerca. No dia que oilharmos para uma árvore e descobrir que diferença dela para nós é somente a retenção de água, poderíamos viver nossa breve vida de forma mais útil, mais fraterna, mais caritosa e muito mais em paz, conosco e com todos os demais seres vivo.  Waterford, estado de Michigan, EUA. Local de nascimento dela... o nome dela? Outro dia eu coloco aqui... Esperemos...  Todos viemos do sopa primordial. Elementos ainda não diferenciados. Tudo junto e misturado!  Por onde andará Aimee Louise Sword?  Grande descoberta metafísica, que contraria todos os conceitos> caranguejo anda de lado!!! Caraca, meu!  AIMEE LOUISE SWORD.  Michely Fernandez... Como defini-la? E imaginem só o que se passa na cabeça dos dois filhos dela (29 e 22 anos!)... Imaginem só as fantasias eróticas que eles tem em relação a ela!   fantasia dos macaconautas. Danny fucked his mother harder. The bed is actually shaking with the motion of Danny fucking his mother. Cara de Piá? Ubirajara Gonçalves Motta. E Joseph Ratzinger...  "FUCK ME, FUCK YOUR MOTHER!" Janice cried. E quem há de incriminar? Eu hein... Abundância isotrópica!  E no dia 01 de janeiro de 2011, a pessoa que ocupará a Presidência da República será mais nova do que ela... Prova de que ela está ficando velha... Quem é ela? Vou só dar uma pista, tá? MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  muito bom  Sabe-se lá por onde andará a Cabeça de Formiga Enlatada? E o Batalhão de Tartarugas ( tantaranrantamtamtamtam...)? a Arte de Enxugar Geleiras! E a Dança dos Pãezinhos! E o Hitler imitou o bigodinho do Carlitos! É o que dá: se a bicha não pode sair do armário vira Hitler! Ou, em casos menos graves, vira Michael Jackson (aquele que dançou o break para o mundo inteeeeeeiro!). O que estará fazendo Alaíde Oliveira Alves Feitosa neste exato momento? Com a palavra, marina Finisterre, com sua delicadeza peculiar (lembremo-nos: Marina é uma Lady...). Não está afim de falar? Então tá bom, né? E as pernas dela (Não da Marina, pelo Amor de Lilith!) ainda estão sem varizes! Eu vi ontem! As duas pernas: a normal e a defeituosa... Ô, gostosa!  Acreditem: viajando por Minas Gerais, eu passei, bem de passagem, pela cidade de Bom Jesus do Galho... Fantástico este nome! Bom Jesus eu sei quem é... mas a qual árvore pertencerá tal galho? Eu, hein... E Pedro, vendo Jesus caminhar sobre as águas, ergueu-se e gritou do alto da popa: "Porra, JC! Deixa de sacanagem e mostra pra rapaziada o caminho das pedras!"... E por falar em sacanagem: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  E o Fernandinho das Chandongas, como resistirá? Se é que resiste, porque eu não resistiria... E me pediram para criar um nome para um partido político de extrema esquerda a ser fundado... depois de muito pensar, criei o Partido da Edificação Internacionalista da Democracia Operária! E criei também o lema: "Novos Ares para o Brasil!"... Acho que ficou legal... Quando eu era bebezinho eu fazia cocô... mas já era tudo uma merda!  O que o Nabuco foi fazer no mato? Caçar borboleta! O gigante Caraculiambro da Ilha de Malindrânia... Sparafucile e ET na veia! Na veia, não na véia, pelamordedeus! Nasci em Ourinhos, mas ninguém é perfeito! E depois da morte virá o Infinito e Silencioso Nada! Nada de peito, nada de costas... E viva Picasso! E tome laranjada! Cabeça de Formiga Enlatada! E olha que eu ainda não bebi nada! Porque hoje é sábado...  Tem um japonês olhando por cima do meu ombro... ou será um China Pau? Sei lá eu? As noites são estreladas, dependendo da posição do observador no Cosmos de Carl Sagan, que era dublado por Newton da Matta, mas na verdade tinha um vozeirão que não combinava com sua figura delicada. E dizem que a natureza é perfeita... É? Então me explica: por que a jaca fica no alto da árvore e o morango é rasteiro? Hein? E eu vou tomar um sorvete de rasteiro, tá?  ejjuisiisiis   Eu poderia estar serto se não estivese respondido nenhumas das cartas que tratei como a prioridade de minha vida.Hoje em lugar incerto estou longe de tudo e de todos por não compreender o seu dos qual são os interessados,de tantas promessas,que só a noite de uma avalanche sem fim me atormenta de tantas perguntas e nenhuma resposta.Hoje estou definitivamente serto que o melhor das resposta é em primeiro lugar parar e assim vou começar obter as resposta de ficar longe dos estrumentos que possa dar indicações dos passos de minha geografia sobre a onde não vai receber o sinal nem do códego morse,para o tempo deichar eu sobre uma arquibancada sobre os mastros das bandeiras do Brasil. O nome acima tem aver com quem gosta de buscar resultados e entregar bons resultados mesmo que sem um vintem para comer a comida do restaurante popular.Hoje mearasto sobre as estrada da vida para que nela possa trafegar sobre a muleta que este (((Sim foi o meu presente que após o trabalhos de idade sobre a vida de treze anos constitui o valor que de presente eu não precisei ser ganhador mais o tempo dos desafio já os entregou - me,assim lamentavelmente vou repetir a Carta do nosso Rei sobre a despedida do nome acima.Bandeirante que organizou a expedição contra o Quilombo dos Palmares. (((Acarta de despedida do velho Domingos jorges(1614) sobre a horde d, Pedro II . " À vista da Representação escrita que me foi entregue hoje , às três horas da tarde ,resolvo, cedendo ao império das circunstancias partir,com toda não a familia mais sim as latinhas e lixo para Europa,deixando esta patria de nós tão estremicida,à qual me esforcei por dar constantes testemunhos de entranhado amor e dedicação, durante quase meio século que desempenhei o cargo de chefe do estado de tantos sonhos e emoções. Ausentando-me ,pois, com todas as latinhas e os mendingos que até livro sobre carta doei, conservarei do Brasil a mais saudosa lembrança, da (CBF) fazendo os mais ardentes votos por sua grandeza e prosperidade." D, Pedro de Alcântra sobre a ser sobordinado o (REI) eu velho Domingos jorge faço lembrar sobre as escora de minhas bengalas que antes de madeiras hoje do conteudo das minhas latinhas aliviado para quem já perde forças para estar caminhando sobre os sinais dos satellites,e os cabos submarinos faço só lamentar os dias que ainda me restão para junto lembrar da quelesles que nunca mais serão achados junto ao barro que um dia foi o tijolo da sua moradia. I AM FINE,TANK YOU Petrópolis , 16 de novembro de 1889 ssim como verdade dos fatos e lembrado com a técnologia do presente 22/01/2011 january FIM...!!! O sinal (((((((((((((((((((((((((((((((((=33  Nem toda palavra é aquilo que o dicionário diz!!!!  Palavras... números... tempo... O Tempo! 1971...2011... Quarenta anos... quarenta anos que eu a conheço... e neste espaço de tempo, ela se transformou, aos poucos, da Exuberância Sexual Agressiva que era (a ponto de fazer um homem, com metade da cara ensaboada, sair da barbearia, só para vê-la passar na rua...) na pessoa que passa sem despertar nenhuma atenção na macharia... Talvez só a mim ela chama ainda atenção... Quando eu a conheci, ela estava com 23 anos... hoje tem 63... Minha Fixação.... Minha Obsessão... Será pelo fato de ela ter sido a minha primeira Musa Erótica?   MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. O seu corpo espetacular, mesmo que a poliomielite tenha causado danos irreversíveis em sua perna direita... na perna dela, da MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. Eis-me de volta ao corpo. Voltar ao meu corpo. Quando me surpreendo ao fundo do espelho, assusto-me. Mal posso acreditar que tenho limites, que sou recortada e definida. Sinto-me espalhada no ar, pensando dentro das criaturas, vivendo coisas além de mim mesma.  O sonho é mais completo que a realidade... esta me afoga na inconsciência. O que importa, afinal: viver o saber que se está vivendo?  Realidade, sim... mas que realidade? Por que não a realidade onírica, do que nunca será e nem poderia ter sido, mas mesmo assim foi? Ontem eu vi uma foto DELA, com o novo namorado... e eu tive ciúmes... Eu, que nunca namorei com ELA... Eu que nem sequer estive com ELA pessoalmente... Nós, que vivemos em mundos tão opostos... Somente no mundo dos sonhos eu posso compartolhar a Supreema Felicidade de TÊ-LA perto de mim...  E mesmo neste mundo, o qual só existe na obscuridade de meu cérebro, meu papel é limitado, supérfluo... Eu escrevo uma Vida para ELA, sobre ELA, na qual ELA é Supremamente Feliz... E mesmo neste mundo, eu A observo de longe... E mesmo na obscuridade do meu cérebro, a Presença DELA, mesmo que seja apenas no plano das Idéias, enche de Luz este pequeno mundo, que se faz Grande pela Presença DELA!  Porque ELA É Luz em Sua Essência... Luz que Se manterá mesmo depois que a última estrela do cosmo se apagar... Luz que se Eternizará quando o universo for sombra, frio e desolação...Porque ELA É Essencialmente Luz... Afrodite... Deusa que Fez-se Humana sem deixar de Ser Divina... E porque Ela tem a Essência da Divindade, Ela É Inominável... Alguns poucos (bem poucos...) que me conhecem, sabem quem ELA É... o mundo não precisa saber...  E porque eu A Amo, ELA sequer precisa saber deste sentimento... E Ela, certamente, nem sequer desconfia do meus sentimentos... Que fique assim... Talvez seja melhor que fique assim... Mas dói-me o coração... E ELA É FELIZ! Afinal... é o que importa...   Estático ou Extático? Palavras diferentes? Significados quase iguais??  Paralelamente... a vida que poderia ter sido. Se não eu, quantos outros? Quantas possibilidades... Eu estou aqui, mas quantos poderiam ter estado em meu lugar? Fortuitamente, eu venci a corrida... mas a infinitude de pessoas que poderiam estar aqui, quase que certamente mais felizes? Mais importantes para um mundo maior de pessoas... E eu venci! Mas me pergunto: valeu a pena?  O coelho pescador (uai, coelho carnívoro?) afirma em gênero número e degrau que... Coelhinhos cor-de-rosa, venham todos de uma vez, os anões nossos amigos, querem conhecer vocês!   El Conejo, The Rabbit? Não me importa se o Pato Donald é macho, eu quero é ovo!  Colhinho da Páscoa bta ovo? Coelho onívoro? Pára com isso!   Coelhinho da Páscoa bota ovo? Coelho onívoro? Prefiro o Oto Ornitorrinco E Os Seus Otorrinolaringologistas! Porque, antes que eu me esqueça: vá à merda o politicamente correto! Porque cego é cego, não é deficiente visual porra nenhuma!  As forças impessoais que fogem ao nosso controle! Ai!  E quando chegar a Era Degenerada, nada mais terá importância, porque tudo estará próximo do nada absoluto...  Krekolio estava fazendo macacos e nasceu a feijoada do felipe moura q vavoa sobre o mundo pisychosiotical da galia de narnia indiana . NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM  Krekolio estava fazendo macacos e nasceu a feijoada do felipe moura q vavoa sobre o mundo pisychosiotical da galia de narnia indiana . NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM NELSON HAMILA HAMILA BOOM  aldin din din . roubou o shin , krecolio se alevanto pru mundu  Por que será que eu imagino que Ela está fugindo do meu alcance? Alcance virtual, fique bem claro... Suspeito... digo "suspeito" simplesmente para não dizer "sei"... que isso se deve à maléfica influência dele! Que Ela não permita que este sujeito a domine... o que parece já estar acontecendo...   o que é mais fudido que puta de maloca ?  ELa continua Linda... e cada vez mais Gostosa! O nome dela? Nem às paredes confesso!  Hitler morreu dando o Butão! E a moeda do Butão é o Ngultrum!!  Pensa muito sobre nada aquele que pouco encontra, pois o bom ser astuto, sente na ponta dos pés, a feição do mundo  Felipe meu bebezão gigante,amo voce,meu primeiro e eterno amor,com você eu passei a me sentir humano.Adoraria que a vida fosse gentil na realidade como ela na ficção para Billy e Teddy - Wiccan and Hulkling.  lá vem a lua, redonda como um tamanco, espero meu amor, e ele nunca chega.    eu so vou te mandar um abrasso   Prestatenssão Cerumano! Abraço é com "Ç", caralho! E para os babaquinhas de plantão: escrevi "prestatenssão cerumano" errado de propósito! A propósito: quando foi o momento crucial em que ela saiu à rua e nenhum homem mais se voltou para olhá-la?  JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY JOAO MARCOS GAY   E eu, o Macaco Brasileiro, apareço mais uma vez para esculhambar esses babacas que põem por terra esta oportunidade de se escrever algo de criativo, enchendo linhas e mais linhas com sandices que tendem a se repetir como um pensamento único, certamente o único que eles tem na cabeça!   Pois bem, minha senhora, neste mês de agosto, em que você completa mais um anos de vida, venho reiterar meu pedido: Passa um fim de semana comigo... é muito? então passa uma noite comigo... ainda é muito? então passa uma hora que seja... ou então cinco minutinhos... eu já ficaria satisfeito... não custa nada, minha senhora...  Ou, sendo mais direto: Dá pra mim, minha senhora... não custa nada! E você realizaria um sonho meu de juventude... porque eu a conheço há 40 anos! E há 40 anos eu tenho um tesão irresistível por você, minha senhora! Não custa nada, minha senhora...  Dá pra mim, minha senhora!  Bonum autem at bonitas non divisibiliter digitur ad unum omnia consummante causa. Bonum quidem esse dicimus quod bonitati participat, né?  Hoje, 29 de agosto de 2011. E ela faz aniversário. Porque nasceu ela nasceu em Portugal, na cidade do Porto. Em um dia 29 de agosto. E eu a vi ontem. E ela não quer, em hipótese nenhuma, dar pra mim... Eu compreeendo... Mas, minha senhora... Um boquete só, eu já ficaria deveras satisfeito... Acredite! Não levaria sequer cinco minutinhos... A senhora nem precisaria tirar a roupa... Não custa nada minha senhora... faça esta caridade... um boquetezinho... só isso...  Afinal de contas, minha senhora, sua data de nascimento é 29 de agosto de 1947. E não temos mais muito tempo a perder, minha senhora... Por favor, minha senhora... Um boquetezinho... Não vai nem sujar seu rosto... eu prometo....  ....... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado....  Hoje, dia 7 de setembro, vamos hastear a bandeira do sexo, que aqui por ti treme e gerador de focas que fazem fax na somalia  ....... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado....  Hoje, dia 7 de Setembro, é do dia da proclamação da parmalat sendo rejuvenescida pelo RCA no Coração da Malásia partindo do ponto em que seus trbunais ainda são anti-orrinolaringologista perante carvalho  Dia 06 de setembro de 2011: tive a notícia de que ELA se livrou do babaca! Fiquei extremamente feliz. ELa também ficará Feliz por ter se livrado daquele encosto! Um conselho, Querida: desista dos homens! De qualquer homem! Nenhuma deles compreende Você! Nenhum deles merece sequer lamber o chão onde Você pisa! Acredite nisso, Querida! Um beijo...   O nome DELA? Nem às paredes confesso! Só posso dizer que eu a amo! Só posso dizer que ELA é LINDA! Só posso dizer que ELA é uma Escultura Viva! Que tem a Vocação para a Felicidade! Que é a Menina Luz! A Menina Poesia!  E hoje, dia 21 de setembro de 2011, eu a vi de novo! Ela toda de azul, com carrinho de compras. Indo comprar leite. Longe, porque "tem que andar"... Ela, com 64 anos e 23 dias, porque nasceu em 29 de agosto de 1947. E a proposta continua de pé: minha senhora... dá pra mim... não custa nada...  obrigado  vinte cinco anos ainda n xeguei a um milhoa de euros mais acredito q um dia xegarei laaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa  o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado...........  emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado........... o que o cara falo aqui emcima eh retardado...........  De sainha, tamanco e vestido azul, logo latejou o meu pau, e dai logo vi que piscou seu cu. Se meu pau não parar de crescer, vai passar do joelho. Bebo cana. O pinto , o pinto do meu pai , fugiu com a galinha da vizinha , ja procurei dia e noite , ja procurei noite e dia , esse pinto não é mole , esse pinto é safado , não consegue dormir sem ter uma galinha ao lado , e pra dormir, tem que coçar a cabeçinha, tem que fazer um cafuné, coitadinha dessa galinha. A DANÇA DA MANIVELA, EU FUI PERGUNTA PA ELA MEU ANMOR SE A DANÇA DA MANIV4ELA ELA TOPO.... AQUI TA QUENTE AQUI TA FRIO ,.... PEGA NO PEITINHO DELLAAAAAAAAA , COME MORTADELA  K0KKK0K0K0KK0K0K0KKK036ASNUDRHGERUFHHHHHH COME CU MEOCNNJJJKJJJ 265.22.6A3L63O2A60LKOALOALO651L2AO126L21OA56L21O5A6L15OA165L1OA65L1A56O1LF5 TROLLLL032 1313032 LLLLLLLLL510L20L0L20L0L.602.6L2L.6L2L.62L.62L.6L26.2L.6L2.6L26.L2.L2L6.2L.LLLL0LLLLLLLLLLLLLLL0LLLLL000L0L0L0L0L0L0L0L0L0L0L0L0L0L0L0LL0L0L0L0LK  K0KKK0K0K0KK0K0K0KKK036ASNUDRHGERUFHHHHHH COME CU MEOCNNJJJKJJJ 265.22.6A3L63O2A60LKOALOALO651L2AO126L21OA56L21O5A6L15OA165L1OA65L1A56O1LF5 TROLLLL032 1313032 LLLLLLLLL510L20L0L20L0L.602.6L2L.6L2L.62L.62L.6L26.2L.6L2.6L26.L2.L2L6.2L.LLLL0LLLLLLLLLLLLLLL0LLLLL000L0L0L0L0L0L0L0L0L0L0L0L0L0L0L0LL0L0L0L0LK  Eu já lavei o meu carro, regulei o som Já tá tudo preparado, vem que o brega é bom Menina fica a vontade, entre e faça a festa Me liga mais tarde, vou adorar, vamos nessa Gata, me liga, mais tarde tem balada Quero curtir com você na madrugada Dançar, pular até o sol raiar. Gata, me liga, mais tarde tem balada Quero curtir com você na madrugada Dançar, pular que hoje vai rolar. Tchê tcherere tchê tchê, Tcherere tchê tchê, Tcherere tchê tchê, Tchereretchê Tchê, tchê, tchê,   TIRA MAO DO MEU Pesquisa avançada Pesquisar Aproximadamente 2.840.000 resultados (0,19 segundos) Tudo Imagens Mapas Vídeos Notícias Mais São Paulo Alterar local Opções de pesquisa A Web Páginas em português Páginas de Brasil Páginas estrangeiras traduzidas Mais ferramentas Resultados da pesquisa homem brisa trabalhando - YouTube www.youtube.com/watch?v=gmEivJVRXkQ29 jul. 2011 - 2 min - Vídeo enviado por TheCofap homem brisa trampando. ... 8:38. Add to. Brisa - O Cão é o Melhor Amigo do Homem.wmvby regianeolmedo277 views ... homem brisa 2 - YouTube www.youtube.com/watch?v=XCygt4jFo8c22 ago. 2010 - 35 seg - Vídeo enviado por TheCofap Homem da Brisaby mrfasteddie6944 views; Thumbnail 0:26. Add to sai da escuridão Bujãoby MultiFalcaonegro27 ... Mais vídeos para homem brisa » Homem Brisa (HomemBrisa) on Twitter twitter.com/HomemBrisa Homem Brisa (HomemBrisa) is on Twitter. Sign up for Twitter to follow Homem Brisa (HomemBrisa) and get their latest updates. Homem quebra para-brisa de ônibus à cabeçadas - RAC www.rac.com.br › notícias › Campinas e RMC - Bloquear todos os resultados de www.rac.com.br 7 ago. 2011 – Um homem ainda não identificado se jogou em frente a um ônibus da Itajaí Transportes Coletivos e depois quebrou o para-brisa do veículo ... Brisa Feliz: Como perder o homem da sua vida... www.brisafeliz.com.br/.../como-perder-o-homem-da-sua-vida.html 28 maio 2011 – Os homens, por mais cera no cabelo que passem e cremes que usem, são da família Homer Simpson. E você pode tirar o cara de Springfield, ... Cerâmica Homem de Barro - Brisa Mar - Móveis e Decoração - Rdv ... www.apontador.com.br/.../ceramica_homem_de_barro___brisa_mar... Encontre o endereço ou o telefone de contato Cerâmica Homem de Barro - Brisa Mar Brisa Mar em Itaguaí. Bate papo grátis e homens bonitos em Jardim Brisa de Atibaia ... badoo.com/dating/guys/brazil/jardimbrisadeatibaia/ Site de relacionamento, homens bonitos, bate papo grátis em Jardim Brisa de Atibaia (Brasil). Encontrar namorado, paquera grátis, homens solteiros e ... Tag Homem na coleção de Brisa - Pensador pensador.uol.com.br › Brisa Seleção de frases e pensamentos na coleção de Brisa com a tag Homem. BRISA: SONHO DE HOMEM... poetadosmeussonhos.blogspot.com/2010/12/sonho-de-homem.html 3 dez. 2010 – SONHO DE HOMEM... SONHO DE ... Sou Brisa suave do Vento. Afago o teu ... e beijo-te com ternura. Eu vou amar-te para sempre... ... Brisa ... orkut - Calvin - CK¹ - O HOMEM-BRISA! www.orkut.com › Início › Comunidades › Pessoas 30 jun. 2007 – COMUNIDADE DEDICADA AO AMIGO CALVIN...QUE SEMPRE SE ENCONTRA EM UM ESTADO DE BRISA EXTREMA...SEMPRE!!! ieeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee ...   Em quase 21 horas depois do encerramento da votação, já podemos saber quem foi os eleitos para o cargo de prefeito e vereador das cidades brasileiras. Tudo isso graças a tecnologia das urnas eletrônicas. Foram 5567 municípios que votaram para vereador e prefeito, sendo que 29 cidades brasileiras terão segundo turno, dia 26 de outubro. Nessa data, o horário de verão já mudou, mas o TSE diz que isso não vai interferir em nada, pois eles mudarão o horário das urnas eletrônicas. Agora é só esperar.   Pinça: Ei! Que raios de título que é esse? Porque é fail? Wiimote: Você verá Pinça: Wiimote!? Wiimote: Sim! Eu serei o narrador dessa fic. Pinça: Ok. Então, que a fic comece! Capitulo 1 *Fase celular skipped* *Fase de criatura skipped* *Fase tribal skipped* *Fase de civilização skipped* Wiimote: Ei! Porque você pulou tudo? Pinça: Estou com preguiça de jogar nas outras fases. Wiimote: Folgado. Ei! Você está recebendo uma transmissão do seu planeta de origem! Pinça: É mesmo! Líder Pinça: Parabéns, seu Pinça! Você é um dos primeiros capitões dos Pinças. Pinça: Que legal! Qual é a minha primeira missão? Líder Pinça: Temos um império inimigo com uma técnologia muito poderosa. Queremos que destrua ele antes que sua técnologia evolua ainda mais. Pinça: Ok! Pode contar comigo! *Saindo do planeta de origem* Pinça: Viu Wiimote? Nada mal até agora! Wiimote: Então Pinça vai até o império e destrói todas as cidades. Pinça: Toma isso seus insetos! huá huá huá! Agora é só ir para o meu planeta de origem e receber a minha recompença. *Indo para o planeta de origem* Pinça: Pronto! Líder Pinça: Pronto o *******! Pinça: ??? Líder Pinça: Recebemos uma transmição do nosso aliado falando que você destruiu tudo lá! Pinça: A-Aliado? Líder Pinça: SIM!!! E além disso, o nosso império inimigo teve tempo de evoluir sua técnologia! O seu ataque será muito forte para nós! Esperamos que pelo menos agora você possa tentar nos defender um pouco! Pinça: Ok, ok... Wiimote: Nada mal né? XD Pinça: Hunf! Wiimote: Então, inúmeros OVNIs chegam, com armas poderosas. Pinça: Ei! Até que eu estou destruindo algumas! Wiimote: Mas quando tudo parece estar bom... Pinça: Ai! Um mosquito me picou! Mosquito: kkkkkkkk! Pinça: Eu não tenho tempo para mosquitinhos. Vou me consentrar na missão. Mosquito: Ok. Pinça: Ai de novo!!! Mosquito: kkkkkkk! Pinça: Mosquito filho duma ****! Mosquito: Ah é? Pinça: Ai! Mosquito: kkkkkk! Pinça: kkk seu **! Vou esmagar você agora mesmo! Wiimote: Mas o mosquito entra em sua navinha e sai da nave do Pinça. Mosquito: Você não consegue me pega-ar! Pinça: Ah é? Wiimote: Então a nave do mosquito sai voando e o Pinça vai seguindo-a. Atirou um monte de tiros, mas como ele era ruim de mira, ele errou. E pra onde foram esses tiros? Líder Pinça: PINÇA!!! Pinça: Sim?? Líder Pinça: Você não só destruiu os inimigos como ajudou eles. Pinça: Eu atirei nas cidades? Líder Pinça: SIM!!! Olha o que sobrou delas! Pinça: Caramba! Líder Pinça: O que você me diz disso? Pinça: Me dá mais uma chance? Por favor! Líder Pinça: Sim, te darei mais uma chance... NA PRISÃO! Pinça: O QUE? Wiimote: Então Pinça é jogado na prisão. hahaHAhAHAhAHAhAHAhAAHAHAhAa Pinça: Cale a boca sua pré criatura! Wiimote: Pré criatura sua vó! Pinça: rs. Ei! Achei uma passagem secreta! Wiimote: E Pinça consegue sair da prisão e pegar uma nova nave. Pinça: Ei! Mais inimigos! Quem sabe o meu império me dê importância agora! Wiimote: E Pinça destroí todas as naves. Mas... Líder Pinça: PINÇA!!! Pinça: Opa! Conheço essa voz. Líder Pinça: Isso mesmo! Você destruiu nossos únicos robôs mensageiros que iriam pedir ajuda a outros impérios, e nós poderíamos ter esperança! Pinça: Mas a minha nave disse que era inimigos! Líder Pinça: Aquela nave com defeito? Pinça: Com defeito!? Líder Pinça: É!!! Pinça: Mas porque diabos vocês deixam naves com defeito? Líder Pinça: Ela estava no conserto! Ninguém mandou você sair da prisão! SAIA DAQUI IMEDIATAMENTE! Pinça: Nossa! Que grosseria! Líder Pinça: Grosseria mesmo! Pinça: Ok. Tchau. Líder Pinça: Tchau pra você também. Espero que você morra. Pinça: O que? Líder Pinça: VAZA!!! *Saindo do planeta rapidamente* Wiimote: HAhaHAHAhHAhaHAhaHhahahaHAh Pinça: CALE A BOCA! Wiimote: O que vai fazer agora? Pinça: Tentar destruir o império inimigo. Wiimote: Mas a nave não está com defeito? Pinça: Mesmo que ela esteja com defeito, eu sei exatamente onde ele fica e como ele é. *Indo para o império inimigo* Pinça: Ativar Megalaser. Ué, o que aquela bolinha que está indo no planeta? CABUUUUUUM! Pinça: Oh não! Eu destrui um planeta!!! Eu quebrei o código galáctico! Mas eu juro que eu apertei o botão do Laser! Wiimote: Ele DISSE que a nave estava com defeito! Pinça: Vou sair daqui bem rápido! Wiimote: Depois... Pinça: Ufa! Estou vivo! Pelo menos apenas os impérios perto daqui que vão ficar com raiva! Mosquito: Não mais! Pinça: VOCÊ DE NOVO!? Mosquito: Sim! E eu contei pra um monte de impérios que você quebrou o código galáctico! E como eles eram meus aliados eles acreditaram em mim! Pinça: OH NÃO! MOSQUITO DESGRAÇADO! Mosquito: Epa! Tem gente vindo aí! Seguranças Pinças: Pinça! Ficamos sabendo de tudo que você fez! Volte para seu planeta de origem agora! Pinça: E se eu não quiser? Seguranças Pinças: Será morto aqui mesmo. Pinça: O-Ok, eu vou! Eu vou! Wiimote: Então Pinça e seus amigos foram para seu planeta de origem. Pinça: "Amigos"!? Wiimote: Hehe. Líder Pinça: Você desonrou a raça Pinça pela última vez! Não vamos querer passar nossos últimos momentos da vida com você! Pinça: E o que vão fazer comigo? Líder Pinça: Iremos colocar você dentro deste asteróide e lança-lo para bem longe. MUITO LONGE! Pinça: OMG!!! Wiimote: E assim, o Pinça é lançado para a galáxia... Tyrant!   Wiimote: Bem vindo ao show de comédias do Wiimote! Hoje, nós vamos estrelar o Pinça, a criatura mais fracassada do mundo! Pinça: POSSO SABER O QUE QUE É ISSO? Wiimote: Epa. Ele descobriu. Por hoje é só pessoal. Pinça: Você tá é passando dos limites! Wiimote: Ok, vou tentar ficar no limite... vamos ao capítulo 2! Capítulo 2 Wiimote: Como foi contado no capítulo passado, o Pinça foi lançado para a galáxia Trydent, dentro de um asteróide. Pinça: É Tyrant não Trydent! Wiimote: É, que seja... Pinça: Que império chato, dentro desse asteróide não tem TV, não tem comida, é desconfertável... Wiimote: Estão certinhos! Pinça: O QUE? Wiimote: Nada não. E assim, depois de muito tempo, o cometa chega até um planeta... Pinça: Tomara que não seja T0! Wiimote: Assim o asteróide chega cai no planeta. Pinça: E como que eu não morri? Wiimote: O que esperava de uma fic? *Saindo do asteróide* Pinça: Uau, esse planeta é bem habitado. Ei! Estão assaltando alguem! Quem sabe aqui seja um recomeço! Vou impedir! Wiimote: Ai, isso não vai acabar bem... *Pinça enche os ladrões de porrada* Armagetron: Ei! O que você está fazendo?? Pinça: Ué, impedindo o assalto. Armagetron: Tá é enterrompedo a Filmagem! Filmadores: ÉÉÉ! Pinça?: Ops. Policial: Além de você ter interrompido o filme bateu em criaturas inocentes. Pagará uma multa de 50 tyrantgranas. Pinça: Tyrantgranas!? Eu só tenho sporegranas. Policial: Então vai ter que arranjar uma maneira de conseguir. Pinça: E como? Policial: Está vendo aquele restaurante? O dono dele dá dinheiro pra quem lava seus pratos! Wiimote: Depois de 300 pratos... Dono do restaurante: Pronto! Agora já da pra pagar a sua multa. Pinça: E sobrou dinheiro pra comer alguma coisa? Dono do restaurante: Não. Se quiser comer algo terá que lavar mais 300 pratos! Wiimote: Mais 300 pratos depois... Pinça: Pronto! Que carne tem pra comer? Dono do restaurante: Carne!? Nós, da raça Armagetron, somos herbívoros. Pinça: Ok, então eu vou lá matar um animal e... Dono do restaurante: Está louco? Nos preservamos animais. Pinça: E quanto custa pra matar um? Dono do restaurante: 500 tyrantgranas. Pinça: M****! Dono do restaurante: Mas se quiser lavar 3.000 pratos... Pinça: Ô LOUCO! Tô fora! Não aguento mais lavar pratos! *Sai do restaurante* Armagetron qualquer: Ei carnívoro! Tem um animal morto aqui! Se comer ele não vai ter que pagar nada! Pinça: Obrigado! *Come a carne* Pinça: Que comida podre! Esse animal já morreu faz tempo! Não tem mais nenhum outro jeito de eu conseguir tyrantgranas?? Armagetron qualquer: Tem um épico bem no alto daquele morro, o Owneador. Ele é uma ameaça para a cidade. Se conseguir matar ele a carne vai poder ficar toda pra você, além de ganhar muitas tyrantgranas. Pinça: UAU! Policial: Mas tome cuidado! Ele é muito forte! Pinça: Isso é papo! Aliás, eu tenho vantagem na força! Wiimote: E meia hora depois, Pinça volta para a cidade... Pinça: Putz! Ele é forte mesmo! Armagetron qualquer: Tem a loja de armas! Pinça: Mas eu não tenho tyrantgr... Ei! lembrei do dinheiro que eu ganhei lavando os pratos! *Pinça entra na loja* Pinça: Oi, o que tem pra comprar? Dono da loja: Um laser de 10 megawatts. Pinça: DEZ MEGAWATTS? Isso é laisinho de se ter em casa. Dono da loja: Infelizmente estamos com falta de armas. Pinça: Ah, por isso que ninguém vai e mata ele. Ok, que seja, vou tentar mais uma vez! Wiimote: Então Pinça volta para o morro. Pinça: Já sei o que vou fazer! Vou cegar ele com o laser. Deu certo! Agora é só encher ele de porrada! Wiimote: Depois... Pinça: Eu consegui! Eu consegui mata-lo! Random#1: Sério?? Random#2: Mentira. Random#3: Vou contar isso pro pessoal. Wiimote: E uma equipe de pessoas trazem o bicho até a cidade. Pinça: Pessoas!? Wiimote: É bem mais fácil falar pessoa do que armagetron, né?? Armagetrons: Ele conseguiu! Ele é o maior! Pinça: Parece que finalmente estou me dando bem! Wiimote: Hmmm acho que não, mais cedo ou mais tarde vai.... *Owneador se levanta* *Público sai correndo e griando* Wiimote: Não disse? auHauHauHAuHAuHauhaH Pinça: M****! Wiimote: E parece que a sua cegueira acabou. Pinça: Pena que a bateria do meu laser acabou. Espere! Ainda tem a loja de armas! *Owneador destrói a loja de armas* Pinça: M****! Wiimote: Depois... Policial: Está preso! Veja o que você fez! Wiimote: Na prisão... Pinça: Que droga! Não tem passagem secreta! Vou tentar cavar... *Pinça sai da prisão* *Pinça pega uma nave escondido* Pinça: Espero que ela não esteja com defeito! Wiimote: E o que vai fazer? Pinça: Fazer aliados para esse império ficar feliz comigo. Vou voar em outra cidade para não me reconhecerem e comprar uma fantasia de Armagetron com o dinheiro que sobrou do laser, assim os impérios vão pensar que foram eles. Wiimote: E Pinça faz um aliado, e muito forte. Então, ele volta para o planeta dos Armagetros. Policial: Parado aí! Meu aparelho detectou que você é o tal do Pinça. Pinça: Por isso mesmo! Eu fiz um aliado pra vocês, e muito forte. Policial: Tentando me enganar de novo, né?. Volte para a prisão, agora! Wiimote: Então, Pinça de novo é jogado na prisão. Pinça: Droga! Essa prisão tem um chão decente! Vai levar muito tempo pra cavar! Wiimote: Depois de um dia... Pinça: Ufa até que em fim. Vou pegar mais uma nave! Wiimote: O que vai fazer? Outra tentativa fail de alegrar o povo? Pinça: Não!!! Cansei de ser bonzinho. Ta na hora da vingança! *Pinça vai até o império aliado* Pinça: Ei, império de m****, sabe aquela nossa aliança?? Ela virou história! Império: Que grosseria! Porque você se aliou a nós, então? Mas é melhor deixar pra lá, essas coisas acontecem. Pinça: F******, seu império de *****, seu ******, vai pra *****, seu *****, ****, ******, *****! Eu quero guerra com você! Império: Você tá é me dando raiva. Mas vou ignora-lo, criança. Pinça: Ah, tá com medo, é? Está bom. *Pinça atacando as cidades* Pinça: E agora, quer guerra? Império: Sim!!! Pinça: Não vai atacar meus planetas? Império: Claro que vou, e é isso que eu vou fazer! *Pinça sai correndo* Pinçã: Hi hi, deu certo! Agora como o império é forte, os Armagetrons vão demorar um tempão pra se virar com eles, enquanto eu fujo na boa! Wiimote: Na boa?? Pinça: Sim! Porque? Wiimote: Olhe pra lá. Pinça: OMG! Naves daquele império! Naves daquele império: Olhem, alí está um dos traídores! Vamos meter bala nele! Pinça: Ei, eu estou do seus lados! Olhem, isto é apenas uma fantasia! Eu sou um invasor do império Armagetron! Naves daquele império: Bela tentativa de nos enganar, trouxa. Pinça: Ei espere! Os Armagetrons são Xamãs! Eu posso voltar pro planeta de origem deles sem sofrer danos! *Click* Pinça: Epa, eu não queria usar os fogos de artifício! Esta nave é diferente da do meu império! Naves daquele império: ¬¬ *Click* Pinça: Epa, eu não queria jogar uma jóia rara fora! Naves daquele império: ¬¬ *Click* *Boom!* Pinça: E-Epa, e-eu não queria usar o MiniPulso, hehe. Naves daquele império: ¬¬ Pinça: Melhor eu vazar daqui! Naves daquele império: É MELHOR MESMO! *Boom* *Tsun* *Pom* *Boom* *Tsun* *Pom* *Boom* *Tsun* *Pom* Pinça: Melhor eu ir até aquele planeta antes que a minha nave exploda! *Chega até o planeta* *Nave destruída* Naves daquele império: Pronto! Ele está ferrado! Nave#1: Mas se ele sobreviver? Nave#2: Relaxa, os Armagetrons não tem asas. *Naves saindo do planeta* Pinça: Ainda bem que eu tenho asas! *Voa até a terra* Pinça: Meu aparelho detectou que esse planeta é selvagem. Os animais fazem tudo por extinto, eles não vão ficar com raiva de mim, e além disso, eu tenho vantagem na força. Este é o meu planeta ideal! Wiimote: É, pelo jeito você vai se dar bem mesmo. Pinça: Ei, porque anoiteceu assim tão rápido?? *Pinça olha para tráz* Pinça: ZOMG! É UM ÉPICO! *Pinça vai para um lado* Pinça: OMG! Mais épicos! *Pinça vai para o outro lado* Pinça: E mais épicos! Wiimote: E Pinça descobre que o planeta é habitado por épicos. hAuHUAHaHUAHUAAUHAu Continua!!!!  SHIN GOTOSOO  Nooooossa! Ela está cad vez mais espetacular!  Uma mensagem para o Victor Hugo de Oliveira Pinto, com toda a delicadeza de que sou capaz: PORRA VICTOR, SE OS SEUS POEMAS SIGNIFICASSEM ALGUMA COISA, SERIAM UMA MERDA! Viu só como eu sou fofinha e delicadinha? Um bibelô...  Sabe-se lá o que? Chuvinha pouca... Figurinha repetida também enche álbum, especialmente o álbum dela! por isso eu amo a boca dela... na verdade eu amo ela! Eu te ligo, tá? Obrigada, hein... Isso é porque eu ainda estou sóbria! Fundei um novo Partido de extrema esquerda: Partido da Edificação Internacionalista da Democracia Operária! Tem até um lema: "novos ares para o Brasil!" Os porraloucas da esquerdalha (né, VHOP?) devem ter achado ótimo! Vão gozar com o pau mumificado do Lênin!   Mas, cuidado, tá? Não vai querer fazer um boquete na piroca mumificada do Lênin, porque ela irá se desfazer todinha... e o pó pirocal do Lênin vai fazer você esgasgar! Né, VHOP? E ela era tão agressivamente gostosa, que os homens babavam por ela! Ela fazia fila! Apesar do defeito físico!  Sei lá eu?  vai se fude e vai tomar no cú seu vagabundo vai se fuder  !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!  9uye8uio21poegtq678poiutd56uekjhgfdop´le]8uhsvoerfgdhkjb dvf8dhbfrtdytwkhdfswivtydhkcdrftdjd5dfdi-fuyb ufcejdknçlkdhgofdckldjl tfdgw dfdgwndvbhndkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk  É... Pois é... tô aqui pra fazer mané, mané! Sabe-se lá o que isso significa? E o Batalhão de Tartarugas? Capaz?  Milhares de pessoas escrevendo seria uma forma de desconsolar todo o mundo, com suas insatisfacoes e frustacoes, jamais um macaco escrevendo milhoes de anos conseguiria escrever uma palavra que represente tanto mal. As pessoas enxergam nesse maravilhoso mundo que DEUS criou,somente a parte frustante e nao a parte linda e impressionante.      quero doar 30.000 mil reais  feliz ano novo e tudo de bom   sou o cara   sou o cara   Cara!!! Eu estou ficando velho! A Deusa Erótica da minha juventude é dois meses e meio mais velha que a Presidente da República! Não que a Dilma Rousseff seja exatamente "velha". Longe disso! Eu estou falando pelo cargo:ELA É MAIS VELHA QUE A PESSOA QUE OCUPA A PRESIDÊNCIA DA REPÚBLICA!!! E eu fico aqui pensando: E QUANDO ELA FOR MAIS VELHA QUE O PAPA?  E eu a vi ontem, dia 10 de janeiro de 2012. Ela de vestido... de vestido longo! Até os pés!! A primeira vez, em mais de 40 anos, que eu a vejo de vestido! Brenco e vermelho... 10h e 55min... na feira. O vestido não caiu bem nela... realçou o que ela deveria esconder! Covinha no queixo... deliciosa! cabelo molhado, penteado para trás... ela acabara de sair do banho... Ela no banho!!!   fui  Rua Mearim. Eu a encontrei na Rua Mearim!  Mal saiu do armário e já quer entrar de novo? Porra, Victor, quem foi que te disse que na extrema direita a gayzada é bem recebida? Puta que pariu! Vai sentar no colo do Jair Bolsonaro, caralho!  eu não sou de direita, sou de esquerda        Bonum autem et bonitas divisibiliter decitur ad unum omnia consummante causa bonum quidem esse decimus quod bonitati participat. Si igitur omnia communiter bonum pulchrum "appetunt", idem est bonum et pulchrum, né?  É... pois é... tô aqui pra fazer mané, manééééééééé...  E Ela está cada vez mais gostosa! Ela no Carnaval! Ela de calça branca! ELA! ELA! E qual seu nome? Nem às paredes confesso! Porque, por mais incrível que possa parecer... dela tenho ciúmes!  Danny fucked his mother.  Eu acho que eu não tenho a mínima ideia!  gosto do macacos  09/03 - Happy Birthday Taeyeon! ¡Taeyeon Feliz cumpleaños! Alles Gute zum Geburtstag Taeyeon! Grattis på födelsedagen Taeyeon! Taeyeon Buon compleanno! Taeyeon Joyeux anniversaire! Hyvää syntymäpäivää Taeyeon! Feliz Aniversário Taeyeon! 생일 축하해요 태연! お誕生日おめでとうございます テヨン! 09/03 - Happy Birthday Taeyeon! ¡Taeyeon Feliz cumpleaños! Alles Gute zum Geburtstag Taeyeon! Grattis på födelsedagen Taeyeon! Taeyeon Buon compleanno! Taeyeon Joyeux anniversaire! Hyvää syntymäpäivää Taeyeon! Feliz Aniversário Taeyeon! 생일 축하해요 태연! お誕生日おめでとうございます テヨン! 09/03 - Happy Birthday Taeyeon! ¡Taeyeon Feliz cumpleaños! Alles Gute zum Geburtstag Taeyeon! Grattis på födelsedagen Taeyeon! Taeyeon Buon compleanno! Taeyeon Joyeux anniversaire! Hyvää syntymäpäivää Taeyeon! Feliz Aniversário Taeyeon! 생일 축하해요 태연! お誕生日おめでとうございます テヨン! 09/03 - Happy Birthday Taeyeon! ¡Taeyeon Feliz cumpleaños! Alles Gute zum Geburtstag Taeyeon! Grattis på födelsedagen Taeyeon! Taeyeon Buon compleanno! Taeyeon Joyeux anniversaire! Hyvää syntymäpäivää Taeyeon! Feliz Aniversário Taeyeon! 생일 축하해요 태연! お誕生日おめでとうございます テヨン!     Eu quero tchu , eu quero tchá , eu quero tchu tchaa cjdjgzsdrdfgdfgf FLOOD TIME: KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO KAUE PINTAO   PEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDOPEDRO GORDO  a vida nao e viver mais si saber viver  Incrível! A Deusa é avó! E a neta da Deusa completa hoje, dia 19 de março de 2012, 6 anos! Como pode aquele Espetáculo de Mulher já ser avó?  eu quero jogarrrr agorrraaaaa ggggggggrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrrr   w  oi   me pegaram, eu pensei que ia ter algo pra ver  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES  ... e Ela... que era, há 40 anos, agressivamente gostosa... quando foi que o interesse dos homens por ela começou a diminuir? Será que Ela sentiu a gradual perda de magnetismo sexual que ela exercia sobre a macharia?  4629879  Como eles conseguem aguentar uma mãe tão gostosa como ela? Ela é a mais plena e espetacular justificativa para a existência do incesto! Se eles já transaram com ela, tenho minhas dúvidas... provavelmente não chegaram a tanto. Mas sentir tesão por ela e bater punhetas memoráveis fantasiando foder com ela, eles certamente fizeram! Não seriam humanos se não os fizessem!    E hoje, 24 de abril de 2012, Ela completa mais um ano de vida... quantos anos?... Isso é o que menos interessa... porque as Deusas são, por definição, Eternas!      o anjo de saffy tinha oito anos e meunomae valeria  A verdade é que Lucrécia Bórgia era uma menina boazinha...   E ontem, dia 13 de maio de 2012, eu a vi... 09h20min.  O nome dela? MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. pois é... muito gostosa! E ela bem que poderia fazer uma pequena caridade... DÁ PRA MIM, EMÍLIA! NÃO CUSTA NADA!  O nome dela? MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. pois é... muito gostosa! E ela bem que poderia fazer uma pequena caridade... DÁ PRA MIM, EMÍLIA! NÃO CUSTA NADA!  O nome dela? MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. pois é... muito gostosa! E ela bem que poderia fazer uma pequena caridade... DÁ PRA MIM, EMÍLIA! NÃO CUSTA NADA!  aihsj ahbstahsjskisksiskçaaçaplamlkmnjksnkjnxsjnxjnsxxmncxxxz,mxn,m,mnxxmmx  Os olhos das estátuas são brancos porque elas sonham nuvens...  Quot puncta libet, sulcisque intexere sulcos, flexas catenis impedire virgulas.  E eu já sei que isso que parece ter ocorrido quando haveríamos de ser exatamente aquilo que planejávamos por consequência de certas decisões que no influxo da convergência de todos os que antes de vingarem correram na contra mão da subsequencia de si mesmo e outrora julgava ser aquilo que de fato não pensaria ser, mas ansiava na intercorrência labial de suas idiossincrasias megalomaníacas e desaveriguadas incongruências catastroficas.  Et non necesse est eaden ex integro scribere, cum possis inde quae scripta sunt, mutuari, né?  Et mala vel amputavi vel correxi vel tacui quae vitiata fuerant, correxi breviter adnotavi adnotavimus et miror quomodo e latere adnotationem nostram nescio quis temerarius et amanter et prudenter faceris exemplaria subtrahendo, optime novi sed nihil profuit ista diligentia, né?   No consigo entrar  Verum quia supra promiseram me, si spatium dictandi fuisset, de teraphim quoque breviter disserturum nec quisquam interim interpellator adventi, scito teraphin ab Aquila et quoniam usque ad finem capituli explanatio multiplex sequitur et excipientes iam implevimus ceras, hucusque dictasse sufficiat.  Verum quia supra promiseram me, si spatium dictandi fuisset, de teraphim quoque breviter disserturum nec quisquam interim interpellator adventi, scito teraphin ab Aquila et quoniam usque ad finem capituli explanatio multiplex sequitur et excipientes iam implevimus ceras, hucusque dictasse sufficiat.  Scribibuntur contra me libri ingeruntur omnibus audiendi; et tamen non eduntur, ut et simplicium corda percutiant, et mihi facultatem pro me auferant respondendi. Novum militiae genus, accusare, quod prodi timeas: scribere, quod occultes. Si sunt vera quae scribit, cur publicum timuit? Si falsa cur scripsit? Né?  Sei lá eu?  E fica a pergunta: por onde andará Sarita Catatau?   E tudo começa novamente. Que recomeço! Apenas dois macacos, um macho e um fêmea, no deserto infinito das probabilidades. O nome da macaca é Nada de Tudo e do Macaco é Tudo de Nada. Diria que é mais que um recomeço, é um reencontro.  ,vkrmgmtrkjvtr  tide    tide  E quando Pedro viu Jesus caminhando sobre as águas... Ele botou as mãos na cintura e gritou: "Ô JC, DEIXA DE SACANAGEM E MOSTRA PRA RAPAZIADA O CAMINHO DAS PEDRAS!"  23 de Julho de 2012. Saudade de meus filhos Nicholas, Douglas e Ana. Escutando The Wall, obra de arte do Rock progressivo mundial, vendo "tripl X" na TV. Até que é uma boa produção, mas o tema é desatualizado. Porém quem gosta de filme como Triple X não se preocupa com temática de nada mesmo. Por falar em preocupações: me preocupa muito a sociedade brasileira atual, em que o politicamente correto governa o mundo e cala as pessoas. Escreveu Lauro Augusto de Castro Júnior.  Não sei o que se esconde por trás das estrelas, que me faz pensar diuturnamente nas conexões neurais psico-motoras que unem no inconsciente, a palavra "sacanagem" com ela... O nome dela??? Até parece que vocês não sabem, né, babões... Não lembro o nome dela, só lembro que a primeira letra do nome dele é... MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Não sei o que se esconde por trás das estrelas, que me faz pensar diuturnamente nas conexões neurais psico-motoras que unem no inconsciente, a palavra "sacanagem" com ela... O nome dela??? Até parece que vocês não sabem, né, babões... Não lembro o nome dela, só lembro que a primeira letra do nome dele é... MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  Peço encarecidamente que perdoem este Macaco Brasileiro pela insistência do tema... Sou monotemático? Sim, assumo plenamente! Mas, convenhamos... Uma obsessão de 41 anos (Quarenta e um anos, caríssimas leitoras e caríssimos leitores!) precisa de uma válvula de escape, pois não? Por isso, proclamo aos ventos o nome de minha obsessão: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES. MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  1  1  Bem... a corrente foi finalmente quebrada. A repetição do nome de MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES foi interrompida... Até quando?  Textos virão de profundidades filosóficas até então inauditas... Esperem só porque é verdade verídicamente verdadeira, né?  1  1  1  1  1234567890sou isabelli galvao de camargo e gosto muito de voces tchau  E qundo Jesus foi colocado frente a frente com Pôncio Pilatos, ele ergueu os olhos para o céu e disse, di si para consigo: "Isso vai dar merda!"  E quando Jesus foi colocado frente a frente com Pôncio Pilatos, ele ergueu os olhos para o céu e disse, di si para consigo: "Isso vai dar merda!"  Oto Ornitorrinco e os seus Otorrinolaringologistas.  Enquanto o Homem de Nendental pensava com a cabeça, o Homem Safo já raciocinava com a mentalidade...  1  1  Hoje cheguei a uma conclusão: Deus é definitivamente homem! Macho! Por que? Simples: só um homem seria tão incompetente e faria tanta merda!  1  1  Teraphim quid sit, spatium dictandi fuerit prosequemur. Verum quia supra promiseram me, si spatium dictandi fuisset, de teraphim quoque breviter dissertum nec quisquam interim interpellator advenit, scito teraphim ab aquila...  Et quoniam usque ad finem capituli explanatio multiplex sequitur et excipientes iam implevimus ceras, huscusque dictasse sufficiat... Et ecce tibi noster ausonuis coepit schedulas flagitare, urgere notarios... Ubi ipsos codices quaerimus? Unde aut quando comparamus? A quibus sumimus?  Nunc tamen, quandiu iam consulti amici nondum est desperando responsio, edendam non esse consultationem nostram, quantum quidem in nobis est, puto, quod persuaserim dilectioni tuae, quanquam et ipse non eam solam popssceris, sed adiunctam etiam eius, quem consului responsionem tibi desideraveris mitti, quod utiquE facerem, si haberem. Et ut verius loquar, didymi de multi romae librum in manibus habeo, quem translatum tibi cupio dedicare, ne me aestimes tantumodo dormitare, qui lectionem sine stilo somnum putas.  Hoje... Dia 29 de agosto de 2012. 12h20min. Dia 29 de agosto de 1947... Cidade do Porto, Portugal... Há 65 anos, nascia ela... Aquela que seria a Musa Erótica da minha juventude! 65 anos! Hoje ela completa 65 anos! A partir de hoje, ela pode ser considerada, oficialmente, "idosa"! O nome dela? Peço perdão pela repetição do tema... Ela merece que eu seja monotemático! O nome dela é: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  1  1  20 19 17 14 5 15 2 12 22 16 11... Alaíde Oliveira Alves Feitosa (Patrícia) e Maria das Dores Soares da Costa (Maura)... Por onde andarão elas?  A Beleza de Gina, do Paraíso é uma fonte... A Gina é mais Bela que um iguanodonte!  1  1  O Grande Diálogo dos Patos é uma obra prima da Dramaturgia do século XXI, comparável à obra de Ionesco. Quem diz isso, por favor, não sou eu, este humilde Macaco Brasileiro que ora vos escreve. Quem diz isso é Claudia Schluderpacheru. E ela sabe muito bem do que está falando!  Janeiro de 1980... O que eu vi, quase ninguém viu, além de mim, só o Clodovil.  1  1  Todos nós morremos somente uma vez. Só Alanis Morissette.  Cabeça de Formiga Enlatada! O que o Nabuco foi fazer no mato? Sei lá eu? A Suma Contra os Gentios de Santo Tomás de Aquino é uma obra de uma clareza exemplar, né? E a abelha que leva o cachorro pra passear? Antonio Banderas, bandeira branca que eu quero é paz! E não importa se o pato é macho, eu quero é ovo! Pinelei de vez!  Eu, que venho do fundo da matas virgens brasileiras, Eu,que venho do além do tempo... Eu sou Iguarê, o Índio que Acostuma Tudo!  Santo Tomás de Aquino é considerado um dos maiores pensadores de todos os tempos. Esta fama é devida en grande parte à clareza de sua exposição e de seus argumentos. Vamos, portanto deixá-lo falar, confirmando assim, empiricamente, como seu pensamento é cristalino... Capítulo XI de sua obra "Compêndio de Teologia"... A clareza de seu pensamento dispensa comentários... vamos lá, então:  "Em qualquer ente no qual uma coisa é a essência, e outra, o seu ser, convém que uma coisa seja pelo que é, e outra, pelo que é algo, pois, pelo seu ser, se diz que qualquer ente é, e, pela sua essência, se diz o que ele é.  Donde também deduzir-se qua a definição significativa da essência demonstra o que uma coisa é"  1  1  Ambrosio Donini diz no pé, mas quem samba no pé fica com cheiro de chulé, como dizem os surfistas ufólogos renegados.  1  1  O Marxismo está vivo! Viva o Marxismo - Grouchismo - Harpismo - Chiquismo - Zeppismo - Gummismo, Revolucionário!  1  1  Teoria marxista, teoria do proletariado. Teoria criada por um intelectual burguês para convencer ao proletariado que este é, por si só, revolucionário! Romantismo puro! O proletário quer mais é encher o cu de cachaça com um monte de macho e depois ir pra casa e encher a mulher de porrada!  Porrada não, por favor! Esporrada sim! Na cara, na boca, em toda ela! Ela quem, cara pálida? Quem? Quem será ela? Será que eu preciso dizer o nome dela? Preciso? Tá bom, vá lá: MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  MARIA EMÍLIA DE SOUSA MARQUES.  1  1  20 19 17 14 5 15 2 12 22 16 11 Quem será Jucirema Cardoso Macedo? Sei lá eu? Eu que nem sei bem aquilo que sou, como saberei quem é qualquer quem? Nem sei o que o Nabuco foi fazer no mato... Ó vida, ó azar... Quem se lembra da hiena chorona? Rir de tudo pode ser desespero! Mas mesmo assim eu vou é me esbaldar! Feliz 2013!  Vamos todos homenagear ao Grande Clóvis Bornay, o Eterno Rei da Fantasia e da Ilusão! 


Voltar para a página principal

Envie sua contribuição preenchendo os campos abaixo:


Seu nome ou pseudônimo:

*
Seu e-mail:

Seu texto:

Máximo de 500 caracteres.
 
Data da mensagem:



Obrigado por participar.


Copyright ©  macacos.net